Arquivo para a tag: vírus

Hospital de Melbourne é paralisado por conta de um vírus para o Windows XP

by

virus

Um hospital em Melbourne (Austrália) ficou paralisado temporariamente por conta de um vírus que infectou os seus computadores, todos eles baseados no Windows XP.

O hospital não dá muitos detalhes sobre o assunto, mas parece que a infecção foi muito grave, colocando todo o hospital em alerta. Felizmente, tudo deu certo, graças aos esforços do seu time de técnicos, e tudo está voltando ao normal aos poucos.

Ainda restam alguns equipamentos afetados, e os trabalhos para restabelecer completamente estas máquinas continuam. Mas o pior já passou, e felizmente não resultou em nenhuma consequência ou dano importante. Porém, isso não quer dizer que a infecção não produziu sérias dores de cabeça aos funcionários do hospital, que tiveram que realizar tarefas importantes de forma manual, como o processamento de amostras de sangue, tecidos e urina, por exemplo.

O hospital viveu um claro momento de caos, com atrasos e a volta do método manual de trabalho em várias seções do hospital. Aqui, mais uma vez criticamos a decisão das instituições e órgãos em manter os seus sistemas operacionais obsoletos e sem suporte oficial, já que notícias com essa deixam claro o problema de segurança que tal postura oferece.

Via Site Oficial do Hospital

Volta do comentário de voz em fotos no Facebook É VIRUS! CUIDADO!

by

size_590_Facebook.jpg

Quem está acostumado ao Facebook sabe que a rede social não possui um serviço de gravação de comentário por voz. No entanto, os criminosos cibernéticos inventaram esta falsa modalidade de serviço para tentar enganar os novos usuários da maior rede social do mundo. Este truque não é novo, mas ele voltou a ser usado maciçamente nas últimas semanas, segundo apurou a Stity Tecnologia, distribuidora das soluções de segurança da Avast no Brasil.

Os criminosos enviam uma mensagem por e-mail com o título “Você recebeu um comentário de voz em sua foto” com um link para “ouvir o comentário” que depois descarrega um código malicioso no computador através do arquivo “voz_facebook.rar”, capaz de roubar dados financeiros da vítima.

A mensagem até parece com os alertas que os usuários recebem quando autorizam o Facebook a “ativar as notificações” sobre os posts preferidos, mas, no entanto, esta mensagem possui aspecto amador e somente um usuário desatento ou inexperiente é capaz de não perceber a diferença.

Não se pode acreditar em qualquer e-mail que a gente recebe com o risco de tornar vítima de criminosos. Ajuda muito ter uma solução AntiSpam juntamente com uma ferramenta antivírus sempre atualizada, assim como todos os programas de computador utilizados, além do sistema operacional.

Para se proteger de possíveis arquivos maliciosos no computador, smartphone e tablets, os usuários devem também adquirir ferramentas antivírus. A Stity Tecnologia oferece uma ampla linha de produtos de segurança da Avast que pode ser conhecida em stity.com.br.

Rombertik: se você pegar esse vírus, pode dizer adeus ao seu HD

by

virus

O mundo dos malwares segue evoluindo em velocidade acelerada. O Rombertik é uma infeliz prova cabal dessa velocidade de evolução.

O Rombertik é um vírus altamente danoso, que sabe se defender ‘com unhas e dentes’. Para que ele consiga infectar o equipamento, ele depende de um erro garrafal da parte do usuário, já que de acordo com as últimas informações, a sua principal via de acesso é através dos e-mails infectados que normalmente são filtrados como spam.

Uma vez produzida a infecção, o novo vírus monitora tudo o que é digitado no navegador, e com essa informação, ele consegue os principais dados do usuário (nomes de usuário e senhas). Até aí, nada de novo, certo?

O grande problema é que se você decide passar um antivírus para eliminar a ameaça, o próprio vírus vai se dar conta que iniciamos a análise de segurança, e automaticamente toma as medidas para se defender, como por exemplo apagar o registro de inicialização principal do disco rígido (MBR) do computador do usuário, deixando o mesmo inutilizado.

Se o Rombertik não conseguir esse objetivo, ele então vai atuar como um ‘ransomware’, sequestrando e codificando todos os arquivos e dados armazenados.

Ou seja, o final é desastroso em qualquer um dos dados. Logo, muito cuidado com os e-mails suspeitos que você recebe, indo de fontes desconhecidas, destinatários incomuns, e propagandas.

19361979

Norton 360 2014

Via Softpedia

Lenovo admite que vários dos seus notebooks contavam com adwares pré-instalados

by

lenovo-logo

A Lenovo admitiu que alguns de seus modelos de última geração de notebooks estão infectados com adwares, tal como apontou muitos usuários nos fóruns oficiais da empresa.

O problema estaria no programa Superfish, software pré-instalado de fábrica nos novos equipamentos, e que o engenheiro do Facebook Mike Shaver detectou e comprovou o problema. O software instala um certificado que permite a terceiros acessar informações relacionadas com as páginas seguras visitadas (páginas bancárias e de cartões de crédito, por exemplo).

A Lenovo admitiu a instalação do Superfish nos seus notebooks (os usuários identificaram nos modelos G40, Y40 e Z50) até o mês passado, mas por conta dos problemas causados, eles o abandonaram até que os seus responsáveis lancem uma atualização para solucionar o problema.

bank-of-america

O problema se torna ainda mais sério quando muitos usuários garantem que os seus softwares de anti-vírus detectam o Superfish como uma ameaça, recebendo inclusive sugestões para removê-lo completamente do sistema.

Um usuário do YouTube publicou um tutorial com os passos necessários para removê-lo completamente do sistema. Vídeo a seguir.

 

Via Adrienne Porter Felt (Twitter)Fóruns da LenovoThe Next Web

 

O trojan Flame pode ser a arma virtual mais sofisticada do momento

by

Depois de analisar o funcionamento do Stuxnet, se confirmou que o seus vírus e trojans não eram ferramentas de simples criminosos, mas também armas utilizadas por governos para espiar seus inimigos. Agora, segundo os laboratórios da Kaspersky, existe uma nova arma virtual, muito mais sofisticada que as anteriores, que foi batizada como Flame, e que pode não só instalar métodos de acesso aos computadores Windows (backdoor) e espiar o tráfego de uma rede (sniffer), mas também pode obter acesso a dados em telefones nas proximidades, por meio do Bluetooth, ser copiado em sistemas de armazenamento USB e até gravar conversas usando o microfone dos computadores infectados.

Dizem que o Flame possui registros datados do começo de 2010, sendo assim um software tão complicado, que poderíamos levar até uma década para descobrir o dano que ele poderia causar ou ter causado. É mais fácil nesse caso obter sucesso no lead lovers, onde as coisas são bem mais tranquilas e (teoricamente) seguras.

Esta ferramenta para a guerra eletrônica estaria destinada a espiar países como Irã e Síria, assim como as demais potências da região, mas já que pode ser instalado e funcionar sem ser detectado, as chances do software se expandir para o resto do mundo são enormes. Depois disso, esperamos que não voltem a dizer que é exagero recomendar cobrir a webcam do seu portátil com um pedaço de papel.

Aliás, até recomendamos que você repasse esse post adiante, para alertar os seus amigos sobre essa ameaça. Você pode utilizar a ferramenta de e-mail marketing preferida para isso.

Via Wired

Apple lança um patch que elimina o trojan Flashback

by

Não faz muito tempo que a Apple publicou uma atualização do Java que resolvia a vulnerabilidade que havia sido aproveitada pelo trojan Flashback, e agora, tal como foi prometido pela empresa de Cupertino, eles apresentam uma ferramenta que elimina “as más comuns variações” de tal aplicativo. A atualização reconfigura o plugin web do Java, desativando a execução automática dos applets, mas permitindo que o usuário mude esse comportamento se assim desejar.

O software para OS X 10.6 ou superior já está disponível nos servidores da Apple, e pode ser instalado ativando a “Atualização de Software” do sistema operacional.

Via Apple

Apple reconhece a existência do malware Flashback, e promete uma solução

by

Foi o site russo Dr Web quem disse que o trojan/malware Flashback/Flashface existe, e finalmente a Apple reconheceu a sua existência, e agora, a empresa de Cupertino promete uma solução para o problema. Esse malware aproveita uma vulnerabilidade no Java Virtual Machine (algo que a Oracle, por sua parte, já resolveu em fevereiro), que em março infectou cerca de 650 mil Macs.

Por outro lado, a Kaspersky decidiu não esperar alguma solução da Apple, e já oferece uma ferramenta gratuita, onde os usuários podem eliminar o trojan de seus sistemas. A Apple segue trabalhando para oferecer uma ferramenta que acabe com o trojan instalado nos computadores afetados, mas recomenda que os usuários atualizem o software de todos os equipamentos, e para os usuários que seguem com a versão OS X 10.5 ou anteriores, desabilitem imediatamente o Java do seu sistema.

O que a Apple não especifica é quando estará disponível a tal solução ao malware. Mais detalhes sobre o informe criado pela empresa de Cupertino na fonte desse post.

Via Apple

Windows 8 contará com atualizações automáticas e reinício obrigatório a cada 72 horas

by

Os engenheiros da Microsoft continuam revelando detalhes do futuro Windows 8. Alguns desses detalhes estão ligados ao Windows Update. Segundo indicam em seu blog oficial, o sistema se encarregará de fazer downloads em segundo plano os seus arquivos de segurança e atualizações, mostrando em sua tela o alerta de reinicialização do sistema quando o download estiver concluído.

Em caso de não reinicialização após as 72 horas, o sistema dará 15 minutos extras para que você salve suas alterações em trabalhos ou conclua tarefas pendentes, e reinicializa o sistema automaticamente. No caso da atualização estar relacionada a um vírus, ameaça virtual ou correção urgente do sistema, essa reinicialização ocorrerá imediatamente, para erradicar ou proteger a máquina o quanto antes possível.

via WM Power User

Os celulares com tela de toque são um ninho de bactérias, diz estudo

by

É a típica notícia que podemos erguer a placa do “eu já sabia”, mas sempre vale a pena o registro. Um estudo feito pela universidade norte-americana de Stanford resultou que se alguém tem um vírus, e toca a tela touch de seu smartphone, você tem 30% de chances desse vírus se alojar no seu corpo, mesmo que seja a infecção temporária. Mas, isso não é tudo: outro estudo britânico revela que os celulares contam com 18 vezes mais bactérias do que você pode encontrar no banheiro de sua casa. Bom, com estas informações, cabe a você tomar a melhor opção para poder deixar o seu smartphone livre dessas bactérias indesejáveis.

Fonte

Investigadores britânicos "se infectam" voluntariamente com um vírus informativo. Vamos explicar o que é isso

by

Esta notícia rodou o Twitter e outras mídias de internet nos últimos dias, e esperamos esclarecer este assunto de uma vez por todas. O que aconteceu foi um experimento de um pesquisador da Universidade de Reading, que se implantou um chip RFID infectado (e quando falamos infectado, queremos dizer um vírus informático na memória do implante), com a intensão de demonstrar os perigos que aconteceria a propagação de um vírus deste tipo.

Bom, o simples fato de passar o implante por um dispositivo de controle já o faria que o vírus ficaria residente nele para o transporte para outros chips. O pior de tudo isso é este mesmo efeito poderia ser usado em implantes médicos, o que poderia provocar uma “epidemia virtual”, que viajaria de paciente para paciente, e por consequência, os problemas que podem acontecer na saúde do portador, como leituras erradas do marcapasso, por exemplo.

Resumindo: o teste não foi para que o cientista ficasse infectado fisicamente (como uma gripe), e sim virtualmente. Um chip infectado pode sim transmitir a informação para outro chip infectado, e isso pode causar problemas sérios a alguns pacientes. E já tinha gente pensando que algumas pessoas iriam espirrar dados por aí…

Fonte