Arquivo para a tag: windows 8.1

Windows 7 e Windows 8.1 receberão atualizações mensais

by

windows 7 professional

A Microsoft confirmou que vai simplificar o processo de atualização do Windows 7 e Windows 8.1, apostando em um sistema lançamentos de correções mensais e acumulativas.

Com isso, a cada mês um parche vai recompilar todas as atualizações de segurança, estabilidade e correções de erros que apareceram nos últimos 30 dias.

Logo, basta instalar o parche mais atual para ter o sistema operacional atualizado, evitando assim longos processos de instalação e atualização, seguindo a ordem do mais antigo para o mais novo.

Esse modelo será complementado com o lançamento de uma atualização mensal centrada apenas na segurança, com tamanho menor e recorrendo apenas aos parches de segurança lançados durante o mês correspondente.

Por que isso é tão importante?

Porque simplifica o sistema de atualizações, tornando mais fácil e cômodo manter o Windows atualizado.

Também leve em consideração a importância dessa iniciativa quando fazemos uma instalação limpa do Windows, já que permite baixar todas as atualizações de forma simples, evitando os downloads desnecessários.

O sistema de atualizações mensais é adotado por alguns (poucos) fabricantes de dispositivos Android, por iniciativa da Google. É uma forma rápida e eficiente para corrigir problemas e vulnerabilidades detectadas.

O novo sistema entra em funcionamento no mês de outubro.

Via SlashGearMicrosoft.

Um comparativo de desempenho do Windows 8.1 e Windows 10

by

inicio-windows10

A chegada do Windows 10 gerou muitas dúvidas, onde uma das mais importantes está no tema desempenho e suas diferenças entre o Windows 8.1 e Windows 10. A questão foi profundamente analisada em um completo artigo publicado pelo site Now.avg, onde eles utilizaram um notebook muito potente (com processador Core i7, 16 GB de RAM, gráficos GTX 960M e SSD de 128 GB).

O comparativo mostra o desempenho das versões Windows 10 e Windows 8.1 nesse equipamento, em diferentes cenários de uso geral e aplicativos específicos, que vão desde o Office até o GTA V, por exemplo. Também não se esqueceram de analisar a autonomia de bateria, sendo este o único ponto que o Windows 10 sai como perdedor, mas apenas quando utilizado para jogar o citado game da Rockstar.

Como você poderá conferir nos gráficos ao final do post, o Windows 10 é superior ao Windows 8.1 em praticamente todos os sentidos. A primeira barra representa o Windows 8.1, e a segunda, o Windows 10. Gráficos a seguir.

screen_shot_2015_08_26_at_7.04.26_pm screen_shot_2015_08_26_at_7.05.11_pm screen_shot_2015_08_26_at_7.05.00_pm screen_shot_2015_08_26_at_7.04.51_pm screen_shot_2015_08_26_at_9.02.13_pm screen_shot_2015_08_26_at_7.04.08_pm screen_shot_2015_08_26_at_7.04.00_pm screen_shot_2015_08_26_at_7.03.52_pm

 

 

Via Now.avg

É possível voltar do Windows 10 para o Windows 7 ou 8.1

by

windows-10-01

A Microsoft confirmou que será sim possível voltar do Windows 10 para o Windows 7 e Windows 8.1, eliminando assim uma dúvida recorrente entre muitos usuários que não tinham esse ponto muito claro.

É uma boa notícia, que se traduz em uma maior liberdade par ao usuário. A melhor parte é que o processo de downgrade não será nada complicado, já que contamos com diferentes opções, desde restaurar a partir de uma partição ou a que incluirá o próprio Windows 10 localizada nos ajustes de recuperação, onde só precisamos selecionar a opção ‘voltar para a versão anterior do Windows’.

Para evitar possíveis dúvidas, vale esclarecer que estas opções só estarão possíveis para aqueles que atualizarem de forma direta a partir do Windows 7 ou 8.1. Se você fizer uma instalação limpa do Windows 10, esta opção não estará disponível.

Eu acredito que serão poucos os usuários que vão querer voltar para a versão anterior do Windows, mas se considerarem necessário, a opção existe. Caso você precise recorrer ao processo de restauração, tenha em conta que os arquivos do sistema operacional antigo estão disponíveis na pasta Windows.old.

Via Microsoft FAQ

Windows 10 promete combinar o melhor do Windows 8.1 e Windows 7

by

windows-10-tela

A Microsoft segue trabalhando no marketing para o lançamento do Windows 10, que segundo a empresa, vai integrar o melhor do Windows 8.1 e do Windows 7.

Isso tem consequências evidentes, mas devemos deixar claro que o Windows 10 não é um simples híbrido das duas versões previamente mencionadas, mas sim um novo software, com identidade própria, por conta das importantes novidades adicionadas.

Por um lado, a Microsoft potencializou a área de trabalho, elemento que para muitos ficou um pouco descuidado com a chegada do Windows 10, mas sem necessariamente abandonar as live tiles da interface Modern, que ainda tem espaço no novo Windows. O novo botão iniciar é outro ponto que mostra com maior clareza a ideia de oferecer o melhor dos dois mundos na nova versão, já que recupera as raízes clássicas, mas introduz novos elementos, além de um elevado grau de personalização.

Tudo isso é muito positivo, mas as mudanças ainda podem assustar os usuários mais tradicionais, o que levou a Microsoft a centrar parte dos seus esforços de marketing em mostrar que o Windows 10 será tão fácil de usar como é o Windows 7. A nova versão tem uma boa aparência e promete. Talvez estamos mesmo muito próximos da gigante de Redmond cumprir a sua promessa e entregar o melhor Windows da história.

 

Windows 7 supera pela primeira vez os 60% de participação de mercado

by

windows7

O Windows 7 superou pela primeira vez na história os 60% de presença no mercado de computadores, de acordo com os dados da Net Applications do mês de junho.

O aumento de usuários do Windows 7 chega depois da queda do Windows XP, que está abaixo dos 12% de quota de mercado. Outra parte dos antigos usuários do XP migraram para o Windows 8.1, que está crescendo constantemente desde o seu lançamento, sendo este o segundo sistema operacional da Microsoft em presença de mercado, mas ainda muito longe do Windows 7. O Mac OS X 10.10 superou a marca dos 4%, enquanto que o Linux fica com 1.61%.

windows7-participação-de-mercado

Dados interessantes que aparecem algumas semanas antes do lançamento do Windows 10, e que ajudam a saber como os usuários estão se comportando antes dessa nova versão chegar. Mas as perguntas persistem: os usuários vão atualizar para o Windows 10 de forma maciça? Se a mudança a partir dos usuários do Windows 8 e Windows 8.1 parece clara, o mesmo vai acontecer com os usuários do Windows 7. O novo sistema operacional será um sucesso, levando em conta a grande gratuidade para todos esses grupos?

Vamos obter as respostas a partir do dia 29 de julho.

Atualizações causam problemas no Windows 8.1

by

windows81screen

Parece que as últimas atualizações publicadas pela Microsoft causaram problemas no Windows 8.1, tal como refletem as queixas de alguns usuários nos fóruns oficiais.

O erro é bem simples: ao tentar aplicar as atualizações, o sistema falha e mostra uma mensagem de erro em que avisa o usuário que não foi possível completar o processo, devolvendo o sistema operacional ao seu estado anterior para evitar maiores problemas.

Ao que parece a fonte do problema foi detectada, e seria a presença de alguns arquivos de atualização corrompidos que acabam prejudicando e impedindo o processo, ainda que a única solução oferecida pela Microsoft até o momento foi reinstalar o sistema operacional, algo que pode ser feito de forma fácil e simples com as ferramentas do Windows 8.1, e sem que sejam afetados nossos dados e aplicativos.

Por enquanto, pelo menos no notebook que utilizo para a produção dos posts do TargetHD, tudo está funcionando bem, mesmo com o sistema totalmente atualizado, inclusive com a cópia do Windows 10 reservada. Mas se você detectou problemas no seu computador com Windows 8.1, deixe os seus comentários.

Via Softpedia

Slide i701, um tablet com Windows 8.1 que custa US$ 79

by

Slide-i701

A desconhecida iBall apresentou o seu novo tablet Slide i701, um produto que aposta na busca da melhor relação custo/benefício possível. Dito isso, podemos dizer que eles alcançaram esse objetivo, já que por apenas US$ 79, temos um dispositivo com especificações mais que aceitáveis.

O Slide i701 possui uma tela de 7 polegadas (HD), SoC Intel Atom quad-core a 1.33 GHz (1.83 GHz no modo Turbo), GPU Intel HD, 1 GB de RAM, câmeras de 2 MP e VGA, 16 GB de armazenamento (expansíveis via microSD de até 32 GB), bateria de 3.200 mAh, saída HDMI e conectividade WiFi.  Todo o conjunto é gerenciado pelo Windows 8.1.

É o suficiente para obter uma boa experiência geral de uso na reprodução de conteúdos multimídia, navegação na internet e até trabalhar com os aplicativos do Office e jogos não muito exigentes. Os US$ 79 acabam sendo um bom preço. Na verdade, ele sai quase de graça, já que ele vem com um ano de assinatura do Office 365, mais um cabo HDMI e três cases protetores.

Via Neowin

Windows 8.1 se infecta cinco vezes menos que o Windows 7

by

Windows-8

A Microsoft fez um bom trabalho no quesito segurança nas versões mais recentes do seu sistema operacional. O gráfico (mais abaixo nesse post) mostra que o Windows 8.1 se infecta até cinco vezes menos que o Windows 7.

Ou seja, o Windows 8.1 não é apenas mais seguro, mas também menos propenso a sofrer infecções por malwares do que outras versões, como a já citada Windows 7 ou Windows Vista. As barras de cor azul escuro do gráfico abaixo mostram a taxa de infecção para cada mil equipamentos com cada um dos sistemas operacionais da Microsoft durante o terceiro trimestre de 2014, enquanto que as barras em azul claro indicam a mesma taxa, mas durante o quarto trimestre de 2014, expressado em porcentagens.

Microsoft-Latest-Versions-of-Windows-Are-More-Secure-Against-Malware

Um exemplo: de cada 1.000 equipamentos com Windows 8.1, apenas 1.3% registrou infecções de malwares no quarto trimestre de 2014. Essa é uma excelente notícia, principalmente se levarmos em conta que falamos de um sistema operacional muito popular, o que facilmente o torna em um alvo de muitos ciberdelinquentes.

Merece destaque também as novas medidas de segurança que a Microsoft estão funcionando de forma adequada, e as coisas podem funcionar ainda melhor no Windows 10.

Via Softpedia

CES 2015 | Toshiba Portege Z20t se apresenta como concorrente do Surface Pro 3

by

Toshiba+Port-g-+Z20t-630_wide_with_pen

A Toshiba apresentou na CES 2015 o seu novo Portege Z20t, um dispositivo que apresenta uma ficha de especificações muito decente, um design atraente, e dimensões semelhantes ao Surface Pro 3 da Microsoft, com a vantagem de ser mais leve.

O Portege Z20t é um híbrido de laptop/tablet com tela de 12.5 polegadas, com 8.89 mm de espessura e 725 gramas de peso. No seu interior, temos um processador Intel Core M e uma bateria com autonomia prometida de pelo menos 9 horas no formato tablet, e até 17 horas e meia com o dock-teclado.

O produto conta com um digitalizador Wacom em sua versão opcional. Seu lápis é sensível a 2048 níveis de pressão. Sua tela vem com capa anti-reflexos, e possui uma resolução de 1920 x 1080 pixels.

portege-portada

Esse híbrido conta com duas câmeras, porta micro HDMI, conector micro USB e slot para cartões microSD, enquanto que no seu dock temos conectores RGB, HDMI, Ethernet e quatro portas USB 3.0, além de um slot Kensington para bloquear o teclado no tablet. Também vale mencionar que o produto pode ser configurado com 4 ou 8 GB de RAM e discos SSD de 128, 256 ou 512 GB.

O novo Toshiba Portege Z20t chega ao mercado ainda nesse mês de janeiro (nos EUA), com preço inicial sugerido de US$ 1.399 (sem o lápis). A versão com a Stylus tem preço inicial de US$ 1.899.

toshiba-portc-gc-z20t-1-1 toshiba-portc-gc-z20t-2-1

Samsung já tem pronta a renovação dos seus notebooks Series 9

by

650_1000_nb-1

A Samsung apresenta novos computadores da família Series 9, que estará disponível ainda nesse ano (faltam 2 dias para acabar) na Coreia do Sul, e no começo de 2015 nos demais mercados.

Estamos diante de notebooks com Windows 8.1, com hardware desenvolvido pela Intel. A tela do novo modelo passa de um tamanho de 13.3 para 12.2 polegadas (2560 x 1600 pixels), com um nível de brilho e contraste de 700 nits e 1.100:1, respectivamente.

O seu design se mantém o mesmo, com um aspecto visual muito bem cuidado, materiais de primeira, espessura de 11.8 mm e peso de 950 gramas.

650_1000_nb-2

A autonomia de bateria do novo Samsung Series 9 é de 12 horas de uso normal, e esse resultado é obtido por conta do processador Intel Core M (Core M-SY10c), que equipa o produto. Esse chip faz parte da família Broadwell, com tecnologia de 14 nm. Conta com dois núcleos com velocidade máxima de 2 GHz.

Do mais, temos um notebook com 8 GB de RAM (LPDDR3), 256 GB de SSD e gráficos integrados Intel HD Graphics 5300.

O novo Samsung Series 9 não tem preço, nem data de lançamento confirmada para os mercados ocidentais.

650_1000_nb-3

Via Samsung

Dell Brasil anuncia nova geração do tablet Venue 11 Pro Série 7000

by

venue-11-pro

A Dell anuncia a ampliação de sua oferta de tablets corporativos com o lançamento da 2ª geração do Venue 11 Pro Série 7000. Mais leve e fino do que o modelo anterior, o novo equipamento atende às demandas por segurança e produtividade, além de contar com o alto desempenho e autonomia de bateria de até 10h proporcionada pelos novos processadores Intel Core m.

O novo Venue 11 Pro Série 7000 chega ao mercado para atender ao crescimento da demanda por tablets corporativos no país. O dispositivo oferece às empresas a opção de um tablet que combina recursos avançados de segurança e produtividade com design mais fino e operação silenciosa, graças à 5ª geração de processadores Intel Core m, que evita a necessidade de ventilação por cooler.

A segunda geração da família de tablets corporativos da Dell se destaca por um design 15% mais fino do que os modelos anteriores e uma autonomia de bateria que permite a operação durante um dia inteiro de trabalho. O equipamento pode ser configurado com opções de 4GB de memória e até 128GB de espaço de armazenamento em disco de estado sólido (SSD).

venue-11-pro-brasil

Assim como na geração anterior, um dos principais destaques do tablet Venue 11 Pro é a combinação do equipamento com teclado destacável opcional que o transforma em um ultrabook e duplica sua autonomia, ao adicionar uma bateria extra de 28 WHr. O modelo apresenta duas câmeras para videoconferências, fotos e vídeos e o padrão Miracast, que permite o envio de imagens e som sem fio para uma televisão compatível.

O lançamento também apresenta o recurso NFC, para transferir fotos, aplicativos e outros arquivos via comunicação por campo de curta distância e suporte à caneta stylus ativa para anotações mais precisas e realizadas diretamente na tela.

O Venue 11 Pro atende aos requisitos dos ambiente de TI das empresas, com recursos para gerenciamento remoto e integração às redes corporativas. Além disso, os modelos têm configurações opcionais, como Trusted Boot (inicialização segura) e o BitLocker (proteção de dados com encriptação) com TPM (Módulo de plataforma segura, na sigla em inglês), para permitir que as redes corporativas analisem a integridade do equipamento, aumentando ainda mais a segurança.

A partir de janeiro, o novo tablet oferecerá também configurações que incluem a tecnologia Intel vPro, que garante menor custo de manutenção, mais flexibilidade de software e mais segurança, permitindo ao gestor de TI gerenciar remotamente cada tablet e realizar updates de softwares. Para automatizar o inventário do parque de TI e implementar atualizações de BIOS e drivers, os equipamentos também são embarcados com a solução Dell KACE K1000 Express.

O tablet Venue 11 Pro com processador Intel Core m já está disponível no site da Dell no Brasil, com preço inicial de R$ 3.198.

 

Especificações Técnicas: Dell Venue 11 Pro

· Tablet com doca acoplável opcional com sistema operacional Windows 8.1 ou Windows 8.1 Pro
· Processador de 5ª geração Intel Core m com placa de vídeo Intel HD 5300
· Tela 10,8” FullHD (1920×1280) IPS (para melhores ângulos de visão) com capacidade Multi-touch
· Memória RAM de 4GB
· Armazenamento de até 128GB, expansão disponível via cartão micro SD
· Câmeras de 8MP e 2 MP para melhor resolução de fotos e videoconferências
· Conectividade sem fio: 802.11b/g/n Wi-Fi + Bluetooth 4.0 + GPS integrados
· Conectores: (1) USB3.0 + (1) Fone de ouvido e microfone combinados + (1) mini-HDMI
· Bateria com autonomia de até 10h
· Suporte à tecnologia Miracast wireless display para projetar e compartilhar videos e conteúdos com outros dispositivos, como televisores compatíveis
· Serviço opcional Complete Care contra danos acidentais para garantir que seu tablet permaneça protegido, por meio do qual a Dell conserta ou substitui seu aparelho em caso de acidentes, como derramamentos de líquidos, quedas ou sobrecargas elétricas.
· Dimensões e Peso:
-Altura: 176,4mm / Largura: 279,8 mm / Profundidade: a partir de 10,75 mm (conforme configuração escolhida); Peso: a partir de 733,40g
· Acessórios Dell recomendados:
– Docking station opcional com três portas USB, HDMI, DisplayPort, Fast Ethernet e conector combo de áudio e entrada de energia.
– Teclado acoplável com bateria auxiliar de 28 WHr
– Caneta Active Stylus
– Capa para Tablet Dell Folio

Via assessoria de imprensa