Arquivo para a tag: xbox live

Revenderia seu jogo digital para a Xbox Live por 10% do seu valor?

by

xbox-games

A Microsoft fez uma enquete com os usuários do Xbox Live se eles estariam dispostos a revender seus jogos digitais para a loja do Xbox, recuperando 10% do seu valor em créditos na mesma loja.

As cópias físicas de videogames sempre foram fundamentais para o mercado de segunda mão, permitindo que os gamers que terminaram alguns jogos ou se cansaram deles pudessem revendê-los em lojas, estabelecimentos ou sites de compra e venda e até redes sociais para que outros gamers possam jogar esses mesmos títulos.

Nas cópias digitais, isso desaparece, já que você não pode transferir para outros usuários a titularidade de um jogo adquirido. A Microsoft então quer abrir as portas para essa opção, onde obviamente quem lucra com isso é a própria Microsoft.

xbox-customer-survey

Tudo bem, 10% do valor de um jogo pode não parecer muito, mas para muitos jogadores é melhor do que nada. Podem assim obter créditos para a Xbox Live, podendo utilizá-los na aquisição de outros jogos e conteúdos complementares aos jogos, recuperando assim parte do investimento feito no jogo original.

Temos que levar em consideração que, para muitos gamers, tem um título na lista de adquiridos na Xbox Live e não ter o menor interesse em jogar aquele jogo pode significar ter o seu dinheiro lá parado, e isso representa para muitos gamers um prejuízo direto. Logo, ter uma rentabilidade ou benefício em função de jogos que não são utilizados pode valer a pena.

A medida pode ser bem vinda para os usuários do Xbox One, que desse modo podem revender os jogos que já não jogam para reaproveitar esses créditos em outros jogos. Para a Microsoft, o benefício seria precisamente o de impulsionar a compra de mais jogos com a ajuda desses créditos que “presentearia” aos usuários, mas por enquanto tudo é apenas uma enquete feita pela gigante de Redmond.

Se aprovada, pode ser uma mudança significativa no funcionamento da loja do Xbox.

Via Slashgear

Xbox One quebrou recordes de vendas durante a Black Friday

by

xbox-one-loja

A Microsoft informa que tanto o Xbox One como a loja digital Xbox Store bateram recordes de vendas na semana da Black Friday.

A empresa atribui este sucesso a diversos fatores, como a popularidade do Xbox One, o extenso catálogo de jogos exclusivos, os atrativos pacotes de vendas do console (com um ou vários jogos), e a recente chegada da retrocompatibilidade com os jogos do Xbox 360. Também comentam que os jogadores do Xbox One gastaram 325 milhões de horas jogando na Xbox Live na semana passada, um aumento de 196% em relação à Black Friday de 2014, e o tempo utilizado nos aplicativos Xbox subiram 321%.

Sobre as vendas na Black Friday, o aumento foi de 57% nas vendas da Xbox Store (de conteúdos para Xbox One e Xbox 360), e as assinaturas Gold subiram 40%. As vendas do Xbox One nos EUA registraram um aumento de 22%. Todos esses dados fazem da Black Friday 2015 a melhor da história do Xbox nos EUA.

A Microsoft afirma que o número total de usuários pagos subiu 55% entre os seus dois consoles, se comparado com a Black Friday 2015, com um aumento de 88% apenas no Xbox One.

Sobre a retrocompatibilidade, os usuários gastaram 4 milhões de horas rodando os jogos do Xbox 360 no Xbox One. E desde o lançamento do Windows 10, foram gastas 5 milhões de horas de streaming via Xbox One para um PC com Windows 10. Fallout 4 foi o jogo mais utilizado em novembro com esse recurso.

Via VentureBeat

Um dos criadores do Xbox Live abandona a Microsoft

by

xbox-event

O homem que ajudou a transformar a Xbox Live de uma rede de PCs de desenvolvedores para um serviço com mais de 39 milhões de usuários abandonou a Microsoft. Eric Neustadter trabalhou na empresa durante 18 anos e meio, dos quais 14 e meio foram dedicados ao Xbox, onde recentemente desempenhou o papel de diretor de arquitetura.

Ele voltou recentemente de um período sabático, mas parece que esse descanso não foi suficiente para o co-anfitrião do podcast do Major Nelson, e ele decidiu sair da Microsoft, sem deixar pistas do que fará a seguir.

Via Twitter

Estes são os jogos grátis do Games with Gold para o mês de outubro de 2015

by

games-with-gold-octubre

O programa Games with Gold segue dando alegrias aos assinantes da Xbox Live Gold, tanto para os proprietários do Xbox One como para os donos do Xbox 360. E no mês de outubro oferece nada menos que o game Metal Gear Solid V: Ground Zeroes de graça para o Xbox 360.

O jogo serviu de aperitivo para a chegada de Metal Gear Solid V: The Phantom Pain, o último grande lançamento de Hideo Kojima antes de sua saída da Konami.

Dito isso, podemos confirmar que o Games with Gold de outubro ficou dessa maneira:

– Xbox 360: Metal Gear Solid V: Ground Zeroes grátis, entre 1 e 15 de outubro, e The Walking Dead Season 1 grátis entre 16 e 31 de outubro.
– Xbox One: Valiant Hearts grátis entre 1 e 31 de outubro, e The Walking Dead Season 1 grátis entre 16 de outubro e 15 de novembro.

É sempre bom lembrar que, uma vez solicitados os jogos, eles são seus para sempre, e sem a necessidade de manter a assinatura do Xbox Live Gold para seguir jogando. Além disso, você pode pegar os jogos do Xbox One mesmo que você não tenha o console, assim como acontece no caso dos jogos do Xbox 360.

Via Major Nelson

Windows 10 NÃO vai modificar PCs e consoles para evitar o uso de jogos piratas

by

windows-10-topo

Foi uma das notícias do final de semana. A análise do Contrato de Serviços da Microsoft (EULA) na Europa indica que, ao aceitarmos usar os serviços da empresa, estamos aceitando também que a Microsoft impeça a utilização de ‘jogos falsificados ou dispositivos periféricos com hardware não autorizado’. Hoje, temos esclarecimentos sobre o assunto.

Na seção 7b do contrato, aparece a menção específica para esse tipo de atuação que faria com que a Microsoft ‘vigiasse’ a instalação de softwares piratas ou de hardware não autorizado. As críticas chegaram – e continuam chegando – por conta da cláusula, mas a própria Microsoft lembra que tal cláusula está presente nos seus consoles há anos.

O termo não se refere ao Windows 10, mas sim aos serviços da Microsoft. O novo sistema operacional tem os seus próprios termos de licença, e tal como foi explicado no Reddit, nem há menção do Windows 10 na polêmica EULA.

A luta da Microsoft contra a pirataria de software e hardware vem de longa data, e eles trataram de impulsionar a sua iniciativa Windows Live Games que aproveitava de mecanismos DRM para evitar os jogos falsificados. Mas parece que tudo mudou depois de abandonar esse programa e dar suporte ao Steam, plataforma de distribuição de jogos para Windows mais popular do mercado. A Microsoft também lutou contra o hardware modificado, nesse caso em particular, contra os consoles Xbox piratas, banindo essas contas da Xbox Live.

ban-xbox-live

A prestação de serviços da Microsoft (atualizações de segurança, possibilidade de jogar online, etc) pode ser aparentemente vetada aos usuários com sistemas irregulares. Jogar com cópias falsificadas pode impedir de jogar online com outros usuários nas redes oficiais da Microsoft, tal como acontece até agora, já que utiliza consoles modificados para jogar online com cópias piratas dos jogos.

Logo, o tal Contrato de Serviços parece se alinhar com as ações que impedem o uso de um software falsificado ou hardware modificado, e parece lógico que a Microsoft tente evitar essas situações. Porém, a unificação do Windows 10 e seu caráter ‘universal’ faz com que novos termos de uso sejam esclarecidos em detalhes para cada plataforma.

Via PC Authority

Preso um dos responsáveis pelos ataques natalinos à PSN e Xbox Live

by

sony-ps4

Os agentes da Unidade de Delitos Cibernéticos SEROCU anunciaram a prisão de um homem de 18 anos, que está relacionado com o recente ataque DDOS contra os servidores da PlayStation Network e Xbox Live, realizado no dia de Natal.

Depois dos ataques contra esses servidores, as autoridades trabalharam incessantemente para deter os integrantes do grupo Lizzard Squad. Antes do começo de 2015, a polícia prendeu um suspeito afiliado ao grupo terrorista, apesar dos processos contra ele estarem mais relacionados com o ataque contra a PayPal.

Em comunicado, o SEROCU contou com a ajuda do FBI para deter o cidadão, que morava na cidade de Shoutport. Agora, o detido vai enfrentar dois processos por abusos informáticos e delitos contra o cidadão.

O chefe da SEROCU, Craig Jones, garante que eles ainda estão nas etapas inicias da investigação, e que ainda tem muito trabalho pela frente.

Via SEROCU

Um ataque DDoS resultou em um triste Natal para os gamers

by

9016189732_c8764c3687

Nem Tim Burton poderia imaginar um roteiro tão maléfico para os pesadelos dos gamers nesse Natal. Um ataque DDoS organizado pelo grupo Lizard Squad deixou milhares de usuários sem poder jogar os seus novos jogos em consoles no dia de ontem (25).

Os serviços da PlayStation Network e Xbox Live sofreram um ataque de degeneração de serviços, que provocou a queda das duas plataformas, impedindo assim que as seções de usuários nos dois consoles fosse iniciada e, por consequência, a execução de qualquer jogo.

Essa brincadeira – de muito mal gosto, por sinal – acabou com o Natal de muitos gamers. A atitude não passou indiferente à ninguém, e fez com que Kim Dotcom (dono do ex Megaupload/atual Mega), um apaixonado pelos videogames por excelência, começasse a negociar com os ciberterroristas o fim dos ataques, oferecendo assinaturas vitalícias do seu serviço de armazenamento na nuvem.

A negociação foi registrada através de capturas das mensagens privadas trocadas via Twitter, onde Dotcom lembra que, se os ataques voltassem a acontecer, as contas seriam canceladas imediatamente.

A parte mais engraçada do assunto é que, agora, Kim Dotcom está recebendo centenas de mensagens privadas em sua conta do Xbox Live de usuários que agradecem pela medida, e agora ele (Dotcom) não consegue mais jogar de forma tranquila os seus jogos favoritos.

Confira a negociação a seguir.

B5v5IfjCQAAFX0e

Via Venture Beat, Lizard Squad