Arquivo para a tag: strategy analytics

Samsung no Top 3 dos smartphones Android mais vendidos

by

galaxy s7 edge teaser

Um novo relatório da Strategy Analytics informa que a Samsung ocupa as três primeiras posições do ranking dos smartphones Android mais vendidos do mercado, com a liderança para o Samsung Galaxy S7 Edge.

 

As curvas mandam…

strategy analytics samsung 2016

O relatório da Strategy Analytics revela os dados de vendas de smartphones no primeiro semestre de 2016, e a distância do Android em relação ao iOS aumentou 5% nesse período, com o sistema da Apple caindo para 16% de mercado.

Mas o que chama a atenção é ver que os três primeiros colocados entre os dispositivos mais vendidos são da Samsung, com a liderança para o Galaxy S7 Edge. A aposta pelas telas curvas da Samsung se pagou. A prova disso é que o Galaxy Note 7 já recebe esse formato como padrão, sem ter uma variante Edge.

Foram 13.3 milhões de unidade distribuídas do Galaxy S7 Edge até agora (2.3% do total de dispositivos Android). O Galaxy S7 vem na terceira posição (11.8 milhões), o que mostra que entre os mais vendidos há espaço para os modelos mais baratos.

 

…e a linha de entrada também

samsung galaxy j2 2016

A segunda posição pertence ao Samsung Galaxy J2 (2016), com 13 milhões de unidades distribuídas no primeiro semestre, mostrando que as linhas mais básicas seguem muito populares. Com o modelo chegando a mais mercados em breve, e trazendo novidades como câmera melhorada e Smart Glow, essas vendas devem aumentar.

A Samsung mantém sua posição privilegiada no mercado mobile, mas não pode se descuidar. A concorrência chinesa vem pesada, com Oppo e Vivo já no Top 5 entre os fabricantes, sem falar na Huawei, que quer tomar a segunda posição da Apple.

Via Strategy Analytics

Huawei ultrapassa a Microsoft no terceiro lugar entre os fabricantes de smartphones

by

huawei-smartphone

A Strategy Analytics publicou o seu último relatório sobre o mercado de telefonia móvel, revelando que (surpreendentemente) a Huawei ultrapassou a Microsoft, assumindo a terceira posição entre os vendedores de smartphones. Um dos responsáveis por tal façanha é o Huawei P8.

A Huawei conseguiu vender 30.6 milhões de smartphones no segundo trimestre de 2015, contra 20.6 milhões obtidos no mesmo período de 2014. A primeira posição continua nas mãos da Samsung (89 milhões de unidades vendidas), seguida pela Apple (47.5 milhões), enquanto que a Microsoft retrocedeu consideravelmente, saindo de 50.3 milhões de unidades vendidas no mesmo período de 2014, para 27.8 milhões no segundo trimestre de 2015.

Com isso, a Huawei alcança os 7% do mercado mobile (contra 4.8% de 2014), enquanto que a Microsoft cai dos 11.8% para 6.4%¨. Observe que os dados se referem ao mercado de smartphones como um todo, incluindo smartphones e celulares tradicionais, onde os modelos da finada Nokia contam com grande apelo comercial.

Um destaque especial para a Xiaomi, que obteve uma digna quinta posição, com 4.6% do mercado (19.8 milhões de unidades vendidas). Em outras agências de análise de mercado, a empresa ocupava o terceiro lugar nas vendas de dispositivos. A diferença aqui é que a Microsoft e a Huawei também conta com celulares além de smartphones, enquanto que a Xiaomi só possui smartphones no seu portfólio.

Outro aspecto a se levar em consideração é que duas das cinco primeiras colocadas são norte-americanas, e as outras três são asiáticas. A Europa não tem representantes no top 5, mas não são revelados os demais fabricantes que ocupam a categoria ‘outros’, que ficou com 50.6% de mercado.

Via Strategy Analytics

Android: mais de 1 bilhão de smartphones distribuídos em 2014, 81% de domínio

by

android-pizarra

A Apple teve um trimestre excepcional, mas não causou grande impacto ao domínio do Android no mercado de smartphones. De acordo com o relatório da Strategy Analytics, dos mais de 1.280 bilhão de smartphones distribuídos no planeta em 2014, 81% (mais de 1 bilhão) contam com o sistema Android. Ou seja, é um sistema ainda mais relevante, consolidando uma plataforma que está mais difícil de ser desbancada.

A Apple é a única que figura como uma real adversária do Android e, mesmo assim, não pode competir em quota, com apenas 15%. O Windows Phone da Microsoft perdeu mercado: saiu de 3.6% em 2013 para 3% em 2014, algo que ainda pode ser justificado por ser um ano de transição, depois da compra da Nokia.

O problema para a Microsoft é que 2015 é o ano de lançamento do Windows 10, o que pode representar uma desaceleração das vendas do seus dispositivos, na espera dos modelos que integrem de forma nativa a nova versão da plataforma.

screen-shot-2015-01-29-at-12-01-18

Nas demais plataformas (ou ‘outros’), a significância é cada vez menor. Dos 2% de 2013, eles passaram para 0.7% em 2014. Nesse grupo, temos o BlackBerry OS, o Tizen, o Firefox OS e outros.

Veremos como será esse cenário ao longo de 2015.

Via TechCrunch

Strategy Analytics: 84% do mercado mobile no 3º trimestre de 2014 pertence ao Android

by

650_1000_strategy-analytics-4q2014-0

A Strategy Analytics divulgou o resultado do seu relatório de presença das plataformas móveis ao longo do terceiro trimestre de 2014. Um terreno onde o domínio do Android continua a ser algo latente, e as mudanças nesse cenário não são acentuadas.

Com a importante ajuda da Xiaomi, o Android agora tem 83,6% da cota do mercado entre os sistemas operacionais móveis. Temos aqui um aumento de 2% em relação ao mesmo período do ano passado, registrando vendas de 268 milhões de smartphones (62 milhões a mais do que em 2013).

650_1000_strategy-analytics-4q2014-1-383x480

A Apple continua a manter uma certa distância da Microsoft nesse segmento, mas registrando uma queda na sua cota de mercado, passando de 13,4% de 2013 para 12,3% nesse ano. Porém, a tendência é que esses números mudem a favor do iOS, a partir do momento que as vendas do iPhone 6 e iPhone 6 Plus serão computadas na sua maioria ao longo do quarto trimestre.

O Windows Phone também registrou uma queda de cota, saindo de 4,1% para 3,3%, mesmo vendendo um pouco mais de smartphones em relação ao mesmo período do ano passado. A BlackBerry se manteve estável, em uma posição onde a empresa segue tentando sobreviver no segmento.

Como já foi analisado pela IDC, os smartphones de baixo custo (principalmente de marcas chinesas) com Android são o motor de crescimento da plataforma do Google, e uma grande dor de cabeça para a Samsung.

Via Strategy Analyctics

China vai superar EUA em ganhos nas vendas de smartphones em 2014, segundo a Strategy Analytics

by

650_1000_china-smartphone

Quando falamos de unidades vendias, o mercado chinês superou o norte-americano nos últimos anos. Outra coisa bem diferente está nos ganhos obtidos com essas vendas. O que está acontecendo trimestre após trimestre é que os EUA rendia mais dinheiro nas vendas, uma vez que os dispositivos eram vendidos no país por um preço médio mais alto.

Observando os últimos relatórios da Strategy Analytics, vemos que o número de unidades que serão vendidas na China ao longo de 2014 (dados estimados) é de 430 milhões, enquanto que os dados estimados de vendas nos Estados Unidos são de 163 milhões.

Com essa diferença em unidades, é normal pensar que os ganhos nas vendas estão mas distantes, mas não é bem assim que funciona: na China, é esperado um montante de US$ 87 bilhões de vendas, enquanto que nos EUA, esse valor é de US$ 60 bilhões. Está claro que é muito dinheiro movimentado, mas com uma perda proporcional com as unidades vendidas.

sa

A razão é a mesma apresentada no começo do post: o mercado norte-americano vende smartphones mais caros, enquanto que na China aos poucos são adicionadas as mais recentes tecnologias, com dispositivos mais completos, porém, mais baratos. Os principais fabricantes – Samsung, Huawei e Lenovo – não param de preparar produtos para explorar o mercado do país asiático, que está em constante crescimento.

Se compararmos com os dados do ano passado, os ganhos das vendas na China crescerão, 53%, enquanto que nos Estados Unidos permanecerão estáveis. Obviamente, são estudos preliminares, e os dados podem mudar. Nunca sabemos como as coisas serão apresentadas no final do ano. Mas tudo indica que esse será o primeiro ano que a China será o principal mercado de smartphones do planeta.

Via Strategy Analytics

Samsung começa 2014 dominando o mercado de relógios inteligentes

by

samsunggalaxygear

A Strategy Analytics publicou um dos primeiros relatórios sobre o emergente mercado de smartwatches. De forma até interessante – porém, muito previsível -, a Samsung largou na frente, dominando esse mercado no seu começo.

Os dados são relativos ao primeiro trimestre de 2014, e nesse período, a Samsung vendeu 700 mil unidades dos seus relógios inteligentes ao redor do planeta. Com isso, a empresa possui uma cota de mercado de 71%, porcentagem que já deve deixar a concorrência em sinal de alerta, ainda mais se considerarmos em perspectiva o que acontece no mercado dos smartphones.

Durante todo o ano de 2013, a mesma Samsung contava com uma cota de mercado de 52%, com 1 milhão de unidades vendidas (dados da mesma Strategy Analytics). Com todo o ano de 2014 que ainda resta, não será surpresa alguma se essas vendas dobrarem, e a perspectiva de crescimento do mercado pode fazer com que esses números sejam muito maiores nos próximos anos.

Os analistas acreditam que o lançamento dos novos modelos da Samsung estão se favorecendo com a campanha conjunta que é feita com o Note 3 e o Galaxy S5. A partir do terceiro trimestre de 2014, com a chegada dos smartwatches do Android Wear (e, quem sabe, com o modelo da Apple), os comparativos poderão ser mais interessantes.

Sony e Pebble bem longe

sony-smartwatches

Falando da concorrência, as marcas que tentam competir com a Samsung nesse segmento são bem conhecidas: Sony e Pebble. Os japoneses são uma das gigantes da tecnologia que tentaram conquistar primeiro esse mercado, mas conseguiram vendas pouco expressivas. Para ser mais claro: a Sony vendeu a mesma quantidade de unidades da Pebble no primeiro trimestre de 2014, ou seja, 80 mil unidades cada uma, com 11.4% de cota de mercado cada.

Fechando a lista com nomes importantes, temos a Motorola e a Qualcomm, ambas com 1.4% do mercado, ou 10 mil unidades vendidas cada durante o primeiro trimestre de 2014.

 

Via Strategy Analytics

Strategy Analytics: Samsung perde cota de mercado de smartphones pela primeira vez em quatro anos

by

samsung

Tudo o que sobe, desce. É o que confirma o último relatório trimestral da Strategy Analytics, que mostra os números do mercado de smartphones no último trimestre.

O estudo mostra que a Samsung perdeu cota de mercado mundial pela primeira vez nos últimos quatro anos. Mesmo assim, é um líder sólido no segmento, com vendas estimadas de 89 milhões de unidades durante o primeiro trimestre de 2014. Com isso, os coreanos concentram 31.2% da cota mundial. No ano passado, essa porcentagem (nesse período do ano) era de 32.4%.

A renovação do catálogo da Samsung, especialmente com o Galaxy S5, vai ajudar na melhora desses números nos próximos trimestres. As vendas caíram de forma significativa em relação ao trimestre anterior (vendas do Natal), mas são muito parecidas com as obtidas no ano passado. Sobre os lucros, eles aumentaram em relação ao trimestre anterior, mas sofreram queda em relação ao ano passado.

1-1

Na segunda posição, temos a Apple, que também registrou uma queda significativa em sua cota, de 17.5% para 15.3%. Foram 43.7 milhões de iPhones vendidos, segundo a Apple, e de acordo com o estudo, a empresa segue muito forte no segmento dos smartphones top de linha, mas a sua ausência no segmento de entrada continua fazendo com que ela perca espaço, especialmente nos mercados emergentes, como é a América Latina.

Na terceira posição aparece a Huawei, que já se mostrou muito otimista com o seu ano de 2014. Com 4.7% da cota do mercado, a empresa empata com a sua grande rival chinesa, a Lenovo.

2-2

A Lenovo subiu perigosamente em relação ao ano passado, deixando um recado claro para os seus concorrentes: que estão bem presentes, e isso porque ainda não operam em nível mundial. Quando somarem as vendas da Motorola em sua conta, certamente vão alcançar a terceira posição no mercado.

Entre aquelas que são chadas de “outras” no relatório, destacamos a LG, que afirma ter vendido 12.3 milhões de smartphones no último trimestre. São números 19% melhores que aqueles registrados no mesmo período em 2013, e 7% piores em relação ao trimestre anterior (motivado pelas vendas do Natal). Os ingressos no período foram de US$ 3.19 bilhões, um aumento de 6% em relação ao ano passado.

650_1000_lg

Também houve espaço no estudo da Strategy Analytics para falar de tablets. O Android é a plataforma dominante no momento, saindo de 53% para 65.8% de cota no primeiro trimestre de 2014. Os iPads – que dominaram o segmento por anos – tiveram queda de participação no mercado, saindo de 40.3% para 28.4%. Por fim, os tablets com o sistema Windows ficaram com 5.8%.

the-apple-ipad-is-watching-android-tablets

Via WSJ, Strategy Analytics

Alguém usa os bloatwares dos fabricantes? Os usuários dos smartphones da Samsung, ao que tudo indica, não!

by

650_1000_samsung-apps-1

Os fabricantes de smartphones vendem os seus produtos com o software pré-instalado (exceto os modelos com a versão Google Play Edition, com o Android em estado puro), incluindo alguns aplicativos próprios e de terceiros, que ninguém pediu para que fossem instalados. É claro que alguns deles são interessantes, mas a grande maioria não passa de lixo que você até pagaria para ser removido do seu dispositivo. Esse tipo de software indesejado é chamado de bloatware.

O ato de remover apps pré-instalados no smartphone é o mesmo que realizamos até hoje quando fabricantes de PCs incluem aquele antivírus, ou software de controle de placa gráfica, ou qualquer outro programa que na maioria dos casos não serve para nada. No caso dos bloatwares, eles são ignorados pelo simples fato dos usuários não conhecerem os mesmos, ignorando todos eles com muita facilidade.

Um estudo recém publicado pela Strategy Analytics mostra que os usuários de dispositivos da Samsung só faziam uso do software adicionado pelo fabricante por alguns segundos, contra várias horas dos apps mais populares.

Só para recordar: no lançamento do Galaxy S4, boa parte do protagonismo do produto ficou com o software. O hardware era muito potente, mas a impressão passada era que a Samsung queria oferecer um sistema que se distanciasse ao máximo da proposta purista da Google. A estratégia não deu muito certo, e no Galaxy S5 (que foi apresentado depois de um anúncio de parceria entre Samsung e Google), a proposta foi menos personalizada, apesar da Samsung seguir adicionando soluções próprias de software.

Pois bem, o estudo da consultoria revela que os usuários dos modelos Galaxy S3 e Galaxy S4 usavam o ChatON por apenas seis segundos ao mês em média, contra 11 horas por mês dedicadas ao Facebook, ou duas horas mensais para o Instagram.

650_1000_apps-moviles-bloatware

Os 250 participantes do estudo foram avaliados durante um mês inteiro, e na média, eles investiram sete minutos de todo um mês na utilização dos softwares da Samsung – incluindo o ChatON, o S Voice e a Samsung Hub. Por outro lado, 149 minutos do mês dos pesquisados foram gastos com apenas três aplicativos nativos da Google (Play Store, YouTube e o buscador Android integrado).

A Samsung não comenta sobre os dados, mas informa que o ChatON já contava com mais de 100 milhões de usuários. O que é meio lógico, levando em conta que o serviço vem pré-instalado nos seus smartphones, e não é tão fácil de ser eliminado. Além disso, ter um grande número de usuários é uma coisa. Outra, bem diferente, é ter um grande número de usuários ATIVOS no serviço.

Algo que podemos duvidar que o ChatON realmente possua.

Fato é que: os usuários já escolheram os seus aplicativos favoritos, e em muitos casos, as escolhas estão feitas antes mesmo de comprar um smartphone. WhatsApp, Gmail, Instagram, Facebook e Twitter já contam com territórios marcados em seu segmentos, tornando a missão de um novo competidor algo muito difícil.

Logo, a dica para a Samsung é: continue investindo no desenvolvimento de smartphones melhores. É onde as coisas estão dando certo. Não perca mais tempo com aplicativos que ninguém vai usar.

Via WSJ

As vendas de smartphones dispararam em 2013, com a Samsung no topo

by

idc-smartphones-2013

Tanto IDC como a Strategy Analytics apresentaram os seus relatórios sobre o mercado da telefonia móvel em 2013, e apesar de apresentarem números diferentes, ambos estão de acordo com uma coisa: as vendas dispararam.

A IDC informa que em 2013, mais 1 bilhão de telefones móveis foram vendidos, enquanto que a Strategy Analytics afirma que o número ficou na casa dos 990 milhões. De qualquer forma, o mercado cresceu em apenas um ano cerca de 40%. Entre os fabricantes, a Samsung conta hoje com uma cota de mercado global de 31.3%. A Apple segue com a segunda posição, com 15.3%, seguida de perto pelos grandes rivais chineses, que competem cabeça a cabeça com a gigante de Cupertino no país asiático.

idc-smartphones-q4-2013

Quando as análises se centram nas vendas do último trimestre de 2013, tanto Samsung como Apple mantiveram as suas respectivas posições, mas sem registrar o mesmo crescimento do mercado como um todo. Quem mais se aproveitou do momento positivo foram empresas como Huawei, LG e Lenovo, com grandes taxas de crescimento.

Por fim, a IDC sugere que os mercados da Índia e da China serão muito relevantes no futuro a curto prazo em suas cotas de mercado, e que os fabricantes centrados em modelos top de linha (principalmente Samsung e Apple) terão muito a perder.

Via IDC, Stategy Analytics

Samsung vendeu 86 milhões de smartphones no último trimestre de 2013

by

Samsung-Galaxy-S45-comparativo

Segundo o relatório publicado pela Strategy Analytics, a Samsung alcançou a marca de 86 milhões de smartphones vendidos no último trimestre de 2013. Um número impressionante, levando em consideração que estamos falando das vendas globais dos últimos três meses do ano.

O estudo mostra que a Samsung mantém 29.6% do market share global de smartphones, contra 17.6% da Apple. Assim como o estudo da IDC (já comentado no blog hoje), os fabricantes chineses de entrada e/ou linha média, como Huawei e Lenovo, aumentaram as suas fatias de mercado, ocupando a terceira e quarta posição do ranking, respectivamente.

A Huawei vendeu aproximadamente 16.6 milhões de dispositivos no período, ficando com 5.7% do mercado global. Já a Lenovo vendeu 13.7 milhões, obtendo 4.7% do market share.

Por fim, o relatório da Stategy Analytics informa que o mercado global de smartphones cresceu 41% em 2013, com um recorde de 990 milhões de unidades vendidas. Só a Samsung vendeu 319.8 milhões de unidades, ficando com 32.4% do mercado, um crescimento de 1.8% em comparação com os dados de 2012. Por outro lado, a Apple fechou o ano de 2013 com 153.5 milhões de smartphones vendidos, ficando com 15.5% do mercado.

Via Reuters

Strategy Analytics: Android superou o iOS em envios de tablets no planeta durante o segundo trimestre de 2013

by

new-nexus-7-vs-rivals.jpg.pagespeed.ce.TEKWYfqynk

A esta altura do campeonato, não é nenhuma novidade dizer que os tablets são cada vez mais desejados entre os usuários de tecnologia. A novidade aqui é que a Strategy Analytics revela em uma de suas análises de mercado que, durante o segundo trimestre de 2013, os números globais de envios de tablets cresceram notavelmente, se comparados aos números do mesmo período do ano passado (exatos 43%), chegando a mobilizar nada menos que 51.7 milhões de unidades entre tablets de grandes fabricantes e os chamados “genéricos”.

Dito isso, no primeiro lugar do mercado dos tablets em sistemas operacionais, temos o Android, que teve um salto de 18.5 milhões de dispositivos enviados para 34.5 milhões, fazendo com que o sistema da Google ocupe hoje uma fatia de 67% do mercado. Por outro lado, a Apple passou de 17 para 14.6 milhões de unidades, ficando com apenas 28.3% do mercado global.

O terceiro colocado é o Windows (RT/8) da Microsoft, que graças às suas novas apostas, viram os seus envios aumentarem de forma considerável em relação ao ano passado, ficando com 4.5% de mercado.

Como será o relatório do próximo trimestre? Levando em consideração que temos um novo Nexus 7 no mercado, e que a Apple só deve apresentar um novo iPad apenas em setembro, será que teremos um aumento da vantagem do Android em cima do iOS? Vale lembrar que, em um passado não muito distante (2011), o iPad era o tablet dominante, com uma cota de mercado de mais de 80% das vendas mundiais. E que a própria Apple atribui as recentes quedas nas vendas dos seus tablets pela falta de novidades no seu produto.

Só o tempo vai dizer se teremos mudanças.

Via PRNewsWire

Samsung aumenta consideravelmente a sua cota global de mercado mobile

by

xidc-smartphones-q2-2013-1.jpg.pagespeed.ic.iK77f7ZYyU

Podemos dizer que os últimos relatórios sobre o mercado global de telefonia móvel são, no mínimo, interessantes. Essas análises são apresentadas por algumas das empresas mais importantes do mundo nesse segmento (IDC e Strategy Analytics), e mostram o panorama de distribuição de forças no período compreendido entre os meses de abril e junho de 2013.

No segundo trimestre de 2013, o volume de vendas de smartphones voltou a superar as vendas dos celulares convencionais (assim como aconteceu no primeiro trimestre do ano). Segundo a Strategy Analytics, foram vendidos 237.9 milhões de smartphones entre abril e junho, o que é considerado um recorde no setor.

Já a IDC mostra como está o volume de vendas entre os fabricantes de smartphones, e revela que a Samsung distribuiu um total de 72.4 milhões de smartphones no segundo trimestre de 2013. Esse número reflete um aumento de 43.9% para a fabricante sul-coreana em relação aos números do mesmo período de 2012. O principal responsável por esse aumento foi o Galaxy S4, que por consequência fez com que o preço do Galaxy S3 fosse reduzido nos principais mercados onde a Samsung está presente.

Essa manobra fez com que a Samsung distribuísse mais que o dobro de unidades de smartphones que a sua principal rival, a Apple (31.2 milhões de iPhones). Aliás, os resultados do segundo trimestre de 2013 apresentam a pior cota de mercado da Apple em três anos (desde 2010), segundo informa a Strategy Analytics.

O ranking dos cinco primeiros colocados entre os fabricantes se completa com a LG na terceira posição (mais um trimestre que os asiáticos se posicionam assim), a Lenovo, na quarta posição (tomando essa posição da Huawei, uma vez que conseguiu distribuir 11.3 milhões de unidades no período) e da ZTE, na quinta posição (repetindo o resultado do primeiro trimestre de 2013).

E sim… a Nokia mais uma vez não conseguiu ficar entre as cinco primeiras colocadas…

Via IDC
Via Strategy Analytics

iPhone 5 liderou a venda mundial de smartphones no último trimestre de 2012

by

O mais recente relatório da Strategy Analytics revelou que o iPhone 5 é o smartphone mais vendido nos Estados Unidos, mas a empresa recentemente confirmou que o último modelo da Apple também ostenta essa mesma posição no resto do planeta.

Segundo o estudo, o iPhone 5 foi comprado por 27.4 milhões de usuários ao redor do planeta durante o último trimestre de 2012, destronando o até então líder Galaxy S III, que conseguiu a não menos depreciável marca de 15.4 milhões de unidades vendidas.

As boas notícias para a Apple nesse segmento não terminam aqui. O iPhone 4S registrou a marca de 17.4 milhões de unidades vendidas no mesmo período, deixando o Galaxy S III na terceira posição. Estes números colocam a Apple com uma cota de mercado mundial de aproximadamente 20%.

Via Engadget

Apple é, hoje, a líder de mercado de smartphones nos EUA

by

Segundo o último estudo da Strategy Analytics, a Apple conquistou o título de maior fabricante de telefones móveis nos Estados Unidos. A marca foi alcançada durante o quarto trimestre de 2012, quando a empresa de Cupertino alcançou a marca de 34% do mercado norte-americano com as suas versões de iPhone disponíveis naquele mercado (iPhone 5, iPhone 4S, iPhone 4 e algumas poucas unidades do iPhone 3GS).

A marca faz com que a Apple supere a Samsung, que conta com uma fatia de 32,3% do mercado norte-americano. No último trimestre de 2012, a Apple vendeu 17.7 milhões de iPhones nos Estados Unidos, enquanto que a Samsung vendeu 16.8 milhões de dispositivos. O terceiro lugar pertence à LG, que tem apenas 9% do mercado ianque, com vendas de 4.7 milhões de unidades.

É sempre bom lembrar que essa liderança da Apple foi estabelecida apenas no quarto trimestre de 2012. Ao longo do ano passado, a Samsung foi líder geral do mercado estadunidense, com 31.8% de mercado, enquanto que a Apple ficou com 26.2%. De novo, a LG fica com a terceira posição, com 12.4$ de mercado. A Samsung encerrou o ano de 2012 com 53 milhões de smartphones vendidos, enquanto que a Apple vendeu 43.7 milhões de unidades.

Ainda segundo o estudo da Strategy Analytics, o lançamento do iPhone 5, assim como a influência das operadoras, foram fatores determinantes para a liderança da Apple no último trimestre de análise. A Samsung liderou o mercado norte-americano por anos. Na verdade, desde 2008, e não havia perdido um trimestre sequer desde então.

 

Android alcança os 41% do mercado de tablets, diz a Strategy Analytics

by

No último dia 23 de outubro, Tim Cook apresentou os números de vendas do iPad, e tudo parecia espetacular, como sempre parece ser nas apresentações da Apple. Na ocasião, Cook anunciou que foram vendidos 14 milhões de iPads no último quadrimestre. Porém, parece que existe uma segunda leitura desses dados. Ou que, pelo menos o pessoal da Strategy Analytics não vê as coisas como tão espetaculares assim.

O instituto publicou a sua previsão de vendas no período, e anuncia que a Apple registrou uma queda de cota de mercado, saindo de 68.3% do estudo anterior para 56.7%. Essa queda tem apenas um único culpado: o Android, cujas vendas de tablets passaram dos 7.3 milhões para os 10.2 milhões, elevando assim o seu market share para 41%.

A Strategy Analytics chama esse novo cenário de mercado como o “peso coletivo” de tantos tablets com Android que aos poucos estão formando uma porção considerável do mercado, e em especial, o Kindle Fire HD é um daqueles que mais ajudam a equilibrar essa balança. Vale a pena lembrar que esses dados são de estimativas de vendas, uma vez que fabricantes como a Amazon se negam a tornar público os seus dados de vendas. Ou seja, esses números podem ser ainda maiores.

É dispensável dizer que esse cenário de mercado dos tablets poderá ser bem diferente no final de 2012. Afinal de contas, o iPad Mini está chegando e os primeiros tablets com Windows 8 também. Isso, sem falar que na próxima segunda-feira (29), teremos atualizações dos tablets Nexus 7. Quem viver, verá.

Via