Arquivo para a tag: wd

Ultrastar He10, um disco rígido da WD de 10 TB com hélio

by

Ultrastar He10

A HGST, divisão de discos rígidos da Western Digital, anunciou o lançamento do seu primeiro disco rígido de 10 TB de armazenamento, incorporando a última tecnologia no setor e a máxima capacidade na indústria: o Ultrastar He10.

O Ultrastar He10 é a terceira geração de tecnologia de discos rígidos que contém hélio no seu interior, utilizado para reduzir a fricção e a resistência por conta de uma densidade muito menor que o ar na atmosfera. A menor densidade de hélio permite um melhor funcionamento do disco, que pode girar mais rápido, emitindo menos calor e reduzindo a energia necessária para funcionar com altas velocidades de rotação. Em teoria, a vida útil do periférico é prolongada, com uma maior confiabilidade.

O Ultrastar He10 usa uma tecnologia de gravação magnética perpendicular, mais adequada para o uso em servidores e centros de dados. Utiliza 56%n a menos de energia que as gerações anteriores, com uma velocidade de 7.200 RPM, 256 MB de cache, sistema de codificação e disponibilidade em formato de 3.5 polegadas, nas interfaces SATA a 6 Gbps e SAS a 12 Gbps.

A WD oferece cinco anos de garantia (ou 2.5 milhões de horas de uso) para esse produto. Seu preço não foi anunciado.

WD amplia capacidade para discos rígidos WD Black e WD Red Pro

by

WD Black 6 TB

A WD, uma empresa da Western Digita, anuncia hoje a expansão da premiada linha de performance WD Black™, com capacidade de 6 TB. Disponível na tela de 3.5-polegadas, o disco de 7200 RPM é a solução ideal para gamers e profissionais que precisam de alto desempenho em desktops e estações de trabalho.

Os discos rígidos WD Black combinam uma velocidade de 7200 RPM, 128 MB cache, tecnologia dual state actuator, interface SATA 6 gigabytes por segundo (Gb/s), e um processador duplo integrado para entregar o melhor desempenho em uma capacidade máxima de disco. O WD Black 6TB é 29% mais rápido que o anterior WD Black 4TB, versão em máxima taxa de transferência de dados, e 10% mais rápido em PCMark Vantage.

Os discos rígidos WD Black 6 TB apresentam elevada precisão com a tecnologia StableTrac (modelos de 2 TB ou mais, que protege o eixo do motor dentro da unidade nas duas extremidades para reduzir as vibrações adicionais provocadas pelo sistema), elevado DRAM (dynamic random access memory) cache (o algoritmo de cache dinâmico da WD melhora o desempenho em tempo real, otimizando a alocação do cache entre leituras e gravações, reduzindo o congestionamento e melhorando o desempenho geral da unidade), processamento duplo eficiente (maximizando a performance do disco para uma leitura e gravação mais rápidos) e garantia limitada de 5 anos.

Western_Digital_Red_Pro_6TB

A WDtambém anunciou a expansão de sua premiada linha de discos rígidos, WD Red Pro, com o lançamento das capacidades de 5TB e 6TB. A família WD Red Pro é ideal para sistemas NAS (network attached storage) com até 16 compartimentos de disco e serve para trabalhos com necessidades de armazenamento maiores do que o padrão dos discos WD Red.

Os discos WD Red Pro 5 e 6TB apresentam um design aperfeiçoado e 128 MB de cache para alcançar índices de transferência de dados de 214 megabits por segundo (Mb/s). As características tecnológicas do NASware™ 3.0 da WD promovem proteção, alta performance no armazenamento em rede (NAS) e integração confiável.

As características dos discos rígidos WD Red Pro 6TB são: até 16 compartimentos protegidos contra choque (detecta automaticamente choques sutis e ajusta cada função de leitura-escrita para compensar e proteger os dados), NASware 3 (um exclusivo firmware avançado, que permite integração ininterrupta, proteção robusta de dados e desempenho otimizado), proteção de vibração (monitora o disco para corrigir vibrações linear e rotacional, em tempo real, além de aumentar a confiabilidade e permitir alto desempenho em sistemas de altas vibrações) e garantia estendida (até 5 anos de garantia).

WD My Passport X quer conquistar os gamers de PC e Xbox One com os seus 2 TB

by

WD My Passport X

A Western Digital apresentou o seu WD My Passport X (WDBCRM0020BBK), um disco rígido externo orientado aos gamers, tanto no PC com Windows como no Xbox One.

O foco é interessante, pois esses 2 TB de armazenamento oferecidos podem ser muito úteis principalmente no caso dos usuários do Xbox One, para armazenar até 50 jogos adicionais na unidade.

A WD explica que os tamanhos de alguns jogos chegam a ser de 35 GB ou mais, e esse tamanho deve aumentar no futuro. Dado que o Xbox One tradicional conta com 500 GB de armazenamento (365 GB disponíveis para o usuário), e apesar de já existir uma versão com 1 TB, esse tipo de periférico pode ser muito relevante para os gamers desse console.

Um dos aspectos que reforçam o seu uso com o Xbox One é o seu design (110 x 81.5 x 20.9 mm), com uma carcaça que imita o padrão de linhas presentes no console da Microsoft. A unidade, tal como ocorre nos demais fabricantes, não é compatível com o PS4 porque o sistema de arquivos do My Passport X não é compatível com o console da Sony.

O disco rígido da WD conta com um conector USB 3.0, que tanto alimenta a unidade como aproveita as taxas de transferência desse padrão. O preço sugerido para o My Passport X de 2 TB é de 139,99 euros.

Via WD

WD My Passport Wireless, um disco rígido externo, sem fio e compacto

by

wd-my-passport-wireless-main

A Western Digital (WD) não vive apenas de discos rígidos de 10 TB. Eles apresentaram o modelo WD My Passport Wireless, em comemoração aos 10 anos de sua família de discos rígidos externos My Passport. O novo modelo tem como principal vantagem permitir transferências de dados sem fio (até certo ponto), além de contar com dimensões compactas e uma bateria com autonomia de até 6 horas de vídeo em streaming (ou 20 horas em standby).

Não dá para dizer que podemos nos esquecer dos cabos com esse modelo porque sempre vamos precisar de um cabo USB para recarregar sua bateria interna. Mesmo assim, o produto é uma mão na roda para trabalhar em conjunto com tablets e smartphones, que na maioria dos casos contam com capacidade de armazenamento reduzida.

O produto é compatível com os sistemas iOS e Android (via aplicativo WD My Cloud), além de poder se conectar com outros dispositivos da linha My Passport. O aplicativo detecta a conexão do dispositivo, exibindo um gerenciador de arquivos para visualização de imagens, vídeos e arquivos de áudio.

wd-my-passport-wireless-lat

Outra vantagem do WD My Passport Wireless é a presenta para um slot para cartões SD, permitindo a cópia segura e automática das fotos e vídeos registrados em câmeras digitais e filmadoras.

O novo disco rígido externo da WD chega ao mercado europeu em 25 de setembro, em três modelos (500 GB, 1 e 2 TB), com preços de 169, 199 e 249 euros, respectivamente.

 wd-my-passport-wireless-1-2-tb

Via WD

Discos rígidos de 10 TB da Western Digital nos lembram que o SSD não serve para tudo

by

650_1000_wd-helio

A Western Digital anunciou o WD Ultrastar He10, o primeiro disco rígido que oferece 10 TB de armazenamento. O periférico é orientado para computadores empresariais, e chega apenas semanas depois do lançamento do antigo recorde, que era capaz de armazenar até 8 TB de dados.

O novo modelo foi fabricado pela subsidiária HGST, e usa a tecnologia HelioSteal, onde o hélio fica selado hermeticamente no interior, permitindo assim uma maior resistência, abrigando até oito pratos de dados, consumindo uma menor quantidade de energia.

De acordo com a Western Digital, esta tecnologia permite um resumo de consumo energético de até 23% em relação às unidades convencionais (cheias de ar), algo que se multiplicarmos pelas centenas de discos rígidos que encontramos nos data centers que podem usar essas unidades, podemos ter uma economia energética muito significativa.

Este modelo de 10 TB ainda não está disponível no mercado, mas o modelo He8 de 8 TB sim, mas sem preço anunciado (estima-se que pode custar aproximadamente US$ 1 mil). No final das contas, o custo por GB do produto é o mais baixo do mercado, levando em conta a economia de energia estimada para as empresas que vão adquirir o produto. Para os usuários finais, esquece: o custo é elevado demais para justificar o investimento.

Logo, as unidades SSD ainda valem mais a pena na maioria dos casos para os usuários finais (e mortais).

Via ExtremeTech