TargetHD.net | Notícias, Dicas e Reviews de Tecnologia Trabalhar quatro dias por semana traz benefícios para empresas tecnológicas | TargetHD.net Press "Enter" to skip to content
Wetten.com Brasil Apostas
Você está em | Home | Notícias | Trabalhar quatro dias por semana traz benefícios para empresas tecnológicas

Trabalhar quatro dias por semana traz benefícios para empresas tecnológicas

Compartilhe

Ser dono do próprio negócio tem suas vantagens e desvantagens. Por um lado, é difícil ser disciplinado e estabelecer horários para trabalhar. Por outro lado, quando essa disciplina é alcançada, fica mais fácil estabelecer quando você vai trabalhar.

Nos últimos anos, decidi que minha jornada de trabalho no TargetHD.net é composta por cinco horas diárias de produção de conteúdo em texto, quatro dias por semana. Ou seja, meus finais de semana são de três dias (de sexta-feira a domingo), e isso está se tornando uma tendência global.

Alguns países decidiram realizar testes com a semana de quatro dias laborais, e os primeiros resultados mostram que ela pode sim funcionar, principalmente para as empresas de tecnologia.

 

Como o experimento aconteceu?

Mias de 70 empresas e organizações do Reino Unido estão testando entre junho e dezembro de 2022 a semana laboral de quatro dias e sem perda de salário para os seus funcionários. Este é o maior experimento deste tipo no planeta, e faz parte do projeto 4 Day Week Global, que também inclui testes menores na Irlanda, Estados Unidos, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Israel.

Também participaram do estudo empresas e entidades diretamente relacionadas com o mundo da tecnologia, envolvendo mais de 3.300 profissionais que estão recebendo 100% do salário trabalhando 80% do tempo por mês. Em troca, os empregados se comprometem a manter os 100% da produtividade durante o período estabelecido.

 

As primeiras conclusões são positivas

Pelo menos 86% das organizações envolvidas no estudo afirmam que provavelmente vão manter a semana de trabalho de quatro dias após o fim do programa piloto em novembro. Em 49% das empresas detectou-se uma maior produtividade, e em 46% o ritmo de trabalho se manteve estável, que era o mínimo exigido dos funcionários.

Ou seja, em 95% dos casos, a produtividade foi igual ou melhor do que aquela alcançada nas semanas com cinco dias de trabalho.

78% dos diretores das empresas afirmam que a transição para os quatro dias de trabalho “foi boa ou sem problemas”, e 88% afirmam que os horários nesse esquema funcionam bem. Sem falar na economia que os funcionários fizeram com transporte e cuidado com os filhos.

E eu me sinto muito feliz em perceber que faço parte de uma tendência que está se tornando cada vez mais popular ao redor do mundo. Trabalhar quatro dias e descansar três me deixou mais produtivo em diferentes níveis, melhorando a minha qualidade de vida e a minha produção de conteúdo para os blogs.

 

Quem não quer aderir aos quatro dias de trabalho por semana?

Não existe uma unanimidade sobre o tema. Até porque toda unanimidade é burra.

Dea cordo com Joe O’Connor, CEO da 4 Day Week Global, pelo menos um de cada cinco empresários abandonam o formato de quatro dias de trabalho por semana, sendo que mais da metade dos desistentes o fazem durante a fase de planejamento prévio. Ou seja, desistem antes mesmo de tentar o novo sistema.

Quem desiste acaba alegando que é um duplo desafio realizar mudanças nas normas dos funcionários e da empresa como um todo e, ao mesmo tempo, eliminar os processos de trabalho para manter o mesmo desempenho em quatro dias.

Além disso, foi detectado que os dirigentes que desistem durante a fase de planejamento prévio porque basicamente esses chefes acabam se acovardando diante do desafio do novo e das mudanças que virão. Esses executivos tendem a resolver todos os problemas e questões pendentes antes de realizar os testes, e acabam perdendo a paciência durante o processo.


Compartilhe