Compartilhe

GPT-2 é o nome de um algoritmo que consegue realizar ações complexas de linguagem, como elaborar textos completos baseados em apenas uma frase. O conceito preocupa a OpenAI, mas os desenvolvedores independentes não demoraram nada para desenvolver ferramentas baseadas nesse conceito.

Adam D King, engenheiro de aprendizagem automática, desenvolveu a Talk to Transformer, uma ferramenta que pode gerar textos baseados em frases indicadas pelo usuário. Sua principal limitação no momento é que o algoritmo só pode interpretar o texto quando escrevemos a frase em inglês.

 

 

Uma coerência que assusta

 

 

A Talk to Transformer se descreve como uma moderna rede neuronal que completa os textos que escrevemos, e na sua página já tem um alerta que a linguagem gerada pode chega a ser ofensiva, sexual ou imprópria.

Uma parte residual do GPT-2 foi utilizada para criar essa ferramenta, mas é mais que suficiente para entregar textos coerentes a partir da frase indicada, com textos bem desenvolvidos. Para utilizar a ferramenta, basta escrever uma frase e clicar no botão de gerador de textos para que a inteligência artificial faça todo o trabalho sujo.

Para um texto onde a frase indica que estamos trabalhando em casa, o resultado é o seguinte:

“I am working at home. That is why my children sleep at my side. This is my life. The people are my friends and I am not doing anything that will make them mad”

 

 

Se escrevemos algo relacionado com música, filmes e séries (“Eu adoro Avengers” foi a frase base), o texto produzido foi o seguinte:

“I love Avengers. My wife, my best friend, and myself have come to realize that I have a passion for writing the comic strips I love so much and the comic books that shape our favorite characters. I love the process of creating these comics and the people I develop them with and the fun that I get out of it”.

A rede baseada em GPT-2 funciona prevendo qual será a próxima palavra de um texto, para gerar o conteúdo palavra por palavra. Porém, ela aprende sozinha a traduzir idiomas e responder perguntas, o que abre as portas para mais ferramentas e novas funções no futuro.

Por enquanto, o algoritmo ainda não está pronto ou completo, mas já mostra claramente qual é o seu potencial.

 

Via Talk to Transformer, Reddit


Compartilhe