Arquivo para a tag: usb type-c

ZUK Z1: um smartphone com USB Type-C (quase) real

by

zuk-z1

O novo ZUK Z1 é fruto da nova subsidiária da Lenovo na China, que visa competir com fabricantes locais, como Xiaomi, Meizu ou a família Honor da Huawei. Esse modelo tem como diferencial a presença de uma porta USB 3.1 Gen 1, superando as taxas de transferência dos seus principais rivais.

O ZUK Z1 custa 257 euros (já convertidos), e entre os acessórios integrados, o fabricante inclui fones de ouvido que também se conectam através da já citada porta USB 3.1. Além disso, também está disponível um conector de fones de ouvido tradicional (3.5 mm), permitindo que duas pessoas escutem a música reproduzida no dispositivo.

ZUK Z1-03

Também é interessante saber que sua bateria possui 4.1oo mAh, uma vitória levando em conta sua espessura de 8.9 mm. Como em outros dispositivos chineses, temos também um leitor de digitais no ZUK Z1.

O modelo conta com tela de 5.5 polegadas (1080p), 3 GB de RAM, câmera traseira de 13 megapixels (f/2.2, Sony IMX214), sensor frontal de 8 megapixels (OmniVision OV 8865), dois slots nanoSIM e uma ROM personalizada do Android 5.0 Lollipop, a ZUI. No interior, um processador Qualcomm Snapdragon 801, no lugar do teoricamente mais potente 810.

ZUK Z1-02

Via Engadget, ZUK

ZUK Z1, um smartphone Lenovo top de linha com USB Type-C

by

ZUK

O ZUK Z1 é um dos futuros lançamentos da empresa chinesa de mesmo nome, subsidiária da Lenovo, com boas especificações e destaque especial por ser um dos primeiros smartphones a incorporar a porta USB Type-C.

O ZUK Z2 conta com tela multitouch de 5.5 polegadas (Full HD), processador Snapdragon 810 da Qualcomm, trabalhando com GPU Adreno 430 e 3 GB de RAM. Deve oferecer variantes com 32 e 64 GB de armazenamento e bateria de 4.000 mAh. Mas a principal novidade é a presença da porta USB Type-C de última geração, que deve se tornar mais e mais presente nos smartphones top de linha. Como ‘bônus’, o modelo integra um leitor de digitais.

O smartphone chegará ao mercado com o sistema operacional Android 5.1 Lollipop, e tem lançamento na China previsto para o dia 8 de agosto. Seu preço não foi revelado, assim como sua disponibilidade em outros mercado globais.

UMi Hammer S, um smartphone barato com leitor de digitais e USB Type-C

by

UMi Hammer S

O UMi Hammer S é mais um smartphone chinês que chama a atenção por ser barato e cheio de funcionalidades interessantes. Nesse caso, a integração de um leitor de digitais e o novo USB Type-C em um dispositivo que custará apenas US$ 129,99, quando chegar ao mercado em agosto.

Suas especificações são igualmente interessantes. O UMi Hammer S conta com uma tela de 5.5 polegadas, processador MediaTek MT6735 e 2 GB de RAM. Por um conjunto desses, fatalmente pagaríamos US$ 500 ou mais se fosse oferecido pelos grandes fabricantes do setor.

A má notícia é que não será tão fácil encontrar um desses no mercado, já que o modelo só estará disponível em locais muito distantes dos canais mais habituais. A não ser que ele vire um grande sucesso, e os importadores considerem o UMi Hammer S um grande negócio. Vamos torcer.

Via GizChinaUMi

OnePlus 2 será o primeiro smartphone top de linha com USB Type C

by

one-plus-one-01

A OnePlus confirmou que o seu futuro smartphone top de linha, o OnePlus 2, vai receber o conector USB Type C (ou USB 3.1, ou USB-C), que oferecer maior velocidade de transferência e menor tempo de recarga, além de ser um conector reversível.

Os rumores sobre essa possibilidade já vinha de longa data, mas só agora a empresa confirma oficialmente através de sua conta oficial no Twitter. O anúncio mostra a ambição de uma empresa que promete muito com o OnePlus 2, que só tinha como confirmada a presença do processador Qualcomm Snapdragon 810 (sem risco de superaquecimento).

Era especulado que o Samsung Galaxy Note 5 (que deve ser anunciado em setembro) seria um dos primeiros dispositivos móveis a receber o USB Type C, mas a OnePlus se antecipou a todos os grandes fabricantes (exceto a Sony, que não parece estar muito interessada), o que pode resultar em uma interessante vantagem competitiva em médio prazo.

usb-type-c

Tudo aponta para que o USB-C se transforme em breve em uma constante em todos os dispositivos eletrônicos. Os grandes fabricantes pensam nisso. A Apple já largou na frente, com o seu novo MacBook, e Google (com o Android M) e a Microsoft (com o Windows 10) farão o mesmo.

Logo, a expansão desse padrão passa a ser uma mera questão de tempo.

Via OnePlus

Dell prepara um XPS 15 potente, e com USB Type-c

by

dell-xps-15-com-usb-type-c

A Dell apresentou na Computex 2015 o novo XPS 15, que chegará ao mercado com as telas Infinity, Windows 10 e conector USB Type-C. Mas espere. Tem mais…

O Dell XPS 15 se destaca pelo design que é mais compacto e refinado, se parecendo mais com um modelo de 14 polegadas. Sua tela de 15.6 polegadas estará disponível tanto em versões de 1080p sem touch como a versão touch com resoluão QHD+ (3.200 x 1.800 pixels).

Outro detalhe que merece destaque é a presença da porta USB Type-C, que foi pouco destacado pelos veículos de tecnologia. Além dessa porta na lateral esquerda, há outra porta USB 3.0, além de uma porta HDMI completa. A adoção desse padrão e a combinação com a porta USB 3.0 tradicional se soma aos novos processadores Broadwell-H, o que representa um salto considerável no desempenho do produto. Resta saber como isso vai afetar a autonomia de bateria, ainda mais trabalhando em conjunto com a GPU Iris Pro.

O Dell XPS 15 não tem data de lançamento, mas certamente chegará depois do dia 29 de julho, data de lançamento do Windows 10. Não será o único a aproveitar o lançamento do novo software da Microsoft para chegar ao mercado. Outros dispositivos certamente aparecerão na mesma época.

Via The Verge

Thunderbolt 3 vs USB 3.1

by

Thunderbolt3

A Intel vai apresentar o Thunderbolt 3 na Computex de Taiwan. A nova versão do conector de alta velocidade para interconexão de equipamentos e dispositivos terá que competir com o USB 3.1 e o Conector USB Type-C.

A grande novidade dessa terceira geração da tecnologia de entrada/saída baseada na fotônica do silício mas com baixa comunicação óptica é a sua maior largura de banda – até 40 Gbps -, duplicando as taxas do Thunderbolt 2 e permitindo conectar dois monitores 4K, ou a próxima geração de TVs com resolução 8K, que será suportado nativamente pelo sistema operacional Windows 10. A nova especificação vai permitir uma transmissão de dados com suporte nativo ao DisplayPort 1.2, PCIe de terceira geração, HDMI 2 e USB 3.0.

O novo padrão será compatível com configurações de double e single port. O adaptador físico (compatível com os existentes) também será modificado por um design muito mais fino de 3 mm, ideal para equipamentos de baixa espessura.

A Intel pretende suportar o Thunderbolt 3 de forma nativa nos seus próximos processadores Skylake. A batalha com o USB 3.1 e o USB Type-C está aberta. Se o Thunderbolt é mais avançado na sua tecnologia, o USB domina amplamente o mercado, sem falar no valor de licenciamento muito menor.

Via Intel

Patriot anuncia o primeiro pendrive USB Type C

by

PatriotUSB31

A Patriot apresentou o primeiro pendrive USB Type C do mercado, com o padrão USB 3.1. Como a sua utilização (nesse momento) se limita praticamente ao MacBook ou ao Chromebook Pixel, o pendrive da Patriot inclui também um conector USB 3.0 na sua outra extremidade.

Esta é uma boa maneira de garantir a compatibilidade com os demais produtos, até que o padrão USB 3.1 se torne mais popular. E isso não deve demorar, já que a ASUS também anunciou novos modelos com suporte para essa porta.

A vantagem do USB Type C (ou USB 3.1) é a sua largura de banda de dados de até 10 Gbps, além do fato de ser um conector reversível, podendo funcionar em qualquer posição, poupando o usuário de problemas técnicos quando forçamos a conexão no sentido errado na porta USB convencional.

Além disso, o Type C suporta recarga de energia escalável e está preparado para suportar as necessidades de aumento de desempenho futuro do grande padrão de conexão de periféricos. O conector não é compatível com as versões anteriores da USB, ainda que para facilitar a transição, a indústria oferecerá um adaptador cabeado para suportar as versões anteriores.

A Patriot oferece as versões do pendrive USB Type C nas capacidades de 32 e 64 GB. Preços não foram anunciados.

Via Tom’s Hardware

Google confirma que em breve veremos a porta USB Type C em dispositivos Android

by

chromebook-pixel-2015-usb

O pequeno e reversível USB Type C chegou para ficar. Depois de sua aparição no novo MacBook e sua dupla presença no Chromebook Pixel, a própria Google deixou claro que veremos essa porta de conexão mais vezes nos futuros smartphones Android e computadores Chromebooks.

A Google garante que está muito comprometida com o novo padrão USB, mas não nega que será um processo longo e a longo prazo. Por enquanto, não foram anunciaram novos produtos que vão aproveitar essa tecnologia, mas é fato que se Apple e Google deixam claro o seu apoio ao padrão, é difícil imaginar que o restante do mercado não siga os seus passos.

Vai valer a pena esperar mais um pouco para aproveitar das portas reversíveis e de grande velocidade sem a necessidade de um conector de grandes dimensões.

 

Via PhoneArena

Novo MacBook: tudo passa por uma única porta

by

650_1000_1-6

A Apple apresentou um novo MacBook, que vai além de ser uma renovação do modelo Air (que ainda existe). É um novo produto, com muitos detalhes que chamam a atenção. Talvez o mais polêmico está nas portas… ou na ausência delas.

O novo MacBook simplificou bastante as suas conexões físicas. Do lado esquerdo, temos uma única entrada, que está responsável por todas as entradas disponíveis em um portátil: carregar o dispositivo, oferecer a saída de vídeo auxiliar e transmitir dados. O lado positivo disso é que temos a implementação da porta USB Type-C, que é pequena e reversível, e que deve se tornar o padrão nos computadores portáteis nos próximos meses.

O lado negativo, você já pode imaginar: uma única porta que não é compatível diretamente com todos os acessórios, periféricos ou memórias USB que você acumulou ao longo dos últimos anos.

650_1000_environment_large_2x

Logo, você já pode imaginar que não vamos poder fazer várias coisas de uma única vez. Não vamos poder carregar o smartphone enquanto carregamos o MacBook, nem usar a saída de vídeo com o monitor enquanto acessa o disco rígido externo.

Agora, é uma coisa de cada vez.

Mas existe uma solução que pode ampliar as portas disponíveis no equipamento. A Apple tem alguns adaptadores oficiais, que custam 89 euros, com portas múltiplas (USB-C para AV digital, ou USB-C para VGA). Se o que você usa mais é a USB, um adaptador específico custa 19 euros.

650_1000_conector-hdmiCom o tempo, devem chegar mais adaptadores para casos mais específicos. Mas é bom lembrar que sempre temos as funcionalidades sem fio (AirPlay, Bluetooth, etc).

Do outro lado do MacBook, na mesma altura, temos um conector jack de 3.5 mm, para os fones de ouvido.

650_1000_3-4

Parece claro que as portas ocupam um lugar importante, ou ao menos coincidem com o design de uma lateral tão fina. Mas certamente muita gente não teria se importado em perder essa baixa espessura para ter um pouco mais de flexibilidade no uso do portátil.

Também está o componente de evolução, por ser um dos primeiros a matar uma tecnologia que convive conosco, e que tem data de caducidade. A Apple decidiu em 1998 que não havia mais espaço para disquetes ou portas antigas de comunicação no iMac G3. No meio do caminho, nos deparamos com a eliminação dos leitores de CD nos notebooks. Quem sabe agora testemunhamos o fim de múltiplas portas de conectividade física?

Mais fino e sem USB ‘standard’: assim seria o futuro MacBook Air de 12 polegadas

by

keyboardsilver-copy

Segundo fontes do blog 9to5Mac, um novo MacBook Air está à caminho, e diferente de outras ocasiões – onde as atualizações foram mais pontuais -, podemos ter mudanças mais incisivas.

O novo modelo contaria com tela de 12 polegadas, integrando uma tela de maior resolução e bordas mais estreitas (várias fotos de montagem ao longo desse post), o que permitiria um produto praticamente do mesmo tamanho do modelo atual de 11.6 polegadas (um pouco mais alto, mas também mais estreito).

A mudança não seria só na estética da tela. Suas portas também receberiam mudanças, deixando de lado a maioria dos seus conectores (USB, MagSafe ou leitor de cartões), com o objetivo de conseguir um laptop ainda mais fino e leve. Os detalhes revelados permitiram que o pessoal do 9to5Mac fizesse os renders que ilustram esse post, o que nos daria uma ideia de como poderia ser essa nova geração do MacBook Air, e suas mudanças em relação à geração anterior.

comparison-copy

As teclas estariam ligeiramente mais juntas (em milímetros) e o teclado iria de lateral a lateral, para aproveitar melhor o espaço. O trackpad – que pode eliminar o efeito mecânico ao realizar o clique – será aproximadamente da mesma largura do que aquele presente no modelo de 11.6 polegadas, mas um pouco mais alto, de modo que tocaria quase a partir da base do teclado até a borda inferior do portátil.

profilel-r-copy

No lugar da USB, a ideia da Apple é incluir uma porta USB Type-C, que ajudaria na redução das dimensões do portátil. Essa decisão certamente nãos erá muito bem vinda logo de cara, mas já sabemos que a Apple é especialista nesse tipo de mudanças mais radicais, onde a maioria no final acaba aderindo.

Mesmo assim, seria bem vindo que a Apple não fosse tão pedante dessa vez, e que deixasse pelo menos uma porta USB tradicional (Type-A) no equipamento.

Vale lembrar mais uma vez que as imagens desse post são apenas renders produzidos pelo pessoal do blog 9to5Mac, baseado em informações que procedem de um vazamento, que pode ou não se converter na realidade dos fatos. Mesmo assim, tudo isso não deixa de chamar a atenção.

E você? Gostaria de ter um MacBook Air desse jeito?

Via The Verge9to5mac

 

Nokia N1: a nova etapa começa com um tablet com Android Lollipop

by

650_1000_nokian12_1020_verge_super_wide

A Nokia (não a da Microsoft, mas sim a que sobrou da empresa finlandesa) tinha algo a apresentar. E o fez. A nova fase da centenária empresa começa com um tablet Android, o Nokia N1.

Essa foi a forma da Nokia se manter viva no mercado para o consumidor final, através de um tablet com tela de 7.9 polegadas, e que conta com a Intel com principal parceiro de hardware. O dispositivo traz novidades nos seus conectores, e um preço de interessantes US$ 250. É um produto parecido com o iPad mini – ainda mais por conta do corpo de alumínio -, mas que pode bater de frente com o MiPad da Xiaomi, já que é claramente destinado ao mercado asiático.

A proporção da tela é 4:3, tal como acontece com os seus concorrentes, e as 7.9 polegadas possuem uma resolução de 2048 x 1536 pixels, em uma tela IPS com proteção Gorilla Glass 3. O dispositivo possui uma espessura de 6.9 mm e peso de 310 gramas, sendo assim mais leve e fino que os modelos da concorrência. Esse corpo abriga uma bateria de 5.300 mAh.

650_1000_nokia_n1

A Nokia escolheu o processador Intel Atom Z3580 para o N1, com quatro núcleos trabalhando a 2.4 GHz, acompanhado de 2 GB de RAM e 32 GB de armazenamento interno. Sua arquitetura X86 é de 64 bits, e a GPU é uma PowerVR G6430.

Uma das principais novidades do Nokia N1 é o seu conector reversível para recarga de bateria e transmissão de dados. O novo conector type-C USB está presente no dispositivo, e se localiza entre os dois alto-falantes de 0.5 W cada. Suas duas câmeras são de 8 e 5 megapixels, sendo que a traseira conta com foco automático. As duas são capazes de gravar vídeos a 1080p, mas não contam com flash.

650_1000_nokian17_1020_verge_super_wide

A Nokia escolheu a interface Z Launcher para revestir o Android 5.0 Lollipop presente no N1. Aliás, a Z Launcher Beta está disponível para smartphones Android na Google Play de forma gratuita, mas a versão para tablets é exclusiva do Nokia N1.

650_1000_nokia-n1-android-tabletO tablet Nokia N1 tem previsão de lançamento para a China (inicialmente) para o dia 19 de fevereiro de 2015, e vai custar US$ 250 (sem impostos). Mais adiante, desembarca na Rússia e outros mercados da Europa. Não tem lançamento confirmado para o Brasil (por enquanto). Estará disponível nas cores prata ou cinza escuro (Natural Aluminum e Lava Gray).

 u98uzbtobhdccdw6cj9f nokian15_1020_verge_super_wide nokian112_1020_verge_super_wide nokian111_1020.0 nokia-n1 nokia-n1-tablet nokian17_1020_verge_super_wide nokian13_1020_verge_super_wide nokian18_1020_verge_super_wide nokian12_1020_verge_super_wide nokian110_1020_verge_super_wide nokian19_1020_verge_super_wide nokian16_1020_verge_super_wide nokian14_1020_verge_super_wide

+info

Vantagens do USB Type-C: reversível, envia áudio e vídeo, e compatível com DisplayPort

by

usb

As vantagens do novo conector USB Type-C ainda são reveladas pelas suas documentações. Por exemplo, a VESA (Associação para Padrões Eletrônicos e de Vídeo) informa que chegou a um acordo com o grupo USB 3.0 para incluir o modo alternativo DisplayPort ao padrão USB Type-C.

Desse modo, o novo cabo USB será capaz de transmitir áudio e vídeo mantendo o desempenho da DisplayPort, inclusive alcançando resoluções 4K para vídeos. O resultado final seria um cabo capaz de enviar vídeos em Ultra HD com velocidade USB 3.0 e 100 watts de potência, que funcionaria sem problemas com as telas DisplayPort, HDMI, DVI e VGA, utilizando o conversou ou adaptador correspondente.

Já vimos antes a incorporação da DisplayPort na Thunderbolt, porém, esse novo USB parece ser uma solução mais eficiente, podendo reduzir drasticamente o número de cabos no seu escritório. Particularmente, espero por tais novidades com certa pressa. A minha bancada de trabalho agradece – e muito – pela futura organização.

Via VESA