TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Tudo o que você pode fazer com a porta USB do seu roteador | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Dicas, Truques e Macetes | Tudo o que você pode fazer com a porta USB do seu roteador

Tudo o que você pode fazer com a porta USB do seu roteador

Compartilhe

Não sei se você reparou, mas aquele roteador de internet sem fio que o seu provedor instalou na sua casa ou escritório tem (em sua imensa maioria dos casos) uma porta USB. E ela não está lá de enfeite: dependendo da situação em que você se encontra, ela pode ser muito útil.

Neste post, vamos mostrar os diferentes usos que você pode dar para a porta USB disponível no seu roteador. Nem todos os recursos descritos aqui vão funcionar com o equipamento instalado em sua casa, já que vários dispositivos (principalmente aqueles fornecidos pelo seu provedor de internet) contam com limitações.

Por outro lado, vale a pena deixar as dicas para que você teste cada uma delas em sua casa ou escritório, pois sempre será possível descobrir novas funcionalidades que deixam o seu dia a dia algo ainda mais prático.

 

 

 

Carregar outros dispositivos

As portas USB de um roteador servem para carregar outros dispositivos porque elas são energizadas, tal e como qualquer porta similar do seu computador ou adaptador de energia. E isso vale para qualquer gadget, indo do seu smartphone até o seu fone de ouvido sem fio.

Logo, se você não tem um carregador por perto, não está com o seu notebook e o seu smartphone precisa de uma carga extra na bateria, verifique se o roteador tem uma porta USB livre e realize a recarga ali mesmo. Agora, se você deixou o cabo de recarga em casa, aí fica difícil. Me ajuda a te ajudar!

 

 

 

Conectar um disco rígido externo

Aquela porta USB pode ser utilizada para conectar uma unidade de armazenamento externo ou pendrive para transformar aquele mesmo roteador em um servidor NAS improvisado. Isso pode ajudar na hora do sufoco, quando você precisa compartilhar arquivos de emergência com colegas de trabalho ou escola.

Na área de configurações do seu roteador, você vai encontrar uma opção para acesso dos arquivos da memória externa conectada na porta USB do dispositivo via FTP, e isso certamente vai facilitar a vida de muitos usuários que precisam compartilhar arquivos em rede de forma prática e objetiva.

 

 

 

Atuar como um servidor multimídia

Se você conectou aquele HD externo cheio de filmes e episódios de séries de TV na porta USB do roteador, você acabou de criar um servidor multimídia de forma bem prática e simples.

Todos os conteúdos multimídia que estão armazenados na unidade serão acessados por outros dispositivos (computadores, Smart TVs, etc) conectados na mesma rede WiFi do roteador, o que deixa o consumo desse conteúdo algo bem mais prático e objetivo.

 

 

 

 

Um sistema de recuperação de dados

É possível usar o roteador como um sistema de backup periódico, também conectando uma unidade de armazenamento externo naquela porta USB do dispositivo utilizado para acessar a internet em modo sem fio.

Tanto o Windows (via Cópia de Segurança ou Histórico de Arquivos) como o macOS (via Time Machine) permitem realizar esse tipo de operação através dessa combinação.

 

 

Usar um dongle com 4G ou 5G

Alguns roteadores são compatíveis com sistemas de conectividade de internet móvel, e essa pode ser a solução para os problemas de conexão de internet banda larga.

Você conecta o dongle com o chip 4G ou 5G e passa a compartilhar essa internet para a residência ou escritório onde o roteador está, criando uma rede sem fio de forma improvisada.

 

 

 

Conectar uma impressora de forma direta

Com a porta USB do roteador, você pode ter uma impressora sem fio com poucos passos. Basta conectar os dois dispositivos e todos os computadores que estão na mesma rede podem acessar esse periférico e enviar documentos para a impressão em poucos cliques.

 

 

 

Atualizar o roteador

Por fim, a porta USB do roteador existe também para quem quer instalar uma nova versão do firmware do próprio roteador, ou para aqueles que precisam voltar para uma versão anterior desse software que está funcionando melhor que uma eventual atualização.

Essa é a solução para os cenários onde o downgrade não pode ser feito pelo computador, o que ajuda a acabar com aquela sensação de desespero quando tudo dá errado.


Compartilhe