Arquivo para a tag: Samsung Pay

Samsung Pay chega ao Brasil em 14 de julho

by

Samsung Pay

O Samsung Pay, sistema de pagamentos via smartphones, será lançado no Brasil no dia 14 de julho.

A samsung confirmou a realização do evento de lançamento para a próxima quinta-feira em São Paulo. O Samsung Pay está em testes desde julho, e permite pagamentos de compras em lojas, restaurantes e estabelecimentos diversos através do dispositivo móvel.

Samsung Pay: pagamento prático e funcional

O Samsung Pay foi anunciado no Brasil no evento de lançamento do Galaxy S7, e é compatível com os cartões de crédito e débito do Banco do Brasil, Bradesco, Brasil Pré-Pagos, Caixa, Itaú, Nubank, Porto Seguro e Santander, nas bandeiras MasterCard e Visa. Diferente do Apple Pay e do Android Pay, além do NFC, o Samsung Pay funciona com a tecnologia MST (Magnetic Secure Transmission), que usa um componente do smartphone para simular o campo gerado pelas tarjas magnéticas dos cartões. Assim, a aceitação do serviço aumenta.

O sistema possui suporte para até 10 cartões na mesma conta de usuário, e basta deslizar o dedo sobre a tela e confirmar a compra com a impressão digital do usuário. O serviço é gratuito para os usuários, e é possível até gerar um cartã virtual com o código de barras do CPF.

O Samsung Pay está disponível nos modelos Galaxy S7, Galaxy S7 Edge, Galaxy S6 Edge+, Galaxy Note 5, Galaxy A5 (2016) e Galaxy A7 (2016). Os modelos Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge não são compatíveis com o serviço, por não contarem com o suporte à tecnologia MST.

Via Tecnoblog

Samsung Pay não vai funcionar no Galaxy S6 no Brasil

by

galaxy-s6

De forma surpreendente, a Samsung confirmou que os modelos Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge não serão compatíveis com o Samsung Pay, sistema de pagamentos móveis. Mais: a medida vale somente para o Brasil.

O Samsung Pay deve estrear no Brasil antes do início dos Jogos Olímpicos Rio 2016, em agosto. Com essa decisão, os modelos compatíveis com o recursos são: Galaxy Note 5, Galaxy A5, Galaxy A7, Galaxy S6 Edge+, Galaxy S7 e Galaxy S7 Edge.

A Samsung Brasil esclarece que optou por habilitar os smartphones com tecnologia MST e NFC para garantir ampla aceitação do Samsung Pay nos pontos de venda. O Galaxy S6 e o S6 Edge possui suporte para o NFC, mas não para o MST (este último simula a tarjeta magnética de cartões de crédito).

É no mínimo algo estranho. Oferecer ao Brasil um dispositivo relativamente caro, mas sem o suporte com o seu próprio formato de pagamentos? E em um produto cujo público alvo é um potencial consumidor desse tipo de formato de pagamentos, não só pela tecnologia do dispositivo mas também pela capacidade de consumo? É de se pensar nos reais motivos para a Samsung ter deixado os modelos top de linha de fora do Samsung Pay. E só no Brasil.

O Samsung Pay armazena em área criptografada do smartphone os dados do cartão bancário do usuário, e todos os principais bancos do Brasil fecharam parcerias com a Samsung para o seu lançamento. Com isso, um simples encostar do aparelho com um terminal de pagamentos é o suficiente par autorizar a transação com senha ou impressão digital para concluir a compra.

Quem sai em vantagem nessa é a Apple, que deve lançar o Apple Pay no Brasil em breve. Com ele os modelos iPhone 6, 6 Plus, 6s e 6s Plus funcionam com o formato de pagamentos.

Via Exame

O acesso root sofre um duro golpe ao ficar de fora do Android Pay

by

android-pay

A Google trava uma guerra contra o root no Android há muito tempo. Eles nunca gostaram disso por questões de segurança, e antes de sair punindo todo mundo, tentou convencer os usuários a não se sentirem seduzidos a experimentar a prática. Ao longo dos anos, o Android recebeu funcionalidades que só poderiam ser obtidas rooteando o smartphone, indo de capturas de tela até suporte para codificação, passando pela possibilidade de configurar e utilizar VPNs.

Ou seja, evoluir ao ponto do usuário não mais precisar do acesso root, cujo processo sempre foi um problema. A possibilidade de oferecer acesso de administrador ao usuário provocou, entre outras coisas, a proliferação dos malwares. A Google e os fabricantes foram fechando o cerco, com bootloaders e serviços como o Knos, agentes de segurança digital para aplicativos e outros procedimentos.

 

Se temos a lei, temos a punição

Não é preciso pesquisar muito para ver que a comunidade de desenvolvedores está sempre um passo na frente da Google. A cada nova versão do sistema operacional, um novo método de root aparece rapidamente. Logo, a Google decidiu assumir as rédeas do assunto.

Já não falamos que os termos de uso não permitem o acesso root, pois isso foi algo que sempre foi possível se reverter para eventualmente enviar o dispositivo para uma assistência técnica. Sem provas, não há delito. Mas a desativação dos serviços é algo que a Google pode controlar, e como o root é algo permanente (ainda que reversível), os serviços também se desabilitam da mesma forma.

A segurança de nossas finanças em debate

samsung-pay

A evolução do software e do hardware no pagamento em modo contactless é uma realidade. Os serviços se proliferam e são adotados pelos usuários de forma escalonada, onde os fabricantes não querem perder essa opoertunidade. Apple Pay, Samsung Pay, LG Pay e outros que estão por vir. Obviamente, o Android Pay entra na briga e com muita força. Seria a solução nativa dos dispositivos Android, e o usuário ficaria sem ela se o smartphone for rooteado.

Nem a Google, responsável pelo sistema, nem o fabricante, querem expor a segurança dos dados do usuário a esse nível. Logo, para reduzir os riscos que um aplicativo malicioso acesse os dados bancários e de pagamento antes de serem encriptados para a plataforma de pagamento, a Google proibirá o acesso root, ou melhor, que o Google Pay seja executado em dispositivos com acesso root.

 

A Samsung já coloca isso em prática

A Samsung possui o Knox, uma espécie de polícia para os dispositivos da empresa. Permite que o usuário faça algumas coisas e outras não. A cada mudança de ROM e quando desbloqueado o bootloader, tudo fica registrado no Knox, que estabelece rotinas de segurança mediante esse comportamento, e autorizando ou não o Samsung Pay.

Quando rooteamos um dispositivo da Samsung, o Knox já entende que o Samsung Pay não deve ser utilizado. O sistema de pagamentos dos coreanos não é nativo no Android, logo, pode ser desativado sem problemas. O NFC se converte automaticamente em um simples modo de pareamento com dispositivos Bluetooth e de envio de arquivos, o leitor de digitais não valida pagamentos, e só serve para identificar usuários e desbloquear o dispositivo. Nada de pagamento pelo smartphone.

 

A guerra dos exploits

Porém, os desenvolvedores seguem tentando burlar o bloqueio imposto pela Google. A Chainfire, responsável pelo SuperSU, encontrou um exploit no Android que permite o root dos dispositivos sem modificações na área /System, fazendo com que o Google Play funcione mesmo com root.

O novo método durou poucos dias. A nova leva de correções da Google já bloqueou o exploit, deixando mais e mais claro o posicionamento de Mountain View sobre o assunto: se quer acessar os pagamentos com o seu smartphone, não ultrapasse a linha vermelha estabelecida por eles.

E essa linha é o acesso root.

Samsung Pay movimentou US$ 30 milhões no seu primeiro mês na Coreia do Sul

by

samsung-pay

A Samsung começou a testar o seu sistema de pagamentos Samsung Pay na Coreia do Sul em agosto, e sabemos que o serviço vai estrear em breve nos EUA. Para ter uma ideia de como tudo está funcionando, eles liberaram alguns dados sobre o seu primeiro mês de uso no seu país natal.

O Samsung Pay foi responsável por 1.5 milhão de transações, onde 60% foram realizados através do Galaxy Note 5. Vale lembrar que tanto o Galaxy S6 como os modelos Galaxy S6 Edge e Galaxy S6 Edge+ são compatíveis, de modo que o que eles conseguiram com um único modelo é algo muito representativo.

Essas 1.5 milhão de transações movimentaram um total de US$ 30 milhões entre usuários e lojas, e até o dia 20 de setembro, dia que o serviço completou um mês de testes. Essa fase foi pensada na chegada do Samsung Pay nos EUA, onde o serviço estreia no dia 28 de setembro.

Até o final de 2015, a Samsung Pay deve chegar na Europa e China, mas sem datas confirmadas para um lançamento oficial.

Samsung Pay, serviço de pagamento no smartphone, é uma realidade

by

samsungpay2

A Samsung aproveitou o evento de hoje (13) em Nova York (EUA) para anunciar que o Samsung Pay é uma realidade.

O sistema de pagamento pelo smartphone será lançado na Coreia do Sul em 20 de agosto, e nos EUA no dia 28 de setembro. Em breve, será lançado no Reino Unido, Espanha e China. O Samsung Pay vai funcionar com a ajuda das tecnologias NFC e MST (esta última graças à aquisição da LoopPay, gerando campos magnéticos variáveis para a sua leitura), o que deve fazer com que ele funcione com praticamente qualquer estabelecimento onde hoje é possível pagar produtos e serviços com o cartão de crédito ou débito, um grande diferencial em relação ao Apple Pay, que só funciona com o NFC.

Na sua segurança, a Samsung aposta na plataforma Samsung KNOX e na autenticação da digital, que servirá como chave para o escaneamento e pagamento de produtos a partir do smartphone.

O Samsung Pay estará pré-instalado nos novos Galaxy S6 Edge+ e Galaxy Note 5, e no meio de agosto ele será atualizado para ser compatível nos modelos Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge vendidos nos EUA e Coreia do Sul.

Samsung Pay chega às Smart TVs

by

Samsung_Pay

O serviço de pagamentos móveis Samsung Pay também estará disponível nas Smart TVs da Samsung (modelos 2014, 2015 e novas gerações), como forma de pagamento de jogos, aplicativos, vídeo ou música.

O Samsung Pay é uma das soluções que pretendem vencer a batalha dos pagamentos móveis contra o Apple Pay, o Android Pay ou o Amazon Wallet. É esperado que o serviço chegue na Europa no mês de setembro, depois do acordo entre Samsung Electronics e MasterCard para o uso do serviço através do MasterCard Digital Enablement Service.

A chegada às Smart TVs é a novidade. O Samsung Pay será compatível com os principais cartões de crédito e débito, PayPal e outras opções de pagamento móvel. A Samsung destaca a facilidade de uso de um aplicativo desenvolvido do zero: depois do registro inicial em apenas três passos, você pode realizar pagamentos por um único botão, mediante a inserção de um número de identificação pessoal ou PIN.

Os usuários de smartphones e tablets da Samsung poderão transferir facilmente sua informação de conta Samsung e métodos de pagamento registrados para a Samsung Smart TV sem passos de registros adicionais.

Sua disponibilidade em outros mercados não foi anunciada.

MWC 2015 | Samsung Pay é oficial, e promete maior versatilidade nos pagamentos

by

galaxy-s6-event-mwc2015-24

A Samsung também apresentou hoje (1) o Samsung Pay, o seu novo sistema de pagamentos móveis. Eles fecharam parceria com a MasterCard e a VISA, e com vários bancos importantes, e no meio de 2015, veremos o sistema estrear nos Estados Unidos e na Coreia do Sul. Na Europa, o formato estreia antes do final de 2015.

A chave para o funcionamento do Samsung Pay é a tecnologia Magnetic Secure Transmission (MST). Não faz muito tempo que a Samsung confirmava a compra da LoopPay, fabricante de cases que introduz um pequeno dispositivo que permite ao usuário realizar pagamentos em praticamente qualquer TPV (tanto se esse possui NFC como em um simples leitor de cartões).

A tecnologia MST gera campos magnéticos variáveis de tempos em tempos. Isso é possível quando uma corrente alterna através de um campo de indução, que pode ser recebido e lido pelo receptor magnético do leitor de cartões. O sinal que recebe tal dispositivo simula a mudança do mesmo campo magnético gerado por um cartão tradicional quando o mesmo ‘passa’ pelo receptor.

O LoopPay funciona com um alcance de 7.5 cm em relação ao receptor magnético. O campo se dissipa rapidamente logo depois, e só existe se o usuário iniciou uma transmissão. A sua tecnologia já está presente nos modelos Galaxy S6 e Galaxy S6 Edge anunciados hoje.

Com o Samsung Pay – com a ajuda do LoopPay -, você não precisa saber se o estabelecimento que você escolheu conta com o NFC ou o TPV: basta armazenar no seu cartão qual app do telefone deve ser configurado pela primeira vez para pagar com esse aplicativo, autenticando a transação com a nossa digital.

Para resumir, o Samsung Pay entra como grande adversário do Apple Pay e de outras soluções móveis, com o diferencial de ser mais flexível na hora de pagar suas contas.