Arquivo para a tag: Wikipedia

Jimmy Wales, co-fundador da Wikipedia, foi hackeado nas redes sociais

by

jimmy wales wikipedia

Jimmy Wales, co-fundador da Wikipedia e presidente da Wikia, é mais um executivo de uma gigante da tecnologia que teve uma conta nas redes sociais hackeada nos últimos meses.

O responsável pelo ato foi o grup OurMine, que já pirateou contas de celebridades, se tornando agora popular por hackear os executivos de tecnologia.

 

De novo: a mesma senha para todos os serviços é o grande vilão

Mais uma vez não tivemos um hackeamento via ataque de alto nível ou uma vulnerabilidade nas redes sociais, mas sim através de uma senha obtida pelo hack a outros serviços.

Ou seja, vemos de novo que os CEOs são seres humanos absolutamente normais, e cometem os mesmos erros dos usuários comuns: usar a mesma senha para vários serviços.

O OurMine pegou pesado na brincadeira que denunciava o roubo da conta de Jimmy Wales, anunciando a sua morte. Horas depois, a conta foi restabelecida.

A lista de executivos com contas hackeadas já é considerável:

Mark Zuckerberg (CEO de Facebook: Pinterest y Twitter).
Dick Costolo (ex CEO de Twitter: Pinterest y Twitter).
Jack Dorsey (CEO de Twitter: Vine e Twitter).
Sundar Pichai (CEO de Google: Quora e Twitter).
John Hanke (CEO de Niantic: Quora e Twitter).
Zach Klein (CEO de Vimeo: Quora e Twitter).
Marissa Mayer (CEO de Yahoo!: Twitter).
Daniel Ek (CEO de Spotify: Twitter).
Brendan Iribe (CEO Oculus Rift: Twitter).
Adam Mosseri (VP Facebook: Twitter).

Como essa turma pode aconselhar o fortalecimentos das senhas para os seus serviços, se eles mesmos não fazem isso com suas contas?

É o “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço” do mundo digital?

De qualquer forma, as recomendações são as mesmas: crie uma senha robusta, quanto maior, melhor, e sem sentido aparente, sempre combinando maiúsculas e minúsculas com letras e adicionando caracteres especiais.

O uso de gestores de senhas é outra opção, sem falar no fato de não utilizar a mesma senha para todos os serviços.

Via Softpedia

Wikipedia estaria desenvolvendo o seu próprio buscador

by

wikipedia-search

Parece que o projeto de buscador próprio do Wikipedia não só existe, mas está mais vivo do que nunca, uma vez que recebeu uma concessão de US$ 250 mil da Knight Foundation, o que garantiu os fundos necessários para o seu desenvolvimento.

A informação vazada revela que esse dinheiro será destinado a cumprir uma primeira etapa do que é conhecido como Knowledge Engine, que é descrito como “um sistema para descobrir informações veraz e de confiança na internet”. Uma definição simples, concisa e reveladora.

Nesta primeira etapa só seria levado adiante uma fase de testes, onde eles vão testando o correto funcionamento desse buscador, que estaria incorporado a Wikipedia.org.

É preciso ter claro que não estamos falando de um buscador geral, orientado para a internet, mas sim um buscador limitado ao âmbito da própria Wikipedia, algo que foi confirmado pelo próprio Jimmy Wales, que afirmou que os rumores que indicavam que eles estariam criando uma alternativa à Google eram falsos.

Um detalhe importante que não tem muita importância, já que um buscador integrado e bem resolvido pode ser de grande ajuda na hora de navegar entre os mais de 5 milhões de artigos que a Wikipedia possui nesse momento.

Via NextPowerUP!

Wikipedia completa 15 anos de vida

by

wikipedia-logoi

A Wikipedia se transformou com méritos próprios na maior enciclopédia gratuita do mundo, completando 15 anos de sua inauguração.

Seu fundador é Jimmy Wales, que em 15 de janeiro de 2015 iniciou o seu serviço tal e como muitos outros programas e aplicativos informáticos do planeta: com um “Hello, World”, frase utilizada quando se quer comprovar que um programa simples funciona. Desde então, a Wikipedia cresceu de forma impressionante, com 500 milhões de usuários únicos ao mês e mais de 38 milhões artigos publicados em 250 idiomas.

A Wikipedia se transformou em um dos sites web mais visitados do planeta, e o que é mais surpreendente é que ele cresceu baseado em um foco pouco comercial e sem fins lucrativos, dependendo da doação dos usuários e de colaboradores voluntários. Tudo isso foi feito com o amparo da Fundação Wikimedia, matriz da Wikipedia.

Além da sua confiabilidade como fonte de informação, a Wikipedia obtém o reconhecimento de oferecer o seu conteúdo disponível para qualquer pessoa que conte hoje com um acesso a internet. Todos os artigos do site estão publicados sob a licença Creative Commons, o que permite a sua edição e reutilização por qualquer pessoa, além de sua livre distribuição.

Wikipedia resume o ano de 2015 em um vídeo de 4 minutos

by

wikipedia-logoi

Seguimos com as tradicionais listas de final de ano. Dessa vez, é a Wikipedia que resumiu o ano de 2015 em um vídeo de quatro minutos, preparado por vários editores da Fundação Wikimedia, com a música de Vivaldi ao fundo.

O problema dos refugiados, o terremoto no Nepal, o atentado terrorista ao Charlie Hebdo, a aprovação do matrimônio homossexual nos EUA, a chegada à Plutão e o descobrimento de água em Marte são alguns dos momentos ou eventos lembrados. A Wikipedia também lembra outras catástrofes naturais, a trágica guerra na Síria, os conflitos no Oriente Médio, eventos esportivos, acontecimentos políticos, do mundo do cinema, literatura e tecnologia.

Os editores informam que, para criar o vídeo, eles se inspiraram em uma cena do filme “O Quinto Elemento”, quando Milla Jovovich busca a palavra “Guerra” em uma enciclopédia virtual.

Vídeo a seguir.

Wikimedia Maps Beta: 10 vezes mais rápido que o Google Maps

by

Wikimedia

A Wikipedia lançou o projeto do Wikimedia Maps Beta, um novo serviço cartográfico que recompila mapas de todo o planeta, com a promessa de velocidade muito superior a do Google Maps.

O Wikimedia Maps Beta seria até 10 vezes mais rápido que a alternativa do Google, o que deixa claro que o projeto não só é ambicioso mas também que os resultados obtidos são realmente muito bons. Obviamente, por estar em fase beta, ainda apresenta falhas menores, como instabilidades pontuais. Mas são problemas que serão resolvidos progressivamente, conforme o projeto avança.

O objetivo do Wikimedia Maps Beta é simplesmente bater de frente com o Google Maps, além, se servir de suporte para a geolocalização de conteúdos da Wikipedia, eliminando a dependência do Google nesse sentido. Por enquanto, é um projeto fechado, e isso é compreensível, já que o mesmo ainda está em desenvolvimento. Vamos esperar que ele se abra mais adiante.

Para testar o Wikimedia Maps Beta, acesse esse link.

Rússia vai bloquear a Wikipedia no país por causa de um artigo sobre marijuana

by

wikipedia-russia

O Roscomnadzor, braço policial russo que vigia a imprensa e a internet, ordenou os provedores de serviços que bloqueiem e acesso à enciclopédia digital Wikipedia. O motivo seria um artigo específico sobre ‘charas‘, uma forma de haxixe feito à mão na Índia, utilizado para fins medicinais e religiosos há milhares de anos.

A página inclui instruções sobre a sua elaboração, o que a torna ilegal para as peculiares leis russas, que proíbem o intercâmbio na internet desse tipo de drogas (mas a vodca é liberada, de boa…).

O Reddit também foi censurada por conta de um post sobre plantas alucinógenas. O Wikipedia se negou a retirar o artigo, alegando a clara censura que a decisão provoca. O protocolo seguro utilizado (HTTPS) impede que os provedores de serviços de Internet façam o bloqueio de uma página específica.

Isso pode levar o bloqueio total da Wikipedia na Rússia, caso não aconteça um acordo entre eles e o governo russo. Mas tal como acontece na China, não será difícil acessar esses sites em modo espelho, ou via proxies.

Via PopularMechanics.com

Se impressa, Wikipedia teria 7.473 volumes de 700 páginas cada (e contando…)

by

wikipedia-impressa-03

Michael Mandiberg, um professor da City University of New York, teve uma ideia que muitos chamariam de ‘coisa de maluco’: imprimir a Wikipedia em papel.

O projeto se chama Print Wikipedia, e é mais um projeto de design e maquetes do que um esforço prático de realmente imprimir a enciclopédia online. Segundo os cálculos de Mandiberg, são necessários 7.473 volumes de 700 páginas para imprimir a versão em inglês da Wikipedia. O projeto estará em uma exposição em uma galeria nova-iorquina com visitação pública até o dia 2 de julho.

Na exposição, é possível conferir inclusive o processo de envio da Wikipedia para a Lulu.com, um conhecido serviço de impressão de livros, para conferir parte da tarefa que levará entre 11 e 14 dias para ser concluída, tanto em um navegador como em um terminal que mostrará o diálogo entre o código da enciclopédia com o site de impressão.

wikipedia-impressa-02

Aqueles que não puderem visitar a galeria poderão acessar um segmento online via Twitter, no @PrintWikipedia, que vai exibir mensagens a cada volume enviado. Cada mensagem conta com um link para o volume impresso, caso você queira comprá-lo (preço: 73.23 euros).

Todos esses volumes estarão disponíveis para venda, mas além desses estarão a tabela de conteúdos (91 volumes apenas para esses gigantescos índices) como os Wikipedia Contribuitor Appendix, que contem nomes de quase 7.5 milhões de pessoas que colaboraram com a Wikipedia em inglês. O próprio Mandiberg explica que seu objetivo não é imprimir a Wikipedia (algo que lhe custaria aproximadamente US$ 500 mil), mas sim ver como os 106 volumes podem ser vistos, e o alcance desse trabalho.

Imagens: Victor Grigas

Via Wikimedia