Compartilhe

A Huawei pode estar enfrentando sérios problemas nos Estados Unidos, mas aqui no Brasil fecha parcerias relevantes. Por exemplo, a TIM iniciou os testes da sua rede 5G (na frequência de 3.5 GHz) em Florianópolis (SC), com o objetivo de desenvolver um centro de referência na cidade para oferecer os serviços na rede de próxima geração pensando especialmente na Internet das Coisas e iniciativas conectadas.

O produto tenta abraçar áreas onde a inovação e a conectividade podem andar de mãos dadas no futuro, em áreas como o Cidades Inteligentes, Indústria 4.0 e Agricultura inteligente. O projeto é o resultado da parceria entre TIM, Huawei e a fundação CERTI (Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras).

Os testes foram anunciados durante o Painel Telebrasil 2019, que acontece em Brasília. O primeiro leilão do 5G brasileiro só será realizado pela Anatel em março de 2020, e a TIM prevê que a rede móvel de nova geração só vai entrar em operação comercial (para o consumidor final) por aqui em 2021. A ideia da operadora é ser pioneira e líder no 5G no Brasil, tal e como largou na frente na Itália, onde a Telecom Italia (que detém a marca TIM) já instalou redes 5G nas cidades de Turim, Bari e Matera, assim como na república de San Marino, que é (tecnicamente falando) o primeiro país do mundo a receber a cobertura das redes 5G.

 

 

Florianópolis vai se transformar em uma ‘cidade-laboratório’ do 5G

 

A TIM fechou a parceria com a Huawei, apesar do bloqueio comercial imposto contra a empresa nos Estados Unidos. As operadoras brasileiras Claro e Oi devem manter as parcerias comerciais já estabelecidas com a fabricante chinesa, com a Nokia e com a Ericsson, pois qualquer mudança nesse sentido pode ser uma grande dor de cabeça para as operadoras envolvidas.

O 5G ainda não é viável no Brasil, pois mesmo com velocidades superiores a 1 Gb/s, ela precisa atender dispositivos móveis e a Internet das Coisas. Ou seja, precisa estar preparada para ter vários dispositivos conectados ao mesmo tempo na mesma rede. As parcerias estabelecidas pela TIM tem como objetivo inclusive simular essa situação.

Florianópolis vai se transformar em uma ‘cidade-laboratório’ do 5G, que pode estimular o desenvolvimento de novas tecnologias e soluções. Será possível conectar os postes da cidade com a nova rede para uma cobertura completa do município e, a partir daí, novas tecnologias são implementados, como soluções de reconhecimento facial, estacionamento inteligente, entre outros.

 

Via Tecnoblog


Compartilhe