Arquivo para a tag: tela

Rumor: Apple deve aumentar resolução de tela do iPhone 6s e 6s Plus

by

iphone6srosa

Um novo rumor volta a sugerir que a Apple pode aumentar a resolução dos futuros iPhone 6s e iPhone 6s Plus, elevando a mesma de forma considerável, podendo chegar ao mesmo nível que os dispositivos top de linha do Android e Windows Phone.

Em teoria, o aumento de resolução faria com que o iPhone 6s salte para a resolução 1080p, e no caso do iPhone 6s Plus, o upgrade seria para uma tela 2K. A mudança pode ter um impacto positivo nas vendas dos dois dispositivos, mas é importante deixar claro que por enquanto não temos nada confirmado, de modo que existe a possibilidade da Apple reservar essas mudanças para um hipotético iPhone 7.

Também se comenta que podemos ver melhorias importantes na câmera traseira, que seria capaz de gravar vídeos em resolução 4K, além de utilizar um modo de câmera lenta de até 240 FPS.

Por fim, estão mantidos os rumores sobre o novo SoC Apple A9, que daria vida aos dois dispositivos, com processo de fabricação de 14 e 16 nanômetros da Samsung e TSMC, ainda que seguimos sem ter detalhes sobre o número de núcleos que contarão o seu CPU.

Via WCCFTech

LG G4: a grande incógnita (até agora) é a sua tela

by

lg_g3

Com o Samsung Galaxy S6 e o HTC One M9 com presença praticamente confirmada na Mobile World Congress 2015, e a Sony se decidindo se apresenta ou não o Xperia Z4 em Barcelona, a LG é uma das forças que ainda podem animar um bocado o mercado de tops de linha nas próximas semanas, com o já muito esperado LG G4.

O LG G3 já tem nove meses de vida, e foi o primeiro dispositivo de renome a contar com uma tela com resolução 2K, o que teve como dura consequência a penalização da bateria do dispositivo. Em 2015, o LG G4 deve seguir o mesmo caminho de apostar quase todo o seu sucesso na qualidade da tela.

Dificilmente esqueceremos do surpreendente LG G2. Para relembrar esse sucesso no LG G4, é preciso primeiro realizar a otimização das dimensões físicas do aparelho. A LG aumentou a diagonal, mas sem ter que sacrificar as dimensões do dispositivo. Com o LG G3, eles repetiram a estratégia, algo que os primeiros rumores indicavam que não acontecerá no futuro LG G4. Das 5.5 polegadas atuais, o LG G4 pode contar com uma tela de 5.3 polegadas.

Se isso realmente acontecer dessa forma, estaremos mais uma vez diante de um smartphone que pode não ter concorrência na maior resolução de tela nas mesmas ou menores dimensões dos seus rivais. Mas o último rumor é que a tela do LG G4 mudaria muito o seu paradigma, já que a LG estaria disposta a arriscar tudo para obter a tela mais espetacular do mercado, olhando apenas para as especificações técnicas.

650_1000_lg-g4

O LG G4 manteria as 5.5 polegadas, com uma resolução de 2880 x 1620 pixels, o que resulta em uma densidade de tela de mais de 600 ppp. Se com o modelo anterior a bateria foi um pequeno pesadelo para a bateria, veremos como esse novo modelo vai se desempenhar nesse aspecto. Fato é que a LG pode ambicionar a liderança do mercado de telas para smartphones, pelo menos nas especificações técnicas.

Essa quantidade imensa de pixels seriam gerenciadas pelo processador Snapdragon 810, o que pode dar pistas sobre um possível adiamento no anúncio do LG G4. A Qualcomm não mudou seus planos, mas as dúvidas sobre o chip ainda pairam. Até 4 GB de RAM, 32 GB de memória interna como base e uma bateria de 3.500 mAh acompanhariam a tela do LG G4. Sobre a sua câmera, seriam 16 megapixels com estabilização ótica no sensor traseiro.

Sobre o seu design, o LG G4 pode contar com um acabamento metálico, deixando para trás as simulações e falsos toques metálicos.

650_1000_image_1

Uma nova tela na Times Square é tão grande quanto um campo de futebol

by

bill

Dizem que para você detectar um estrangeiro em Nova York, tudo o que você precisa fazer é olhar para alguém que está olhando para cima, impressionado com as luzes da Big Apple. Mas podemos dizer que com essa nova tela publicitária colocada na Times Square, muitos locais também ficarão embasbacados pela rua.

Com 24 milhões de pixels, a tela se tornou o maior painel publicitário dos Estados Unidos, com uma altura de 8 andares, cobrindo a largura de um quarteirão (entre as ruas 45 e 46). Segundo o New York Times, o custo da publicidade nesse painel pode alcançar o US$ 2.5 milhões por quatro semanas, e quem vai inaugurar essa tela será ninguém menos que a Google, que manterá campanhas na tela até 2015.

De qualquer forma, a tela não é a maior do mundo, já que a LG coloca sua publicidade na Arábia Saudita em uma tela com 250 metros de largura.

+info

LG consegue o (quase) impossível: bordas de 0.7 mm em um smartphone

by

lg-display-1

A LG decide tomar as rédeas na corrida pelo smartphone sem bordas de tela, apresentando uma alternativa com apenas 0.7 mm de espessura. A foto acima dá uma ideia mais clara do tamanho do esforço tecnológico dos coreanos.

Para alcançar esse resultado, a LG utilizou a tecnologia Neo Edge, que usa um adesivo no lugar de uma fita dupla face para unir e selar por completo as bordas da tela na placa e na unidade de retro-iluminação. Ou seja, tudo é colado para ocupar menos espaço, deixando uma margem mais fina que a espessura de um cartão de crédito.

De acordo com a LG, esse selamento ajuda a prevenir a corrosão nas bordas do cristal da tela, algo que ocorre na fita de dupla face. Tudo isso é feito sem comprometer a resolução da tela (Full HD), ou a qualidade da imagem (na teoria).

A LG tem planos para lançar um smartphone com essas bordas minúsculas na China, em um dispositivo com tela de 5.3 polegadas, que começa a ser fabricado ainda nesse mês de novembro. Veremos como será a recepção do produto, ou se ele vai integrar os futuros modelos top de linha que chegarão ao mercado em 2015.

Via LG

Infográfico mostra em detalhes como são as novas telas dos novos iPhones

by

650_1000_iphone-6-pantalla

Muito se falou nas possíveis resoluções de tela dos novos iPhone 6 e iPhone 6 Plus, e agora que os produtos foram apresentados, com (quase) todos os seus dados confirmados, temos alguns usuários confusos sobre as implicações dos novos componentes. Para entender melhor o que acontece com as novas telas, os responsáveis pelo aplicativo PaintCode para iOS elaboraram um infográfico bem completo, que explica a diferença entre pontos, pixels renderizados e pixels físicos dos dispositivos.

A explicação é muito visual, e permite uma compreensão mais objetiva do que acontece com as diferentes resoluções de tela. Eles explicam que há uma diferença clara entre os pontos (o conceito abstrato que era coincidente no iPhone original com os pixels físicos), os pixels renderizados (obtidos através de um processo de rasterização) e os pixels físicos (que oferecem a imagem real na tela do usuário).

É curioso como o iPhone 6 Plus, na realidade, conta com uma tela de maior resolução nos pixels renderizados, mas o seu software faz um downsampling dessa resolução para oferecer a resolução física final de 1920 x 1080 pixels, para se comportar como uma tela Full HD convencional.

Sem mais delongas, infográfico a seguir.

pantallas-iphone-6-compressor

Via PaintCode

Novo comerical da Samsung provoca Apple e um iPhone 6 que ainda não existe

by

samsung-commercial-apple-mock-02

As trocas de farpas entre Samsung e Apple no formato de vídeos comerciais engraçadalhos já se tornaram um clássico. Hoje, foi ao ar um polêmico vídeo onde os coreanos provocam os norte-americanos, onde o alvo da crítica é o iPhone 6, que nesse exato momento, ainda não existe.

A Samsung lança mão de uma das qualidades mais atraentes do seu Galaxy S5: o tamanho de sua tela. Com isso, ele faz piada com todos os iFans que esperam ansiosamente pelo iPhone 6, que finalmente pode contar com uma tela maior.

Estaria a Samsung brincando com fogo? Ou cutucando onça com vara curta? Assista o vídeo a seguir e tire suas próprias conclusões.

 

A suposta tela do iPhone 6 é muito mais resistente que a do 5S

by

iphone-6-zafiro

A Apple já trabalha com a safira a algum tempo, sendo este um componente essencial do Touch ID do iPhone 5s e da capa protetora das câmeras desse modelo. Mas em breve esse material pode estar nas telas dos futuros iPhone 6.

Diversas fontes afirmam que estão avaliando as propriedades daquela que seria um protótipo dessas telas. Marques Brownlee submeteu esse protótipo em uma prova de resistência, que parece deixar claro que 1) a tela não será 100% safira e 2) mesmo assim, será muito mais resistente que a do iPhone 5s.

A prova foi feita com duas lâminas revestidas de minerais especiais, que permitiram avaliar a resistência da tela na escala de dureza de Friedich Mohs. Nessa escala, o diamante seria o material mais duro, com dureza 10, enquanto que o quartzo (por exemplo), é qualificado como 7.

zafiro-1

Segundo Brownlee, o material protetor do Gorilla Glass teria uma qualificação 6.8 nessa escala, enquanto que o safira puro registra a pontuação de 9.0. Nos testes, ficou claro que ainda que a teórica tela de safira (não pura) do iPhone 6 não é 100% invulnerável, ela é muito mais resistente aos arranhões que aquela presente hoje no iPhone 5s.

Apesar do safira puro estar presente para proteger o botão do Touch ID, não faria muito sentido integrá-lo na tela completa do iPhone, pois isso tornaria o dispositivo muito mais caro, sem falar nas propriedades importantes (como a flexibilidade) que a Apple necessita para poder manejar o material no processo de fabricação, algo que já ficou claro na patente que registrou a gigante de Cupertino a algum tempo.

 

 

A tela do iPhone 6 pode se destacar pela sua resistência

by

650_1000_tela_do_iphone6_leak

Entre as possíveis novidades oferecidas pelo suposto iPhone 6, a tela está se consolidando entre os vazamentos e rumores como um dos elementos de maior destaque. Não só pelo seu aumento de diagonal e resolução, mas pela possível presença do cristal de safira nas suas especificações.

Pois bem, a suposta tela do iPhone 6 está rodando em vários sites especializados, em um teste de resistência contra arranhões e de flexibilidade. O uso desse material (que já é usado para proteger a câmera e o leitor de digitais do iPhone 5s) devolve a possibilidade do próximo iPhone volte a contar com um acabamento em cristal na parte frontal e traseira.

Mas enquanto essas dúvidas não são eliminadas, veja o vídeo com o tal teste de resistência da suposta tela do iPhone 6.

 

Via 9to5Mac

Tela do Samsung Galaxy S5 é mais eficiente que a do Galaxy S4

by

650_1000_pantallagalaxys5

O pessoal da Chipworks segue aprontando das suas. O último smartphone destripado por eles foi o Galaxy S5, e por conta disso, eles descobriram várias características interessantes de sua tela, adicionadas pela Samsung.

Ainda que as telas do Galaxy S4 e do Galaxy S5 utilizem a mesma tecnologia (Super AMOLED), e contem com a mesma resolução (Full HD), existem algumas importantes diferenças na matriz dos sub-pixels, que no novo modelo deixam de utilizar a distribuição PenTile para uma nova, chamada Diamond. A imagem que ilustra esse post mostra que os sub-pixels da cor verde do S4 são ligeiramente ovalados, enquanto que no S5 são praticamente quadrados, tal como acontece nos sub-pixels em vermelho e azul.

Também podemos observar que os sub-pixels do Galaxy S5 são menores que os do S4. Os vermelhos passaram de 36 para 27 mícrons, os azuis, de 31 para 27 microns, e os verdes de 23 para 19 microns. Essas mudanças não teriam importância para os usuários, se não influenciassem nas configurações da tela, mas acabam fazendo toda a diferença.

Por conta dessas mudanças presentes no Galaxy S5, a sua tela oferece um nível de brilho máximo maior que a do Galaxy S4, e é isso o que acontece na prática. O Galaxy S5 alcança um brilho máximo de 698 nits, permitindo um uso mais cômodo até em ambientes muito iluminados.

Outro dado importante que não pode ser esquecido é que o menor tamanho dos sub-pixels da tela do S5 deve permitir um menor consumo de energia do que o seu predecessor. O aumento de autonomia de bateria é de até 27% diante do Galaxy S4. Nada mal.

Via Chipworks

Rumor: futuro LG G3 pode contar com tela Quad HD

by

lg-g2-01

Depois dos lançamentos do HTC One (M8), Samsung Galaxy S5 e Sony Xperia Z2, muitos seguem esperando o próximo top de linha da LG. Levando em conta o bom histórico conquistado pelo G2, a mínima possibilidade de um G3 aparecer seduz a todos aqueles que se apaixonaram pelo último top de linha dos coreanos. Logo, todo rumor sobre o novo smartphone é pouco para satisfazer o desejo desse povo.

Há quem diga que ele será apresentado em maio, mas enquanto esperamos por vazamentos do produto, alguns detalhes interessantes sobre o modelo são ventilados. Por conta de referências encontradas no site da Sprint, sabemos que o suposto LG G3 pode contar com uma tela de 5.5 polegadas com resolução Quad HD (2560 x 1440 pixels). Isso significa que a densidade de pixels dessa tela pode alcançar a incrível marca de 530 pixels por polegada.

O número é surpreendente e, ao mesmo tempo, confuso. Qual será o limite útil dessa tela?

A fonte também revela que o smartphone responde pelo código LS990, e que ele deve receber a versão 4.4.2 KitKat do Android.

Aguardando por mais novidades.

Via Android Community

Assim é a aparência da tela AMOLED com maior resolução do mundo

by

AUO-WQHD-AMOLED-630

Quando todo mundo achava que seria a Samsung a protagonista das telas de dispositivos de bolso, vem a AU Optronics com sua tela AMOLED de 5.7 polegadas (2560 x 1440 pixels, WQHD).

A densidade dessa tela é de “apenas” 513 pixels por polegada, marca que coloca (segundo o fabricante) essa tela com a resolução mais alta alcançada em uma AMOLED. Além disso, a tela contará com um novo controlador que oferece maior sensibilidade, permitindo a captura de até 10 pontos simultâneos, e tudo isso com apenas 0.57 mm de espessura.

Agora… será que é realmente necessário somar mais e mais pixels. O olho humano não consegue mais distinguir os pontos acima de 300 pixels por polegada. Então… até onde isso é necessário?

A AU Optronics não revelou detalhes sobre quais fabricantes farão uso de sua tela, mas sabemos que a Samsung vai continuar seguindo por conta própria nesse caminho, e mostrará mais cedo ou mais tarde a sua solução nesse campo, com um único objetivo: preparar o terreno para o seu próximo Galaxy Note.

Via OLED Info

A tela Quad HD de 5.5 polegadas da Japan Display chegará em breve aos smartphones

by

Japan Display quad hd tela

A Japan Display anunciou que suas telas Quad HD começarão a ser produzidas em massa no mês de abril. De fato, se trata de uma tela LCD de polisilício de baixa temperatura (LTPS), com uma resolução de 2.560 x 1.440 pixels e um tamanho de 5.5 polegadas, que promete consumir menos energia que as telas tradicionais.

No final de outubro de 2013, o consórcio formado pela Sony, Toshiba e Hitachi apresentou duas telas com resoluções e tecnologia similares, – 5.4 e 6.2 polegadas -, mas parece que, pelo menos por enquanto, será a tela com dimensões de 5.5 polegadas que será produzida em larga escala.

O anúncio levanta mais um rumor relacionado com a Apple, já que muitos afirmam que o início dessa produção acontece por ser esta a futura tela do iPhone 6. Segundo informa o PhoneArena, o site japonês Nikkei publicou recentemente que a empresa de Tim Cook entregou para a Japan Display a missão de criação da tela do seu próximo smartphone, que combinado com os últimos rumores sobre um aumento de tamanho do iPhone, faz com que os caminhos apontem para um mesmo fim. Obviamente, são rumores, que devem ser vistos com reserva, mas vamos esperar pelas próximas semanas, pois o assunto promete render mais um pouco.

De qualquer forma, teremos novas e interessantes telas para o mundo dos smartphones em breve,  e é isso o que realmente importa.

Via PhoneArena

Como proteger e limpar uma tela de um smartphone corretamente

by

mantenimientosmartphone

O smartphone é o gadget que mais usamos todos os dias. E, como geralmente o levamos para qualquer lugar, é mais suscetível aos danos que outros dispositivos. Arranhões e sujeira são os dois maiores temores que temos em relação à tela do smartphone. É fundamental saber como podemos proteger a tela dos nossos dispositivos, e como limpar essa tela, caso seja necessário. O post a seguir serve para repassar alguns dos conselhos mais importantes.

Como proteger a tela

proteger-limpiar-pantalla-smartphone

– Use protetores de tela: os protetores que são aplicados sobre a tela do smartphone são capazes de adicionar uma capa para assimilar possíveis arranhões. Na maioria dos casos, são produtos fáceis de serem encontrados, não são caros e são bem eficazes. O modelos mais populares contam com o tamanho ajustado para o modelo de um determinado dispositivo, e podem ser adquiridos desde lojas especializadas até banquinhas de “comércio alternativo” (ou camelôs), ou até mesmo pela internet.
– Deixe o smartphone longe de determinados objetos: normalmente, transportamos o nosso smartphone no bolso, onde também colocamos chaves, cartões ou moedas. Esses objetos podem prejudicar a tela por conta do atrito. Logo, é importante ter em mente o que você leva no seu bolso, para evitar inconvenientes.
– Cases: outro acessório que podemos adquirir para ajudar a proteger a tela do nosso smartphone são os cases. Tal como os protetores de tela, existem cases específicos para cada modelo. Alguns deles com bordas sobressaltadas, que impedem que a tela entre em contato com a superfície onde você vai deixar o smartphone.
– Deixe o smartphone com a tela para cima: esse é o conselho mais óbvio de todos, mas que vale a pena ser lembrado. Ao deixar o seu smartphone sobre uma superfície, procure deixar a sua tela para cima. É sempre bom tomar essa pequena precaução.

Como limpar a tela

mantenimiento-smartphone

– Use um pano adequado: o melhor é você utilizar um pano que não solte pelos, e que esteja limpo e seco. Não é necessário umedecer o pano. Se for um pano de microfibra, melhor.
– Cuidado com os produtos de limpeza: existem produtos disponíveis no mercado que são especializados em limpar superfícies diversas, mas procure evitar usar esses produtos na tela dos smartphones. Uma alternativa interessante são os líquidos limpadores de tela, que são mais úteis e menos perigosos que os outros, uma vez que eles também contam com componentes químicos que podem danificar a tela, se usados incorretamente. São mais caros do que a sua efetiva eficácia, mas são uma opção válida.
– Evite provocar arranhões: o que menos queremos enquanto limpamos a tela do nosso smartphone é terminar provocando nós mesmos os danos na tela. Por isso, limpe a tela com o pano indicado e preferencialmente seco em círculos, não com movimentos retos.

Algumas unidades do iPad mini Retina contariam com o fenômeno de persistência da imagem na tela

by

imageretention

Esse é um fenômeno muito desagradável, e que estaria afetando a algumas unidades do iPad mini com tela Retina. Falo da persistência das imagens, ou quando uma tela mostra uma única imagem durante um longo período de tempo, e quando uma outra imagem é exibida, é possível que traços visíveis da imagem anterior ainda sejam exibidos.

Pois bem, Marco Arment, o fundador do Instapaper, demonstrou em uma postagem no seu blog que o seu iPad mini conta com esse problema, e que não está muito claro quantas unidades do tablet estariam afetadas. Porém, não se trata de um problema totalmente novo para a Apple, uma vez que o mesmo fenômeno foi detectado em algumas unidades do MacBook Pro com tela Retina, ao ponto do fabricante ter que publicar em sua página de suporte os procedimentos para evitar o problema (apesar da própria Apple ter se prontificado a trocar os produtos anormais dias depois).

Como já foi dito um pouco acima, não está claro qual é o alcance desse fenômeno, e a Apple não se pronuncia oficialmente sobre o assunto. Mas se você quer saber como detectar se o seu futuro iPad mini Retina foi ou não afetado com esse problema, o próprio Marco deixou à disposição dos usuários uma página de testes para descobrir a anormalidade.

Porém, esse não é o único problema do novo iPad mini Retina. Alguns usuários reclamaram nos fóruns do site MacRumors que as telas dos seus tablets não são tão brilhantes como as telas do iPad Air. Bom, aí é outra história.

Link – Persistência de tela do iPad mini Retina (Marco Arment)
Link – Página de teste (Marco Arment)
Link – Página de suporte da Apple (MacBook)

Via MacRumors

Japan Display conseguiu combinar 8 milhões de pixels em uma tela de apenas 12 polegadas

by

japan-display-12-pulgadas-4k

De vez em quando, a Japan Display surpreende com alguma interessante novidade, e é o caso desse post. A parceria formada pela Sony, Toshiba e Hitachi apresentou na feira FPD International 2013 uma nova tela TFT de 12.1 polegadas, que conta com uma atraente resolução de 3.840 x 2.160 pixels. Isso mesmo: uma tela de 12 polegadas com tecnologia 4K.

Com uma densidade de 365 pixels por polegada, o fabricante garante que a sua tela oferece uma excelente eficiência energética, e é convenientemente fina, de modo que, quem sabem um dia em um futuro não muito distante, veremos essas telas integradas em algum tablet ou em algum computador portátil.

Via Engadget

[Rumor] Smartphone da Amazon pode contar com tela de 4.7 polegadas

by

kindle-smartphone

Não faz muito tempo que falamos dos rumores sobre um possível smartphone da Amazon. De fato, muitos esperavam que ele já estivesse pronto para o final do primeiro semestre de 2013, e com um mercado já agitado de dispositivos móveis, a empresa não poderia perder muito tempo para oferecer o seu produto. Mas parece que as coisas começam a andar para a empresa de Jeff Bezos nesse sentido. Segundo informações do site Digitimes, um dos detalhes mais importantes do smartphone da Amazon foi descoberto: uma tela de 4.7 polegadas.

Inicialmente, a Amazon considerou um smartphone com tela de 4.3 polegadas. Porém, segundo informam as fontes da Digitimes, depois de ver a crescente demanda por telas cada vez maiores, a empresa decidiu pelas 4.7 polegadas. Pessoalmente, ainda que tal informação não esteja 100% confirmada, essa decisão parece ser a mais lógica, dento de uma margem de risco considerada correta, levando em conta os tamanhos atuais dos principais smartphones. Até porque esse tamanho de tela é mais cômodo para ler livros no Kindle.

Por outro lado, se o lançamento do smartphone da Amazon estava previsto para o segundo trimestre do ano, esse atraso pode prejudicar sensivelmente os planos de Bezos. O “culpado” pelo atraso seria a Foxconn, responsável pela fabricação do dispositivo, que não pode agilizar o processo de produção do produto, tal como a empresa esperava. Porém, ninguém sabe exatamente qual é a origem do problema que resultou nesse atraso.

Nenhuma outra informação sobre suas especificações técnicas foi revelada. Apenas a sua tela. Seu preço especulado está entre 75 e 150 euros, o que permitiria ao smartphone da Amazon competir de forma consistente com os smartphones de linha mais alta do mercado atual. Mesmo assim, ainda restam dúvidas sobre a qualidade final do produto, e os serviços que estarão atrelados ao dispositivo. Fato é que esse smartphone está chegando, e que com o passar do tempo, vamos conhecendo todos os seus detalhes.

 

Via Digitimes

Vaza na internet foto de tela de um misterioso Lumia de segunda geração

by

Como se quisessem atiçar os usuários antes do anúncio da Nokia com a Microsoft marcado para o dia 5 de setembro, novas imagens de uma tela de um Nokia Lumia de segunda geração aparecem na internet. As fotos mostram o possível design de uma tela de um smartphone até o momento desconhecido, mas com um ar muito familiar.

A imagem seria a prova mais próxima daquilo que seria o modelo de produção, uma vez que as telas mostradas anteriormente eram de protótipos menos refinados no seu acabamento. Se eu tivesse que apostar, diria que estamos diante da tela do Lumia Phi, que possui uma certa inspiração no Lumia 800, sendo dotado com uma tela de 4.3 polegadas. Não há muito mais o que se dizer, mas vale a pena ressaltar o posicionamento da câmera frontal, a relativa espessura da borda e a presença do novo logotipo do Windows Phone 8, tal como temos na versão de produtos para desktops.

Seria essa uma foto real? Ou fruto da imaginação? A resposta, só teremos em 5 de setembro.

Via WPCentral

Nova tela de aplicativos do iOS 6 vai receber cinco linhas de aplicativos, para uma maior resolução de tela

by

Enquanto a Apple segue testando e melhorando a nova versão do iOS, alguns sites já fazem a comparação do iOS 5.1 com aquilo que já é apresentado pela versão Beta 4 do iOS 6, que também é preparado em função do novo iPhone que está para chegar.

Com diversos rumores que informam do aumento de tela, algumas consequências de tais mudanças podem ser observadas. Por exemplo, no iOS 6 já é possível detectar cinco filas de ícones nas telas dos aplicativos, além de uma distância menor entre os ícones na orientação vertical. Isso pode ser feito como “lei de compensação” para se ajustar às telas atuais de 3,5 polegadas, uma vez que a resolução especulada de tela para o novo iPhone deve ser de 640 x 1136. Ou seja, no novo iPhone, essa distância de ícones deve ser um pouco maior, sendo proporcional à nova tela.

Fora isso, não há mais mudanças. A aparência visual do iOS 6 segue a mesma, sem indicar grandes modificações nas suas funcionalidades.

Outra imagem mostra com maior riqueza de detalhes essa nova organização de ícones.

Via 9to5Mac

Seguem as reclamações dos usuários sobre problemas com a Retina Display do novo MacBook Pro

by

Desde que as vendas do novo MacBook Pro com Retina Display começaram que lemos relatos de usuários se queixando de estranhos erros com os gráficos dos novos laptops, começando pelo fenômeno conhecido como “ghosting”, que indica a permanência de uma janela ou uma seção desta depois de ter sido movida. Poderíamos pensar que estes usuários receberam uma unidade defeituosa, e no lugar de contactar o suporte técnico para resolver o problema, preferiram se queixar publicamente, criando um certo alarme. Porém, uma unidade pertencente ao site Engadget também mostra os mesmos problemas, e a Apple não deixa claro qual é o motivo, mesmo a empresa inclinando na possibilidade que o problema seja de software.

No caso específico do Engadget, eles identificaram que o erro aparece com uma configuração muito específica: o notebook deve estar conectado a um Cinema Display, usar um protetor de tela com fotografias e fazer com que o computador hiberne depois de alguns minutos. Ao reiniciar o notebook, a tela Retina não pode mostrar imagens de forma adequada até que a resolução seja alterada, o que resolve o problema.

Ao identificar o problema, o site entrou em contato com a Apple, passando várias horas no telefone com o suporte técnico para analisar essa teoria. O fabricante pediu para que a unidade fosse enviada para que fosse analisada pelos seus engenheiros, e obviamente, se propôs a substituir o produto. Fato é que, o mais importante é que a Apple encontre logo a solução para o problema em pouco tempo.

Abaixo, vídeo da unidade do Engadget.

Via Engadget

Telas do Galaxy S II e S III são comparadas: o quanto a tela do S III é melhor?

by

Por muitas vezes foi falado da qualidade da tela do novo Samsung Galaxy S III, e o quanto ela melhorou em relação ao Galaxy S II. Noves fora para todo o novo hardware adicionado pela Samsung na versão mais nova… o quanto a tela do S III é melhor?

O pessoal do site DisplayMate resolveu fazer o teste, comparando até três telas AMOLED no mercado, em conjunto com os dois já citados smartphones da fabricante sul-coreana. Como já era de se esperar, esta comparação não serviu para se conhecer em detalhes a evolução da tecnologia AMOLED e as inovações aplicadas pela Samsung para uma melhor experiência visual, mas outros detalhes permanecem os mesmos já apontados por outros dispositivos.

A gama de cores se mantém nos 138% do padrão sRGB em todas as telas, e é por causa disso que as imagens apareçam saturadas nas telas. Ou seja, não adianta xingar muito o seu fabricante: todos usam o mesmo sistema de cores, e o diferencial pode ficar por conta do processamento gráfico de cada dispositivo. Sobre a temperatura de cores, o site revela que  ainda que a Samsung tenha um tom de branco mais natural, com o Galaxy S III alcançando os 7.900 K, o modelo top dos sul-coreanos fica longe do que é considerado ideal, ou seja, os 6.500 K.

Acredite, se quiser, mas em um smartphone que, no Brasil, custa R$ 2.100,00, temos um ponto onde teoricamente o Galaxy S III piorou (segundo o estudo da DisplayMate): o reflexo da luz.

Vale registrar que essa piora não é tão acentuada como se imagina, mas é uma involução, uma vez que o Galaxy S III conta com 5% de reflexo, e esse valor ainda é um dos mais baixos entre os modelos top de linha do mercado atual. Porém, é uma taxa de reflexo mais alta do que os presentes nos modelos anteriores. Honestamente, não sei até que ponto os proprietários do S III serão prejudicados com 5% de reflexo em suas telas. Talvez as mulheres que gostam de retocar o batom e a maquiagem usando a tela do smartphone como “espelho”.

Se você quiser ler o estudo completo, clique aqui.