Um grupo de investigadores de várias universidades uniram forças para investigar a origem dos memes na internet, seus métodos de propagação e alguns dos seus temas.

O estudo utilizou sistemas de reconhecimento de imagens para detectar duplicidades e variantes dos mesmos memes temáticos e muitas ferramentas estatísticas. Comprovaram principalmente como se difundiram no Twitter, Reddit e 4chan (que são onde os memes nascem) e como se agrupam em clusters ao redor dos temas e em usuários específicos. No total, foram analisadas 170 milhões de imagens.

O 4chan e o Reddit são os sites mais propensos a memes com conteúdos de ódio ou racismo, e o Twitter é um ambiente mais tranquilo e neutro (por incrível que pareça). Algumas redes estão muito associadas com os sites em que se publicam (Facebook), ou porque o formato não pode ser de imagens estáticas (YouTube). Mas em quase todas se observam ramificações e variantes de memes, e os dados do estudo são interessantes para os analistas das redes sociais.

Donald Trump é o personagem com mais memes, e a política é o tema mais habitual, o que o torna muito frequente nesse tipo de mídia. Outros memes pontuais podem ter picos de popularidade maiores, mas Trump deve ficar na posteridade por conta dessa poderosa combinação.

 

Via MIT Technology Review