Compartilhe

Já foi bom. Não é mais.

Eu fui um feliz usuário do muito desejado TIM Beta, plano pré-pago pensado nos usuários que comiam, bebiam e respiravam internet em qualquer lugar. Quando o plano foi lançado, ele foi mais procurado do que Coca-Cola gelada no deserto, pois era simplesmente o plano (quase) perfeito.

Não ter fidelidade com a operadora e um pacote de dados generoso é o que muita gente precisava para ser feliz. E é realmente muito difícil consumir os 20 GB de dados mensais do TIM Beta. A maioria dos usuários não consegue.

Porém, o tempo passou, a internet evoluiu, e o plano ficou desatualizado. Os 20 GB podem ser consumidos com relativa facilidade, a concorrência se aproximou com planos igualmente interessantes (e nem precisava ser um plano pré-pago) e o fato da TIM subir os preços do plano sem acrescentar qualquer tipo de atualização não ajuda em nada.

Pelo contrário. Só atrapalha.

 

 

TIM Beta vai subir de preço (de novo)

A partir do dia 27 de fevereiro, o custo de recarga do TIM Beta passa de R$ 55 para R$ 60. A operadora já está notificando os usuários via SMS. Com o aumento, os planos continuam os mesmos, ou seja, 10 GB e 20 GB. O sistema de adesão do plano continua o mesmo: através de convites.

Os planos continuam os mesmos: diário, semanal ou mensal. E, repito: com os mesmos planos. Só ficou mais caro.

No plano diário, são chamadas ilimitadas, (sem roaming), 100 MB de dados por dia e a assinatura do plano TIM Geek Premium. Já no plano semanal, você recebe 1.5 GB por semana, 100 minutos de ligações, SMS ilimitados e streaming de música. Por fim, o plano mensal garante 10 GB de dados, 600 minutos ligações, SMS e Deezer.

Você se torna TIM Beta LAB com recargas e conexões nas redes sociais, e garante os 20 GB de dados e 2.000 minutos de ligações.

 

 

Reajuste de 10% em um plano desatualizado

Com o passar do tempo, o TIM Beta foi ficando defasado. E não dá para saber se foi falta de visão da operadora, ou se foi feito de propósito para as pessoas desistirem do plano. Qualquer operadora concorrente oferece propostas similares ou melhores nos planos pré-pago ou controle (em alguns casos, o plano controle aceita vários formatos de pagamento), oferecendo redes sociais de graça (sem consumo de franquia) e chamadas ilimitadas, algo que o plano da TIM não oferece.

Sem falar que a TIM já avisou que as ofertas semanais e diárias vão passar por atualizações. Ou seja, até mesmo os clientes dos planos menores vão receber algum tipo de reajuste nos valores pagos pelos planos. E um aumento sem qualquer tipo de benefício adicional é a pior coisa que pode acontecer nesse momento.

Resultado: vários clientes que já receberam o alerta que seus planos vão sofrer reajustes já estão inconformados na internet, reclamando muito no Twiter. E com toda razão.

Apenas recapitulando o histórico de reajustes do TIM Beta: em julho de 2018, o serviço recebeu um aumento de 10%, saindo de R$ 50 para R$ 55. Agora, um ano e meio depois, temos mais um aumento de quase 10%, um valor que é maior do que a inflação acumulada no período.

TIM… isso aí é fazer diferente?

 

 

Via Minha Operadora


Compartilhe