Arquivo para a tag: tidal

Apple estaria interessada em comprar o Tidal

by

Tidal

De acordo com o Wall Street Journal, a Apple estaria em negociações com os responsáveis pelo serviço de streaming Tidal, incluindo o rapper Jay-Z, com o objetivo de adquirir a plataforma para incorporá-la à Apple Music.

A Apple Music já é relevante, mas isso parece não ser suficiente. Nas próximas atualizações, o serviço vai ser reformulado, com o objetivo de ser mais amigável e atrair mais usuários. Medidas necessárias para bater de frente com o Spotify.

O segredo: a exclusividade

Tidal Interface

Vale lembrar que o Tidel se diferencia dos demais por ser um serviço de áudio digital em alta definição a 44 Hz, 16 bits e bitrate de 1411 kbps (FLAC e ALAC em dispositivos iOS), enquanto que a maioria dos serviços oferecem qualidade de 320 kbps. O Tidal oferece a melhor qualidade, mas é o mais caro.

Outro ponto a seu favor é a grande quantidade de obras exclusivas, se transformando rapidamente na opção preferida dos artistas que não concordam com as condições do Spotify. Sem falar que Jay-Z é reconhecido no mundo da música pelas sua ampla rede de conexões.

Um porta-voz do Tidal informa que não houve nenhum tipo de conversa com a Apple, e a gigante de Cupertino não comenta rumores. O que é fato é que o cenário não é tão descabido, já que uma das armas da Apple desde o lançamento do Apple Music é justamente a exclusividade de músicas e álbuns.

Por outro lado, o Tidal não é o sucesso que alguns esperavam. Estima-se que a plataforma possui hoje aproximadamente 4 milhões de assinantes, o que não é nada perto dos 100 milhões do Spotify. Logo, o movimento de venda pode ser algo inteligente para os dois lados. Isso é, se as duas partes realmente querem enfrentar o Spotify de frente.

Veremos como tudo isso vai terminar.

Via The Wall Street Journal

A batalha de Kanye West contra Apple e Spotify (e a favor do Tidal) tornou o cantor o número um… no The Pirate Bay

by

kanye-west

Kanye West decidiu iniciar uma batalha contra alguns serviços de streaming musical, como o Spotify e o Apple Music, por considerar que esses serviços pagam muito pouco pelas execuções das músicas. A medida tomada pelo marido de Kim Kardashian para mostrar e comprovar o seu ponto de vista foi lançar o seu último disco ‘The Life of Pablo’ exclusivamente no Tidal, serviço de músicas “premium” bancado por vários artistas, incluindo um velho amigo de Kanye: Jay-Z.

Com essa decisão, Kanye West dá a entender que sequer iria comercializar o seu novo álbum em formato físico, e esta era uma aposta mais do que arriscada. Afinal de contas, ele estava fechando as portas para outras alternativas legais, que não só ajudariam nas vendas mas principalmente na divulgação do novo disco. E, como estamos na internet, aqueles que não são assinantes do Tidal acabaram buscando outros meios para ouvir o novo disco. E esse público todo foi para um lugar seguro: o Torrent.

Apenas no primeiro dia de disponibilidade, mais de 500 mil downloads de ‘The Life of Pablo’ foram feitos nas redes BitTorrent. Um verdadeiro recorde.

the-life-of-pablo-the-pirate-bay

É claro que estamos falando de um disco muito esperado, e a repercussão nas redes torrent seria algo natural e inevitável. Mas a estratégia comercial adotada por Kanye ajudou e muito a colocar o álbum na liderança de downloads na categoria musical do The Pirate Bay, com mais de 7 mil pessoas compartilhando a sua cópia, mantendo assim os arquivos vivos e saudáveis para o seu download.

Poucas vezes esses números foram registrados para um lançamento musical. Além dos downloads via Torrent, temos que adicionar muitos outros que são feitos por outros meios, como por exemplo o download direto. Ou seja, Kanye West conseguiu bater recordes com o seu disco, mas não do jeito que ele queria ou esperava.

Kanye ainda não se pronunciou sobre o assunto, mas a RIAA já tomou providências, eliminando vários dos links Torrent disponíveis nos resultados de busca. Mesmo assim, sabemos bem como funciona esse mundo, e os links antigos estão sendo rapidamente substituídos por outros novos.

Via Torrent Freak

Tidal, serviço de streaming lossless, chega ao Brasil

by

tidal-logo

O Tidal, serviço de streaming de músicas idealizado por Jay-Z em parceria com outros grandes artistas da indústria fonográfica, desembarca hoje (29) ao Brasil. O principal diferencial da ferramenta é a sua qualidade de áudio, oferecendo músicas “lossless” (sem perda de qualidade).

O Tidal possui planos que variam entre R$ 14,90 e R$ 29,80 por mês, e todos os assinantes contam com 30 dias de degustação do serviço. O plano básico oferece as músicas no formato AAC, que já é de alta qualidade, com 320 kbps. O plano Tidal HiFi (de R$ 29,80/mês) oferece o streaming de 35 milhões de músicas em FLAC.

Os dois planos também dão acesso a 85 mil videoclipes, com alta qualidade de resolução e sem a veiculação de anúncios. O Tidal também conta com planos familiares, a R$ 29,95/mês no Tidal Premium, com quatro contas adicionais, ou R$ 59,95/mês para o Tidal HiFi.

O Tidal é compatível com dispositivos com as plataformas Windows, OS X, iOS, Android e interface web. No Chrome, há o suporte para streaming apenas para a qualidade lossless. Vale lembrar que, para se extrair a qualidade máxima do áudio das músicas, é necessário um equipamento de som de alta qualidade, além de um desejo absurdo de ouvir esse conteúdo nesse formato. É um serviço altamente recomendado para os audiófilos convictos.

Para mais informações, acesse a página oficial do Tidal no Brasil.

Via Tecnoblog

Prince retira suas músicas de quase todos os serviços de streaming

by

prince

Prince e suas excentricidades. O músico, que durante um tempo utilizou um símbolo como nome e o pseudônimo ‘o artista antes conhecido como Prince’, sempre se caracterizou por suas duas declarações contra a internet em torno da indústria musical, chegando a afirmar que ‘A internet está totalmente acabada. Não vejo por que teria que dar minhas novas músicas para o iTunes ou para qualquer outro serviço. Eles não vão me pagar antecipadamente por isso, e em breve as dispensarão quando não podem fazê-lo’.

Prince continua a viver de acordo com a sua linha de raciocínio, e decidiu retirar todas as suas músicas de todos os serviços de streaming disponíveis… exceto o Tidal. Até o momento, ele não ofereceu nenhuma explicação sobre a decisão, mas aqueles que acompanham o Prince nos últimos tempos já podem imaginar até onde pode chegar as suas aspirações.

Depois de encerrar o seu último contrato com a Warner Bros – contrato esse que o levou a usar um símbolo no lugar do seu nome -, Prince lançou o seu próprio website para seguir distribuindo a sua música, o NPG Music Club, que foi fechado em 2006.

Além do Tidal, o catálogo de músicas de Prince ainda está disponível na Google Play Music All Access. Mas não sabemos até quando.

Via The Next Web

Jay-Z compra o serviço de streaming Tidal, por US$ 56 milhões

by

tidal-logo

O rapper Jay-Z segue os caminhos de Dr. Dre e decidiu apostar nos serviços de streaming. Ele fez uma oferta de 464 milhões de coroas suecas (ou US$ 56 milhões) para a aquisição da Aspiro, empresa por trás dos serviços Tidal e WiMP.

Os dois serviços não são muito conhecidos por aqui, mas contam com uma rede de 50 milhões de usuários ativos em 58 mercados, dos quais 12.5 milhões são usuários com assinatura mensal.

O WiMP alcançou a marca de meio milhão de usuários pagos no mês passado, número esse que deve subir com a popularidade do novo dono. Agora, resta saber como os serviços vão se expandir e, principalmente, como convencer os usuários que já utilizam as plataformas da concorrência.

Via Engadget