Compartilhe

Um telefone via satélite é um telefone celular que se conecta diretamente a um satélite de telecomunicações e fornece serviços de voz, SMS e Internet de banda estreita (2,4 a 9,6 kbps). Sua principal vantagem é obter uma cobertura em qualquer lugar do mundo, por mais remoto que seja.

Dependendo da arquitetura da rede de satélites, podemos obter cobertura global ou regional. No primeiro grupo, encontramos empresas como Inmarsat, Globalstar e Iridium, que lançaram os famosos modelos de telefones 9555 e 9505A no passado. Hoje, vamos falar de um fabricante que oferece cobertura regional, a Thuraya, que agora propõe o primeiro telefone via satélite e GSM com sistema operacional Android: o Thuraya X5-Touch.

 

 

Com Android, mas na versão Nougat

 

 

Como é comum neste tipo de telefone, o Thuraya X5-Touch não conta com um design estilizado, mas possui certificação IP67 para resistência à água e poeira, além da proteção militar MIL-810-G/F. Além disso, sua tela Full HD de 5,2 polegadas possui Corning Gorilla Glass e está pronta para uso com luvas.

Na sua ficha técnica, encontramos o processador Snapdragon 625 de oito núcleos, 2 GB de RAM, 16 GB de memória eMMC (expansível com um cartão micro SD de até 32 GB) e o Android Nougat 7.1.2 (isso mesmo que você leu).

 

 

Na parte fotográfica, encontramos uma câmera traseira de 8 megapixels e uma câmera frontal de 2 megapixels, enquanto sua bateria de 3.800 mAh promete até 11 horas de conversação e 100 horas em standby.

 

 

O Thuraya X5-Touch também possui um botão SOS dedicado, função Dual SIM e acesso a redes GSM/LTE, além de cobertura por satélite Wi-Fi, Bluetooth NFC e GSM, embora a estrutura de satélites da Thuraya não abrange a América do Norte e a América do Sul (para essa área, você precisa de um telefone que acesse as redes Iridium ou Inmarsat).

 

 

Ao contrário do que possa parecer ver suas especificações, o Thuraya X5-Touch não pode ser considerado um telefone barato, pois custa US$ 1.250.

Por outro lado, você pode contar com uma infinidade de acessórios, entre os quais encontramos carregadores de viagem, baterias sobressalentes, cabos, capas, etc. É ainda compatível com repetidores internos e com um carregador solar.

 

 

Via ZDNet


Compartilhe