Arquivo para a tag: snes

Game Boy Zero, um Game Boy modificado que roda qualquer jogo retrô da Nintendo

by

game-boy-zero-ed2

Uma Game Boy que pode rodar jogos do NES, SNES, Game Boy e Game Boy Advance? Sim, é possível. O YouTuber Wermy mostra m seu canal todo o processo para materializar o Game Boy Zero, um divertido mod do Game Boy que roda qualquer jogo retrô da Nintendo.

Isso só foi possível com a ajuda de uma Raspberry Pi Zero (com o emulador instalado), um cartucho modificado para poder utilizar um cartão microSD e muita imaginação para seguir adiante, além da concessão, dentro do espírito retrô, de algumas modernidades, como incluir uma tela de 3.5 polegadas, uma bateria de íon-lítio de 2.000 mAh melhorada com recarga via USB, um conector mini HDMI e botões extras para jogar alguns títulos mais recentes.

game-boy-zero-ed2-02

O Wermy documentou todo o processo de construção do Game Boy Zero no Imgur, montando um guia que, apesar de não ser um tutorial ao pé da letra, pode dar uma ideia muito boa sobre como é possível realizar essa atraente modificação. Certamente os usuários mais habilidosos no assunto poderão reproduzir o feito sem maiores dificuldades.

O criador também responde a qualquer pergunta relacionada ao projeto no YouTube. Sem falar que, se você se animar a fazer a sua versão do console portátil, sempre terá o apoio do próprio autor da façanha.

Vídeo demonstrativo a seguir.

 

Via SploidYouTube (Wermy)Imgur

 

Super Nintendo completa hoje 25 anos de vida

by

SONY DSC

O Super Nintendo completa hoje 25 anos de vida, e apesar do console levar algum tempo até chegar ao Brasil, não há nenhum problema em comemorara sua aparição no Japão em 23 de novembro de 1990. E não há forma melhor de homenagear o produto do que revisando alguns dos jogos que marcaram muita gente, e que ainda hoje fazem a cabeça de muita gente.

 

Super Mario World

Não poderia começar por outro. O primeiro jogo da franquia de plataformas protagonizada pelo bombeiro bigodudo, que acompanhava o console no kit de venda. Não foi o melhor jogo de todos, já que muitos preferem o Super Mario 3 “remasterizado” em Super Mario All-Stars, ou até mesmo a sua sequência, Super Mario World 2: Yoshi’s Island. Mesmo assim, é um grande jogo.

 

The Legend of Zelda: A Link to the Past

Os jogadores saborearam o mundo aberto de Hyrule como nunca haviam feito, e o jogo mostrou a sua face de título de aventura de forma maiúscula. Provavelmente o melhor trabalho da Nintendo para o seu console de 16 bits.

 

Super Metroid

Outro jogo aclamado do Super Nintendo. E mais uma franquia que foi destacada ao extremo. É óbvio que a potência do console era a cereja do bolo, e Samus Aran se encarregou de demonstrar esse título de ação e aventura que introduzia e ampliava os típicos elementos de exploração, que são a assinatura da casa. Mas a principal virtude era a ambientação, considerada sublime para a época.

 

The Legend of the Mystical Ninja

Não só de jogos da Nintendo viviam os fãs do Super NES. O sucesso da plataforma deixa pequenas jóias, como é o caso desse jogo da Konami. Mais um título de ação e aventura que ia mais além do que poderia esperar.

 

Secret of Mana

Para mostrar a qualidade que o console da Nintendo tinha sobre os demais, Secret of Mana é considerado um dos exemplos mais destacados. A Squaresoft oferecia um jogo de RPG que não tinha exatamente essa cara, mas com uma grandiosidade visual sem igual. Várias horas de vício é o que prometia o jogo para aqueles que pediam mais após franquias como Zelda chegarem ao mundo.

 

Equinox

O Super Nintendo teve um catálogo consistente e muito variado, com espaço para um pouco de tudo. Equinox é um jogo (um puzzle de ação) que só conheceu o seu valor quem jogou, tendo assim um papel memorável na mente de muita gente.

 

Super Castlevania IV

A Konami apresentou alguns dos seus melhores trabalhos com esta que é uma de suas séries mais reconhecidas. Um novo capítulo de Castlevania, que fica no meio do caminho entre o remake e a sequência. O salto de qualidade foi rotundo, convidando o jogador a um desafio intenso. Um clássico do console e da saga.

 

Street Fighter II’ Turbo: Hyper Fighting

Recordar os recordes de vendas do Super NES inclui lembrar os jogos vendidos em diferentes plataformas. Na época em que os fliperamas começavam a agonizar diante da primeira explosão dos consoles, um dos frutos do sucesso era justamente a migração dos games das máquinas para os pequenos computadores domésticos centrados no entretenimento. E no caso de Street Fighter, não era só um sucesso: era uma verdadeira febre. E Turbo: Hyper Fighting foi apenas um dos claros exemplos disso.

 

Flashback

Se o mundo dos fliperamas tinha Street Fighter como rei, o mundo dos PCs contava com Flashback como um dos seus escolhidos. Um jogo de aventura de ficção científica, que caiu no catálogo do Super Nintendo como uma luva. Chegou a entrar no livro Guinness dos Recordes como o jogo francês mais vendido da história.

 

True Lies

Talvez custe a imaginar que um jogo baseado em um dos filmes mais medíocres de Arnold Schwarzenegger desse bons resultados nos universo dos videogames. Mas foi isso o que aconteceu: dos jogos baseados em filmes da época, poderíamos escolher vários que poderiam estar aqui (Aladdin inclusive).

 

Chrono Trigger

Uma justíssima menção honrosa, que se transformou em um autêntico elemento de culto dos gamers. Desde o seu lançamento, foi considerado um gol de placa do Super Nintendo.

 

Super Mario Kart

Por fim, mais Mario. Uma reinvenção do personagem e de suas possibilidades. Um mundo como Super Mario Kart pode ser considerado nos dias de hoje algo muito simples, mas ao mesmo tempo, é diversão garantida.

 

Muitos jogos ficaram de fora da lista, mas era impossível fazer de outra forma.

E para você? Quais são os jogos memoráveis do Super Nintendo?

Nintendo remove os jogos do SNES para o Wii U

by

original

Uma estranha decisão tomada pela Nintendo. Tudo indica que o Console Virtual do Wii U deixará de oferecer os jogos do Super Nintendo, já que tal e como comentam a equipe de desenvolvedores da Natsume, a empresa parece ter escolhido o N64 como plataforma ideal para seguir aproveitando a loja de títulos retrô.

A notícia chega depois da resposta do community manager da Nintendo às muitas petições de próximos (velhos) títulos, confirmando que os planos da empresa não passam por voltar a recuperar mais jogos de 16 bits, com um “os interesses da Nintendo mudaram para outro sistema clássico”.

É fato que a Nintendo anunciou a chegada dos jogos do N64 para o Console Virtual, mas isso não significava necessariamente que deixarão de apoiar as plataformas que hoje estão em oferta. De qualquer forma, a própria Natsume esclarece que, ainda que a maioria dos jogos cheguem a partir de editores externos, no final é a Nintendo que faz todo o trabalho de venda, o que pode explicar a mudança dos recursos que eles entendem que serão mais atraentes para o grande público.

Ainda assim, é um duro golpe para os 16 bits. E para a infância de algumas pessoas.

Via Natsume (Facebook)

Você nunca viu um Nintendo New 3DS mais bonito do que esse!

by

epicpal-vinilo-3ds

Se as carcaças intercambiáveis do Nintendo New 3DS não te convenceram, dê uma olhada nessa opção da epicpalDesigns. Você pode transformar o videogame portátil em um Super Nintendo. Basicamente.

O kit de adesivos é vendido por 12.95 euros, e pode ser comprado na Etsy. Por enquanto, só está disponível a versão para o Nintendo New 3DS, mas seus fabricantes garantem que eles estão trabalhando para fabricar uma versão para o Nintendo New 3DS XL.

il_570xN.740883119_bml8

O design do console ajuda bastante na aproximação com o Super Nintendo, já que os botões de cores consegue oferecer um resultado realmente espetacular. A tampa superior tem uma aparência fantástica, simulando o slot para cartuchos e os botões de Power, Eject e Reset, enquanto que a parte inferior esconde o logo do SNES de grande tamanho.

Via KotakuEtsy, epicpalDesigns (Twitter)

 

Nintendo vai ressuscitar jogos do NES e SNES, com a ajuda do Amiibo

by

650_1000_new_nintendo_3ds_xl_analisis_amiibo

Rumores indicam que a Nintendo pode expandir as funcionalidades do Amiibo, os itens de realidade aumentada que são sucesso de vendas. Uma das ideias é permitir a execução de jogos ‘retrô’, preparando o Wii U para rodar demos e jogos concretos do NES e SNES.

Em uma pequena nota de imprensa, a Nintendo garante que a nova funcionalidade será apresentada no primeiro semestre de 2015 no Wii U, mas sem entrar em detalhes sobre os requisitos do funcionamento ou títulos disponíveis.

Além disso, a Nintendo revelou dados atuais (de vendas) e a lista dos Amiibos mais vendidos, de acordo com as diferentes regiões onde são comercializados.

amiibo-ranking-feb2015

Link, de Zelda, é o onipresente em três dos quatro principais mercados da Nintendo. Já o Mario é líder na Austrália, e segue no pódio dessas quatro regiões, porém parece não ser o preferido entre os fãs da empresa.

Via ArsTechnicaNintendo

Gamer recorre ao Craigslist para avançar no Super Mario World

by

craigslist-super-mario-world-help

O que você está vendo na imagem acima é uma postagem do Craigslist, onde algum gamer (que não teve a mesma infância que eu) está pedindo ajuda para avançar no Super Mario World (SNES).

O nível em questão é o Vanilla Dome, que nem é um dos mais difíceis. Aliás, alguns se perguntaram se ele estava jogando o jogo com a língua ou algo do tipo. Entendo que não exista uma gameplay específica para esse nível (e quero acreditar que ele tenha procurado algo do tipo no YouTube).

De qualquer forma, sempre fica aquela lição: dê um peixe para um homem, e ele se alimenta por um dia. Ensine ele a pescar, que ele se alimenta sempre.

Alguém aí pode ajudar o garoto?

Via Craigslist

Super Retro Trio: NES, SNES e Sega Mega Drive em um único videogame

by

Super-Retro-Trio1

Para os gamers que buscam um produto retrô, que tire a poeira dos jogos do passado, o Super Game Trio pode ser uma interessante opção. O produto chegará ao mercado internacional em março, e é compatível com os consoles NES, SNES e Sega Mega Drive (ou Sega Genesis).

O preço desse console (lá fora) é de US$ 70, e ele vem com slots para os jogos dos três consoles citados. Do mesmo modo, as seis portas para os controles desses consoles estão disponíveis, mas os controles padrão que acompanham o produto estão no estilo SNES. Para manter o aspecto retrô, o videogame conta com saída S-vídeo/AV.

super-retro-trio (1)

O Super Retro Trio era para ser lançado em 2013, mas problemas como “mapeamentos de controle” atrasaram o lançamento do projeto. Priorizando então a satisfação do consumidor, a Retro-bit, fabricante do console, decidiu atrasar o lançamento do console.

De forma alternativa, eles também vendem o Super Retro Adapter, que está disponível por US$ 45, que permite a compatibilidade com os jogos do Game Boy Advance.

Super-Retro-Trio

Via VG 24/7

Retrode 2 permite que você use seus cartuchos de SNES e Mega Drive em seu PC

by

Se você tem na sua casa uma boa coleção de cartuchos de Super Nintendo ou de Mega Drive em alguma caixa perdida em um canto escuro de sua casa, aqui temos uma boa razão para resgatar essas preciosidades. O Retrode 2 é um pequeno dispositivo, que permite usar os cartuchos desses consoles em um computador, através de uma porta USB e dos controles originais.

O Retrode 2 faz o download da ROM dos cartuchos para o seu uso, através de um emulador, garantindo que ele funcione com qualquer tipo de sistema operacional moderno (Linux, Mac OS X, Windows, ou qualquer outro que ofereça o suporte para o “mass storage” e os controles dos consoles).

O produto é fabricado na Alemanha, e custa 58,90 euros (mais impostos), e pode ser enviado para qualquer lugar do planeta. Abaixo, vídeo demonstrativo do produto.



Via Retrode.com

SupaBoy, o SNES portátil da Hyperkin, chega ao mercado

by

Cinco meses depois de apresentar um protótipo na E3, o pessoal da Hyperkin cumpriu com a promessa de lançar o seu Super Nintendo portátil no mercado. O SupaBoy já pode ser adquirido na Amazon por US$ 80.

O que diferencia o SupaBoy de outros SNES portáteis é que o modelo não armazena milhares de ROMs nos bancos de memória interna. No seu lugar, ele conta com um slot para introduzir os seus velhos cartuchos, dando um ótimo motivo para você desempoeirar a sua velha coleção. Além disso, ele conta com uma saída de vídeo e duas portas para conectar os controles originais do console da Nintendo.

Infelizmente, não temos detalhes sobre sua resolução de tela, ou capacidade de bateria. Sua tela mede 3,5 polegadas, e sua bateria possui autonomia estimada de 2.5 horas. Sim, um emulador é mais barato, mas se a ideia passou pela sua cabeça, vale a pena considerar a compra.

via Hyperkin

Hyperkin SupaBoy, o SNES portátil que veio do futuro #E3 #E32011

by

Todas as atenções de ontem (07/06) estavam voltadas para o Wii U da Nintendo, mas justamente por causa disso, tivemos um momento para recordar os grandes consoles do passado. Na E3 2011, no meio de tantos consoles de última geração, foi encontrado o Hyperkin SupaBoy, um genuíno SNES portátil, desenvolvido para que todos os fãs dos jogos do passado possam desfrutar dos melhores jogos de sua infância, com controles “de verdade”.

O produto está em fase de protótipo, logo, essa pode não ser a versão do hardware definitivo. Por enquanto, o produto integra uma tela de 3,5″ que não estará no modelo comercial, de modo que não dá para determinar qual é a resolução da tela definitiva, ou sua qualidade de imagem. O mesmo acontece com sua bateria de 1.500 mAh, que pode se transformar em uma unidade de 1.800 mAh ao ser lançado.

O modelo ainda é frágil na sua construção, como costumam ser os protótipos, e sua carcaça tem um slot para cartuchos originais da SNES, com pequenas abas laterais para evitar a perda de contato com a pequena placa interna. Os botões seguem o esquema original do controle do SNES, além de incluir entradas dianteiras para conectar os controles do produto.

A Hyperkin pensa em lançar o SupaBoy no final de 2011, com preço de US$ 79,99.

via Engadget

Hyperkin SupaBoy SNES Portable: um Super Nintendo dentro de um controle de Super Nintendo

by

A Hyperkin lançou diversas formas de se usar os videogames do passado em casa, incluindo o RetroN, que permite que você jogue games do NES, SNES e Mega Drive. Porém, nada se compara a ter um videogame portátil, em forma de controle de SNES, que permite conectar um cartucho de verdade.

O novo SupaBoy é portátil, e aceita cartuchos do Super Nintendo, que permite que seus jogos rodem em uma tela integrada no controle, de 3,5 polegadas. O portátil possui um direcional em cruz tradicional, além dos botões de ação do console clássico. Outro destaque é que o controle pode conectar outros dois controles originais do SNES e, com saídas de áudio e vídeo, pode ser conectado diretamente na TV.

O SupaBoy deve ser lançado durante o verão norte-americano (no meio do ano), e poderá rodar, por enquanto, apenas os cartuchos norte-americanos. Entretanto, o protótipo que vemos nas fotos é claramente baseado em um Super Famicon. Logo, podemos pensar que o pessoal da Hyperkin deve ter testado alguns cartuchos japoneses, o que nos dá a esperança de ver esse produto em outros continentes, sendo compatível com outros cartuchos.

via Technabob

Dell Streak com controle de SNES USB. Preciso dizer mais alguma coisa?

by

Todo mundo sabe que o Dell Streak tem uma porta USB, certo? E todo mundo sabe que os controles de SNES podem ser modificados, para que possam ser usados com um cabo desse tipo. Agora, some as duas coisas. Tá, eu espero.

Somou? Pois bem, com esta simples equação, Collin Mayer transformou o seu telefone da Dell em uma bela máquina portátil de jogos do passado, que você também pode tentar fazer na sua casa, com as instruções na fonte do post. Abaixo, vídeo mostrando como ficou o modding na prática.

Fonte

[games] Modding de Super Nintendo em forma de mesa. E totalmente funcional

by

Virou festa agora. Todo mundo está fazendo modding de mesas de centro com funções de games. Já tivemos de tudo aqui no blog, e temos mais uma aqui bem interessante. O criador deste modding resolveu pegar o seu velho Super Nintendo e transformá-lo em uma mesa de centro mais turbinada, que suporta aporta de cartuchos na parte de cima, duas entradas de controle na parte da frente, e cabos de vídeo e de energia na parte de trás  do aparelho. Ele também conta com slots para armazenamento de cartuchos extras na parte de cima da mesa, que possuem uma pequena corrente metálica de segurança, para evitar acidentes e quedas quando a mesa se mover. Bom, melhor do que falar é mostrar. Veja abaixo o vídeo que explica bem como a mesa funciona.

Fonte

DVD player automotivo, com suporte para bancos, com emulador de NES e SNES

by

headrest_emulator

Torne a viagem de carro mais tranquilas para você e para os seus filhos. Afinal, tem uma hora que nem o melhor filme do mundo salva a viagem, e todos ficam entediados. Por isso, a melhor coisa que você pode fazer para a sua segurança (e para a segurança deles) é entretê-los com videogames, mesmo que sejam do passado.

O que você vê é um DVD Player automotivo, totalmente adaptado para que seja colocado na parte traseira do encosto dos bancos da frente do carro, que permite que você, além de rodar filmes em sua tela LCD, rode games emulados do NES e do SNES.

Além disso, ele conta com rádio FM, para todo mundo poder ouvir aquela musiquinha gostosa. Mas, se o lance for os games mesmo, vale dizer que o aparelho vem com um CD com mais de 550 jogos clássicos dos consoles de 8 e 16 bits da Nintendo. Tudo bem, muita gente vai questionar a legalidade disso, mas este não é o mérito da questão (só estamos divulgando a existência do produto).

De quebra, ele é compatível com o formato DivX, tem conectores de fone de ouvido, controle remoto sem fio, entradas de AV, leitor de cartões SD e até uma porta USB para acessar conteúdo multimídia. Como não poderia deixar de ser, ele é um produto Made in China, e custa aproximadamente US$ 175 (onde comprar).

Fonte

[games] HandyDuo, um modding de NES e SNES no corpo de um portátil

by

O grande mestre dos moddings de games é o grande Ben Heck, que elevou este hobby de modificar videogames para outro nível. Porém, algumas vezes, seus seguidores conseguem superá-lo com criações bem interessantes, tal qual a que temos hoje. Se trata do HandyDuo, um console portátil que, em seu interior, consegue receber jogos do Ninendo 8 Bits (NES), do Super Nintendo (SNES), em um console portátil que usa um sistema RetroDuo, uma tela portátil de PSOne e uma bateriia de 4.250 mAh. O resultado de dois anos de trabalho do modder Loveableachevy, é o que você verá no vídeo abaixo, que nos mostra uma pequena maravilha que todos nós gostaríamos de ter no quarto.

Fonte

[games] RetroN 3 agrupa NES, SNES e Mega Drive em um mesmo produto (com jogos e periféricos)

by

Tudo bem, nada nesta vida é para sempre, mas em tecnologia (e principalmente, no mundo dos games), recordar é viver. E é sempre bom quando chegam soluções práticas e atuais para que os gamers mais nostálgicos possam recordar as jogatinas das tardes de sábado. O RetroN 3 é uma solução bem interessante.

O multiconsole chinês não é o primeiro, e sem será o último que vai colocar várias plataformas antigas em um único equipamento. A sua diferença é que ele traz os três slots de cartuchos dos consoles NES, SNES e Mega Drive (se bem que poderiam simplesmente colocar as ROMs dos games no aparelho, mas enfim…), além de oferecer compatibilidade com os controles originais do NES e SNES, caso o controle do 16 bits da Sega não te agrade muito. Preço: US$ 70.

Fonte

[games] Bacteria cria um pad Bluetooth de SNES perfeito para seu celular

by

Se você buscar por controles retrôs de games, o mercado está inundado de produtos no formato antigo, e sempre ficamos tentados a usar um adaptador para jogar nossos games com o controle do PSX. Bom, algo retrô, sem fio e compatível com o seu celular já é uma missão bem mais complicada. Por isso, esta curiosa criação da Bacteria pode te interessar.

O Bacteria (que é um modder) conseguiu construir um controle de SNES Bluetooth, comprimindo em seu interior um MSI BGP100. O resultado é quase idêntico ao controle original, mas sem os cabos e sem o botão Select, que deverá ser ativado pelo teclado normal, quando você estiver rodando os jogos pelo seu emulador. Ou seja, nada que venha tirar a sua diversão. Veja abaixo vídeo com o produto na prática.

Fonte

[games] Mais um da série "o que fazer com o seu iPad": jogar Super Mario Kart

by

Sim. O que você está vendo na foto acima é o Super Mario Kart para Super Nintendo rodando em um iPad, graças à emulação criada pelas mentes criativas da ZodTTD. Bom, quando você poderá jogá-lo em seu iPad (ou futuro iPad), é um mistério, mas que isso vai acontecer, isso é fato.

Tudo o que você precisa fazer é o jailbreak do iPad, fazer o download do RockApp ou do Cydia, rodar o emulador snes4iphone e se divertir. Ainda está em desenvolvimento, mas não vai demorar muito para termos versões definitivas desta inovação. Vídeo abaixo mostra na prática como tudo funciona.

Fonte

[games] N900 controlado por um controla de PlayStation 3 (com vídeo)

by

Se você acredita que ver o Mac OS X rodando um N900 era a prova definitiva da versatilidade e potência que tem este smartphone da Nokia, você estava completa e redondamente enganado.

Tomasz Sterna recompilou o kernel do aparelho de forma que ele suporte o joystick do PlayStation 3. O resultado disso é que agora você você pode transformar o N900 em um console “portátil” (pelo fato de ser um telefone, e não uma televisão) que poderá conectar sua televisão para seu maior deleite e prazer. Confira o vídeo abaixo para ver o que você está perdendo.

Fonte

[games] Transforme seu Wiimote em um desproporcional contorle de SNES, com a carcaça B.O.S.S. da PDP

by

Você quer um controle clássico para seu Nintendo Wii? Eis a solução! Por apenas US$ 10, a Performance Designed Products te oferece uma carcaça que transformará o seu Wiimote em uma espécie de controle de SNES com gigantismos e algo que não tem nada a ver com o controle original do 16 Bits da Nintendo: ele é feio. Bom, mas para os retrôs, deve servir. Acredite, pessoal: isso que você vê na foto, é grande mesmo ao vivo, ou obscenamente desproporcional.

Fonte