Arquivo para a tag: set-top box

Nvidia Shield, o primeiro console com Android TV e resolução 4K

by

650_1000_nvidia-shield

A Nvidia apresentou um novo console, o Shield. O produto poderia ser considerado um set-top box, já que o dispositivo pode ser um excelente complemento da TV, já que conta com o sistema Android TV.

A linha Nvidia Shield é composta por um controle que era um console portátil e um tablet. Agora ela chega à sala de casa, ou qualquer monitor que possa receber o console de mesa.

Com detalhes de design e colorido típico dessa linha, temos um dispositivo muito fino, que pode ser posicionado de pé (com suporte) como deitado. O console vem com dois controles, onde um deles é um pad pensado nos jogos, com um design em consonância com a família Shield, e conta com uma bateria com autonomia de 40 horas de jogos.

650_1000_nvidia_shield_remote

O segundo controle é mais minimalista, pensado no gerenciamento dos produtos do Android TV. O Shield Remote (foto acima) se comunica via Bluetooth, conta com microfone para comandos de voz e conector de fones de ouvido.

O Nvidia Shield suporta até quatro controles trabalhando simultaneamente, conectados via WiFi Direct. Cada controle tem preço de US$ 60, e possui suporte para redes 802.11ac, WiFi, Gigabit Ethernet, Bluetooth e infravermelho.

O Nvidia Shield conta com o processador de última geração da casa, o Nvidia Tegra X1, que vai trabalhar sem problemas com as TVs 4K. Além dos jogos, o sistema parece ser o ideal para os conteúdos de vídeo com máxima qualidade de imagem.

650_1000_n-vidia

O dispositivo possui 16 GB de armazenamento (expansíveis via cartões microSD), duas portas USB 3.0, e é descrito por Jen-Hsung Huang (CEO da Nvidia) como ‘um concorrente do Apple TV ou Roku, com o dobro de potência de um Xbox 360, e 35 vezes mais potente que um Apple TV’.

A Nvidia informa que mais de 50 títulos estão sendo desenvolvidos para o dia do lançamento do Nvidia Shield, entre eles nomes como: Portal, Star Wars: Knights of the Old Republic, Crisis 3, Half-Life 2: Episode 1, Borderlands: The Presequel, Doom 3: BFG Edition, The Talos Principle, e Metal Gear Solid: Revengeance.

650_1000_shieldflat1

O Nvidia Shield ainda pode ser utilizado como plataforma de streaming de jogos, através do serviço Nvidia Grid, uma plataforma que se apresenta com duas escalas de uso: uma é premium, que pode rodar jogos em 1080p/60 fps, e outra é mais acessível, mas com resolução de 720p/30 fps. Também é possível realizar o streaming a partir de um computador doméstico.

O Nvidia Shield chega ao mercado em maio, por um preço de US$ 199. O pacote de compra vem com um controle e o acesso ao novo serviço Nvidia Grid.

Via Nvidia

Amazon Fire TV é anunciado oficialmente

by

amazonfiretvcloseup-1

A Amazon apresentou hoje (02) em Nova York (EUA) a sua primeira grande aposta no segmento dos set-top boxes. O novo Amazon Fire TV é um dispositivo com um formato semelhante ao Apple TV, com o adicional de todo o nutrido catálogo de conteúdos da maior empresa de e-commerce do planeta.

O produto da Amazon conta com um processador quad-core (sem maiores detalhes), 2 GB de RAM e conectividade WiFi dual band. Segundo os seus responsáveis, é três vezes mais potente que o Apple TV, o Roku ou o Chromecast, e prometem que sua opção resolve grandes problemas dos seus concorrentes, como por exemplo buscas mais complexas, melhor desempenho e um ecossistema fechado.

Assim é o Amazon Fire TV

amazonfiretv-firestanding-1

O set-top box da Amazon conta com suporte para conteúdos 1080p (4K não foi mencionado), além de saída de som Dolby Digital+. Vem com um pequeno controle remoto com um design interessante e um anel touch integrado, acompanhado de seis botões, que se encarregam pelas funções de reprodução. O controle remoto ainda conta com um microfone e um sistema de reconhecimento de voz, onde o usuário poderá ditar nomes de filmes ou séries de TV.

amazonfiretvhomescreen-1

A interface de usuário está repleta de imagens em tamanho grande, com acesso para aplicativos como Netflix ou Hulu (ao menos nos EUA), e seções em um menu dedicado à fotos, videoteca e jogos. A interface conta com características inovadoras, como o ASAP (“As Soon As Possible”, ou “Assim que Possível”), que prevê o que queremos ver a seguir, de acordo com os nossos hábitos. Sua integração com o IMDb e a exibição de informações dos conteúdos de vídeos é outro diferencial do software do Amazon Fire TV.

Também é possível usar o produto como interface de armazenamento das fotos que registramos em nosso smartphone e que enviamos no Cloud Drive, integrando esse dispositivo com uma frase que determina essa propriedade. Outro destaque do produto é o Xray for TV and Movies, que oferece informações adicionais sobre o conteúdo que estamos vendo, sincronizando com os tablets da linha Fire, e destacando o papel desses dispositivos como segunda tela. A opção Xray para músicas chegará no futuro, e vai permitir ver as letras das canções reproduzidas, de forma sincronizada.

amazonfiretv-voicesearch-1

O suporte para a reprodução e gerenciamento da biblioteca musical chegará ao produto no próximo mês, e a Amazon vai oferecer acesso aos serviços como Pandora, iHeartRadio e TuneIn, além de acesso adicional para as músicas já compradas no catálogo da loja.

Para as crianças, existe ainda o controle dos pais determinado pelo recurso FreeTime, que impõe limites sobre o que pode ser acessado, além de uma interface otimizada para as crianças, com um fundo azul. Para sair desse modo, será necessária a introdução de uma senha, para maior segurança.

Outra aposta da Amazon: os games

650_1000_amazon-fire-tv-10

Transformar o set-top box em um console de videogames é outro objetivo da Amazon com o Fire TV. A empresa fechou acordos com estúdios como Disney, Gameloft, EA, 2K, Ubsioft, Sega, DoubleFine e TellTaleGames para alcançar esse objetivo.

Segundo a Amazon, o catálogo de jogos oferecerá “milhares” de títulos a partir do mês que vem. Será possível interagir com os jogos através do controle remoto ou com um aplicativo para o tablet (também disponível no mês que vem). O controle oficial do produto (que já está homologado no Brasil) tem preço sugerido de US$ 39 – com 1.000 “Amazon coins” para compra de jogos na loja da Amazon -, que é descrito como “confortável e familiar”, que é similar ao controle dos consoles tradicionais.

Os jogos comerciais custarão, em média, US$ 1.85, mas também estarão disponíveis jogos gratuitos. Além disso, a Amazon vai desenvolver os seus próprios jogos, sendo que o primeiro será Sev Zero, um shooter que possui semelhanças com o popular Halo.

O novo Amazon Fire TV está disponível no mercado norte-americano a partir de hoje (02), com um preço sugerido de US$ 99. Não há previsão de lançamento para outros mercados.

amazonfiregamecontroller-front-1 amazonfiretvhomescreenangle-1 amazonfiretv-fireremote-1 amazonfiretv-closeup-nopopcorn-1 amazonfiregamecontroller-1 amazonfiretv-1

Amazon pode adotar o formato do Chromecast para o seu set-top box e jogos de PC via streaming

by

650_1000_amazon-chromecast

Faz algum tempo que os rumores sobre os planos da Amazon estar preparando o lançamento de um set-top box para o seu catálogo de conteúdos circula pela internet. Agora, fontes próximas à empresa informaram ao TechCrunch que tal produto deve adotar um formato similar ao Chromecast da Google.

Estaríamos diante de um conceito que competiria diretamente com a alternativa da Google, e não com um dispositivo como o Apple TV. A surpresa poderia vir com um recurso especialmente notável: a possibilidade de poder rodar jogos de PC diretamente na nossa TV, com esse dispositivo.

A fonte também informa que o streaming de jogos de PC será feito a 30 FPS, e isso seria possível graças aos enormes centros de dados da Amazon, através da plataforma Amazon Web Services (AWS).

Essa faceta de jogos poderia determinar o sucesso da popularidade de um dispositivo onde os usuários poderiam não só acessar um catálogo de conteúdos cada vez maior, e que seria formado pelos serviços Amazon Instant Video e Amazon MP3. As fontes também indicam que o dispositivo já está em fase de testes, o que pode indicar um lançamento em breve.

Via TechCrunch

Rumor: Google pode lançar em breve o Nexus TV, o seu novo set-top box conectado

by

google-tv-2010

Parece que os planos do Google para entrar no mercado de televisão via streaming seguem avançando com grande consistência. Segundo rumores recentes, podemos ver em breve o Nexus TV, que pode ser a evolução de todas as iniciativas anteriores do pessoal de Mountain View nesse segmento.

Em 2010, eles lançaram a Google TV, uma plataforma de Smart TV desenvolvida em parceria com a Intel, Sony e Logitech. Em 2013, apresentou ao mundo o Chromecast, um pequeno dispositivo USB que permite a visualização de conteúdos por streaming. Os dois sistemas se integram nas TVs, transformando-as em centrais multimídia que oferecem filmes, episódios de TV, vídeos no YouTube e aplicativos.

Agora, a empresa comandada por Larry Page estaria pensando em revitalizar essas soluções, através de um novo produto com a marca Nexus. Segundo o site The Information, esse novo dispositivo integrado aos serviços do Google, ofereceria a conectividade necessária para qualquer televisor, melhorando a compatibilidade de dispositivos previamente lançados, incluindo um sensor de movimento, tal como já vimos nos videogames atuais. Estas novas melhorias se incorporariam com o objetivo de oferecer novas formas do usuário controlar a televisão, e oferecer uma nova experiência de uso.

Além disso, o Google estaria pensando em potencializar a marca Nexus, fazendo com que os dispositivos da linha (smartphones e tablets) se conectem ao novo hardware multimídia, que teria lançamento planejado para a primeira metade de 2014 (segundo informa uma fonte próxima ao assunto). Por outro lado, o suposto Nexus TV não teria a capacidade de realizar as transmissões tradicionais de conteúdo, uma vez que o uso da internet será 100% obrigatório no produto.

O Google é apenas mais um que tenta fazer com que o seu serviço de streaming dê cerno no mercado. Vai ter que efrentar produtos como o Apple TV (Apple), o Roku e seu reprodutor de streaming, ou até mesmo o Ouya, que além de ser um console portátil, tem a mesma função de reprodução de conteúdos multimídia. Aliás, é um mercado onde até mesmo os fabricantes de videogames estão incorporando serviços similares nos seus consoles.

Um claro exemplo do que estou falando é a Microsoft, com o Xbox 360 e o recém lançado Xbox One. O segundo é, inclusive, capaz de atuar como uma caixa receptora de canais de TV paga em alguns mercados.

Sem falar que a Amazon também estaria planejando lançar o seu próprio serviço de TV por streaming, sendo mais um nome de peso no segmento.

Mas diferente de outras empresas, o Google estaria preparando uma espécie de set-top box mais orientado ao mundo dos videogames, uma vez que nos planos de Larry Page, também estaria o fato de tentar competir com empresas como Nintendo ou Sony. Lembrando: tudo o que foi dito nesse post vieram de fontes anônimas. Nada está confirmado. Logo, ainda são rumores. Vamos esperar os próximos meses (e os próximos acontecimentos) para que novidades apareçam.

Via The Information

Samsung Smart Media Player é anunciado oficialmente

by

Samsung-Smart-Media-Player

Nem tudo no mundo da Samsung gira em torno de smartphones. Eles lançaram nessa semana o seu Smart Media Player (GX-SM530CF), um set-top box que conta com mais de 100 aplicativos, que pode transformar a TV do usuário uma autêntica Smart TV, além de permitir a visualização dos canais de TV a cabo.

Entre os aplicativos presentes no Samsung Smart Media Player, estão os mais populares serviços de streaming de vídeo da internet, como por exemplo o VUDU, Amazon Instant Video, Netflix e YouTube. O produto também oferece ao usuário o acesso à programação da TV a cabo sem a necessidade de pagar o aluguel do equipamento, através da tecnologia CableCard. Funcionam com as operadoras norte-americanas, e podem render uma economia de até US$ 2.50/mês.

O dispositivo vem com um controle remoto, que permite ao usuário alternar de forma simples entre o conteúdo da TV a cabo, filmes, games e outros conteúdos da Smart TV, com um “simples deslizar de dedo”. A Samsung também adicionou o sistema S-Recommendation, que trabalha em conjunto com um software da Samsung, que oferece ao usuário sugestões da programação na tela da TV, sem a necessidade de zapear pelos canais.

O Samsung Smart Media Player está disponível para compra nos EUA a partir do dia 23 de outubro, com preço sugerido de US$ 149,99. Resta saber se ele será competente o suficiente para competir com as soluções hoje oferecidas pela Apple, Roku ou Google.

Via CNET

[Rumor] Firetube: a Amazon estaria trabalhando no seu próprio set-top box

by

amazon-firetube

As especulações sobre o set-top box da Amazon começaram logo depois que a empresa registrou nos Estados Unidos a marca Firetube. E este é um movimento até lógico, já que a televisão é o único segmento que falta para a maior varejista do mundo adentrar para estar presente nos principais mercados de consumo de conteúdos.

Tão logo a Amazon desmentiu os rumores sobre o desenvolvimento do seu smartphone (que seria lançado ainda em 2013), chegaram novas pistas relacionadas ao Firetube, com registros da marca não apenas nos EUA, mas também no Canadá, reforçando a ideia que este seria o nome escolhido para o seu set-top box.

Com o lançamento do Kindle Fire, e objetivo claro de fazer com que os usuários da Amazon consumissem ainda mais os seus produtos oferecidos, o Firetube (ou seja lá como esse futuro set-top box venha a se chamar, se é que ele realmente existe) poderia complementar essa proposta de consumo de conteúdo multimídia, em um único ambiente, e com os conteúdos que a Amazon oferece aos seus consumidores.

Seria mais ou menso a combinação que a Google quer fazer, envolvendo o Chromecast e os smartphones da linha Nexus, permitindo a reprodução de vídeos na TV. Aqui, temos uma concorrência que envolve bem mais do que a simples venda de hardware. Os conteúdos multimídia aqui contam e muito, principalmente se vemos os gigantes envolvidos no assunto: Google, Amazon, Apple (com o Apple TV) e a Netflix.

Ou seja, com a própria Amazon já vendendo conteúdos através do seu site a anos, e oferecendo planos de assinatura para conteúdos via streaming, é mais do que lógica a decisão de desembarcar nos televisores dos seus usuários. A Amazon pode, com esse hipotético Firetube, conseguir um bom destaque nesse mercado. Tanto o comércio quanto o consumo de conteúdos multimídia são atividades que podem ser realizadas diante da TV, e é muito mais natural do que as propostas oferecidas por outras empresas, que apenas pensam em levar o navegador da web para a televisão.

Via Gizmologia

[Rumor] Microsoft está desenvolvendo o seu próprio receptor de TV

by

microsoft-logo-2012

Os rumores de um receptor de TV desenvolvido pela Microsoft são antigos, mas como estamos bem próximos do evento relacionado ao novo Xbox, os falatórios sobre o assunto passam a ficar mais frequentes. Dessa vez, o jornal Wall Street Journal indica que já existem vários protótipos desse aparelho em funcionamento com engenheiros da gigante de Redmond.

O objetivo principal desses testes é testar a transmissão de conteúdo pelos set-top boxes. O jornal afirma que a Microsoft deseja oferecer uma caixinha receptora que seja bem mais barato que um console de videogames, que nos EUA custa entre US$ 200 e US$ 300 (Xbox 360 e PlayStation 3). Ou seja, a ideia desse produto é competir diretamente com as pequenas caixinhas de conteúdo já existentes no mercado, como o Apple TV e os modelos Roku, que são oferecidos hoje com um preço sugerido de aproximadamente US$ 100.

O WSJ não deixa claro qual é a relação desse suposto reprodutor multimídia e o novo Xbox, mas os rumores ainda indicam que o novo dispositivo será compatível com o Kinect, algo que (talvez, em uma possibilidade bem remota) nos permite pensar que ele poderia ser utilizado com jogos simples, como o Fruit Ninja e o Angry Birds.

Porém, é sempre bom lembrar que estamos na nebulosa zona de rumores. Mesmo que protótipos existam, o seu lançamento no mercado ainda não está garantido. Temos que esperar pelo evento do Xbox, que acontece ainda nesse mês de maio, para que confirmações aconteçam. Ou não.

Via WSJ

Vizio lança o seu set top box Google TV com jogos da OnLive, por US$ 99

by

A Vizio conseguiu sair na frente de marcas como Logitech, Sony, LG e todos aqueles que apostaram no Google TV. Eles apresentaram no mercado a sua versão do set top box com Google TV por US$ 99, que também oferece suporte à tecnologia OnLive, a sua plataforma de jogos em streaming, que pretende mudar a forma de jogar videogames sem depender de consoles caros.

Para quem ainda não sabe, o OnLive é uma plataforma de jogos por streaming, que não depende de um hardware específico para rodar jogos pesados. Tudo o que você precisa é de uma boa conexão de internet em casa (ou seja… para a maioria de nós, esquece…). A ideia parece ser bem simples, mas não é bem assim. Tanto, que nenhuma empresa tinha se arriscado a lançá-la no mercado de forma oficial. Com essa iniciativa, a Vizio se posiciona acima de qualquer empresa que também está apostando no Google TV.

Por exemplo, a Sony apresentou a sua versão do Google TV, a NSZ-GS7 (que vai chegar ao Brasil até o final do ano), que custa US$ 199, mas é apenas um set top box e nada mais. Já o modelo da Vizio é a mesma caixa mágica, com um hardware combinado/recomendado pela OnLive, e com o controle remoto que faz a vez de controle para os jogos que o sistema oferece. E tudo isso, por US$ 100 a menos.

Nas suas configurações, vale a pena destacar a compatibilidade DLNA, suporte para saída de vídeo máxima em Full HD a 1080p (também em 720p e 1080i), além dos aplicativos dedicados na Google Play e navegação na web com o Google Chrome.

A pré-venda do Vizio Co-Star começa no mês que vem, mas sem data de lançamento definida.

Via Gizmologia

Apple TV disponível para compra no Brasil, por R$ 399,00

by

A iTunes Store Brasil foi finalmente lançada. Com isso, o Apple TV, que se beneficia diretamente dessa adição, está disponível para compra no site da Apple, pelo competitivo preço de R$ 399,00 (se levarmos em conta que o produto não é fabricado no Brasil, e toda aquela carga de impostos que nós bem conhecemos). O produto permite o streaming de filmes e séries de TV (séries ainda não disponíveis no Brasil) de forma direta, sem HDs para armazenamento, além de consumo de conteúdo do YouTube, do iCloud e de dispositivos Apple via AirPlay.

Você pode parcelar o valor do Apple TV em até 12 vezes sem juros no cartão de crédito, com frete grátis. Para mais informações, acesse a página de venda do produto na Apple Store.

LG anuncia seu novo arsenal para 2011: LED TV, SmartTV, Blu-ray 3D e mais – CES 2011

by

A LG anunciou na CES 2011 grandes novidades em muitos dos seus setores onde atua.

Começando pela sua nova plataforma SmartTV, um serviço que permite às HDTVs, players Blu-ray e outros equipamentos acessarem seus conteúdos por streaming, aplicativos e até navegação na web. São quatro serviços principais: TV Live, Premium Content, TV Apps e Launch Bar. Além disso, oferece serviços online, como Vudu, Netflix, YouTube, CinemaNow, Hulu, Amazon VOD, NHL, NBA Live e MLB TV. Todos eles virão inclusos em todos os equipamentos da LG em 2011.

Falaram ainda do SmartTV Upgrader, um pequeno adicional que coloca em dia as TVs “antigas”, que não contam com os serviços anteriormente mencionados, de modos que eles sejam acoplados via HDMI e já possam contar com estas novidades, tal como os novos modelos.

13 novas TVs HDTV, de LED e LCD foram anunciadas para 2011, onde devemos destacar a presença das lentes polarizadas para o 3D, que dispensam o uso de óculos. Todas elas contam com a já citada plataforma SmartTV e serão lançadas primeiro nos Estados Unidos em janeiro, e nos demais territórios do mundo a partir de fevereiro.

Passando para o setor de TVs de plasma, falaram sobre o Infinia PZ950, e as linhas PZ750, com resolução 1080p, com telas a partir de 50 e 60 polegadas, respectivamente. Ambas podem ser controladas por dispositivos com iOS e Android. Preços e datas de lançamento não foram revelados.

Sobre os players de Blu-ray e home cinemas, o BD690 3D suporta discos Blu-ray em 3D e conta com um disco rígido de 250 GB e SmartTV. A maioria dos demais modelos também incluem WiFi, DLNA, entre outros.

Imagens e mais informações sobre os anúncios da LG traremos em breve aqui no TargetHD.

via Engadget.com

Xtion Wavi é uma espécie de “Kinect para PC” da ASUS. Mais um que veremos na CES 2011

by

Na tecnologia, também temos o ditado “tudo o que é bom, pode ser copiado” (os chineses sabem bem disso). Por isso, a PrimeSense, empresa que estava por trás do Kinect da Microsoft, resolveu desenvolver em parceria com a ASUS o Xtion Wavi, uma câmera 3D com profundidade, exclusiva para os PCs, que se conecta de modo sem fio, através de um emissor e receptor para a TV ou tela de LCD. Será mais uma das novidades que veremos na CES 2011, que começa no dia 06 de janeiro.

Além disso, o produto contará com loja de aplicativos própria, ampliando suas possibilidades de uso. Aparentemente, não deve ser tão potente quanto o periférico do Xbox 360, mas é apenas o começo de algo que ainda pode se desenvolver muito. Segundo a ASUS, o Xtion chega ao mercado no segundo trimestre de 2011, com uma interface de usuário fantástica e uma grande variedade de jogos e aplicativos disponíveis.

Fonte

[hdtv] Amino Freedom, um sintonizador IPTV/DVR com Meego, para enfrentar o Google TV

by

Bom, a briga Meego vs Android está se apresentando muito mais interessante do que a gente esperava. Depois do golpe de mestre da Intel e da Nokia em conseguir que vários dos principais fabricantes de automóveis apostassem em seu sistema operacional móvel para o desenvolvimento de centros multimídia e navegadores, o Meego agora se prepara para fazer a sua estreia no mundo dos players multimídia online/IPTV, graças ao Freedom da Amino.

Este settop box, que foi anunciado oficialmente em 2009, foi atualizado com o Meego antes do seu lançamento, previsto para  quarto trimestre, oferecendo desta forma suporte para futuras aplicações multimídia e videogames. O Freedom conta com um processador Atom CE4100m, 1 GB de RAM, 500 GB de armazenamento, Bluetooth, slot SD e WiFi 802.11n, de modo que não só será capaz de reproduzir conteúdos 1080p a partir do seu disco rídigo ou via Ethernet, mas também através de equipamentos remotos conectados sem fio. Além disso, graças aos seus sintonizadores DVB-T2 e/ou DVB-S2, o Freedom também pode gravar os seus programas de TV favoritos em Full HD. De qualquer forma, o que realmente separa este aparelho dos demais será o seu suporte ao Flash ao Silverlight, que somados às possibilidades do Meego, pode ser um grande adversário para produtos como o Google TV.

Será? Bom, isso só o tempo dirá. Preço não foi anunciado.

Fonte

Próximo passo para a dominação do Google: a TV!

by

O jornal The New York Times cita, com fontes confiáveis (que eles não revelam) que o Google está trabalhando em conjunto com as fabricantes Sony, Intel e Logitech para criar uma set-top box para TVs. Esta nova plataforma seria uma caixa de streaming de vídeo da web baseada no sistema operacional Android e se chamaria Google TV. O rumor seria reforçado pelo fato de tanto a Sony como a Intel e Logitech listarem vagas para engenheiros e desenvolvedores especificamente com conhecimento do sistema Android.

Mais: http://www.nytimes.com/2010/03/18/technology/18webtv.html