Arquivo para a tag: sensores fotográficos

Sony torna sua divisão de sensores fotográficos uma empresa independente

by

camera-digital-sony-cybershot-dsc-hx300

A Sony segue a sua reestruturação, visando resolver os seus sérios problemas financeiros. Depois de vender a marca VAIO (que ressuscitou como empresa independente) e transformar a Walkman em uma empresa independente, a sua divisão de sensores de imagem também se desliga da marca.

Os sensores fotográficos fabricados pela Sony fazem parte hoje da divisão de semicondutores. Com essa separação, ela se transforma em uma empresa independente, a Sony Semiconductor Solutions, que será uma filial da Sony Corporation, contando com autonomia total, fabricando e comercializando os sensores que são utilizados por empresas como Apple, Xiaomi, Samsung e os novos Nexus da Google.

Além disso, a Sony LSI Design, divisão encarregada pelo design de vários componentes e dispositivos, a Sony Storage Media and Devices Corporation, encarregada dos dispositivos de armazenamento, e a Sony Energy Devices Corporation, responsável pela fabricação de baterias, passarão a fazer parte da nova empresa, como subsidiárias.

A decisão dessa separação por parte da Sony Corporation é garantir a segurança e manter a competitividade em relação aos seus rivais, uma vez que o setor de sensores é um dos mais rentáveis para a Sony nesse momento.

Via Sony, Reuters

40% dos sensores para câmeras vendidas em 2014 são da Sony

by

sensores-sony

2014 foi um ano muito importante para a Sony no que se refere à criação de câmeras e sensores. 40% dos sensores destinados aos diferentes produtos que contam com uma câmera fotográfica estavam confeccionados pela empresa japonesa.

Quem informa é o The Wall Street Journal, que explica com mais detalhes como a Sony faz dinheiro vendendo sensores para Apple e Samsung. É justo informar que a segunda tem a sua própria tecnologia que intercala com os sensores Sony, e outros fabricantes como a LG já mostram que querem ser independentes nesse aspecto. Saindo do mundo mobile, na fotografia ‘tradicional’, a Sony também é líder, fornecendo sensores para grande parte da concorrência.

No lugar de vender produtos, vender componentes e tecnologias pode ser rentável se você é líder no segmento e tem fábricas preparadas para isso. Em abril, a Sony investiu pela segunda vez no ano em suas fábricas de sensores, e o negócio vai muito bem para os japoneses.

 

Ganhar mais com componentes do que vendendo smartphones

iphone6-galaxys6-cameras

Para você ter uma ideia, os novos iPhones usam sensores Sony nas duas câmeras, com uma montagem que custa um pouco mais de US$ 20 para cada unidade do componente.

Vale lembrar que no mercado de sensores, a segunda e a terceira posições ficam nas mãos da Omnivision (15.7%) e da Samsung (15.2%) respectivamente. A Sony também é parte importante da Japan Display, que se dedica a criar telas, e Panasonic e NEC decidiram seguir pelo mesmo caminho.

Por outro lado, a Omnivision Technologies, a segunda fabricante de sensores para câmeras em dispositivos móveis, e pode parar na mão de investidores chineses – Hua Capital Management, CITIC Capital Holdings e GoldStone Investment – em uma operação que pode custar US$ 1.9 bilhão.

Esse é mais um exemplo que a China adora comprar no ocidente empresas que já funcionam bem. A Omnivision é uma empresa californiana (Santa Clara), e já tinha instalações na China, onde desenvolve os seus produtos, além de gerar 80% de suas vendas no país asiático.

19361979

Sony Xperia Z3

Via WSJ

Sony volta a investir nas suas fábricas de sensores fotográficos, e a Apple está envolvida nisso

by

iphone-6-camera-back

Segundo a Bloomberg, a Sony vai seguir investindo na criação e desenvolvimento de sensores fotográficos para dispositivos móveis. São US$ 376 milhões que serão aplicados nas suas fábricas em Nagasaki e Yamagata, e o objetivo é ampliar a produção para os próximos lançamentos do setor.

A notícia chega na mesma semana que a LG anunciou que vai utilizar sensores próprios no seu futuro LG G4. Em compensação, modelos top de linha como os novos Samsung Galaxy S6/S6 Edge, os novos iPhone 6/6 Plus, o Galaxy Note e outros modelos do mesmo porte de fabricantes chineses usam sensores da Sony, além é claro dos smartphones da linha Xperia.

A Bloomberg dá a entender que a necessidade da Sony em ampliar a sua produção de sensores está relacionada com a demanda dos iPhones, mas as fábricas da empresa produzem para todos os fabricantes. Este é o segundo investimento programado para 2015 nessas fábricas, o que é um indício que o negócio para a Sony vai muito bem.

Em fevereiro, foram US$ 870 milhões investidos nas fábricas de sensores CMOS da Sony.

Via Bloomberg