Arquivo para a tag: senha

Como acessar o seu roteador se você esqueceu a senha?

by

AVM-roteador

Cada roteador tem uma interface que pode ser acessada a partir de qualquer roteador para realizar uma série de ajustes que nos permite configurá-lo ao nosso gosto, inclusive para ativar diferentes opções de segurança e mudar a senha da rede WiFi.

De um modo geral, quando compramos um roteador novo, ele vem com uma senha e um usuário padrão para proteger o acesso ao menu de configuração do produto. Esses dados devem ser mudados para a sua segurança futura. Porém… o que fazer quando nos esquecemos dessa senha?

Há várias formas de resolver esse problema. Nesse post, vamos nos centrar na mais simples de todas: resetar o roteador.

Refazer as configurações de fábrica de um roteador

Em norma geral, todos os roteadores do mercado contam com um botão de emergência, que permite o reset total do roteador, devolvendo ao mesmo o estado de configuração de fábrica, o que supõe a perda dos ajustes realizados, assim como o nome de usuário e senha. Os dados voltam a ser genéricos, e quando esse processo foi concluído, basta inserir os dois e pronto: podemos mudar de novo todos os ajustes.

2215860532613612

Para isso, vá até a parte traseira do router e procure pelo botão de reset. Normalmente ele está integrado no corpo do equipamento, para que ele seja acionado de forma acidental. É necessário um objeto fino para ativá-lo. É recomendável manter esse botão pressionado por dez segundos para que funcione, em uma única pulsação.

Já fez o reset, mas não se lembra o nome de usuário e senha padrão

Isso pode acontecer. Não se preocupe: a solução é igualmente simples.

Busque esses dados na documentação do seu roteador. Caso você tenha perdido e/ou jogado fora essa papelada, procure o manual do router na internet, com o cuidado de procurar pelo modelo correto. Também é possível procurar por esses dados na parte inferior traseira do roteador, pois em alguns casos essa informação aparece ali.

Por fim, você pode testar nomes de usuário se senhas comuns, como nome de usuário em branco e senha ‘admin’, ou ‘admin’ para os dois campos, ou ‘user’ para os dois campos.

Se tudo falhar, entre em contato com o fabricante do roteador.

Por que não podemos confiar nas nossas digitais acima das senhas?

by

digitais-segurança

Um interessante artigo no Hackaday sobre por que não podemos confiar nas digitais acima das senhas reconhece que as últimas são muito melhores em termos de segurança, mas deixa claro que reconhecimento das digitais está bem longe de ser um avanço. Muito pelo contrário: pode ser um passo atrás para proteger nossos dados, com especial menção aos dispositivos móveis.

A primeira razão apresentada por eles é que as digitais não são secretas. Nossas digitais estão por toda a parte, princialmente no teclado do computador, no próprio dispositivo móvel e em vários outros lugares. Basta alguém nos seguir e ver onde colocamos a mão para tentar reproduzir nossa digital. Já as senhas precisam ou ser “arrancadas do cérebro”, ou que o usuário dê bobeira e deixe a mesma em algum lugar.

O texto vai além. Fala sobre as fotos onde as digitais podem aparecer com uma qualidade boa o suficiente. Diversas técnicas podem reproduzir a digital, eliminando a suposta proteção oferecida. Diferente das senhas, nossas digitais não são secretas nem privadas. São dados públicos e expostos o tempo todo.

Outro motivo para não se confiar no reconhecimento biométrico com as digitais é que elas não podem ser trocadas. A única saída é uma cirurgia e, mesmo assim, pode se converter em consequências negativas para as mãos. Já uma senha, se ela vazar ou se você desconfiar disso, você pode trocar com facilidade, ou dependendo do serviço, ainda é possível destruir a conta. Sem falar na autenticação com dois passos.

Soma-se à isso os governos e agências de inteligência, que uma vez contando com a sua digital, só terão que ir testando para saber em quais serviços você está registrado.

Como podem ver, as senhas podem ser um mecanismo ruim de defesa, mas as digitais podem ser muito piores. Ou seja, o seu dedão não é muito diferente que uma senha do tipo 123456. Uma pessoa com mente criminosa só precisa seguir você até obter a sua digital.

Sem você perceber.

Via Hackaday