Compartilhe

A tendência de smartphones gaming começou no Razer Phone, lançado no final de 2017. E mesmo que muitos questionem sobre o quanto os usuários estão interessados por isso, fato é que vários fabricantes estão apostando nessa tendência.

A Xiaomi nesse momento trabalha no seu próximo smartphone gaming, mas enquanto ele não chega, o ZTE Nubia Red Magic Mars rouba o protagonismo por ser considerado nesse momento (em janeiro de 2019) o smartphone mais potente do mundo.

Além de ser um smartphone atraente (especialmente para os gamers), ele é o líder do ranking de benchmarks do AnTuTu, e ficará no topo da lista por algum tempo.

 

 

O que torna o Nubia Red Magic Mars diferente dos demais?

 

 

Os smarpthones gaming são modelos top de linha com características específicas e pensadas na performance durante o jogo. O Nubia Red Magic Mars tem vários “pequenos detalhes” que podem fazer a diferença na sua experiência de jogo.

Para começar, o design é bem diferente, inspirado no “Deus da Guerra”, com um impacto visual agressivo e atraente. Além disso, o recurso Red Magic Game Space melhora o desempenho do jogo, eliminando distrações visuais e reduzindo a influência de apps em planos de fundo. O Audio 4D e os efeitos de vibração alternativos aumentam a imersão no game.

Por último, mas não menos importante, o seu desempenho.

 

 

O Nubia Red Magic Mars conta com processador Qualcomm Snapdragon 845, até 10 GB de RAM e tela de 6.2 polegadas (Full HD+). Tudo isso vai entregar uma experiência de jogo que provavelmente nenhum smartphone consegue igualar nesse momento (em janeiro de 2019).

O ZTE Nubia Red Magic Mars vai desembarcar no mercado europeu em 31 de janeiro, com preço sugerido de aproximadamente 400 euros. Um valor simplesmente excepcional para um modelo que promete o máximo de performance para tarefas pesadas.

 

 

Assim como o Xiaomi Pocophone F1 e o OnePlus 6T fizeram (cada um com as suas respectivas proporções), o ZTE Nubia Red Magic Mars é outro dispositivo que levanta a discussão sobre a validade em pagar preços caríssimos por smartphones top de linha. E é mais um produto que nos leva a acreditar que investir montanhas de dinheiro em um smarthone está fazendo cada vez menos sentido nesse momento.


Compartilhe