Arquivo para a tag: smartphone com tela flexível

HoloFlex, o smartphone flexível e holográfico

by

HoloFlex-01

O HoloFlex tem outra perspectiva da flexibilidade das telas de smartphones, colocando na equação os hologramas.

Seus inventores buscam levar a interação usuário-dispositivo para outro nível, diferente do que vemos nas telas sensíveis à pressão, permitindo que esta sejam em três dimensões ao permitir também um terceiro eixo com a flexão. O HoloFlex é sensível à torção, de modo que os elementos da tela obedecem a esse movimento, oferecendo uma interação mais próxima da proposta real da tela.

Temos aqui uma tela FOLED (Flexible Organic Light Emitting Diode) de resolução de 1920 x 1080 pixels. As imagens se renderizam em blocos circulares de 12 pixels que são projetados através de uma rede flexível que se obtém por impressão 3D de 16 mil lentes olho de peixe, e como resultado temos uma imagem de resolução de 160 x 104 pixels.

HoloFlex-02

Nas demais características, o HoloFlex possui um processador Qualcomm Snapdragon 810 e 2 GB de RAM, com GPU Adreno 430, sistema operacional Android 5.1 e suporte ao OpenGL 3.1. No vídeo de apresentação do projeto (no final do post), podemos ver que entre todos os aplicativos suportados no momento, temos uma versão do popular Angry Birds, substituindo o atual “estirar e lançar” por uma flexão do smartphone ao mais puro estilo trampolim.

No passado, vimos propostas totalmente focadas nessas telas flexíveis como conceito de smartphone atual, com suas imagens 2D e suas resoluções em um formato do tipo agenda, como vimos no caso da Samsung. Porém, o HoloFlex tem outro foco, aproveitando melhor o nível de interação adicionado.

Além do entretenimento, esse tipo de tecnologia pode ser muito útil nos designs em 3D ao introduzir esse terceiro eixo (ou terceira dimensão), além de oferecer uma sensação mais real em uma videoconferência. O HoloFlex deve ser apresentado no evento Human-Computer Interaction na ACM CHI 2016, que acontece no dia 9 de maio. Conta com o apoio da Natural Sciences and Enginering Research Council of Canada (NSERC) e Immersion Canada Inc.

 

Via Human Media Lab

ReFlex, um protótipo de smartphone flexível que permite a interação com os aplicativos por dobras

by

ReFlex-01

Os pesquisadores do Human Media Lab da Universidade de Queens quer ir além no método de interação com aplicativos de smartphones. Para eles, as telas flexíveis dão deveriam se limitar a ajudar o usuário a economizar espaço, mas também permitir usar sua flexibilidade para interagir com o dispositivos.

E é isso o que o seu protótipo ReFlex faz. Este pode ser o primeiro smartphone com tela touch e flexível que permite realizar certas funções com a forma de dobrar um telefone, como passar as páginas de um livro digital. O telefone conta com uma tela flexível OLED da LG de 720p e o sistema operacional Android 4.4. Na parte traseira, tem um sensor de flexão e um motor de retroalimentação háptica, o que pode representar uma forma completamente nova de interação física com os smartphones.

ReFlex-02

O conceito também conta com uma bobina de voz que permite que o smartphone simule as forças de fricção que aplicamos através de vibrações realistas na tela. Todos os componentes fazem com que o dispositivo simule as forças físicas que interagimos nos aplicativos em uso.

Um claro exemplo disso é no livro digital. Quando dobramos o smartphone para a direita, as páginas se deslocam da direita para a esquerda, como se fosse um livro normal. Aliás, quando mais acentuada for a curva, maior a velocidade de mudança de páginas de forma que teremos um controle total da sensação nas mãos através de som e vibração.

A tecnologia também foi utilizada no jogo Angry Birds, onde a curvatura da tela vai determinar a força que o pássaro será lançado. Além dessas funções, o protótipo também pode ser utilizado como um smartphone normal, apesar de sua versão defasada do Android.

Os smartphones flexíveis estão mais e mais presentes, mas é possível que sua flexibilidade esteja inicialmente destinada a economizar espaço. Logo, é interessante ver as possíveis aplicações que este protótipo oferece para o futuro imediato da tecnologia.

Quando veremos tudo isso em um smartphone comercial? De acordo com os pesquisadores, de quatro a cinco anos.

 

Via Human Media Lab

O smartphone dobrável com tela flexível da Samsung pode ser lançado em 2016

by

samsung-smartphone-dobrável-01

Um dos setores que a Samsung mais está avançando na pesquisa e desenvolvimento é o das telas flexíveis. Vimos no início no Galaxy Round, depois no Galaxy Note Edge, e em 2015 no Galaxy S6 Edge e Edge+. Mas isso é só o começo. Segundo os rumores, eles já preparam o seu próximo dispositivo flexível, que será inclusive dobrável, e pode chegar ao mercado no começo de 2016.

No começo de 2015, surgiram os primeiros rumores sobre os testes da Samsung com telas flexíveis e dobráveis para os seus próximos dispositivos, inclusive mostrando vídeos conceituais dessa tecnologia. Era uma ideia atraente, mas não era vista como algo que chegaria ao mercado em curto prazo.

Em maio desse ano, novas informações indicavam para os primeiros protótipos em testes na Coreia do Sul, com o nome ‘Project Valley’. De forma simples, se trata de um smartphone com duas telas dobráveis, como um livro, além de uma tela externa menor, que exibe informações na parte frontal do smartphone, sem precisar abrir o dispositivo.

No mês de junho, foi conhecida uma patente registrada pela Samsung, que mostrava tudo o que foi comentado sobre o ‘Project Valley’. Um dispositivo que pode ser um tablet, mas quando dobrado, teria o tamanho de um smartphone.

samsung-project-valley-patente

De acordo com as novas informações, a Samsung já está preparando tudo para o lançamento desse novo dispositivo, batizado de fablet (de foldable + tablet), para o mês de janeiro de 2016.

Além disso, a fonte cita que a Samsung está testando duas possíveis configurações: uma com SoC Snapdragon 620, enquanto que a outra seria com Snapdragon 820, sendo este um dos primeiros dispositivos a integrar o novo processador da Qualcomm. Além dos processadores, o dispositivo contaria com 3 GB de RAM, slot para microSD e bateria não removível.

Obviamente, são rumores, e temos que tomar essa informação com cautela. Enquanto isso, veja dois vídeos que mostram parte da ideia por trás desse suposto dispositivo.

 

Via Business Insider