Wetten.com Brasil Apostas
Home » Software » Tela Azul da Morte do Windows poderia ser melhor…

Tela Azul da Morte do Windows poderia ser melhor…

Compartilhe

A Tela Azul da Morte (Blue Screen of Death, ou BSOD) está nas nossas vidas há pelo menos 22 anos. Até Bill Gates teve que se deparar com ela em uma conferência da COMDEX, enquanto apresentava as novas características do Windows 98, e esse momento se tornou algo histórico.

Essa tela pode aparecer para você quando acontece um erro crítico do sistema operacional, o que obriga a reinicialização do equipamento. É correto dizer que não existe um único usuário regular do Windows nas últimas duas décadas que não tiveram o desprazer de encarar uma BSOD, mas poucos podem entender e gerenciar o problema diante da forma em que a Tela Azul da Morte apresenta a informação: em modo texto, e de forma que apenas os mais experientes em informática conseguem compreender os seus códigos.

A Microsoft está procurando maneiras de apresentar os erros críticos do sistema operacional de forma mais amigável no Windows 10, simplificando o processo de diagnóstico, a solução dos problemas que causam as falhas e, de um modo geral, melhorando a estabilidade do software em relação ao hardware, para assim evitar que as falhas críticas aconteçam e, por tabela, a tal tela problemática apareça para o usuário.

A gigante de Redmond também adicionou um sistema de QR Codes que permite ao usuário acessar de forma direta os recursos necessários para solucionar o problema específico que causou o bloqueio do computador. Mesmo assim, a Tela Azul da Morte segue viva no Windows 10, tal e como aconteceu com a última atualização acumulativa KB4541335. E a má notícia é que a BSOD continua tão horrível como sempre foi.

 

 

 

A Tela Azul da Morte poderia ser mais amigável

 

 

Uma postagem no Reddit propõe a mudança da aparência dessa tela, para deixá-la mais amigável e facilitar a sua compreensão para os usuários mais leigos. A primeira parte seria possível aplicando o efeito acrílico do Fluent Design com o qual a Microsoft está utilizando para renovar a estética do Windows 10, onde dessa forma é possível aplicar os modos claro e escuro.

A segunda parte dessa problemática será um pouco mais complicada, e passa por melhorar a informação que é exibida na tela. Não é uma tarefa fácil. Quando a BSOD aparece, o sistema operacional fica suspenso e bloqueado, e não é possível abrir uma interface visual ou acessar informações diretas da falha no equipamento. O que é possível é melhorar o tipo de código exibido para deixá-lo mais descritivo, ou ampliar o tipo de reinicialização.

Por outro lado, a Microsoft poderia publicar uma grande biblioteca online onde explicaria (de modo que qualquer usuário do Windows possa entender) qual foi a causa do erro, oferecendo um guia para reparar a falha e, principalmente, para tentar impedir que o erro não se repita. Também pode oferecer informações mais claras se a falha foi provocada por um problema de hardware ou de software, ou se foi causado por algum aplicativo ou serviço específico, se há uma solução comum, se aconteceu antes em outros computadores (incluindo modelos específicos de marcas), etc.

 

 

A Tela Azul da Morte é terrível por natureza, mas não seria nada mal se o seu entendimento e processo de reparação fossem mais amigáveis.

 

 

Via Reddit, MSPowerUser


Compartilhe