Compartilhe

Como nos últimos tempos a internet sem fio ganhou uma enorme importância para muitos usuários, seguimos oferecendo algumas dicas que podem ser úteis para melhorar a qualidade de conexão do WiFi em sua casa. Ainda mais agora, com os usuários visualizando uma quantidade maior de conteúdos via streaming em alta resolução e jogando videogames online como se não houvesse o amanhã (e pode não haver).

A velocidade do seu WiFi e seu desempenho dependem de muitos fatores. A velocidade contratada pelo provedor de internet, um roteador de qualidade, o tipo de conexão que você tem, os obstáculos que você tem na sua casa (paredes, portas, etc), os vizinhos roubando a sua internet, entre outros fatores.

Nesse post, vamos falar de três coisas que podem afetar a velocidade de sua internet WiFi sem você saber (ou você até sabe quais são elas, mas nunca é demais relembrar, pois a audiência da internet é rotativa).

 

 

 

Não use o roteador em modo de baixo consumo

 

 

Muitos roteadores contam com um modo de baixo consumo para oferecer a internet WiFi ao mesmo tempo que economiza um pouco de energia elétrica na residência ou escritório. Aqui, a experiência é boa o tempo todo, mas sacrifica o alcance e a velocidade de conexão em troca de uma economia de energia que, convenhamos, não faz uma grande diferença na sua conta de luz.

Se o seu apartamento ou escritório é pequeno e você realmente precisa economizar em qualquer coisa na sua vida, o modo de baixo consumo pode ser mais do que bem vindo. Agora, se a sua casa é enorme, esse mesmo modo pode ser um dos culpados pelo baixo desempenho de sua internet sem fio.

A solução? Fácil: desligue o modo de baixo consumo dentro das opções do seu roteador, e seja um ser humano mais feliz quando conectado na internet.

 

 

 

Longas distâncias reduzem a velocidade

 

 

Está, de certo modo, relacionado com o item anterior. Se o sinal WiFi precisa percorrer uma longa distância porque a sua casa ou o escritório são enormes, certamente a velocidade de conexão ou a potência do sinal serão afetadas.

Um roteador é sim projetado para enviar o sinal em longas distâncias. Porém, o seu mundo perfeito pede que não existam obstáculos para esse sinal chegar forte e mais longe. Mas a sua casa pode não ser o mundo perfeito para esse roteador, e o sinal vai chegar fraco e sem potência no cômodo que você precisa.

Aqui, não existe uma regra absoluta sobre a questão. O alcance de uma conexão sem fio depende de muitas coisas, como a potência das antenas por exemplo. Porém, o posicionamento do roteador pode afetar e muito na potência do sinal e na velocidade de conexão.

A solução? A mais simples e eficiente (e gastando o mínimo de dinheiro) é colocar o roteador em uma posição central, ligeiramente elevado e orientar bem as antenas. Se não resolver, considere a compra de repetidores WiFi.

 

 

 

Se preocupe com barulhos na placa-mãe

 

 

Não é tão comum quanto parece, mas é bem importante.

Se a placa-mãe do seu PC ou notebook conta com uma solução integrada para a rede WiFi, um ruído elétrico pode aparecer, e isso pode sim afetar a velocidade de sua conexão.

Esse comportamento anormal não é frequente nos computadores atuais, mas para equipamentos relativamente mais antigos, tal sintoma pode se fazer presente. E isso pode indicar um problema no hardware, mesmo quando a conexão de internet está funcionando bem, tudo está configurado corretamente e o seu computador está próximo do roteador. Com tudo isso, a velocidade do seu WiFi não é boa. E nesse ponto, é hora de fazer alguma coisa.

A solução? A mais simples é comprar um adaptador de rede externo, com conexão USB 3.0. Vale a pena fazer o pequeno investimento, pois pode evitar a troca da placa-mãe ou da placa de rede, o que pode ser algo mais caro e mais complexo.


Compartilhe