Arquivo para a tag: tor

KickassTorrents se refugia na Deep Web, para evitar censura e bloqueios

by

KickassTorrents

O KickassTorrents, o maior portal de P2P do planeta, anunciou a abertura de um domínio paralelo na rede anônima TOR, para evitar a censura e se proteger das denúncias de violação dos direitos autorais.

O refúgio na Deep Web é mais uma medida de segurança diante dos problemas judiciais de outros portais, como normalmente acontece com o The Pirate Bay, com suspensão de domínios inclusive. Isso levou o site a abrir o domínio na Dark Web.

O KickassTorrents seguirá funcionando normalmente, através do endereço kat.cr, inclusive quando acessado pela rede TOR. De fato, não é esperado um grande volume de acessos pelo novo domínio (lsuzvpko6w6hzpnn.onion), exceto quando os domínios primários não estiverem disponíveis pelas denúncias e bloqueios que hoje afetam o The Pirate Bay.

Também foi anunciada a disponibilidade geral do serviço de autenticação 2FA, que estava em testes desde o mês de abril. Esta é uma capa adicional de segurança via autenticação de dois passos, que já é utilizado por outros serviços de internet.

Vale lembrar que o KickassTorrents é o primeiro portal P2P que ativa um serviço como esse. Por fim, os serviços de chat e widgets para a lista de links recomendados foram atualizados, além do recurso de últimas notícias. Outras melhorias são prometidas para um futuro próximo.

FBI joga sujo com usuários de Tor

by

fbi-computer

O FBI está utilizando um malware para desmascarar usuários do Tor. Isso por is não surpreende, mas tudo muda quando começamos a falar de sua origem.

Matt Edman foi um desenvolvedor do Projeto Tor que decidiu passar para outro lado, trabalhando para o FBI para desmascarar os usuários da rede Tor. Para isso, ele criou um malware chamado Cornhusker, depois de ser contratado para a Unidade de Segurança Remota do FBI, sendo realocado ao posto de engenheiro sênios da Mitre Corporation.

Edman fez parte da Operação Torpedo, que tinha como objetivo desmascarar usuários e proprietários de sites de pornografia infantil alojados na deep web. Além disso, também ajudou a acabar com o Silk Road, o maior mercado de drogas da web oculta, graças ao rastreamento do equivalente em bitcoins de US$ 13.4 milhões a partir do servidor do site até o computador do seu fundador, Ross Ulbritch, que acabou preso.

Além do Cornhusker, o FBI contou com um aliado que, apesar de não ter sido voluntário, sua presença tem muito sentido: o Adobe Flash Player.

A tecnologia da Adobe é considerada por anos como muito insegura pelos especialistas, e parece estar longe de melhorar. A cada ano, mais evidências sobre suas debilidades em nível de segurança aparecem, e muitos usuários combinavam o Tor Browser com o Flash Player, algo que não é uma boa ideia se você quer se manter no anonimato.

Tempo depois que o Cornhusker foi substituído por uma Técnica de Investigação de Rede (Network Investigative Technique) para obter o endereço IP real e o MAC utilizados pelos usuários da rede Tor. Porém, tal técnica foi invalidada por um tribunal. Esta situação deu a oportunidade para advogados opositores ao FBI para pedir que a agência mostre o código fonte utilizado para o mecanismo de tal técnica.

Facebook para Android recebe suporte experimental para o Tor

by

facebook-tor

O Facebook quer que qualquer pessoa possa utilizar a sua rede social, e caso ele não possa se conectar com segurança ou totalmente bloqueado, a empresa decidiu adicionar o suporte para a rede Tor no seu aplicativo para Android.

Por enquanto o suporte é experimental, mas é uma adição muito interessante por cifrar e deixar anônimo todo o tráfego em torno do Facebook. Obviamente a medida é pensada nos países onde a rede social está bloqueada, ou onde a vigilância imposta pelos governos é excessiva.

Para obter essa característica, você precisa primeiro obter o aplicativo Orbot: Proxy with Tor na Google Play Store ou nos repositórios da F-Droid. Uma vez instalado o Orbot, abra as preferências do aplicativo do Facebook e habilite a opção “Usar Tor através do Orbot”.

Ainda que possa parecer estranho combinar o anonimato do Tor com a política do Facebook, não é a primeira vez que a empresa de Mark Zuckerberg realiza movimentos como esse. Em 2014 eles lançaram uma URL de Tor para o Facebook, para que as pessoas pudessem se comunicar de forma anônima. Além disso, a página Facebook over Tor explica melhor como essa combinação vai funcionar.

Estudo garante que 80% do tráfego da deep web está relacionado com pedofilia

by

tor

80% do tráfego gerado na deep web (ou via Tor) está relacionado com a pornografia infantil. Quem garante é um estudo realizado pela Universidade de Portsmouth (Reino Unido).

É de se imaginar que os pedófilos queiram ocultar o material ilegal utilizando esse tipo de rede, mas é surpreendente e até preocupante que a porcentagem do tráfego desse material seja tão alta. Obviamente, o serviço é útil para outras atividades ilegais (drogas, contrabando, armas, etc), além daqueles que só buscam o anonimato na internet.

Para chegar a esses dados, os investigadores colocaram 40 computadores na rede Tor para que atuassem como máquinas de serviço ‘voluntárias’. Utilizando um software de rastreio, eles catalogaram mais de 45 mil serviços escondidos dentro dos serviços ocultos do Tor.

Depois de analisados esses dados, foram revelados os detalhes do destino desse tráfego. Tais dados foram apresentados no congresso Chaos Computer de Hamburgo (Alemanha).

De qualquer forma, as estimativas não são muito precisas, já que entre os dados temos o tráfego gerado por investigações de outros órgãos (por exemplo, a polícia de diversos países, que busca os responsáveis pelos sites ilegais). Mesmo assim, o estudo também serve para identificar os sites mais resistentes, e que mais movimento geram na deep web.

 

Via The GuardianWired, Tor Project Blog, Gareth Owen

 

Hackers do PSN e Xbox Live agora atacam o Tor

by

tor-logo

O Lizard Squad, grupo ciber-terrorista que derrubou os servidores da PSN e Xbox Live no dia 25 de dezembro aponta para um novo objetivo: o Tor.

No dia de ontem (26), foram registrados uma série de ataques na rede anônima, tal e como indicava uma advertência publicada no dia 19 de dezembro, onde eles asseguravam ‘as possíveis próximas tentativas de desativar a rede Tor’. Um porta-voz do Tor confirmou os ataques, porém, tranquilizou os usuários, garantindo que é pouco provável que isso afete o anonimato dos usuários.

Tal e como indicam, esse parece ser uma tentativa normal de ataque do tipo Sybil: os atacantes solicitam o acesso à rede com a esperança de ocupar grande parte da mesma, mas ainda executando milhares de petições. O resultado é menos de 1% da capacidade da rede Tor afetada.

Por enquanto, eles seguem trabalhando para eliminar essas conexões da rede, antes que elas se convertam em uma ameaça. Por enquanto, eles não acreditam que foram afetados no anonimato ou no desempenho.

Via PC WorldTor (Twitter)