Arquivo para a tag: u2

Taylor Swift, U2 e outros 180 artistas protestam contra o YouTube

by

Taylor Swift

Taylor Swift, U2 e outros mais de 180 cantores e compositores se uniram às principais gravadoras da indústria fonográfica (Universal Music, Sony Music e Warner Music) para protestar contra o YouTube.

O protesto veio em forma de uma carta dirigida ao Congresso dos Estados Unidos, onde esse conjunto de artistas pede mudanças na legislação, que permitem que o “YouTube “ameace a viabilidade dos compositores e artistas para sobreviver”.

“(O YouTube) está construindo sobre a base do conteúdo gratuito e roubado, e assim é como eles chegaram a ser tão grandes”, afirmou Trent Reznor, do Nine Inch Nails, em entrevista na semana passada. Vale lembrar que, além de artista, Reznor é chefe criativo na Apple Music.

 

O que os artistas pedem?

Não é a primeira vez que membros da indústria audiovisual se voltam contra o YouTube, mas é a primeira vez que o fazem de forma tão organizada, com quase 200 envolvidos assinando a petição aos legisladores norte-americanos. De fato, os artistas pedem que se modifique a Digital Millennium Copyright Act, lei de direitos autorais que regula o conteúdo online, aplicado a maioria dos serviços de origem norte-americana.

Para dar visibilidade à reclamação, os organizadores do protesto contrataram anúncios nas mídias impressas mais importantes de Washington DC. No texto, eles alegam que a DCMA “permitiu que as principais empresas de tecnologia crescessem e gerassem grandes lucros ao permitir que os consumidores levem nos smartphones quase todas as músicas gravadas na história, enquanto que os lucros dos compositores e artistas seguem diminuindo”.

 

Uma queixa válida? Ou uma manobra para negociar?

O YouTube se defende, garantindo que eles não fazem negócio com as solicitações DCMA que eles recebem (a lei estabelece que os portadores de direitos autorais solicitarem a retirada dos seus conteúdos com uma solicitação). 99,5% das infrações de copyright dos vídeos musicais alojados são detectados automaticamente pelo se sistema Content ID, e apenas 0.5% vem das reclamações DCMA.

Além disso, o YouTube informa que eles pagaram mais de 3 bilhões de euros para a indústria musical, onde parte desse lucro vem de usuários que não assinam nenhum serviço.

Por enquanto, a iniciativa é apenas a tal carta assinada pelos artistas e gravadoras, mas é importante que isso aconteça agora: as gravadoras estão negociando seus contratos com o YouTube (o contrato com a Universal Music Group já expirou), e não é uma casualidade esse tipo de iniciativa.

Será que teremos o começo das hostilidades, tal e como aconteceu recentemente com o Spotify? Ou um simples movimento para ganhar peso na negociação?

Via Recode, Yahoo

Bono pede desculpas, e admite que lançamento do novo disco no iTunes foi ‘megalomania’

by

bono-disculpas

Bono, vocalista da banda U2, se desculpou pelos problemas ocorridos no lançamento do último álbum de sua banda, ‘Songs of Innocence’, que não só foi oferecido gratuitamente no iTunes, mas também foi enfiado goela abaixo para milhares de usuários.

Apesar da Apple já ter remediado o assunto, Bono aproveitou um vídeo de Questions & Answers no Facebook para se desculpar e reconhecer que tudo foi pensado para fazer algo diferente do convencional, e pelo menos que ele mesmo sentia que suas músicas – que a banda levou anos trabalhando – não fossem ouvidas.

O cantor também admitiu que foi uma medida ‘megalomaníaca’, que fugiu completamente do controle. Na verdade, essa parte não é só culpa dele, mas também da falha da tecnologia da Apple, que acabou adicionando o álbum automaticamente na biblioteca de milhares de usuários, que sequer tiveram a chance de escolher se queriam o álbum ou não.

A ação foi fruto de um acordo entre a Apple e o U2, e entrou em ação no dia do lançamento dos novos iPhones.

Via Macrumors, Facebook

Apple lança serviço que elimina DE VERDADE o álbum do U2 (empurrado goela abaixo)

by

hm6zoihgvqfu2looxfnb

Mesmo que isso pareça mentira, até mesmo a oferta de um álbum musical de graça pode ser motivos de dores de cabeça. Alguns usuários do iTunes não gostaram nada da ideia de receber o novo álbum do U2, Songs of Innocence, sem qualquer tipo de autorização prévia, ou como eu digo, “empurrado goela abaixo”. Para evitar maiores problemas, a Apple lançou um aplicativo web específico para apagar todo o rastro do disco da conta do usuário.

Existem formas mais diretas de eliminar o novo disco – apagando o mesmo do iTunes é uma delas. Seja como for, se você quer resolver o problema em definitivo, é só seguir os passos abaixo:

1) Visite: itunes.com/soi-remove
2) Selecione “remove album” para confirmar a remoção do Songs of Innocence
3) Entre com o seu Apple ID e sua senha
4) Aguarde. Você receberá uma mensagem confirmando que o álbum foi eliminado de sua conta

Só para lembrar: quem tem iTunes pode baixar o novo disco do U2 DE GRAÇA!

by

z6mmv2vzlvl50xczoo1o

O último ‘one more thing’ mencionado pela Apple no evento de ontem (9) teve a presença do U2 no palco do Flint Center. Ao lado de Tim Cook, Bono (em um gesto ridículo de unir os dedos indicadores com o CEO da Apple), anunciou que o novo álbum da banda, Songs of Innocence, está disponível para os mais de 500 milhões de usuários do iTunes em 117 países, totalmente de graça, até o dia 13 de outubro.

Esse é o maior lançamento da história da música digital, e um dos maiores lançamentos da indústria fonográfica como um todo. Nunca um disco inteiro foi ofertado de forma gratuita para tanta gente, de uma única vez.

O que podemos estranhar aqui é a ausência da Beats no evento. Não foi feita qualquer tipo de menção à última aquisição da Apple na apresentação dos novos iPhones e do Apple Watch, o que indica que teremos um evento específico para que essa empresa de acessórios de áudio receba o devido destaque. Quem sabe em conjunto com os novos iPads.

Enfim, se você é usuário do iTunes, clique aqui para baixar o novo disco do U2.