E esse smartphone da Tectoy, hein?

Compartilhe

Os mais veteranos se lembram da Tectoy por causa de brinquedos como o Pense Bem (o meu primeiro “computador”, já que era isso o que meus pais poderiam oferecer na época) e os primeiros videogames da SEGA no Brasil, principalmente os lendários Master System e Mega Drive. E que bons tempos eram aqueles.

Hoje, a Tectoy ainda lança versões retrô desses consoles, mas está diversificando o seu portfólio de produtos, apostando em acessórios para games, computadores e smartphones. E agora pega todo mundo de surpresa com o seu primeiro smartphone, o Tectoy On.

Nada surpreendente ver a Tectoy se aventurando no mercado de telefonia móvel. Todos os principais fabricantes brasileiros de tecnologia decidiram surfar nessa onda. E depois que até a Gradiente lançou o Iphone por aqui, entendo que está liberado para todo mundo tentar.

 

 

 

Como é esse Tectoy On?

 

 

Um nada surpreendente smartphone de linha média.

O Tectoy On aposta no terreno seguro, entregando um telefone com design sóbrio, que poderia muito bem se passar por um intermediário da Xiaomi ou da Huawei, com preço sugerido de R$ 1.999 e características que se alinham com telefones de sua categoria (ou um pouco menos, quando olhamos de forma mais incisiva para os detalhes do dispositivo).

Na prática, o Tectoy On é fruto de uma parceria entre essa empresa com a chinesa TCL Technology, que atua como fornecedora do telefone. Ou seja, a fabricante do Master System não fabricou nada aqui. Pode no máximo ter montado tudo em sua fábrica. O papel da Tectoy aqui é mais de fornecedor.

Além disso, o Tectoy On é basicamente o Alcatel 3L, modelo fabricado pela TCL, mas com outro nome. Logo, não chega a ser uma surpresa para o nosso mercado a presença do dispositivo em si, mas sim em ele chegar por aqui com a marca do Pense Bem por trás do modelo.

O Tectoy On tem alguns diferenciais que eventualmente podem chamar a atenção dos usuários que contam com esse orçamento, como a câmera tripla capitaneada pelo sensor de 48 MP, sensor frontal de 8 MP, processador octa-core (cujo modelo não foi revelado, mas quando isso acontece normalmente é um modelo da MediaTek), trabalhando com 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento.

É o mínimo que se pede de um dispositivo de linha média.

Além da tela HD+ de 6.22 polegadas, outros dois pontos de destaque do Tectoy On está na parte de conectividade, com o NFC e o Bluetooth 5.0, recursos que são um pouco mais avançados do que se espera dentro da faixa de produtos de linha média. O modelo ainda recebe leitor de impressões digitais e botão dedicado ao Google Assistente.

 

 

 

Fone Bluetooth no kit de venda

 

 

Outro diferencial do Tectoy On em relação aos seus concorrentes é contar com fones de ouvido Earbuds Bluetooth no kit de venda do dispositivo. Não foram revelados detalhes sobre os fones, mas sabemos que ele conta com case de recarga na cor preta com conector micro USB (o mesmo do smartphone).

O case (e os fones) seguem o padrão Apple AirPods de design, mas não deixam de ser interessantes na proposta. Como não sabemos qual é a autonomia de bateria e a qualidade de áudio desses fones, ficamos na dúvida se eles realmente se justificam. Vamos esperar pelos primeiros testes.

 

 

 

Vale a pena?

 

Não testamos o Tectoy On. Logo, não podemos dizer se ele é bom ou não. Vamos ficar na espera pelos primeiros testes, mas é preciso dizer desde já que os R$ 1.999 cobrados por ele nos levam a crer que este será um dispositivo bem básico e, se ele não entregar uma experiência de áudio satisfatória, a emenda pode ficar pior que o soneto.

Mas esperamos pelas primeiras avaliações do produto por parte dos usuários e, quem sabe, a chance de testar o modelo no futuro.

 

 

 

Tectoy On: ficha técnica

 

Tela: IPS HD+, 6,22 polegadas, proporção 19:9
Processador: octa-core (fabricante não revelado)
RAM: 4 GB
Armazenamento: 128 GB
Câmera traseira principal: 48 megapixels
Câmera frontal: 8 megapixels
Bateria: 4.000 mAh
Sistema operacional: Android 10
Outros: micro USB, Bluetooth 5.0, NFC, leitor de impressões digitais na traseira, botão Google Assistente, carregador de 10 watts, Earbuds Bluetooth.

 

 

Via Reuters, Tectoy


Compartilhe