Arquivo para a tag: starbucks

Nos EUA, todas as unidades da Starbucks aceitam pagamentos via smartphone

by

starbucks-app-logo

Desde janeiro de 2015, a Starbucks testa nos EUA o sistema de pagamentos via aplicativo móvel. Agora, eles informam que o formato de pagamento via app está habilitado em todas as suas 11.5 mil lojas distribuídas no país.

A opção de pagamento é tão simples como passar o smartphone por um leitor e executar a operação através de um app. E aqui temos mais um movimento na batalha dos pagamentos via smartphone, mas que está tendo uma importância como poucos previam. Em janeiro, a Starbucks gerava 90% das operações de pagamento via smartphone, e essa é uma marca incrível, mesmo com a ausência de sistemas mais gerais. E, de forma silenciosa, eles conseguiram conquistar um mercado que muitos desejam hoje.

Agora, eles querem aumentar o uso de pagamento via smartphones. Em janeiro, 16% dos pagamentos na Starbucks dos EUA eram feitos por esse método. Com uma cobertura em todo o país, é de se imaginar que um dos próximos passos será implementar a tecnologia em estabelecimentos de outros continentes. Vamos esperar que isso aconteça ao longo de 2016.

Via SlashGear

Cuidado! Você não vai ganhar R$ 500 em compras na Starbucks graças ao WhatsApp!

by

starbucks

Pesquisadores da Kaspersky Lab soltarem um alerta sobre uma mensagem de phishing que está se propagando através do WhatsApp:

De acordo com a mensagem, a Starbucks estaria dando de presente R$500, a ser trocados por produtos da marca nas lojas da rede. A condição para ganhar a recompensa é que o usuário participe de uma pesquisa: a mensagem sugere responder automaticamente para verificar a veracidade do presente.

Infelizmente para os amantes de café, trata-se de uma campanha maliciosa clássica que se aproveita da popularidade da marca Starbucks. Se a vítima clica no link a partir de seu dispositivo móvel, aparece na tela uma pesquisa falsa da Starbucks com alguns scripts criados para personalizar a campanha de acordo com a cidade natal da vítima e sua moeda local.

Desta forma, se a vítima mora nos Estados Unidos, o presente prometido são 500 dólares, mas se ela vive no Brasil, serão 500 reais, sempre dependendo da moeda do País.

Assim que a vítima clica na pesquisa, recebe um anúncio pedindo que compartilhe a mensagem com mais 10 contatos para finalmente receber o suposto bônus. Assim, a campanha se espalha e aumenta seu potencial de enganar mais vítimas.

No entanto, se a vítima recebe a mensagem e clica no link a partir do computador do escritório, uma sequência de comandos programados no site falso detecta o agente de usuário do navegador e faz aparecer uma página de suporte falso para a vítima, com a intenção de assusta-la para que esta permita acesso remoto a seu sistema.

O número listado no aviso bloqueia as chamadas realizadas via Google Hangouts. No entanto, se a vítima se comunica por telefone, consegue se conectar com uma pessoa que atende pelo suposto suporte técnico. A conversa que ocorreu entre o pesquisador da Kaspersky Lab e o técnico falso pode ser escutada em inglês através do link: https://clyp.it/v2gjp3jq.

A tática usada pelos criminosos mistura o engano (Hoax) com o falso suporte técnico (Rogue). O resultado depende do navegador do usuário.

Mais informações sobre este ataque estão disponíveis em: securelist.com/blog/incidents/71942/youre-paying-for-your-starbucks-one-way-or-the-other/.

Lá fora, o Starbucks começa a instalar carregadores sem fio em suas mesas

by

starbucks-carregadores-sem-fio

A rede Starbucks começou a utilizar nas suas unidades de São Francisco (EUA) a tecnologia de recarga de smartphones sem fio. Ainda é um plano piloto de um projeto maior, mas já é algo significativo.

O Starbucks está usando carregadores da Duracell Powermat em cada mesa. A boa notícia é que o cliente é ‘presenteado’ com o adaptador se realizar uma compra superior a US$ 9,99, algo que convenhamos não é lá muito difícil de ser feito em uma unidade da Starbucks.

Vale lembrar que o Starbucks pertence a um dos grandes consórcios do mercado de recarga sem fio, ao lado da Intel, Samsung, Dell ou AT&T. E sendo um estabelecimento com grande apelo com o público geek, é compreensível ser um dos primeiros a optar pela recarga sem fio em suas mesas, sempre com a finalidade de promover esta tecnologia entre os usuários, além de acelerar a sua visibilidade junto ao grande público.

starbucks-carregadores-sem-fio-2

Será esse o primeiro passo para que a recarga sem fio finalmente chegue às grandes massas? Talvez. Mas ainda vai demorar para deslanchar. O Starbucks dá o seu primeiro passo, e se une ao McDonald’s, que também lançou uma iniciativa similar a alguns meses.

Via IEEE Spectrum

Nem Apple, Nem Google: é a Starbucks que está mandando nos pagamentos móveis

by

650_1000_starbucks-moviles

A Starbucks mostra o caminho que Google e Apple devem seguir no segmento de pagamentos móveis. Eles contam com um aplicativo próprio que permite que seus clientes paguem pelos seus produtos com um simples passar de smartphone nas TPVs especialmente adaptadas para as lojas da rede.

A estratégia da Starbucks parece dar resultado: no primeiro trimestre fiscal de 2015 (encerrado no dia 28 de dezembro de 2014) , a empresa afirmou ter mais de 13 milhões de usuários do seu aplicativo nos Estados Unidos, que foram responsáveis por 16% das transações ou pagamentos realizados por seus smartphones.

Os cartões de crédito virtuais associados aos aplicativos móveis são uma das principais referências para o CEO da Starbucks, Howard Schultz, que fez com que essa tecnologia se tornasse uma prioridade absoluta. E ele não esboça ceder para sistemas como o Apple Pay, que pareceu ter um início interessante, mas não é tão popular como o aplicativo da Starbucks para esse mesmo propósito dentro dos seus estabelecimentos.

Além disso, o aplicativo funciona por conta das recompensas que os usuários podem obter ao realizar pagamentos com o smartphone: bebidas grátis e merchandising atraem os clientes, e esses pequenos presentes convenceram quase um milhão de novos usuários do aplicativo em apenas um trimestre.

As vantagens para a Starbucks são óbvias: menos tempo para pagamento dos serviços, o que simplifica a vida de todos. Se o Apple Pay ou o Google Wallet querem alcançar o mesmo sucesso, terão que parar para tomar um café. No mínimo isso.

Via Forbes