Compartilhe

A crise sanitária global afetou a vários setores de todos os segmentos de mercado, alterando de forma sensível os hábitos dos consumidores. Como o confinamento está valendo em vários países do planeta até hoje (inclusive no Brasil, apesar dos fatos recentes não deixarem essa impressão), as tendências de compra mudaram muito em relação ao antigo normal.

Todo esse comportamento de coletivo afetou a alguns setores de forma bem mais sensível e beneficiou a outros segmentos. Por exemplo, os eletrodomésticos voltados para a limpeza da casa, como é o caso dos aspiradores de pó portáteis e/ou verticais (por exemplo), registraram um forte aumento de vendas. Já o setor de smartphones sofreu uma natural e acentuada queda, já que nesse momento os usuários não pensam na compra ou troca do telefone móvel.

De acordo com os dados da Gartner, no primeiro trimestre de 2020, foi registrada uma queda histórica de 20.2% nas vendas de smartphones, em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Porém, nem todos os setores de tecnologia registraram quedas de vendas. Pelo menos um segmento se deu muito bem com o isolamento social e a necessidade de cuidar ainda mais da saúde durante o confinamento: os relógios inteligentes.

 

 

 

Huawei, Samsung e Garmin em alta

 

 

De acordo com a Canalys, apesar de todos os problemas que o mundo sofreu no primeiro trimestre de 2020, as vendas de smartwatches cresceram 12% em relação ao mesmo período de 2019.

O número é muito menor que o crescimento registrado pelo setor no ano passado (48%), mas ainda são boas notícias, levando em consideração todo o cenário internacional que vivemos com essa crise sanitária que ainda não acabou (é sempre bom deixar isso bem claro para as mentes mais inconscientes sobre tudo o que estamos vivendo nesse momento).

As marcas que registraram o melhor desempenho no segmento de relógios inteligentes durante o primeiro trimestre de 2020 foram Huawei, Samsung e Garmin. E, apesar da Apple seguir liderando o mercado, foram as três marcas mencionadas antes que registraram um maior crescimento de um ano para outros.

De forma mais específica, entre os meses de janeiro e março de 2020, foram vendidos 14.3 milhões de smartwatches ao redor do mundo. A Apple ainda tem a maior cota de mercado, com vendas de 5.2 milhões de unidades entre os diferentes modelos de Apple Watch ao redor do mundo. Porém, mesmo assim, a marca registrou uma queda de 13% no seu crescimento em um ano.

A segunda posição é da Huawei, com 2.1 milhões de unidades vendidas e um crescimento de 113%, seguida da Samsung (1.8 milhão, +46%) e da Garmin (1.1 milhão, +39%). Na quarta posição está a Fitbit (900 mil unidades, -21%).

Também merecem destaque os fabricantes asiáticos, como Xiaomie Oppo, que registraram vendas maiores por conta do aumento da demanda de relógios inteligentes na China.

De acordo com o Canalys, é esperado que até o final de 2020 as vendas de relógios inteligentes alcancem os 150 milhões de unidades em todo o mundo. Uma mostra clara que este segmento ainda será muito procurado pelos usuários, especialmente depois do chamado ‘novo normal’, quando muitos de nós vão precisar perder os quilos acumulados no isolamento social.

 

 

Via Gartner, Canalys, Android Police


Compartilhe