Arquivo para a tag: rumor

iPad Air 3 seria um iPad Pro com dimensões reduzidas

by

ipad-air-3-leak-engadget

O Engadget recebeu a imagem que você vê acima, que viria de um tipo de documento vazado da Apple, oferecido por uma fonte com bastante peso e confiança (mas que não foi identificada). Aqui, vemos o que seria o esquema gráfico de um novo iPad Air 3, que seria apresentado em março (data especulada para o dia 15 de março), no mesmo evento que pode ser apresentado também o igualmente especulado iPhone de 4 polegadas (ou iPhone 5se).

A imagem dá a entender que o iPad Air 3 será um iPad Pro com dimensões menores. Isso se reforça pela presença do Smart Connector em uma das bordas, indicando que o equipamento terá os seus próprios “acessórios inteligentes”, se alinhando com o rumor que o modelo também contaria com uma stylus.

O suposto iPad Air 3 contaria com quatro alto-falantes para melhorar a experiência de áudio, além de flash LED para a câmera traseira.

Suas dimensões também são esboçadas pelo desenho, e o iPad Air 3 será 0.05 mm mais espesso, e 0.1 mm mais largo que o seu predecessor, um crescimento similar ao que o iPhone 6s sofreu diante da sua geração anterior. Os cases para o iPad Air 2 mais flexíveis até podem ser compatíveis com o novo modelo, mas os cases rígidos não caberiam no novo tablet. Os alto-falantes e o flash ficariam tapados, mas a esta altura do campeonato comprar um case seria a última coisa que te preocuparia.

Veremos se em breve a Apple elimina essa e outras dúvidas… ou se a imprensa vai receber novas informações.

iPad Air 3 com tela 4K?

by

iPadAir3

É o que dizem. O iPad Air 3 que deve ser apresentado pela Apple em março contaria com uma tela com resolução 4K e 4 GB de RAM.

Há mais de um ano que os tablets da Apple sofrem da queda de vendas que se estende em todo o setor. Os últimos dados oficiais mostram que foram vendidos 16.1 milhões de iPads no quarto trimestre de 2015, uma queda de 25% em um ano. Depois de tentar um nicho de mercado distinto com o iPad Pro, a ideia da empresa com o iPad Air 3 seria a do “mais do mesmo, mas mais do que nunca”, com o ineditismo de uma tela 4K em um tablet com tela abaixo das 10 polegadas.

Também é mencionada uma “melhor autonomia de bateria”, algo que não se encaixa nem com a resolução de tela, nem com a redução de espessura e peso que a Apple aplica a cada novo tablet. Outra adição importante seria o aumento para 4 GB de RAM, duplicando o que está presente na linha atual. Também seriam quatro alto-falantes incorporados, seguindo o que já vimos no iPad Pro.

Com o iOS 9 pré-instalado e mantendo a base de preços, o iPad Air 3 estaria disponível em março. A Apple não confirma nada.

Via MacRumors

O que se sabe do suposto iPhone 5se (ou iPhone 6C) de 4 polegadas?

by

iphone-6c-rumor

Já temos algumas semanas que os rumores sobre um hipotético novo modelo de iPhone correm pela internet. O iPhone 6c (nome igualmente hipotético) teria como elemento diferencial a diagonal de tela, onde a Apple recuperaria a tela de 4 polegadas, um formato quase completamente esquecido por parte da indústria.

Os rumores se reforçam com o passar do tempo, e ampliariam mais uma vez uma família de dispositivos que se renovava com uma única variante, e que logo apostou para dois modelos com o mesmo formato (iPhone 5s e 5c) para dois dispositivos com tamanhos diferentes. Este seria o foco da Apple, que a partir de março de 2016 contaria com três smartphones de última geração, em diferentes tamanhos: o iPhone 6s, o iPhone 6s Plus e o novo iPhone 6c.

 

Muitos rumores a confirmar

iphone-6s-modelos

No passado, vimos como o experimento com o iPhone 5c parece não ter convencido nem aos usuários, nem a própria Apple. A empresa apresentou os seus novos iPhone 6s e iPhone 6s Plus, mas sem fazer menção sobre uma potencial renovação da linha 6c. De fato, o único modelo disponível com tela de 4 polegadas era o iPhone 5s, mas isso pode mudar a partir de agora.

Os rumores das últimas semanas falam de um lançamento que poderia acontecer no próximo mês de março. Também era dito que nesse evento o novo Apple Watch 2 daria as caras, mas novos dados parecem confirmar que o novo smartwatch da Apple seria apresentado mais adiante, provavelmente em conjunto com o iPhone 7.

O novo smartphone com tela de 4 polegadas seria uma evolução importante do primeiro integrante da família “C”, contando (por exemplo) com o processador Apple A9, mas alguns analistas indicam que a Apple seguirá usando o Apple A8 presente no iPhone 6 e 6 Plus. Além disso, conservaria as câmeras dos modelos lançados em 2014 (com 8 MP e 1.2 MP) e não contaria com a tela Force Touch, uma opção que por enquanto só está reservada para os modelos top de linha. Mas ao menos o TouchID estaria garantido.

 

Plástico ou metal?

iphone-6c-rumor-02

Outras fontes revelam que a Apple não repetiria a decisão sobre os materias utilizados no iPhone 5c. Deste modo, passaríamos do plástico para o metal para o novo iPhone 6c. Essa hipótese tem os seus detratores, que informam que o design seria o mesmo do iPhone 5c com uma tela de 2.5 D levemente curvada nas bordas, com as que apresentam o iPhone 6 e iPhone 6s.

O novo smartphone serviria também para três potenciais propósitos: oferecer um smartphone com um custo mais acessível (isso não quer dizer que teremos um iPhone barato, nem de longe…), competir em mercados como a China ou a Índia com ainda mais garantas através de preços mais atraentes, e recuperar a atenção dos amantes das telas de 4 polegadas.

Também há o rumor que a Foxconn (sócia tradicional da Apple na fabricação dos dispositivos) e a Apple já teriam iniciado a primeira fase de produção desse dispositivo, que estaria preparado para estar disponível logo após a sua apresentação.

 

Um hipotético iPhone 6c em vídeo

O último dos rumores é especialmente interessante, já que mostra um hipotético iPhone 6c em vídeo, recém saído da fábrica da Foxconn. A aparência deste iPhone 6c é idêntica ao dos novos iPhone 6s e 6s Plus, com a única diferença visível ser mesmo o tamanho do dispositivo.

O vídeo mostra como a Apple teria conservado o conector para fones de ouvido, algo que deve desaparecer no iPhone 7, além de deixar claro que o sensor TouchID está presente (ao menos na sua aparência), e que o smartphone seria construído com materiais como alumínio.

É evidente que o vídeo poderia estar mostrando um dispositivo que tentasse imitar esse hipotético design. Porém, não podemos descartar a possibilidade do vídeo (e do produto) serem falsos, de modo que precisamos ser conservadores e esperar que a Apple mostre se tudo o que foi visto e comentado nas últimas semanas está correto ou não. Veremos se acontece mesmo um evento em março, e o que vai acontecer nesse evento.

Como seria o iPhone 7 se a Apple fosse uma democracia?

by

iPhone-2

A Apple tem o costume de “matar” tecnologias em seus dispositivos e produtos antes de que consideremos que realmente elas ficaram obsoletas. Uma realidade que pode se repetir no iPhone 7, que pode vir sem o conector de 3.5 mm. Por outro lado, na hora de introduzir essas mudanças, a mesma Apple não escuta ninguém, algo que levou o site Joy of Tech a publicar uma charge bem humorada que mostra como seria o próximo iPhone caso a Apple fosse uma democracia.

A resposta? OK: seria um produto simplesmente monstruoso e hilário.

É impossível negar que o conceito absurdo está bem cuidado em detalhes. Desde os cartões microperfurados até o visor de rodas, passando pelo teclado físico, slot para baterias AA, gravadora de CD e subwoofer na parte traseira.

2236

Não pode passar desapercebida a presença de um interruptor que muda do iOS para o Android e vice-versa, e outro detalhe genial que completa um dos designs mais loucos do mercado de tecnologia em todos os tempos. Seria mais um pedaço de metal do que outra coisa, mas seria (presumidamente) o smartphone mais completo do mercado.

Via PhoneArena, Joy of Tech

iPhone 7 Plus pode ter versão com 256 GB de armazenamento

by

iphone6s-6splus-topo

Uma nova leva de rumores indica que o iPhone 7 Plus, que deve chegar ao mercado entre setembro e outubro de 2016, deve contar com uma edição com 256 GB de armazenamento, que pode ser exclusivo desse modelo.

Por outro lado, também é dito que a bateria seria ampliada para até 3.100 mAh, mas por conta da potência do smartphone, o tamanho e a resolução de sua tela, não fica claro até que ponto essa capacidade é suficiente para garantir pelo menos um dia de uso.

É preciso deixar claro que o aumento da capacidade máxima de armazenamento pode ter uma consequência importante: a ausência da versão com 16 GB para o iPhone 7 Plus, deixando como únicas opções as versões com 32 GB, 64 GB, 128 GB e 256 GB.

Não há mais detalhes, mas se confirmadas as informações, o preço do modelo de 256 GB pode ser bem elevado. Bom, não precisa ser nenhum especialista em tecnologia para prever isso.

Via MacRumors

Apple estaria trabalhando na sua própria GPU

by

Apple-A9-Chip

A Apple cria os seus próprios processadores, apostando por obter designs capazes de oferecer um alto desempenho, com a ajuda das CPUs ARM personalizadas e GPUs PowerVR de alto desempenho. Porém, uma fonte do Fudzilla garante que a Apple estaria trabalhando em sua própria GPU.

A informação tem sentido, já que viria a ser uma simples extensão do que eles já estavam fazendo com suas CPUs. Não há mais informações sobre o assunto, ou seja, sem detalhes concretos a oferecer. Porém, vale a pena fazer uma observação sobre o tema, já que não podemos descartar que a Apple tenha decidido colaborar com a AMD para o desenvolvimento de uma GPU própria.

Vale lembrar que não faz muito tempo que apareceu o rumor sobre a AMD estar preparando um SoC personalizado para a Apple. Obviamente não temos datas, mas parece ser claro que a Apple não vai tornar esse detalhe público, a não ser que seja algo 100% real, funcional e com um nível de desempenho de acordo com suas expectativas. De modo que é quase certo que não veremos nada a curto ou médio prazo.

Via Fudzilla

Apple pode eliminar a porta de fones de ouvido no próximo iPhone

by

porta-fone-ouvido-iphone

O MacOtakara informa que o próximo iPhone deixará de lado o convencional conector para fones de ouvido de 3.5 mm para utilizar no seu lugar a sua própria porta Lightning para o áudio.

O movimento ajudaria a Apple a reduzir ainda mais a espessura do smartphone, deixando o mesmo 1 milímetro mais fino que o iPhone 6s. Além disso, também permitiria o uso de fones com DAC integrado. Para aqueles que desejarem utilizar fones de ouvido convencionais, ou teria que usar um adaptador ou utilizar um modelo com Bluetooth.

Devemos ser cautelosos com essa informação. Ainda restam muitos meses até que um novo iPhone seja lançado, de modo que os planos podem mudar e um primeiro design com essa opção pode ser descartado em favor de um novo plano. Além disso, é um movimento arriscado, já que poucas empresas fabricam hoje fones com o cabo Lightning, e não há garantias que isso vai mudar no futuro, mesmo com a hipotética decisão da Apple.

Via MacRumors

LG dará o salto definitivo ao alumínio no LG G5

by

LG-G5-teaser

A LG vai eliminar de vez o policarbonato nos seus smartphones top de linha, apostando no alumínio como acabamento predominante. A mudança começa a partir do próximo modelo top de linha da empresa, o LG G5.

A informação vem de fontes sul-coreanas, e vendo a tendência que se segue no mercado, podemos dizer que possui muita credibilidade, mas não podemos confirmar ou desmentir qualquer coisa nesse momento. A aposta no alumínio pode fazer muito bem para a LG, já que o design dos seus modelos top de linha é algo realmente bonito, e o metal poderia cair muito bem. Porém, esperamos que, com a mudança, a empresa não sacrifique a possibilidade de utilizar os cartões microSD.

Via WCCFTech

Notebook da Xiaomi com Linux pode ser lançado em 2016

by

mi-xiaomi-logo

O especulado notebook Linux da Xiaomi começa a sua produção no primeiro semestre de 2016, em dois modelos com telas de 12.5 e 13.3 polegadas, com diferentes fabricantes.

O modelo com tela de 12.5 polegadas seria fabricado pela Inventec (que fabrica notebooks da Acer, Toshiba e HP), com um pedido inicial de 250 mil unidades, enquanto que o modelo maior seria fabricado pela Compal (que fabrica alguns equipamentos da Apple e consoles da Sony, Microsoft e Nintendo), com pedido inicial de 300 mil unidades.

Não é pouca coisa, se bem que a Xiaomi se transformou rapidamente uma das líderes do mercado de smartphones, expandindo o seu leque para TVs inteligentes, roteadores e produtos para o lar.

A Xiaomi vai utilizar a estratégia de distribuir com o notebook algum dos seus smartphones, em uma espécie de kit. A informação também indica que a empresa teria outro modelo com tela de 15.6 polegadas em desenvolvimento, mas sem planos de produção.

Para esse notebook com Linux, a Xiaomi vai apostar na relação custo-benefício, mas sem preços definidos para os produtos.

Via Digitimes

Próximo smartphone da Microsoft pode ser um Surface

by

surface-pro-4-6

Os primeiros indícios do Project Juggernaut Alpha vieram no mês de agosto, com poucos indícios e uma notícia a longo prazo. Agora, aquela informação começa a fazer sentido, com as primeiras evidências de um produto final.

O site Wired informa que a Microsoft está trabalhando em um protótipo de smartphone que pode ser da linha Surface, e não da linha Lumia, como normalmente se espera. E é aqui que os rumores voltam. Tal como o Surface Book, o novo smartphone Surface seria um dispositivo muito focado ao público profissional, com especificações típicas para esse tipo de uso: tela de 5.5 polegadas (QHD), processador Intel Atom X3, 4 GB de RAM e Surface Pen adaptada para o smartphone.

O produto tem tudo para ser um rival direto do Galaxy Note 5 e outros dispositivos com essas características. Segundo os rumores, o smartphone Surface poderia ter 64 ou 128 GB de armazenamento, expansíveis via microSD de 256 GB ou mais. Ao que tudo indica, parece que a Microsoft quer que o Project Juggernaut Alpha será o dispositivo perfeito para utilizar o Continuum.

Como sempre, muitos rumores que se encaixam com o início de uma nova era da Microsoft. Os modelos Lumia como dispositivos domésticos, e os modelos Surface como smartphones profissionais, se encaixando com a filosofia revelada com o lançamento do Surface Book.

Via IBITimes, Wired

Sony planeja comprar a divisão de sensores fotográficos da Toshiba

by

g-sensor

Segundo a Reuters, a Sony, que já é líder na fabricação de câmeras para dispositivos móveis, planeja adquirir a Toshiba, que também cria soluções nesse segmento para muitos smartphones importantes do mercado, contando com muita tecnologia própria.

As duas companhias estariam negociando essa transação, que seria avaliada em US$ 165 milhões. Nenhuma das partes fala sobre o assunto.

Acontecendo ou não a compra, os rumores surgem em um momento em que a Sony não para de investir no tema. Por duas vezes em 2015 eles ampliaram suas fábricas de sensores em Nagasaki e Yamagata, investindo US$ 1.2 bilhão. As vendas cresceram 40% no ano passado, e eles contam com clientes do porte de Apple e Xiaomi.

Por outro lado, é estranho saber que a Toshiba quer se desfazer de um negócio que parece ser promissor. Ao mesmo tempo, a empresa não passa pelo seu melhor momento, com escândalos financeiros e mudanças na estrutura diretiva, sendo obrigada a fazer mudanças drásticas por conta das falsificações de contas. Oito dos principais diretores da Toshiba se demitiram no último verão.

Via Reuters

iPhone 6s e 6s Plus podem custar a partir de R$ 4 mil no Brasil

by

iphone-6s-6s-plus

De acordo com o MacMagazine (que costuma acertar nos preços), os novos iPhone 6s e iPhone 6s Plus podem custar entre R$ 3.999 e R$ 4.899.

Os preços sugeridos pela fonte são:

– iPhone 6s de 16 GB, por R$ 3.999
– iPhone 6s de 64 GB, por R$ 4.299
– iPhone 6s de 128 GB, por R$ 4.599
– iPhone 6s Plus de 16 GB, por R$ 4.299
– iPhone 6s Plus de 64 GB, por R$ 4.599
– iPhone 6s Plus de 128 GB, por R$ 4.899

Levando em conta tudo o que aconteceu no Brasil nos últimos 12 meses, os preços dos novos iPhones são mais ou menos os mesmos que o que sairia para uma pessoa ir até os EUA e voltar para comprar o smartphone. É claro que você aproveita a viagem, mas quem sai do Brasil com o dólar a quase R$ 4 só por causa de um iPhone?

O MacMagazine também informa que a pré-venda dos novos iPhones acontecerá uma semana antes da sua chegada nas lojas, prevista para o dia 6 de novembro (sexta-feira). Lembrando: em 2014, o iPhone 6 e o iPhone 6 Plus chegaram ao mercado brasileiro com valores a partir de R$ 3.199 e R$ 4.399.

A Apple não confirma preços, nem data de lançamento dos novos iPhones no Brasil. Os dois modelos já estão homologados pela Anatel.

Via Tecnoblog

Huawei está preparando o seu notebook

by

huawei-teaser

A Xiaomi não está sozinha como fabricante mobile que quer lançar um computado portátil. Rumores indicam que a Huawei também estaria preparando o lançamento do seu notebook.

Por enquanto, as informações são escassas, e seu lançamento não acontece antes de 2016, mas parece que a Huawei optou por um caminho diferente ao da Xiaomi, e quer lançar um equipamento com especificações mais modestas e mais barato.

O segredo de tudo está na plataforma que os dois equipamentos utilizam. O modelo da Xiaomi apostaria nos processadores Intel Core de sexta geração (x86 de 64 bits), podendo utilizar uma versão completa do Windows. Já o notebook da Huawei utilizaria um SoC Kirin (ARM), com todas as limitações que essa escolha implica, ao ponto dele ser considerado mais um tablet com teclado do que um autêntico notebook.

Huawei-Matebook

Os primeiros rumores indicam que o seu nome comercial pode ser Huawei MateBook, e não seria nenhuma novidade se o modelo contasse com acabamento em alumínio. A pergunta é: faz algum sentido esse tipo de produto no mercado nesse momento?

Via WCCFTech

A Microsoft vai criar a sua própria distribuição Android?

by

Microsoft_Android

Diretores da Microsoft se reuniram na semana passada com um grupo de jornalistas em sua sede em Seattle (EUA), onde falaram da launcher para Android que será lançado esse mês. E também sobre a possibilidade (não tão impossível) deles criarem a sua própria distribuição Android.

Um dos jornalistas presentes questionou se a Microsoft criaria a sua própria distribuição Android, como faz hoje Samsung, Amazon ou LG. Julie Larson-Green, vice-presidente do departamento de experiências do Windows, respondeu com um “iremos onde nossos clientes quiserem ir”.

A resposta é intrigante, e adiciona uma dimensão interessante na estratégia da Microsoft no Android, que é variada e importante nos últimos meses. A Microsoft publicou uma LockScreen para o Android, e tem a já citada launcher em fase beta privada, com lançamento da versão final para as próximas semanas.

E isso pode ser apenas a ponta do iceberg. A Microsoft apresentou na última BUILD ferramentas de desenvolvimento para portar aplicativos do Android e iOS para a a sua plataforma de “aplicativos universais” do Windows. A empresa tem acordo com a Cyanogen para integrar a Cortana e abarcar outros apps da Microsoft. Também tem acordos para inserir o dual boot em dispositivos da Xiaomi, e adquiriram a Double Labs, empresa por trás do aplicativo de bloqueio para o Android, o Echo Notification.

Sem falar que a Microsoft utilizou de sua posição de patentes com a Samsung para pré-instalar aplicativos como Office e Bing em alguns dos smartphones Android mais vendidos pelos coreanos.

Os movimentos no Android são em ações dispersas. Os aplicativos são independentes e não estão bem conectados, mas o próximo passo da Microsoft vai além: medir as reações dos usuários e acumular uma maior experiência no Android. O final desse trabalho pode culminar em sua própria distribuição Android, incluindo e conectando seus aplicativos mais importantes, de modo que tudo isso acabe tendo sentido para os usuários.

Não é segredo para ninguém que a Microsoft não se conforma em ter apenas 3% do mercado de sistemas operacionais móveis. O Windows 10 Mobile é promissor, e os novos Lumia atendem bem no segmento top de linha. A Acer é uma das parceiras, e outras podem fazer parte. Mas… tudo isso será suficiente?

Ou o Android será uma alternativa para a Microsoft?

Ou será apenas uma estratégia para que o Windows recupere posições no mercado?

Só o tempo vai responder essas e outras questões.

Via The Australian, Neowin

Rumor: Galaxy S7 terá Touch 3D

by

galaxy-s7-touch-3d

De acordo com os últimos rumores, o Galaxy S7 terá o Touch 3D, tecnologia que em teoria seria similar ao Force Touch do Huawei Mate S e do iPhone 6s.

Recapitulando: essa tecnologia usa uma tela touch capacitiva que é capaz de reconhecer a pressão em diferentes intensidades, e com a ajuda de um software pode colocar a interface de uso do smartphone em um novo patamar. Menus contextuais com diferentes opções podem ser acionados com uma pressão mais forte nos ícones, por exemplo.

Uma fonte chinesa garante que a Samsung fechou um acordo com a Synaptics para implementar a tecnologia ClearForce em seu próximo smartphone top de linha. A informação tem sentido, já que o Force Touch marcou um avanço considerável, deixando claro o caminho a seguir. E não imagino a Samsung renunciando à essa tendência.

Via GSMArena