Arquivo para a tag: windows 10 mobile

BLU, ao que tudo indica, é mais uma que desistiu do Windows Phone

by

blu teaser

A norte-americana BLU, uma das maiores apoiadoras do Windows Phone, ao que tudo indica, jogou a toalha sobre esse tema.

Apesar de garantir a atualização para o Windows 10 Mobile dos seus dispositivos, o site da BLU eliminou todas as referências ao sistema operacional móvel da Microsoft de seu site oficial.

E para bom entendedor, meia palavra basta. Ou nesse caso, palavra nenhuma.

 

Fim da aventura da BLU com o sistema da Microsoft?

 

blud

 

A única referência de smartphones no site da empresa é para smartphones baseados no Android, o que dá a entender que a BLU vai permanecer no mercado de smartphones, mas apostando exclusivamente no sistema operacional móvel da Google.

Devemos reconhecer que a empresa agiu de forma bem diligente. No lugar de abandonar os usuários, atualizou os dispositivos para o Windows 10 Mobile. Uma vez cumprido o dever, decidiu mudar.

Tudo bem que a BLU não está na lista das mais importantes fabricantes. Mas também é faro que o Windows 10 Mobile segue perdendo apoio.

É um reflexo do quão complicada está a situação da Microsoft no mercado mobile.

Aliás, a própria Microsoft complica esse cenário, ao decidir não lançar nenhum dispositivo novo com a plataforma em 2016.

Via PhoneArena

Cube WP10, um phablet com Windows 10 Mobile made in China

by

Cube WP10

A Cube é uma daquelas desconhecidas empresas chinesas que oferecem interessantes smartphones para o mercado asiático, como é o caso do Cube WP10, que recebe o Windows 10 Mobile.

 

Cube WP10: quando sobram as polegadas e falta todo o resto

 

Cube WP10 02

 

O Cube WP10 possui tela de 6,98 polegadas (HD, 210 ppp), com dimensões de 187,7 x 97,7 x 7,6 milímetros e 248 gramas de peso. As câmeras surpreendem negativamente, com sensores de apenas 5 MP e 2 MP, assim como o seu débil processador Snapdragon 210 quad-core de 1.3 GHz, acompanhado de 2 GB de RAM.

O modelo conta também com 16 GB de armazenamento (expansíveis via microSD), sistema dual SIM 4G com WiFi, Bluetooth, GPS e bateria de 2.850 mAh.

Um dos problemas do Windows Phone é a escassa oferta de dispositivos. Nem a Microsoft dá a devida atenção para isso, sendo que o último modelo lançado por eles foi o Lumia 650 em fevereiro.

É compreensível que as grandes marcas não apostem no Windows Mobile, principalmente com o Android como força dominante. Por isso, é interessante ver outras propostas aparecendo.

O Cube WP10 tem preço sugerido de 270 euros. E não.. o preço não ajuda em nada.

Via AliExpress

Divisão de smartphones da Microsoft entra oficialmente em coma

by

microsoft teaser

A Microsoft revelou os seus resultados financeiros do segundo trimestre de 2016, e os resultados referentes ao segmento de smartphones são bem negativos. No primeiro trimestre, as quedas nas vendas foram de 73%, e no segundo trimestre, uma nova queda de 71%.

 

Números horríveis. De novo

Os números da Microsoft apontam diretamente para um status de coma do Windows 10 Mobile no mercado. Uma montanha de dados revelados pela empresa mostra que praticamente todas as suas divisões estão crescendo, enquanto que o segmento móvel, responsável pelos smartphones e pela expansão do sistema operacional móvel Windows 10 Mobile, revela uma desoladora queda de 71%.

Tudo vai bem na Microsoft, exceto nessa divisão. Isso só vai se resolver quando a empresa decidir entregar suas armas e se render de forma definitiva em uma batalha que, nesse momento, é praticamente perdida. Com o Android dominando o mercado e com a Apple com um número considerável de fiéis usuários que dificilmente vão mudar de plataforma, não há alternativa que sobreviva.

De fato, a divisão móvel da Microsoft não registra prejuízos apesar de sua queda de vendas, muito em partes porque restringiu ao máximo os investimentos na mesma. Se você não investe dinheiro em projetos e/ou desenvolvimento, não há dinheiro que precisa ser recuperado.

Em resumo: a Microsoft colocou a sua divisão móvel em coma, e está deixando morrer aos poucos, trimestre após trimestre.

 

O recurso da Microsoft

windows 10 mobile

A Microsoft decidiu deixar de fabricar dispositivos Lumia para dar espaço aos seus parceiros, que por sua vez começam a abordar mais o mercado empresarial. E essa parece ser uma das decisões mais acertadas a curto prazo.

Com a chegada do HP Elite X3 em breve e com o Surface Phone no futuro, a Microsoft ainda tem cartuchos para queimar em um setor que ainda depende muito do seu sistema operacional, e que pode ver com bons olhos a convergência do smartphone com o PC. O problema aqui é o que a empresa sempre enfrentou: os seus prazos muito dilatados.

A promessa de 1 bilhão de dispositivos com Windows 10 em 2018 feita em 2015 não será cumprida. E a divisão mobile tem uma certa dose de culpa nisso.

Lenovo SoftBank 503LV, o primeiro smartphone da empresa com Windows 10 Mobile

by

Lenovo SoftBank 503LV

A Lenovo anunciou no Japão o Lenovo SoftBank 503LV, smartphone com Windows 10 Mobile e compatível com o modo Continuum. O dispositivo é exclusivo do mercado japonês, concebido em parceria entre Lenovo, Microsoft Japão e o provedor de internet SoftBank.

 

Assim é o Lenovo SoftBank 503LV

Lenovo SoftBank 503LV 02

O Lenovo SoftBank 503LV é um dispositivo de linha média, com uma tela de 5 polegadas (HD), câmeras de 8 MP e 5 MP. Porém, oferece o suficiente para um ótimo desempenho, e o mínimo para ser compatível com o Microsoft Continuum.

Recebem um processador Qualcomm Snapdragon 617 octa-core Cortex A53, GPU Adreno 405, 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento (expansíveis via microSD). O modelo é compatível com as redes 4G, inclui WiFi dual-band, Bluetooth e porta microSD. Tudo é alimentado por uma bateria de 2.250 mAh.

O Lenovo SoftBank 503LV vem com vários apps pré-instalados (Skype, Office Mobile, etc), e pode ser conectado com um  monitor, teclado e mouse, oferecendo uma experiência de desktop.

O Lenovo SoftBank 503LV não deve desembarcar em outros países (pelo menos não com esse nome), mas não descartamos a possibilidade da Lenovo usar o meso hardware para outro modelo. Preço e data de lançamento não foram confirmadas, mas tudo indica que será no final de outubro.

Via SoftBank

Windows 10 Mobile de graça não termina em 29 de julho

by

Windows 10 Mobile Uprgade Adivsor

O programa de gratuidade do Windows 10 Mobile não se encerra no dia 29 de julho, e os usuários poderão atualizar seus dispositivos depois dessa data.

Quem confirma é Dona Sarkar, responsável pelo programa Windows Insider. O update é válido para os usuários de determinados dispositivos com Windows 8.1. Não foi mencionado se teremos uma ampliação da lista de dispositivos aptos para a atualização, que foi mais curta do que o esperado, deixando de fora 40% dos modelos da plataforma.

Na época, a Microsoft alegou que “não podia entregar o desempenho e a experiência de uso em todos os dispositivos”, mesmo em modelos que faziam parte do programa de testes Insider.

Por ello, los usuarios de Windows Phone 8.1 podrán seguir actualizando a Windows 10 Mobile después de esa fecha, siempre que los terminales estén en la lista de soportados.

A atualização para o Windows 10 Mobile para os modelos elegíveis é algo bem simples, com a ajuda do Windows 10 Mobile Upgrade Advisor, que se encarrega de tudo. Verifica se o dispositivo em questão é atualizável, se precisa realizar alguma correção prévia e se o smartphone tem espaço suficiente para o processo.

Obviamente, recomendamos a atualização.

Via Neowin

NuAns Neo, uma raridade com Windows 10, será lançado no mundo todo

by

NuAns NEO 02

O NuAns Neo, um smartphone equipado com Windows 10 Moile, foi inicialmente concebido para o mercado japonês. Porém, o Kickstarter anunciou a sua futura disponibilidade global.

Isso foi possível por causa do interesse que outros mercados mostraram pelo produto, principalmente nos Estados Unidos. Porém, essa disponibilidade será em mercado selecionados, ou nos principais mercados do planeta.

Mesmo assim, é uma boa notícia. O NuAnsNeo oferece um toque de originalidade e ar fresco ao mercado de smartphones com Windows 10 Mobile por causa do seu design único e acabamento personalizável, que permite o uso de diferentes cases que mudam a aparência do dispositivo.

NuAns Neo

O preço base do smartphone era de US$ 250, mas a oferta se esgotou, e o seu preço subiu para US$ 270, com um case de livre escolha no pack de venda. Um valor bem razoável para um dispositvo que conta com suporte ao modo Continuum do Windows 10.

 

NuAns Neo: especificações técnicas

– Tela de 5 polegadas (1280 x 720 pixels)
– Processador Qualcomm Snapdragon 617 octa-core
– 2 GB de RAM
– USB Type-C
– Câmeras de 13 MP e 5 MP
– 16 GB de armazenamento
– Conectividade 4G

Mesmo que o NuAns Neo não desembarque no Brasil, o smartphone agora se torna uma opção viável para os fãs do Windows 10 Mobile aptos a importarem o dispositivo. Ou até mesmo comprar na próxima viagem ao exterior. Afinal de contas, Estados Unidos é bem mais perto que o Japão.

Via GSMArena

BlackBerry Messenger abandona o Windows Phone

by

BBM

A BlackBerry não vai bem no mercado de smartphones, contando hoje com uma cota de mercado minúscula e com tentativas de melhorar o seu cenário fracassando miseravelmente. Isso fez com que a empresa centrasse seus esforços nos seus principais serviços de software, como por exemplo o BlackBerry Messenger (BBM).

Como bem sabemos, o Windows Phone/Windows 10 Mobile também bão passa por um bom momento, e isso fez com que os canadenses tomassem a polêmica decisão de remover a compatibilidade do BlackBerry Messenger com o sistema operacional móvel da Microsoft, deixando o mesmo impossível de ser baixado.

 

Os motivos para essa decisão

BBM-2

A BlackBerry não deu explicação oficial para a decisão, mas imaginamos que a baixa cota de mercado do sistema operacional móvel da MIcrosoft e o domínio dos aplicativos como WhatsApp estão diretamente relacionados.

Também é preciso ter em conta que é muito provável que os canadenses estão tentando reduzir os gastos considerados desnecessários, e manter o BBM no Windows Phone/Windows 10 Mobile pode ser considerado um deles.

É uma péssima notícia para quem utilizavam o aplicativo, e uma medida até irônica, já que a decisão é anunciada depois do anúncio do WhatsApp pelo fim do suporte oficial do seu aplicativo para o BlackBerry OS 10, pelo mesmo motivo: a baixa cota de mercado dos canadenses.

Via Softpedia

Microsoft confirma um smartphone top de linha e inovador

by

Microsoft Surface Phone Teaser

Kevin Gallo, vice-presidente corporativo da Microsoft, confirmou que o próximo smartphone a sair dos escritórios da gigante de Redmond será um modelo top de linha. Além disso, afirmou que será “algo verdadeiramente inovador”, um detalhe que já é considerado de vital importância em um setor onde a inovação se estancou consideravelmente.

Gallo não entrou em detalhes, nem foi completamente preciso em suas declarações como muitos desejaram, mas revelou que a ideia da Microsoft é oferecer uma inovação de primeiro nível, algo que teria um impacto parecido com o do primeiro Surface, e o mais importante: que vai servir para os fabricantes do setor como um ponto de referência sobre como desenvolver os seus futuros smartphones baseados em Windows 10 Mobile.

 

Ambição, teu nome é Microsoft

Deixando de lado o fato que Kevin Gallo pode ter exagerado nas suas declarações, é inegável o fato que estamos diante de uma ideia muito ambiciosa. A ponto de deixar muita gente com vontade de saber mais detalhes sobre este futuro smartphone, mas parece que todos nós teremos que nos armar de muita paciência e esperar pacientemente. Ao que tudo indica, muito provavelmente não veremos esse novo produto em 2016.

Por outro lado, Gallo também fez questão de reafirmar o apoio da Microsoft aos seus smartphones atuais, assim como para a plataforma Windows 10 Mobile. Essas declarações foram além de elogios ao conjunto, uma vez que ele destacou que a empresa preparou uma grande atualização para o sistema operacional, que estará disponível em breve.

Será que o esperado Surface Phone está mesmo a caminho?

Pode ser, mas como normalmente acontece nessas situações, devemos ser cautelosos e evitar gerar grandes expectativas, já que isso pode acabar sendo algo contraproducente.

Via GSMArena

Alcatel Idol4 Pro está a caminho

by

Alcatel Idol4 Pro

A Alcatel prepara o lançamento Alcatel Idol4 Pro, smartphone top de linha com Windows 10 Mobile, que acaba de passar pela certificação de WiFi, e deve chegar ao mercado em breve.

A Microsoft pode não mais comercializar dispositivos Lumia, e o próprio Windows 10 Mobile tem um futuro incerto. Mas ao menos outros fabricantes apostam em dispositivos com sistemas operacionais alternativos. A HP já fez isso com o Elite x3, e agora a Alcatel segue o mesmo caminho, com o Alcatel Idol4 Pro.

O modelo conta com uma tela de 5.5 polegadas (Full HD) com processador Qualcomm Snapdragon 820, 4 GB de RAM, 64 GB de armazenamento interno e câmera traseira de 21 megapixels. São especificações superiores ao Idol 4 com Android apresentado na MWC 2016. Por enquanto, preço e disponibilidade não foram revelados.

É compreensível a torcida de muitos para que o Windows 10 Mobile vingue no mercado. Afinal de contas, não é vantagem para ninguém viver em um duopólio onde o Android e o iOS ditam as regras. Logo, quanto mais opções aparecerem, melhor fica para o consumidor.

Por outro lado, ver a Microsoft tratando o seu sistema operacional (e a estratégia para expansão no mercado móvel) de forma tão atrapalhada e quase beirando ao descaso levanta sérias dúvidas. Não sabemos até quando a turma de Redmond vai manter vivo o Windows 10 Mobile, e a última chance do sistema é mesmo através dos projetos de parceiros.

Funcionou com o até então desconhecido Android. Logo, não podemos culpar a Microsoft por tentar a mesma estratégia.

Via MSPowerUSer

Um Nexus 5X rodando o Windows 10 Mobile

by

nexus-5X-840x473

Um vídeo publicado no Reddit mostra um smartphone Nexus 5X rodando o Windows 10 Mobile. Não há detalhes sobre sua implementação, mas ao menos sabemos que o experimento pode abrir uma porta para aqueles que querem testar sistemas operacionais alternativos.

Já vimos antes o Windows 10 e o Windows 10 Mobile rodar em dispositivos não compatíveis, e a instalação do software da Microsoft nos smartphones da Xiaomi é possível graças a uma ROM personalizada, publicada pela própria Microsoft para o Mi4. Porém, ainda é um desafio o desenvolvimento alternativo desse sistema operacional, diferente das ROMs personalizadas do Android, cada vez melhores e mais numerosas.

Acredita-se que esse Nexus 5X rodando o Windows 10 Mobile utiliza uma variante da ROM da Microsoft para o Xiaomi Mi4. Há alguma inconsistência no vídeo, como o uso de uma versão antiga de compilação ou a um IMEI correspondente a um velho LG com Windows Phone 7. Algumas pessoas comentaram que o vídeo poderia ser falso, mas tudo indica que o desenvolvedor teve mesmo que usar esse tipo de compilação, e por conta disso temos os dados confusos.

Por enquanto, o mais sensato ainda é comprar um dispositivo Lumia com Windows 10 Mobile, caso você realmente deseje utilizar o sistema operacional móvel da Microsoft. Mas a ideia de executá-lo em dispositivos Android é interessante, vendo o nível de desenvolvimento das ROMs alternativas do sistema móvel da Google. Isso não se repete no Windows porque a Microsfot não libera o código de seus sistemas. Mesmo assim, o caminho poderia se abrir a qualquer momento.

Vídeo a seguir.

 

Via Reddit

Microsoft eleva os requisitos do Windows 10 Mobile

by

Windows-10-mobile

O site oficial da Microsoft informa sobre novos requisitos mínimos para o Windows 10 Mobile. Agora, para receber o sistema operacional móvel, o dispositivo deve contar com pelo menos uma tela de 3.5 polegadas (800 x 480 pixels), 1 GB de RAM e 8 GB de armazenamento.

A Microsoft chegou a afirmar no passado que os requisitos mínimos do Windows 10 Mobile consistiam em 512 MB de RAM, resolução de tela de 800 x 480 pixels e 4 GB de armazenamento. Valores bem acessíveis, acompanhados da promessa de levar o software para todos os dispositivos com Windows Phone 8.1 que tiverem esse mesmo hardware.

A realidade foi bem diferente, infelizmente. A Microsoft não cumpriu o que prometeu, e modelos relativamente novos ficaram sem uma atualização oficial e definitiva, mesmo cumprindo de sobra os tais requisitos técnicos. Com tal movimento, a gigante de Redmond perdeu uma chance de ouro para crescer, mostrando ao mundo um compromisso de suporte pleno aos seus dispositivos, o que contaria muito a favor do Windows 10 Mobile.

Essa nova base mínima de especificações continua beneficiando os dispositivos mais básicos e econômicos, mas mudam por conta da resolução que possuem nos modelos mais elevados. Para os modelos com 1080p, o hardware deve incluir 2 GB de RAM, e para resoluções QHD (2K), o valor sobre para 3 GB de RAM.

Obviamente, para um dispositivo com as especificações mínimas só terá acesso às características essenciais do Windows 10 Mobile, perdendo o grande atrativo do sistema: o Continnum. Por fim, a Microsoft poderia ter feito um trabalho muito melhor, cumprindo o que prometeu. Agora, resta saber se essa nova estratégia vai melhorar sua posição no mercado de smartphones.

Via Microsoft

A Intel acabou com o sonho da Microsoft com o Surface Phone?

by

SurfacePhone

O cancelamento da produção dos chipsets Atom Mobile das séries Broxton e SoFIA por parte da Intel pode ter consequências para outros fabricantes, além de promover a retirada da gigante dos chips do mercado de processadores para smartphones. Uma das maiores prejudicadas pode ser uma parceira da empresa de décadas: a Microsoft.

Os dois sócios dominaram o mercado de PCs com a estratégia “Wintel” e ainda seguem fortes no segmento, apesar de contar com menor relevância na indústria global, pela queda nas vendas do setor e a ascensão da era da mobilidade. Pois bem, uma das consequências do fim da produção dos processadores móveis da Intel é afetar de forma sensível o projeto do Surface Phone da Microsoft, um super smartphone que visa recuperar terreno no mercado móvel, onde a maioria dos veículos especializados apontavam a presença de um chipset da Intel no dispositivo.

O Intel Broxton era fabricado em processo de 14 nanômetros, na arquitetura Goldmon, que reduz o consumo e aumenta o desempenho com quatro núcleos de processamento e gráficos integrados Intel Gen 9, que estreou nos chips Skylake. Agora, o Surface Phone (se algum dia chegar ao mercado) terá que usar chips ARM, que é perfeito para um smartphone, mas não tão preparado como os da Intel para tarefas avançadas, como o Continnum, uma das grandes armas do Windows 10 contra o Android e o iOS.

O funcionamento do Continuum em arquiteturas ARM não é tão potente e nem tem o alcance de um x86. Diante de aplicações dedicadas, os chips da Intel podem funcionar facilmente em modo Continuum, combinado com o ótimo gerenciamento de software do Windows 10.

A história ainda não está escrita, e temos que esperar pelo lançamento do Surface Phone (ou do atraente Elite x3 da HP) para comprovar suas capacidades com um Snapdragon 830 (como se especula) e as melhorias que a própria Microsoft vai aplicar no modo Continuum.

Microsoft confirma o seu apoio ao Windows 10 Mobile

by

windows-10-mobile

A Microsoft confirmou que segue apoiando o Windows 10 Mobile, apesar de diversas evidências apontarem justamente o contrário.

O sistema é parte vital dos planos de convergência da Microsoft, e quem deixa claro isso é Terry Myerson, vice-presidente do grupo de Dispositivos e Windows, através de um e-mail enviado para diversos parceiros e executivos da empresa, onde podemos ver como eles seguem acreditando no Windows 10 Mobile e no valor que ele representa, principalmente dentro do setor profissional.

Como sabemos, os resultados jogam contra a Microsoft, mas o mercado mobile é algo muito valioso para ser abandonado (por enquanto), algo que é também compreensível depois do grande investimento feito na compra da divisão móvel da Nokia. Dentro do mercado de consumo geral, a situação para o Windows 10 Mobile é muito complicada: Android e iOS dominam de forma contundente, e a Microsoft perdeu terreno, apesar do claro potencial do Windows 10 Mobile. Mas tal e como indica Myerson, o setor profissional pode ser o melhor caminho para essa plataforma móvel.

Por fim, Myerson também confirmou que eles estão trabalhando em novos dispositivos com Windows 10 Mobile. Não entrou em detalhes, mas imaginamos que um desses futuros dispositivos poderia ser o especulado Surface Phone. Vamos esperar pelos próximos acontecimentos e, principalmente, pelas novidades que a Microsoft pode anunciar. Fato é que: depois de tanto investimento e tempo gasto no desenvolvimento do sistema, abrir mão de uma hora para outra não faria muito sentido.

Logo, é melhor tentar mais um pouco. Por enquanto.

Via GSMArena

Surface Phone pode receber 8 GB de RAM e Snapdragon 830

by

Surface-Phone-podría-incorporar-8GB-de-RAM-y-Snapdragon-830

O especulado Microsoft Surface Phone pode atender os anseios dos fãs do Windows 10 Mobile, sendo capaz de ser potente para todo e qualquer tipo de uso, incluindo nos segmentos de produção de conteúdo. Os rumores mais recentes sobre o dispositivo apontam para a incorporação de um processador Qualcomm Snapdragon 830 e 8 GB de RAM.

Tais características são mais que suficiente para realizar muito mias do que aquilo que um smartphone pede, podendo ser o dispositivo pensado para quem quer trabalhar de forma mais séria, com tarefas mais complexas. O rumor chega depois que o Windows 10 incluiu o chipset MSM8998 na lista dos chipsets compatíveis, disparando as especulações sobre um dispositivo com Windows 10 com o próximo processador da Qualcomm.

Além de ser algo desejado por usuários e fãs da Microsoft, o Surface Phone seria um passo lógico dentro do foco multi-dispositivo que a Microsoft quer dar para o Windows 10. Para conseguir isso, há um outro elemento muito importante: o Universal Windows Platform, que pretende impulsionar aplicativos que sejam capazes de serem executados em qualquer dispositivo. Sem falar no Continuum, que permite a convergência dos smartphones Windows com os desktops.

Por enquanto, são rumores. Só o tempo poderá dizer se tudo o que é ventilado nos últimos meses é algo real, ou fruto de mentes que imaginam o sonho de muita gente. De qualquer forma, como todos os indícios apontam para isso, não será surpresa ver a Microsoft apostar de forma pesada em um único dispositivo, potente e capaz de seguir a filosofia de convergência adotada para o Windows 10.

Via Pocket-lint

Vendas de smartphones da Microsoft caem 73%, e não se vê luz no fim do túnel

by

windows-10-mobile-final

A Microsoft apresentou os seus relatórios financeiros do primeiro trimestre de 2016, e apresentou números abaixo das expectativas, reforçando a tendência de queda dos trimestres anteriores. Com receita de US$ 20.5 bilhões e lucros líquidos de US$ 3.8 bilhões, as quedas foram de 5.5% e 24% respectivamente, em relação ao mesmo período do ano anterior. Com isso, as ações da empresa caíram levemente.

A situação dos smartphones da Microsoft só se complica. A receita dessa divisão caiu 46% em relação ao ano anterior. São 2.3 milhões de dispositivos Lumia vendidos, uma queda absurda de 73% em comparação com o mesmo período de 2015, e não é surpresa ver que, no trimestre anterior, a queda foi de 54%. Ou seja, a tendência é de queda, e não há previsão de mudanças.

Mesmo assim, a boa notícia é que o Surface foi o negócio de hardware de maior sucesso da Microsoft, com aumento nas vendas de 61% (US$ 1.1 bilhão em receita). Mas não foi informada a participação de cada um dos produtos nesses lucros. O Xbox mostra 9% de aumento na venda de jogos, 18% a mais de receita na publicidade, 22% de aumento nas assinaturas e transações na Xbox Live, e 26% a mais de usuários ativos (46 milhões em todo o planeta).

As outras três linhas com crescimentos foram a Intelligent Cloud (Azure, Windows Server) com receita de US$ 6.1 bilhões (3% a mais que em 2015), a More Personal Computing (Windows 10) e a Productivity & Business Services (Office), com ganhos de 1% cada uma.

A More Personal Computing apresentou uma queda de 26% nas receitas por licenças de patentes, e a Azure é o grande negócio na nuvem para a Microsoft, com um brutal aumento de 120%. Por fim, o Office 365 conta com 22.2 milhões de assinantes.

Não é um cenário simples para a Microsoft. Sua aposta na nuvem foi a melhor decisão que eles tomaram, e ao lado do Surface, é o que mantem a empresa em alta. Nem o Windows 10, nem o Office se destacam, e isso acontece principalmente por conta da queda nas vendas de PCs. A situação dos smartphones é bem preocupante, já que até agora não há uma estratégia clara e agressiva para impulsionar o setor.

Porém, Satya Nadella já esclareceu que eles estão conscientes do problema, e que tomarão providências sobre o assunto. Mas o que fica cada vez mais claro é que o negócio de smartphones deixou de ser uma prioridade para a Microsoft.

Para quem gastou o rico dinheirinho no Windows 10 Mobile… lamento por você. De verdade.

Via Microsoft

Windows 10 Mobile terá em breve suporte de 64 bits

by

Windows-10-Mobile

Dave Cutler, veterano na Microsoft, informou em um posto oficial da empresa que em breve o Windows 10 Mobile receberá o suporte de 64 bits.

Dave não revelou datas exatas de disponibilidade, mas por intuição, não é descabido pensar que a novidade pode desembarcar no Anniversary Update que chegará em breve. O suporte ao 64 bits permitirá o uso de 4 GB de RAM nos dispositivos com Windows 10 Mobile, além de um maior nível de desempenho graças ao processamento em paralelo, e um menor consumo de bateria.

Em todo caso, devemos ter claro o fato que não sabemos se a Microsoft realmente pensa em fazer com que o Windows 10 Mobile execute aplicativos x86, mas se assim acontecer, não resta dúvida que as próximas gerações de smartphones Lumia (ou talvez o Surface Phone) viriam com processadores Intel ou AMD.

Esse novo potencial técnico se alinha ao conceito do Continuum, que é o principal diferencial do Windows 10 Mobile em relação aos demais. Se a Microsoft não investir nessa característica, sobram poucos argumentos para a empresa justificar o uso do sistema operacional junto aos usuários.

Ficamos então na espera de ver se a empresa confirma uma data de lançamento do recurso, e principalmente se a Microsoft confirma os seus planos nesse sentido.

Via WCCFTech

Acer Liquid M330: Windows 10 Mobile e 4G por menos de US$ 100

by

Acer Liquid M330

A Acer apresentou lá fora o Acer Liquid M330, um smartphone com Windows 10 Mobile que custa menos de US$ 100 no seu valor inicial sugerida, oferecendo o básico, que pode ser mais que suficiente para o público-alvo do dispositivo.

O Acer Liquid M330 possui uma tela de 4.5 polegadas (854 x 480 pixels), processador Snapdragon 210 a 1.1 GHz, 1 GB de RAM, 8 GB de armazenamento (expansíveis via microSD), câmeras traseira e frontal de 5 MP, conectividades LTE, Bluetooth 4.0, GPS e WiFi, bateria de 2.000 mAh, áudio DTS, sistema operacional Windows 10 Mobile, dimensões de 136 x 66.5 x 9.6 mm e peso de 144 gramas.

Ou seja, um dispositivo com configuração boa o suficiente para executar o Windows 10 Mobile com desenvoltura e, obviamente, não compatível com o modo Continuum. Por US$ 99,99, não podemos pedir muito mais do que isso.

O Windows 10 Mobile já demonstrou que é capaz de rodar bem em configurações mais potentes que as do Liquid M330, de modo que este modelo da Acer é um desafio para este sistema operacional. Se conseguir ir bem em hardwares menos potentes, pode abrir um espaço no mercado.

Esta aposta da Acer é bem parecida com a do ano passado com o W220: especificações mais modestas para servir um sistema (teoricamente) bem otimizado. Pode ser uma ótima opção para quem busca um smartphone barato e simples.

Via PhoneArena

NexDock transforma o seu smartphone em notebook via modo Continuum

by

nexdock

Os smartphones com Windows 10 Mobile que cumprem com os requisitos necessários para a compatibilidade com o modo Continuum podem funcionar como uma espécie de PC de bolso. Mas… o que acha de tornar as coisas um pouco mais interessantes, transformando esse mesmo smartphone em um notebook, permitindo assim uma produtividade em qualquer lugar?

Essa foi a pergunta lançada pelos responsáveis do NexDock, que entregam a sua proposta como uma resposta mais que interessante. Temos uma espécie de “notebook”, que praticamente não possui componentes internos, com exceção da tela, dos conectores, o teclado e a bateria. Todas as suas entranhas restantes dependem de um smartphone com Windows 10 Mobile com hardware compatível com o modo Continuum para funcionar.

A ideia é muito interessante, principalmente porque também poderemos utilizá-lo com outro tipo de dispositivos, como por exemplo um PC em formato de pendrive ou dispositivo USB, ou uma Raspberry Pi. A única coisa que incomoda nessa equação toda é o seu preço de US$ 149. Por um pouco mais de dinheiro, você pode conseguir um notebook de verdade, que oferece as mesmas funcionalidades básicas que essa proposta.

Mesmo assim, é uma ideia interessante, que conseguiu chamar a atenção a ponto de superar a sua meta de financiamento coletivo. Em teoria, o NexDock começa a ser distribuído para os seus primeiros compradores em junho desse ano.

Ainda é possível adquirir uma unidade dessa remessa dentro do período de financiamento, com um preço sugerido de US$ 129 através da campanha publicada no IndieGoGo (gastos de envio cobrados separadamente).

A seguir, vídeo demonstrativo do projeto.

 

Via Neowin

Surface Phone em 2017: adeus ao Lumia?

by

windows-10-mobile-lumia

Segundo o Windows Central, o Surface Phone chegaria ao mercado em 2017 com três variantes, encerrando assim a linha Lumia.

A Microsoft tem um grande problema a ser resolvido com o setor de smartphones. Sua cota de mercado segue caindo rapidamente, ficando abaixo de 2%, algo impensável para a maior produtora de software do planeta. O lançamento do Windows 10 Mobile foi mais destacado pela ausência dos dispositivos compatíveis com o software do que por suas melhoras, e as pessoas não se animam a comprar um smartphone com Windows.

Tudo só piorou quando na BUILD 2016 o Windows para smartphones ficou de fora, e com a confirmação de Terry Myerson (vice-presidente executivo) de que os smartphones “não são a prioridade da Microsoft em 2016”.

Agora, temos a informação (não confirmada) sobre o Surface Phone, linha de smartphones que é especuladas desde o lançamento do Surface Book. As três variantes teriam os seguintes focos: consumo, empresas e entusiastas.

 

Adeus, Lumia?

Surface-Phone

A chegada do Surface Phone promoveria o fim progressivo da linha Lumia. Não há modelos novos preparados para 2016, e a Microsoft estaria retirando pessoal e recursos de desenvolvimento dessa série. A ideia aqui seria recuperar parceiros OEM para o Windows 10 Mobile, uma vez que a linha Lumia abraça 97% de todos os smartphones vendidos com o software da empresa.

A Microsoft mudaria a estratégia adotada pelos tablets Surface, que se tornaram referência nos ultra-portáteis e 2 em 1, cujo conceito foi adotado pelos parceiros OEM e até adversários, como a Apple (olá, iPad Pro). Desse modo, o Surface Phone estaria destinado a ser um dispositivo para abrir mercado, e não obter vendas massivas. O restante do trabalho será feito pelos parceiros que abraçarem a plataforma, que serão imprescindíveis para recuperar o mercado.

Como será um Surface Phone?

HP Elite X3-05

Já vimos no HP Elite x3 como é impressionante ter um bom smartphone com Windows 10 voltado ao mercado profissional, centrado na produtividade e segurança, mas sem perda de desempenho.

O Surface Phone não deve mudar muito no seu design em relação aos modelos Lumia top de linha, como o Lumia 950. Será grande, potente, com tecnologias avançadas, grande bateria, câmeras de qualidade e suporte avançado para um lápis ótico da Wacom para criar a plataforma Universal Pen Framework (UPF).

O Continuum será outro elemento chave. A ideia da Microsoft seria oferecer um ‘PC de bolso’, que pode se transformar em um computador tradicional ao se conectar a um perifécio. Os aplicativos universais do Windows 10 serão imprescindíveis para essa estratégia. Não sabemos se a aposta de hardware segue com a arquitetura ARM ou se opta pelos chips Intel, ou outro que ofereça o desempenho necessário.

A grande pergunta é: o Surface Phone vai ajudar a Microsoft a recuperar parceiros, e promover o ressurgimento do Windows para smartphones?

Via Windows Central

Microsoft nega planos para o Windows 10 Mobile, mas impõe travas

by

windows-10-mobile-lumia

Satya Nadella, CEO da Microsoft, decidiu esclarecer alguns pontos sobre o Windows 10 Mobile diante da polêmica causada pela ausência do sistema operacional na BUILD 2016.

O ponto mais importante da fala de Nadella é que está confirmado que não há planos específicos para o sistema operacional móvel da empresa. O motivo? Para eles, não é uma plataforma específica.

 

Sem planos para os smartphones na Microsoft

satya-nadella-microsoft

Em entrevista ao Business Insider, Satya Nadella informa que a Microsoft não pensa no mobile como uma plataforma diferente, mas sim que o seu sistema deve se adaptar ao funcionamento em um tamanho de tela diferente, com um modo de uso completamente diferente.

Palavras de Nadella:

“Não penso no Windows para dispositivos móveis de forma diferente como faria com o Windows para o Hololens, ou o Windows para o Xbox. Não temos muitos Windows diferentes. Ele se executa em múltiplos dispositivos, mas em uma única plataforma de desenvolvimento, em uma única loja, com uma única suíte de ferramentas para desenvolvedores. E você adapta o Windows para cada tamanho de tela e para diferentes dispositivos de entrada e saída”.

A Microsoft vê o Windows como uma única plataforma que pode ser executada em qualquer lugar e que, simplesmente, adapta sua interface e funcionamento no dispositivo que está gerenciando. Aqui entram os aplicativos universais que a empresa está potenciando com o seu novo conversor.

O problema acontece quando a própria Microsoft cai em contradição na hora de apresentar novos dispositivos, pois o Continnum, que é a ferramenta para o Windows 10 Mobile que entrega essa experiência única e de multi-dispositivos que Nadella destaca na sua fala, não é algo para todos.

E esta é apenas mais uma das contradições que a Microsoft cai nos últimos anos.

 

A Microsoft discrimina modelos de smartphones

continnum-windows-10-mobile

Para Nadella, o Windows é um único sistema operacional, que se executa se adaptando a múltiplos dispositivos. Mas existe um passo intermediário: o Continuum.

Este foi o cavalo de batalha da Microsoft para apresentar um diferencial diante dos demais sistemas operacionais para smartphones. A possibilidade de conectar o seu telefone com Windows 10 Mobile a um sistema desktop é algo com um enorme potencial.

Porém, o Continuum não está presente em todos os dispositivos com Windows 10 Mobile, ou como Nadella começa a chamá-lo, o Windows 10 para smartphones, ou Windows para dispositivos móveis. Se um smartphone pode receber o Windows 10 mas não é compatível com o Continuum, seja por seu desempenho ou porque os seus componentes são incompatíveis, temos aqui uma fragmentação que a Microsoft nega que existe.

Uma plataforma única, um sistema operacional único, se transforma nesse momento em dois. O daqueles que podem explorar todo o seu potencial via Continnum e outro que está preso no dispositivo, sem poder sair da tela de cinco polegadas ou menos. Justo em um momento em que a Microsoft deveria olhar para smartphone como algo especial, não faz isso.

 

Por outro lado, é multiplataforma

windows-10-mobile-multi-plataforma

Por outro lado, a suposta homogenização do sistema operacional está na expansão de suas ferramentas para outros sistemas. As suítes da Microsoft chegam ao iOS e Android, obtendo bons resultados na experiência de uso. O Cortana já está disponível para alguns sistemas, e a Microsoft confia que esse é um bom cavalo de Troia.

Se em partes a aposta por uma expansão de todas as ferramentas em qualquer sistema operacional é uma boa, por outro lado a Microsoft não se preocupa com o seu próprio ecossistema de smartphones. Como eles querem ter chance contra o duopólio Android/iOS desse jeito?

 

A Microsoft não se explica

Temos aqui uma dualidade no discurso da Microsoft. Ou melhor, entre a dualidade existente entre o seu discurso e suas atitudes. Por um lado, afirmam que trata todos os dispositivos da mesa forma, mas na realidade os smartphones são discriminados. Sem aplicativos, sem novos produtos, nem uma uniformidade de experiência de uso.

Não sabemos qual será o futuro do Windows 10 para os dispositivos móveis, mas sabemos que a Microsoft teve nas mãos a oportunidade perfeita para impulsionar a sua plataforma mobile. Enquanto isso, mais smartphoens Android e iPhones foram anunciados.

Insisto que o que aconteceu na BUILD 2016 é apenas um sinal do que está por vir.

Via Business Insider