A Estação Espacial Internacional (ISS) é um centro de pesquisas no espaço, que tinha 109 metros de largura e 88 metros comprimento. Recentemente ela comemorou 20 anos de vida, e o astronauta alemão Alexander Gerst encontrou nela algo que nos ajuda a compreender a sua antiguidade.

Em uma mensagem no Twitter, Gerst publicou uma foto onde vemos flutuando uma série de disquetes onde podemos ler nas etiquetas “Norton Utilities para Windows 95/98”.

Alguns dos disquetes tinham o logo da NASA impresso na etiqueta, e o astronauta afirma que os encontrou em um armário da ISS, e que provavelmente levava muito tempo sem ser revisado.

 

 

Os disquetes estão marcados com duas palavras: Shep e Sergei, que se refere aos astronautas William Sheperd e Sergei Krikalev. Os dois viajaram na Expedition 1, a primeira expedição que viveu na ISS. Ou seja, os disquetes com o software do Windows 95 estão no espaço há 18 anos.

Chama muita a atenção que ninguém se deu conta que os disquetes estavam no armário esse tempo todo. Também me pergunto se alguma equipe da ISS tinha algum leitor de disquete para realizar a leitura deles.

Se Gerst encontrou esses disquetes, é provável que a Estação Espacial Internacional ainda tem tesouros escondidos que fizeram parte de expedições anteriores.

 

Via @Astro_Alex