Arquivo para a tag: Sharp

Sharp Aquos Z2, um smartphone que gostaríamos que saísse da Ásia

by

Sharp Aquos Z2

A Sharp apresentou o smartphone Sharp Aquos Z2, com tela de 5.5 polegadas e que se encaixa no grupo de modelos de super linha média, com detalhes como design metálico, sensor de digitais e porta USB Type-C.

A má notícia é que este é um modelo exclusivo para o mercado de Taiwan (por enquanto).

Cada vez menos argumentos para os modelos top de linha

 

Sharp Aquos Z2 02

O Sharp Aquos Z2 possui uma tela IPS de 5.5 polegadas (Full HD), câmeras de 16 MP (traseira, com foco por detecção de fase) e 8 MP (frontal, f/1.8).

O sensor de digitais está na parte traseira, e o modelo recebe o processador MediaTek Helio X 20 deca-core, trabalhando com 4 GB de RAM e 32 GB de armazenamento (expansíveis via microSD).

O modelo é um dual SIM com suporte 4G, porta USB Type-C, recebe bateira de 3.000 mAh e sistema operacional Android 6.0 Marshmallow, com possível atualização para o Android 7.0 Nougat.

É mais uma prova bem palpável que a maioria dos usuários não necessita de um smartphone top de linha para obter uma excelente experiência de uso.

Por enquanto, o Sharp Aquos Z2 é um modelo pensado para o mercado asiático, e seu preço é de 249 euros.

Via Fudzilla

Sharp Aquos 507SH: a resistência à água chega ao Android One

by

Sharp Aquos 507SH

O Sharp Aquos 507SH é um smartphone dentro do segmento Android One que conta com o certificado IP58, o que garante a resistência à poeira, permitindo imersões na água de até 1.5 metro de profundidade por até 30 minutos.

 

Assim é o Sharp Aquos 507SH

Sharp Aquos 507SH 02

O Sharp Aquos 507SH tem um design com cantos arredondados, com bordas com efeito metalizado que rodeia todo o dispositivo. As dimensões são de 142 x 71 x 8,8 milímetros, com peso de 135 gramas. Sua tela possui 5 polegadas (1280 x 720 pixels) com tecnologia Izgo, que melhora a precisão ao toque e reduz o consumo de energia. Suas câmeras sãod e 13 MP e 5 MP, ambas com sensor BSI.

A família Android One tem uma presença quase ridícula no mercado móvel, mas não é por falta de interesse dos usuários. O surporte para atualizações está garantido por pelo menos 18 meses, e não há o tempo de espera para instalar as versões mais recentes do Android. E tudo isso por um preço muito competitivo.

Porém, o Sharp Aquos 507SH foi lançado apenas no Japão, sem indícios de que veremos saindo do mercado asiático.

Via Sharp

Apple pode abandonar as telas LCD em favor das telas AMOLED

by

apple-iphone-6s-tela

Várias fontes afirmaram que a Apple seria muito beneficiada com a compra da Sharp por parte da Foxconn. O movimento ajudaria a gigante de Cupertino a reduzir a sua dependência da Samsung no fornecimento de telas. Agora, sabemos que a Sharp estaria preparando três linhas de produção para fabricar 9.85 milhões de telas AMOLED de 5.5 polegadas por mês.

Todos os prognósticos indicam que a quantidade de telas AMOLED vai aumentar com o passar dos anos, e a Sharp se prepara para esses momento, com o objetivo de alcançar uma cota de mercado de telas AMOLED de até 1.1% em 2018, 6.2% em 2020, 10% em 2023 e 13.2% em 2025. E a Apple pode ser parte muito importante para o crescimento desses números.

Hoje, o Apple Watch é o único dispositivo da Apple que utiliza tela OLED, porém, é esperado que tudo mude em 2018, ano em que a empresa apostaria nas telas AMOLED nos iPhones. É de se supor que essa mudança vai chegar aos iPads, mas ainda precisamos ver como estará o mercado de tablets no futuro.

Também há outro fator que pode animar a Apple a realizar a mudança: a produção de telas AMOLED é mais barata que nas telas de LCD. Durante o primeiro trimestre de 2016, a produção de telas AMOLED e LCD tiveram seus preços reduzidos para US$ 14.3 e US$ 14.6 respectivamente, baseando-se no custo de produção de um smartphone Full HD de 5 polegadas.

Via PhoneArena

Foxconn compra dois terços da Sharp (a Apple curtiu isso)

by

Sharp_para_foxconn_2

A Foxconn comprará dois terços dos ativos da Sharp por US$ 5.8 bilhões. A informação foi confirmada pela própria empresa japonesa e, desse modo, os taiwaneses passam a ter 65.9% do controle da fabricante de telas.

Esta é a maior aquisição de uma empresa de tecnologia japonesa realizada por uma empresa estrangeira. A operação tem várias interpretações leituras, mas a mais importante é que a Apple estaria por trás dessa compra, com o objetivo de reduzir a sua dependência dos gigantes sul-coreanos no fornecimento de componentes, especialmente a Samsung.

Faz anos que a Sharp enfrenta problemas financeiros, mas conta com um número de patentes e tecnologias em telas que está entre os mais elevados do setor. Por outro lado, a Foxconn é a primeira ODM (fabricante para terceiros) do planeta e o primeiro provedor  da Apple na fabricação de seus produtos.

Somando tudo, é fácil concluir que a Apple apoia diretamente a operação de compra da Sharp com muitos dólares (na forma de contratos) para que a Foxconn controle a empresa japonesa. Na prática, a gigante de Cupertino pode reduzir os contratos com a Samsung para que os taiwaneses forneçam as telas para iPhones, iPads e iPod Touch, agora com a tecnologia da Sharp.

Vale lembrar que a Apple é a primeira compradora mundial de componentes para produtos de mobilidade, e a Samsung é a sua principal adversária. Apesar da brutal guerra de patentes contra a sul-coreana, a Apple não poderia abrir mão deles nas telas, memórias ou processadores para manter as suas vendas multimilionárias. Até agora. O objetivo a médio prazo é evitar a dependência em componentes de seus competidores.

Via Reuters, The Verge

Foxconn vai comprar a Sharp no final de fevereiro

by

foxconn-fabrica

Segundo o Wall Street Journal, a Foxconn fechou o acordo de compra da Sharp, em um valor que gira em torno de US$ 5.3 bilhões.

Kozo Takahashi, responsável pela Sharp, foi o encarregado de informar aos executivos da Foxconn o seu compromisso pessoal que a venda vai acontecer no final do mês de fevereiro. Com isso, a Foxconn se torna ainda mais forte no mercado de montadores, com a possibilidade de aumentar as suas margens de lucro, dado que sua capacidade de fabricação de telas para smartphones vai crescer de forma notável.

iphone-desmontado

A Sharp é uma reconhecida fabricante de telas para dispositivos móveis. Entre os seus principais clientes está a Apple, que recebe as telas dos seus iPhones dessa empresa. logo, a compra beneficia tanto a Foxconn por conta da maior produção de telas, como para a Apple, que terá um fornecedor a menos para negociar, ainda mais levando em conta que as telas LCD são o elemento mais caro entre os componentes de um smartphone.

Resta saber se haverá algum eventual reajuste nas fábricas envolvendo os mais de 48 mil funcionários da Sharp ou mudanças nas centrais de trabalho durante a fusão. Bem sabemos que quando uma empresa compra a outra, ajustes são feitos. E nesse caso em especial isso deve se repetir.

Via WSJ

TargetHD Podcast | 221 | 21-01-2016

by

banner-targethd-podcast

Nesta edição:

IBM confirma a compra do UStream
Foxconn pode comprar a Sharp, e a Apple pode ser a beneficiada
HTC One M10 ficaria de fora da MWC 2016, e só seria apresentado em março
Microsoft revela por engano o Lumia Phone X

 

Visite Também:

– Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Seja o nosso patrão!

patreon290

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes

Download do Podcast em ZIP (clique aqui para download)

Foxconn pode comprar a Sharp, e a Apple pode ser a beneficiada

by

sharp-smartphone

Segundo o Wall Street Journal, a Foxconn teria realizado uma oferta de compra pela Sharp, no valor de US$ 5.3 bilhões. A empresa se destaca por muitas coisas, mas principalmente pela sua capacidade de produzir telas e criar novas tecnologias, o que pode ser de bom grado para a Foxconn no desenvolvimento de smartphones, tablets e wearables.

Porém, a Foxconn não é a única interessada na Sharp. Um fundo de investimento japonês, o Innovation Network Corp. of Japan (INCJ), onde o governo japonês está envolvido, tem uma oferta de US$ 2.5 bilhões. Das grandes empresas japoneses que fabricam telas, a única que ficou fora dessa iniciativa foi a JDI, que tem como parceiras a Hitachi, a Toshiba e a Sony, para fazer frente aos coreanos e chineses. Curiosamente, a JDI também tem o envolvimento do governo japonês.

incj

Hoje, a Sharp produz telas para dispositivos móveis da Apple, que é muito interessada nesse negócio. Outros compradores da empresa são a LG e a Samsung.

A tela LCD é o elemento mais caro de um smartphone, podendo custar até três vezes mais que qualquer outra peça. Podemos imaginar que um controle mais direto sobre este elemento pode ser algo muito importante para a Foxconn e para a Apple.

Vale lembrar que a Foxconn realizou investimentos na Sharp nos últimos anos, e que por mais de uma ocasião eles quiseram ficar com uma parte de suas ações, mas sem conseguir um controle maior do que aquele que os japoneses queriam. A Sharp é hoje uma empresa com mais de 48 mil funcionários e 29 centros de trabalho.

A decisão sobre o futuro da Sharp deve ser anunciada na apresentação dos seus próximos resultados financeiros, marcado para o dia 4 de fevereiro.

Sharp lança no Japão o smartphone de “Evangelion”

by

sharp-evangelion

Evangelion é um dos mangás mais reconhecidos do Japão. Por isso, a Sharp lançou o SH-M02-EVA20, um “smartphone Evangelion”. O produto é oficial, e chega ao mercado do país asiático em dezembro.

Temos um smartphone de linha média, com processador Qualcomm Snapdragon 400, 2 GB de RAM, 16 GB de armazenamento, e totalmente personalizado, tanto no seu exterior como na personalização do sistema. Um case exclusivo com ilustrações da saga, botões de volume na cor laranja, e o sistema operacional Android com um design próprio, com as mesmas cores, efeitos de som e fundos de tela exclusivos.

Mas temos algumas más notícias. Primeiro, o produto é exclusivo para o mercado do Japão. Segundo, terá uma tiragem inicial limitada a 5 mil unidades que serão comercializadas durante o mês de dezembro. Depois disso, só em abril de 2016. E terceiro, o produto custa 620 euros, um valor elevado demais para suas características técnicas.

Por outro lado, é um produto único e muito exclusivo, que muitos fãs de Evangelion gostariam de ter.

Via Engadget, Seven Eleven Japan

Sharp AQUOS ZETA SH-01H, smarpthone para o mercado asiático

by

AQUOS-ZETA-SH-01H

A Sharp apresentou na Ásia um novo smartphone, o Sharp AQUOS ZETA SH-01H, pela operadora NTT DoCoMo.

O dispositivo se destaca por ser à prova d’água, e conta com tela de 5.3 polegadas (1920 x 1080 pixels) IGZO com Corning Gorilla Glass 4, processador Qualcomm Snapdragon 808 hexa-core, GPU Adreno 430, 3 GB de RAM e 32 GB de armazenamento interno (expansíveis via microSD de até 200 GB).

O Sharp AQUOS ZETA SH-01H possui uma câmera frontal de 8 MP com sensor BSI, câmera traseira de 13.1 MP com sensor BSI e flash LED, sensor de digitais na parte traseira e bateria de 3.100 mAh. O conjunto é gerenciado pelo sistema operacional Android 5.1 Lollipop, e conta com conectividade 4G LTE, WiFi 802.11ac, Bluetooth 4.1, GPS/GLONASS e conectividade NFC.

O Sharp AQUOS ZETA SH-01H estará disponível no Japão em novembro, exclusivamente pela operadora NTT DoCoMo.

Via Sharp

Sharp RoboHon, um smartphone que se transformou em um robô

by

Sharp RoboHon-03

A Sharp decidiu transformar um dos seus smartphones em um pequeno robô, o RoboHon. O produto pode receber várias funcionalidades básicas relacionadas às comunicações, além de ser uma ferramenta para a interação humana em diferentes níveis.

O projeto é semelhante ao Pepper, mas com alguns elementos que dão sentido ao formato de robô adotado pela Sharp. O RoboHon pode caminhar, sentar e mover os braços, além de utilizar de expressões para interagir com o usuário. Seu criador é o designer Tomotaka Takahasi, mais conhecido pelos projetos do Ropid ou Kirobo, e o dispositivo é relativamente pequeno (19.5 cm), com um peso de 390 gramas.

Sharp RoboHon12

O RoboHon conta com câmeras e microfones que reconhecem o tempo todo as pessoas que interagem com ele, além de conectividades LTE e WiFi. O conjunto é gerenciado por um processador Qualcomm Snapdragon 400 e uma tela de 2 polegadas, com resolução QVGA.

Além de realizar e receber chamadas, gerenciar e-mails, caminhar, compreender as pessoas, lembrar coisas que pedimos e realizar fotos, o RoboHon da Sharp é capaz de projetar imagens e vídeos. O produto chega ao mercado na primeira metade de 2016, e não tem preço definido.

Mais imagens a seguir.

Sharp RoboHon-01 Sharp RoboHon-02 Sharp RoboHon-04 Sharp RoboHon-05 Sharp RoboHon-06 Sharp RoboHon07 Sharp RoboHon08 Sharp RoboHon09 Sharp RoboHon10 Sharp RoboHon11

Via Sharp

Sharp LV-85001, a primeira TV 8K, chega ao mercado em 30 de outubro, por US$ 130 mil

by

sharp-8kRL-ces

A Sharp apresentou na CES 2015 a LV-85001, uma TV 8K com tela de 85 polegadas. Agora, sabemos que ela estará disponível nas lojas japoneses no próximo dia 30 de outubro.

Apesar de contar com um sintonizador, ela basicamente vai atuar como monitor, já que não existem muitos conteúdos disponíveis em 8K. Sua tela de 7680 x 4320 pixels usa a tecnologia IGZO da Sharp, e de forma curiosa, para poder desfrutar dessa resolução máxima é preciso utilizar as quatro entradas HDMI disponíveis para cobrir toda a largura de banda necessária.

150916-a

Sua natureza estranha nos leva a crer que o produto está destinado ao mercado profissional, que não deve se importar muito em pagar os US$ 133 mil (convertidos) cobrados pelo produto. Por enquanto, a única solução viável para aproveitar essa TV é esperar as transmissões de testes que a NHK já faz a algum tempo, mas talvez apenas em 2020 poderemos ver os primeiros eventos e programas em 8K.

Até lá, acho que dá tempo de economizar desde já.

Via Sharp

Sharp promete smartphones mais finos e leves com a sua nova tecnologia de tela

by

sharp-igzo-01

O conceito ‘in-cell’ não é algo que podemos chamar de novo. Ele pode integrar em uma mesma tela todos os circuitos e sensores necessários para a tela touch, e ao integrar tudo em um mesmo elemento, podemos ter smartphones mais finos e leves. Pois bem, a Sharp, reconhecida pela criação de telas para dispositivos móveis, também vai integrar essa tecnologia em seus futuros smartphones.

Ainda nesse mês de junho começa a produção de tais telas, que combina os painéis LCD com a citada parte touch. Ainda que no começo já possam ser criadas telas com tamanhos ideias para smartphones, eles não descartam a produção de telas para tablets e até computadores portáteis.

 

A diferença estará nas telas IGZO

igzo-logo

Detalhes não são revelados sobre a tecnologia LCD utilizada nessas telas, mas vale lembrar que a Sharp é uma das empresas que mais investem na pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias, sendo responsável pelas telas IGZO, que oferecem uma qualidade melhor que a concorrência, mas com um consumo menor.

A mídia japonesa informa que as novas telas IGZO contarão com tecnologia in-cell, de modo que tudo parece ser muito promissor. E a Sharp não pode dormir em serviço, já que concorrentes como a Japan Display já oferecem essa possibilidade, sem falar na Samsung e na LG Display, que dominam cada uma dessas tecnologias e algumas que nem conhecemos (telas flexíveis, enroláveis, transparentes, espelhos, etc).

Via Sharp

Smartphone Sharp Aquos Xx quase não tem bordas de tela

by

Sharp Aquos Xx-01

A Sharp apresentou hoje (05) o seu novo smartphone, o Sharp Aquos Xx, uma evolução do modelo lançado em 2013, com várias melhorias técnicas, mas mantendo a sua característica mais significativa: a tela que praticamente cobre toda a parte frontal do dispositivo.

Temos aqui um dispositivo com uma tela de 5.7 polegadas (Full HD), que ocupam 78% da área frontal do dispositivo. Como nota negativa, ela é menor que o modelo anterior, que ocupava 80.5%, mas em compensação, ainda é muito maior que a maioria dos modelos top de linha do mercado.

Sharp Aquos Xx-02

Muitos levam em consideração a porcentagem de uso da superfície, já que ela está intimamente ligado às dimensões físicas do produto e o seu peso. Mas o Sharp Aquos Xx também se destaca pelas especificações, como um SoC Snapdragon 810, 3 GB de RAM, 32 GB de armazenamento (expansíveis via microSD) e câmeras de 13 e 2 megapixels. O conjunto é gerenciado pelo sistema operacional Android 5.0 Lollipop.

Infelizmente, a Sharp é uma marca que trabalha basicamente no Japão, onde o Aquos Xx começa a ser vendido em breve, por um preço ainda não anunciado. Quem sabe ele pode ser visto em outros mercados, mas apenas através dos importadores e de forma bem pontual.

Sharp Aquos Xx-03

Via Phone Arena

Novo smartphone da Sharp reproduz vídeos a 2.100 fps

by

sharp-2100

A Sharp mostrou recentemente um smartphone que pode reproduzir vídeos a 2.100 frames por segundo (fps), para um efeito slow motion mais suave. Alguns dispositivos da empresa, como os Aquos Zeta, Aquos Xx e Aquos Serie incorporam câmeras que podem gravar a 210 fps (854 x 480 pixels, FWVGA) ou a 120 fps (Full HD).

Quando a Sharp combinou isso com a sua tecnologia de compensação de frames, os smartphones se mostraram capazes de reproduzir em slow motion a 2.100 fps (FWVGA) e a 1.200 fps (Full HD). A empresa não teve dúvidas em afirmar que este é o maior rating de slow motion na reprodução obtido através de um smartphone.

Em uma coletiva de imprensa realizada em Tóquio (Japão) na última segunda-feira, a Sharp mostrou vídeos executados em smartphones Aquos, e mostrou como era possível ver as gotas de água caindo e fogos de artifício em slow motion extremo, este último com uma velocidade de reprodução até 70 vezes mais lenta que o normal nos vídeos, enquanto que a imagem poderia ser vista de forma totalmente fluída.

A tecnologia de compensação de frames da Sharp é um processador de imagens que copia cada frame em um vídeo, e adiciona dez dessas cópias junto a cada frame, obtendo como resultado um elevando alcance de frames na reprodução.

Os novos smartphones da Sharp serão lançados no mercado japonês através de alguns dos principais provedores de serviços telefônicos do país. Também foi apresentado um tablet de 7 polegadas, que foi descrito como o mais leve do seu tamanho – o Aquos Pad SH-05G -, com peso de 213 gramas. O dispositivo está construído com materiais leves, 8 mm de espessura, tela IGZO de 1200 x 1920 pixels de resolução, bateria de 3.900 mAh e uma câmera traseira de 8 megapixels.

Via PCWorld

Sharp prepara uma tela 4K de 5.5 polegadas

by

sharp-nova-tela-01

A Sharp apresentou uma tela de 5.5 polegadas com resolução 4K, que é capaz de alcançar a absurda densidade de pixels de 806 pixels por polegada. Essa tela contará com a tecnologia mais avançada da empresa, a IGZO.

Estamos falando de 3.840 x 2.160 pixels em 5.5 polegadas. Apenas como comparação: o Samsung Galaxy S6 possui 2.560 x 1.440 pxiels. Essa tela da Sharp inicia a sua produção em 2016, de modo que vamos ter que esperar mais um pouco para ver um smartphone no mercado com essa tela.

sharp-nova-tela-02

Como essa tela pode reproduzir de forma nativa a resolução 4K, teremos como efeito colateral o smartphone que vai utilizar essa tela como naturalmente preparado para ser uma boa fonte de reprodução de conteúdos a serem enviados para a TV da sala. O dispositivo também se posiciona como um candidato à subida de resolução nos dispositivos de realidade virtual.

Até lá, vamos seguir utilizando os smartphones com telas Full HD, que continuam atendendo muito bem, e que são mais amáveis com os chipsets e baterias presentes no mercado.

sharp-nova-tela-03

Via Techblog.gr