Wetten.com Brasil Apostas
Home » Internet » TIM abre guerra contra as chamadas de voz pelo WhatsApp

TIM abre guerra contra as chamadas de voz pelo WhatsApp

Compartilhe

Faz algum tempo que estou dizendo aqui no blog que a TIM está doida para acabar com os seus planos pré-pago que ainda oferece. Aliás, os executivos da operadora já deixaram isso claro no passado, e as medidas tomadas apontam para esse caminho. Só não sabia que parte dessa estratégia passava por abrir uma guerra declarada ao WhatsApp.

A partir do dia 31 de julho de 2020, todos os planos da TIM passarão a cobrar pelos dados utilizados nas chamadas de voz e vídeo via WhatsApp. A medida é válida para os clientes dos planos pré-pago TIM Pré Top e TIM Beta, TIM Controle e pós-pago TIM Black.

A TIM anunciou a mudança no regulamento de uso de aplicativos de mensagens instantâneas em seus planos, e além do WhatsApp (ao que tudo indica), Facebook, Twitter, Instagram e Telegram também foram afetados por essa mudança.

 

 

 

Nada de chamadas de voz ou vídeo via WhatsApp na TIM

 

Segundo o regulamento, a partir do dia 31 de julho de 2020, os serviços de chamadas de voz e vídeo por IP para o WhatsApp serão descontados do pacote de internet do usuário. Todas as funcionalidades que envolvem o envio ou o recebimento de mensagens (incluindo áudio, vídeo, textos e fotos que são anexadas nas mensagens) seguem sem consumo da franquia principal… (e aqui temos mais uma péssima notícia, para deixar tudo ainda mais confuso) até o dia 10 de agosto de 2020. Depois disso, essas funcionalidades do aplicativo de mensagens instantâneas também devem ser descontadas do pacote de dados do usuário.

Seria esta uma estratégia da TIM para “estimular” (eu não quero usar os termos “forçar” ou “obrigar”) os usuários a utilizarem mais os seus serviços de chamadas de voz? Ou é apenas uma decisão infeliz da operadora, que reduz as possibilidades de uma comunicação mais próxima entre usuários, especialmente nesse momento em que enfrentamos uma série de problemas?

Outro sinal que a TIM quer mesmo se livrar dos usuários de planos pré-pago é o polêmico aumento do TIM Beta. A versão atualizada do regulamento desse plano já conta com o novo valor de R$ 60,00 por mês de uso. Esse aumento está anunciado desde fevereiro de 2020, mas até agora segue cobrando R$ 55,00 pelo serviço. O TIM Beta Mensal segue sem reajustes… por enquanto.

A confusão aumenta quando olhamos com mais detalhes para os novos termos dos planos, que indica que o uso dos recursos de outras redes sociais como Facebook, Instagram, Twitter e Telegram também podem ser cobrados dos usuários a partir de agosto. E se isso realmente acontece, dá para prever um êxodo de um grande número de usuários que vão buscar outras alternativas que oferecem uma melhor relação custo-benefício.

A TIM informa em comunicado que as mudanças de cobranças de tarifas nas mensagens de voz e vídeo só vão acontecer nos casos do WhatsApp e do Facebook Messenger, e que o acesso ilimitado para as demais redes sociais está mantido.

 

Com a palavra, a dona TIM?:

“A empresa informa que começou a comunicar seus clientes de diferentes segmentos, seguindo o prazo regulamentar sobre mudanças no uso dos aplicativos de mensagem inclusos promocionalmente nas ofertas, conforme descrito no regulamento das mesmas.

A partir de 31 de julho, as chamada de voz e vídeo realizadas por meio do WhatsApp e Messenger passarão a ter seu tráfego de dados descontado dos pacotes de internet de cada plano.

O envio de mensagens de texto, fotos, vídeos e áudios nesses, e nos demais aplicativos, segue ilimitado e os planos oferecem ainda ligações ilimitadas locais e DDD (com uso do código 41) para números de qualquer operadora do Brasil.”

 

 

Via Tecnoblog, Minha Operadora


Compartilhe