Arquivo para a tag: Retina Display

Novo iPod Touch de quinta geração em detalhes: fino, leve e mais potente

by

A Apple também decidiu renovar a sua nova linha de players musicais, e mantém viva a linha de iPods. O novo iPod Touch de quinta geração vem para preencher o bolso e os ouvidos daqueles que priorizam a música no lugar de chamadas telefônicas, e traz algumas das melhorias anunciadas para o iPhone 5, aproximando bem os dois produtos.

Para começar, a tela do novo player da Apple também recebe as mesmas 4 polegadas de tela do iPhone 5, com a mesma Retina Display, para oferecer a mesma usabilidade e funcionalidade do smartphone, porém, com diferenças mais acentuadas nos seus detalhes físicos e técnicos. Segundo a Apple, esse é o iPod Touch mais fino que eles fabricaram, e o mais leve, pesando apenas 88 gramas. Mesmo assim, ele será capaz de manter a mesma autonomia de bateria que a versão anterior do iPod Touch, ou seja, 40 horas de música, 8 horas de vídeo e 8 horas de navegação WiFi. O processador do novo modelo também foi atualizado para o A5 (no lugar do A4), que deve resultar em um melhor gerenciamento de consumo de bateria, além de oferecer um novo chip gráfico, para uma melhor performance em vídeos e jogos.

Outra diferença do novo iPod Touch para o iPhone 5 e até para os modelos anteriores do Touch é que ele conta com até cinco cores, para acompanhar o estilo do usuário, que quer cada vez mais personalizar os seus produtos, de acordo com o seu gosto. Sua câmera traseira vai contar com a mesma tecnologia iSight, com recurso de gravação de vídeos a 1080p (Full HD), mas com uma resolução de 5 megapixels. O flash LED ainda está lá, e a câmera possui os recursos de point-and-shoot, além de uma pequena pulseirinha (iPod touch loop), para que você possa ter a segurança necessária para tirar as fotos.

Os novos recursos do iOS 6 também estão presentes no novo iPod Touch. São mais de 200 recursos novos, além de uma maior integração com o Facebook, e o recurso de Shared Photo Stream, que permite o compartilhamento de imagens selecionadas, para pessoas selecionadas. Mas a principal adição de software ao iPod Touch é a chegada do Siri de forma nativa ao player, que apesar de ser algo inútil no Brasil, é um dos pontos de inovação que já estavam presentes no iOS 5.

Por fim, os novos fones de ouvido da Apple, o EarPhone, também estão presentes nesse e em todos os novos players da Apple.

No Brasil, o novo iPod Touch de quinta geração tem preço inicial de R$ 1.279 (para o modelo de 32 GB). Também estará disponível na versão de 64 GB. As reservas no Brasil começam no dia 14 de setembro.

Para mais informações, visite a página oficial do novo iPod Touch na Apple.com.

Rumor: novo iPod Touch vem aí, com Retina Display, mas um processador mais lento que o do iPhone 5

by

Faltando pouco mais de 24 horas para o início do evento da Apple nos Estados Unidos, mais rumores sobre a empresa de Cupertino invadem a internet na tarde de hoje. Um dos mais comentados nas últimas horas está diretamente relacionado ao novo iPod Touch, que poderia ser apresentado amanhã (12), junto com o novo iPhone, contando também com importantes modificações em suas especificações.

Talvez a mais importante mudança que o novo iPod Touch receberia está na sua tela, que contaria com a tecnologia Retina Display, e assim como o iPhone 5, teria uma resolução de 1136 x 640 píxels, aumentando assim a sua capacidade de exibição de vídeos e elementos na tela. Internamente, o novo player – que é chamado internamente como iPod5.1 – contará com um chipset um pouco menos poderoso que o seu equivalente no segmento de smartphones. Especula-se que a versão do processador presente no player vai ser a S5L8942X, que possui numeração próxima ao chip A5, que é utilizado hoje no iPad 2.

Ainda não se sabe o quão significante pode ser essa diferença de performance entre os dois dispositivos, e se essa diferença vai trazer algum impacto para os usuários do novo iPod Touch. É esperado também que o nodo player também conte com o recurso de foto panorâmica, que estava presente de forma oculta no código do iOS 5 (isso foi descoberto em novembro de 2011), mas que nunca foi oficialmente lançado pela Apple.

Também podem ser lançados novas versões dos outros modelos de iPods. Aparentemente, o novo iPod Nano é identificado internamente como N31, enquanto que o novo iPod Shuffle recebe o código N12B. Vazamentos anteriores sugeriram que as novas versões desses players portáteis contariam com até oito opções de cores.

A atualização do iPod Touch fará sentido se a Apple realmente apostar no formato de tela de 4 polegadas. O novo modelo poderia ainda ter a mesma validade que o atual iPod Touch tem para aqueles consumidores que querem os recursos de entretenimento e navegação na internet, mas não precisam das funções de telefone no produto.

Será que vamos ver esses novos players amanhã? Daqui a 24 horas, teremos a resposta.

Via Ubergizmo e SlashGear

Rumor: MacBook Pro de 13 polegadas com Retina Display está a caminho

by

Segundo fontes do site CNET, já está processo de pré-produção uma versão do MacBook Pro com tela de 13.3 polegadas e Retina Display. Quem informa para o site a notícia é analista da NPD DisplaySearch, Richard Shim.

Segundo Richard, o recente envio de componentes para a Apple indica que a empresa está produzindo um produto com tela com dimensão de 13.3 polegadas e resolução de 2560 x 1600 pixels, e essas especificações se encaixariam para um futuro MacBook Pro com a nova tela. A fonte também afirma que empresa como Sharp, LGD e Samsung (???) estão envolvidas na fabricação dessas telas, e afirma também que o volume de produção sera “substancialmente alto”, se comparado com as unidades fabricadas do MacBook Pro Retina, de 15.4 polegadas, no ato do seu lançamento.

O novo MacBook Pro Retina de 13.3 polegadas começaria a ser fabricado a partir do mês de setembro, e que o volume de produtos a serem produzidos dependeria do alcance que a Apple gostaria de dar ao produto no ato do seu lançamento ao redor do planeta. Dependendo de quais mercados eles querem colocar o novo portátil de imediato, o volume de produtos a serem fabricados pode aumentar ou diminuir.

Provavelmente, o preço desse novo MacBook Pro será levemente mais baixo que o atual modelo de 15.4 polegadas (preço inicial de US$ 2.199), e obviamente, o seu peso deve ser menor. E a melhor parte: se a produção começa ainda nesse mês de setembro (que começa no final dessa semana), é possível que o produto chegue ao mercado até o final do ano. Acho difícil, mas vamos esperar. Ainda estamos nos rumores iniciais.

Via CNET

Por causa dos tribunais, Samsung revela existência de seu tablet de 11.8 polegadas

by

O site The Verge analisou os documentos apresentados pela Samsung durante o processo de violação de patentes que enfrenta contra a Apple. E no meio da papelada foi encontrado um tablet com tela “Retina Display” de 11.8 polegadas (ou 30 cm), até então desconhecido do restante do mundo civilizado.

O produto recebe o nome de código P10, e possui uma impressionante resolução de tela de 2560 x 1600, com densidade de 256 pixels por polegada. Na teoria, é uma tela boa o suficiente para que aqueles que desejam ver filmes em alta definição o façam com uma qualidade de reprodução de imagens simplesmente impressionante. Os fãs de jogos também deverão gostar dessa densidade gráfica, pois poderão conferir os gráficos dos jogos com riqueza de detalhes poucas vezes vista em um tablet.

O modelo descrito nos documentos também oferece uma conexão 4G/LTE, que é a tendência atual para os dispositivos móveis. Confirmando o que já tinha sido divulgado anteriormente, os modelos Odyssey e Marco, equipados com Windwos 8, também foram citados nos documentos. Nada foi informado sobre preços ou disponibilidade desses produtos, mas anima saber que teremos novos dispositivos em breve, ainda mais com generosas especificações.

Via The Verge

Mac OS Mountain Lion e Safari 6 lançados oficialmente, e o iWork é atualizado

by

Novidades entre os softwares da Apple no dia de hoje (25).

O Mac OS X Mountain Lion está entre nós. Muitos usuários de computadores Mac (inclusive os usuários brasileiros) já estão desfrutando dos benefícios da nova versão do sistema operacional da Apple, que já pode ser adquirido na Mac App Store, pelo preço de US$ 19,99. A atualização marca o fim da linha para o OS X Lion, que foi retirado da Mac App Store, e não está mais disponível para download.

Mas o dia não se marca apenas pelo lançamento do Mountain Lion e pela saída do OS X Lion. A Apple também apresenta ao mundo o Safari 6, que vem junto com o mais recente sistema operacional da Apple (oferecendo abas para o iCloud, suporte para o buscador chinês Baidu e maior compatibilidade com o HTML 5, entre outras novidades), mas também pode ser instalado em equipamentos com OS X 10.7 ou superior, para desfrutar alguns de seus novos recursos (não todos). Para atualizar o Safari, é só verificar as atualizações de sistema, e proceder com a instalação do novo software disponível.

Por fim, a Apple aproveitou para atualizar o iWork, que agora possui compatibilidade com o Mountain Lion. Recursos como Pages, Keynote e Numbers são agora compatíveis com o sistema de reconhecimento de voz do OS X 10.8, podem sincronizar com o iCloud, e vai aproveitar melhor a Retina Display dos novos MacBook Pro. O preço de cada aplicativo é de 15.99 euros.

Via Apple

Seguem as reclamações dos usuários sobre problemas com a Retina Display do novo MacBook Pro

by

Desde que as vendas do novo MacBook Pro com Retina Display começaram que lemos relatos de usuários se queixando de estranhos erros com os gráficos dos novos laptops, começando pelo fenômeno conhecido como “ghosting”, que indica a permanência de uma janela ou uma seção desta depois de ter sido movida. Poderíamos pensar que estes usuários receberam uma unidade defeituosa, e no lugar de contactar o suporte técnico para resolver o problema, preferiram se queixar publicamente, criando um certo alarme. Porém, uma unidade pertencente ao site Engadget também mostra os mesmos problemas, e a Apple não deixa claro qual é o motivo, mesmo a empresa inclinando na possibilidade que o problema seja de software.

No caso específico do Engadget, eles identificaram que o erro aparece com uma configuração muito específica: o notebook deve estar conectado a um Cinema Display, usar um protetor de tela com fotografias e fazer com que o computador hiberne depois de alguns minutos. Ao reiniciar o notebook, a tela Retina não pode mostrar imagens de forma adequada até que a resolução seja alterada, o que resolve o problema.

Ao identificar o problema, o site entrou em contato com a Apple, passando várias horas no telefone com o suporte técnico para analisar essa teoria. O fabricante pediu para que a unidade fosse enviada para que fosse analisada pelos seus engenheiros, e obviamente, se propôs a substituir o produto. Fato é que, o mais importante é que a Apple encontre logo a solução para o problema em pouco tempo.

Abaixo, vídeo da unidade do Engadget.

Via Engadget

Google I/O 2012: Jelly Bean, Nexus 7, Nexus Q, Google Glass e muito mais

by

Acabou agora a pouco a coletiva inaugural do Google I/O 2012, o evento para desenvolvedores do Google. Muitas novidades, novos produtos, uma nova versão de um sistema operacional e até streaming do Google Glass rolou hoje (27/06) no Moscone Center. Abaixo, um resumo de todas as novidades apresentadas.

Como toda coletiva que se preze, o Google começou apresentando os seus números, que são simplesmente impressionantes. São nada menos que 400 milhões de dispositivos Android ativos desde o início do projeto do Android. Mas o que mais impressiona é o crescimento do número de aparelhos com o sistema do Google ativos nos últimos 12 meses. Em 2011, nessa mesma época do ano, eram apenas 100 milhões de dispositivos ativos.

E hoje, o Google anunciou a concretização de um sonho antigo: a marca de um milhão de dispositivos Android ativados por dia ao redor do planeta. Ou seja, se você ainda tinha alguma dúvida que o Android dominou o mundo, ela acabou hoje.

Outro detalhe interessante está diretamente ligado à Google Play, a loja virtual da empresa. O Google superou a marca de 600 mil aplicativos, e 20 bilhões de aplicativos instalados desde o início do Android. Isso mostra que a curva de crescimento do sistema é constante e consistente. Além disso, merece destaque o fato da loja ter uma maior variedade de produtos, como filmes, séries de TV (por episódios ou temporadas), revistas virtuais e até tablets! Mas vamos falar disso daqui a pouco.

Dito isso, o Android 4.1 Jelly Bean se tornou oficial. A nova versão vem com uma série de melhorias para tornar o Android ainda mais intuitivo, funcional, simples e acessível para os mais diferentes tipos de usuários. A primeira e talvez principal novidade está no Project Butter, que é uma iniciativa encarregada de promover uma melhoria nos tempos de comando e resposta no sistema. Com isso, o Jelly Bean é capaz de reproduzir gráficos a 60 FPS com facilidade, os comandos de toque na tela estão mais rápidos, com uma fluidez de sistema muito maior.

Outro destaque é o triple buffering, que foca os recursos do sistema para uma melhor performance multimídia. Isso se reflete de forma direta na reprodução de vídeos e jogos, além das propriedades gráficas do sistema, que estão devidamente otimizadas. Sua interface gráfica foi modificada, para permitir o redimensionamento inteligente dos widgets, que podem se adaptar ao espaço disponível na tela do dispositivo. Por exemplo, se você possui um espaço para quatro ou seis ícones livres, um widget de e-mail pode preencher automaticamente esse espaço, sem deslocar os demais ícones.

Também há um novo sistema de remoção de ícones e elementos da área de trabalho, e melhorias no álbum da câmera. Agora, com um simples movimento você pode remover uma foto indesejada, dispensando a necessidade de dar mais de um toque na tela. Mas o principal destaque do novo Jelly Bean está nos seus itens de acessibilidade, que honestamente, deixam o Siri no chinelo.

Para começar, o Google implantou um sistema de reconhecimento de voz offline (por enquanto, disponível apenas para o inglês), que permite que o usuário digite uma mensagem de texto ou até textos mais longos sem depender de nenhum tipo de conexão de rede. Ou seja, você pode ditar e-mails ou textos pré-formatados até mesmo com o smartphone no modo avião.

O teclado virtual também foi renovado, e conta agora com um sistema de previsibilidade de texto, no mais puro estilo Swiftkey (quem tem o aplicativo sabe do que estou falando #recomendo). O Google Search foi implementado, e agora, você pode fazer uma pergunta em voz alta, que o Search responde em voz alta, mostrando referências dos resultados, caso você queira saber mais detalhes.

O sistema de notificações também recebeu melhorias, com alertas que se expandem ou se escondem para facilitar o seu uso. Por exemplo, se recebemos uma mensagem multimídia, podemos pré-visualizar a imagem em anexo ou ver essa mesma imagem em tamanho completo, dentro da própria área de notificações.

Por fim, o Google Now, um recurso que basicamente te deixa atualizado sobre o que você quiser, em tempo real, com riqueza de informação e detalhes. Tráfego de uma determinada região, previsão do tempo, resultados esportivos, tráfego aéreo e outras informações que você necessita podem ser enviados automaticamente para o seu smartphone, atualizados constantemente.

O Jelly Bean chega oficialmente ao mercado no meio do mês de julho, e inicialmente estará disponível nos dispositivos Galaxy Nexus, Nexus S e Motorola Xoom, que receberão a atualização via OTA (Over The Air). Os desenvolvedores já podem acessar ao seu SDK a partir de hoje.

Outro grande destaque (que você que lê o TargetHD já sabia antes mesmo do evento começar) foi para o tablet do Google, o Nexus 7. Fabricado pela ASUS, o tablet de 7 polegadas possui uma tela IPS de 1280 x 800 píxels, processador NVIDIA Tegra 3 de quatro núcleos, com uma GPU de 12 núcleos de processamento. Ou seja, ele promete fazer miséria na hora de reproduzir filmes, vídeos e jogos.

O tablet ainda conta com câmera frontal, conectividade WiFi, Bluetooth, NFC, peso de 340 gramas e bateria com autonomia de até 9 horas de reprodução de vídeos em HD. Como não poderia ser diferente, o produto chega ao mercado com o sistema operacional Android 4.1 Jelly Bean, e muitos dos aplicativos mais básicos foram redesenhados, para melhor se adaptarem com a experiência de uso do Nexus 7.

Por exemplo, o Mapas agora permite armazenar de forma local os mapas selecionados, ou a possibilidade de ver o interior de alguns estabelecimentos. Outro aplicativo que foi modificado foi o YouTube, que conta com um novo formato para aproveitar ao máximo as sete polegadas de tela do Nexus 7.

O Google Nexus 7 já está disponível para reserva na Google Play, em versões de 8 e 16 GB de armazenamento. Por enquanto, apenas para alguns países selecionados, como Estados Unidos, Canadá e Reino Unido;. Seu preço sugerido é de US$ 199, e as primeiras unidades começam a ser distribuídas na segunda quinzena do mês de julho.

Mas o Google ainda tinha uma carta escondida na manga: o Nexus Q, um player multimídia com recursos diferenciados, uma vez que ele vai reproduzir conteúdos por streaming a partir da nuvem, trabalhando lado a lado com o aplicativo Google Play Music. Com essa combinação, o usuário poderá criar listas de músicas com os nossos amigos via internet, utilizando qualquer dispositivo Android, e permitindo a reprodução no dispositivo.

No seu interior, ele conta com um processador OMAP 6640 (o mesmo processador presente no Galaxy Nexus), e conta com uma conectividade dual WiFi, Ethernet, NFC e Bluetooth. O produto já pode ser reservado no mercado norte-americano, com lançamento anunciado para a segunda metade do mês de julho. Preço sugerido de US$ 299.

Mudando de assunto… apesar de eu, você, e metade da torcida do Flamengo não utilizá-lo, o Google+ foi atualizado, com o objetivo de ser funcional para todo o tipo de tablets. Tudo indica que a rede social d o Google vai continuar se remodelando de forma profunda, justamente para alcançar um maior número de usuários, em diferentes dispositivos.

Uma série de mudanças foram anunciadas para que os conteúdos sejam melhor exibidos na tela dos tablets, mesmo aqueles que não são do sistema Android. Entre as principais novidades, temos um novo sistema de navegação, uma nova distribuição na orientação paisagem, e uma aparência diferente nos Hangouts, para se adaptar melhor às telas dos tablets.

Os usuários de tablets com Android já poderão atualizar o aplicativo do Google+ a partir de hoje. Já os usuários do Novo iPad vão ter que esperar um pouco mais (e o Google não revela quando). E para não dizer que o Google+ não é um sucesso, a empresa de Mountain View afirma que o serviço já conta com 250 milhões de usuários.

Além disso, eles apresentaram oficialmente a função “Events”, que promete ajudar a organizar as comunicações e lembretes com nosso contatos, integrando o recurso ao Calendário, além de oferecer o modo Festa, para associar diretamente ao contato a foto registrada.

Por fim, o Project Glass. Como de costume, o Google não estava muito disposto a dar detalhes concretos sobre suas especificações, se limitando a fazer uma demonstração com saltos de para-quedas, demonstração de bikes, descida de prédios e outras ações radicais. A empresa de Mountain View aproveitou o evento para contar que o óculos futurista conta com um potente processador e uma grande quantidade de memória RAM, além de acelerômetro, giroscópio e conexão sem fio.

Os comandos de voz são recebidos através de um microfone integrado, mas o óculos possui o seu próprio alto-falante e uma câmera, como bem sabemos. O dispositivo estava presente no cenário do Moscone Center em três versões (nas cores azul, branco e preto), e a unidade central está um pouco acima do nível dos olhos.

Os óculos multifuncionais estarão disponíveis na sua versão Explorer Edition durante o Google I/O, de forma exclusiva para os desenvolvedores norte-americanos, com um preço inicial de US$ 1.500. Sua data de envio ainda está por ser determinada, mas o próprio pessoal do Google informa que as primeiras unidades não devem ser enviadas antes do começo de 2013.

MacBook Pro com Retina Display é despedaçado pela iFixit, com fins educativos

by

O lançamento de um novo produto da Apple só pode significar uma coisa: mais um post de desmontagem do iFixit. Como não podia ser de outra forma, o novo MacBook Pro com Retina Display passou pelas mãos dos especialistas em desmontagem de gadgets, descobrindo assim cada um dos novos segredos que esconde o poderoso e fino notebook.

Ao visitar o post do iFixit, você poderá ver o clássico processo de desmontagem, além de alguns pontos interessantes do produto, como o novo sistema de ventilação com saídas laterais, a remoção do logo “MacBook Pro” da tela (agora fica na parte inferior) e, obviamente, o olhar do microscópio na tela com densidade de 220 pontos por polegada. Vale a pena a leitura do post dos caras.

Via iFixit

Rumores: aparecem as (supostas) especificações de um novo MacBook Pro, que deve ser anunciado na WWDC

by

Sabemos que a WWDC 2012 está para acontecer, e com isso, os rumores e vazamentos se tornam cada vez mais frequentes. Tomemos como exemplo um suposto MacBook Pro. Mas antes de qualquer coisa, temos que tomar toda a cautela do mundo, mas ter a máxima atenção aos dados que vamos analisar, pois são realmente muito interessantes.

Segundo o site WeiPhone, o novo MacBook Pro não contará com tela Retina, tal como se especula a alguns dias, mas sim com uma tela com a resolução de 1280 x 800. Dos demais dados, aqueles que merecem ser destacados estão no fato que os novos modelos de MacBook Pro terão processadores Ivy Bridge, com gráficos HD 4000, portas Thunderbolt e USB 3.0. De qualquer forma, se trata de um portátil muito potente em termos de produtividade, mas que pode decepcionar a aqueles que esperam um salto mais revolucionário nesta nova versão. Veja a suposta tabela de especificações abaixo.

Por outro lado, algumas fontes ainda seguem apostando que os novos MacBooks receberão sim a tão proclamada Retina Display. Segundo o site 9to5Mac, serão apresentadas duas novas versões de notebooks Apple de 15 polegadas, além de novos modelos do MacBook Air de 11 e 13 polegadas, com Retina Display. Eles também afirmam que até os novos iMacs podem contar com telas Retina Display.

A razão de tanto amor por esta tela é simples: ao incluir a Retina Display em todos os dispositivos da Apple, a empresa consegue potencializar a imagem da marca, o que por sua vez refletiria em um aumento de vendas do iPhone e iPad.

Além dos novos computadores portáteis, a WWDC também apresentaria atualizações de alguns periféricos, como teclados AirPort, mouses e trackpads. Se tudo isso for confirmado, a próxima WWDC de 9 de junho será uma das mais interessantes dos últimos tempos.

É esperar para ver.

Via WeiPhone e 9to5Mac

Suposto chassi do iPad 3 é apresentado, em detalhes

by

Faltando poucos dias para a apresentação do suposto iPad 3, os rumores na internet simplesmente se multiplicaram, por causa de uma série de imagens que estão causando um verdadeiro alvoroço. Se trata de uma série de peças que supostamente pertencem à cadeia de produção do novo tablet da Apple. As imagens foram registradas pelo pessoal do site M.I.C. Gadget, e nos permite tirar algumas conclusões do que é visto.

O tamanho do novo tablet será o mesmo do que o modelo atual. A parte frontal possui uma tela de 9,7 polegadas, que deve contar com tela Retina Display, e na parte traseira, o orifício da câmera aumento, o que nos leva a crer que sua câmera deve ser melhor, com uma ótica mais luminosa. Outro pequeno detalhe é que a nova versão é um pouco mais espessa que a anterior, e suas laterais estão mais acentuadas, para obter mais espaço para os componentes internos (provavelmente para uma bateria de maior capacidade, ou uma antena LTE).

Com tantos prognósticos apresentados, te deixamos com mais fotos abaixo, para que você possa ver todos esses detalhes para se distrair, enquanto Tim Cook não sobe ao palco para confirmar ou desmentir tudo.

Via M.I.C. Gadget e Engadget

Suposta tela Retina Display do iPad 3 é vista em detalhes

by

O pessoal do site Mac Rumors conseguiu flagrar aquela que, supostamente, é a tela LCD do iPad 3. Mas apenas no formato que estamos vendo acima: a tela e nada mais. Apesar de não conseguir usar a tela, ou registrar alguma imagem reproduzida na mesma, ao menos eles puderam analisar o material mais de perto, e compará-lo com a tela de um iPad 2, confirmando assim a aparente presença de uma Retina Display de 2.048 x 1.536 de 9.7 polegadas. Isso quer dizer que o iPad 3 terá o quádruplo de pixels do iPad 2, sem variar o tamanho de sua tela (em termos gerais, o iPad 3 pode ser mais grosso na sua espessura, pelo fato de ter uma bateria maior).

Para saber a verdade sobre as informações acima citadas, teremos que esperar que a Apple e Tim Cook apresente o novo tablet. Vamos ter que esperar mais alguns dias para que tudo se confirme ou se desminta.

Via Mac Rumors

[Dicas de Compras] O novo iPod Touch, de quarta geração, com 32 GB, chega ao mercado brasileiro

by

A espera acabou. Mais um produto que chega oficialmente ao mercado brasileiro é a nova versão do iPod Touch, anunciado pela Apple em setembro. A quarta geração do player musical da Apple chega com importantes novidades e novas tecnologias, para aumentar o entretenimento e a comunicação do usuário, sendo agora um produto que vai muito além de um player de música e vídeos, se tornando uma alternativa muito completa para o entretenimento multimídia em geral.

Para começar, ele conta com o Face Time, que permite que o usuário mantenha uma conversação por voz e por imagem com usuários de iPhone, iPod Touch (com este recurso) e computadores Mac. Conta também com a Retina Display, que é uma tela com uma maior capacidade de resolução, imprimindo quatro vezes mais píxels do que os modelos anteriores de iPod. Tem uma câmera traseira, que permite a gravação de vídeos em HD (720p), permitindo a edição do vídeo no próprio aparelho. E, tudo isso, sem deixar de lado as suas funções originais de reprodução de música e vídeos com recurso Genius, para busca de músicas nas bibliotecas do aparelho.

Esta versão conta com 32 GB de armazenamento, tela widescreen de 3,5″ multitouch, WiFi 802.11 n 2.4 GHz, Bluetooth 2.1+EDR, bateria com autonomia de até 40 horas de reprodução de música e até 7 horas de reprodução de vídeo. Preço: R$ 999,00.

Sharp apresenta smartphone IS03, com Android e uma tela igual à Retina Display, mas sem este nome

by

Parece que temos uma “prima distante” da Retina Display. Bom, pelo menos é o que indica o novo smartphone da Sharp, o IS03, que conta com uma tela de 3,5″ (960 x 640). Podemos dizer isso porque ela conta com a mesma densidade de píxels da tela utilizada no iPhone 4 da Apple, mas para a Sharp não usar o mesmo nome, resolveu apelidar a sua acumulação de píxels de Advanced Super View (ASV), contando com os mesmos ângulos de visão das telas IPS.

Se isso parece pouco, vale aqui o registro de que o IS03 também conta com uma câmera de 9.6 MP, com auto-foco e estabilizador de imagem, sintonizador de TV 1seg e sistema de pagamento sem fio da Osaifu-Keitai. No caso, por causa dos últimos dois detalhes citados, fica claramente a sua orientação para o mercado asiático, mas há boas chances de vermos este aparelho fora do Japão, uma vez que ele conta com suporte para redes CDMA. Sobre seu sistema operacional, ele conta com Android 2.1, que pode não ser suficiente para sua grande gama de recursos e configurações de hardware que o aparelho apresenta. Nem preço, nem data de lançamento foram divulgados.

Fonte

Google Earth 3.1 chega finalmente ao iOS. Com exploração ao fundo do mar

by

Não faz muito tempo que anunciaram que uma nova versão do Google Earth chegaria ao mercado, que pretendia mostrar aos usuários Android as maravilhas submarinas. E, a partir de hoje, os usuários do iPod Touch, iPhone e iPad poderão usufruir destes mesmos privilégios em seus aparelhos, agora que a versão 3.1 foi oficialmente lançada para o iOS. Entre as características mais chamativas, temos a presença de centenas de fotos e vídeos para que os novos membros da família Retina Display possam conferir suas imagens com uma maior riqueza de detalhes. Ou seja, é melhor você parar de ler este post e ir correndo para a App Store e fazer o download do aplicativo. Ou baixar aqui mesmo, no TargetHD.net, através do QR code abaixo. É só usar a câmera de seu player o smartphone e fazer a festa.


Fonte

[Apple] iPod Touch renovado, com Retina Display, FaceTime e gravação de vídeo em HD

by

O bem sucedido iPod Touch também foi remodelado, e agora é ainda mais parecido com o iPhone 4. Ele conta com a famosa Retina Display de alta resolução e câmera frontal para a função FaceTime entre os players iPod Touch, ou entre um iPod Touch e um iPhone 4, podendo também fazer gravação de vídeos em HD. Além disso, no seu interior, encontraremos o já famoso processador Apple A4, giroscópio de três eixos e sistema operacional iOS 4.1 com Game Center incluído. Está a venda por US$ 229 para o modelo de 8 GB, US$ 299 no modelo de 32 GB e US$ 399 para o modelo de 64 GB. Até o presente momento, não temos notícias sobre modelos de 16 GB e 128 GB (e nem sabemos se teremos).

A Apple aproximou a tecnologia do iPhone para o iPod Touch, deixando a escolha do usuário cada vez mais simples e objetiva em qual gadget comprar. Pois tem pessoas que querem ter um player multimídia, e outras que querem um player multimídia que faça ligações e acesse a internet por 3G. Ok, agora, até o iPod touch pode fazer e receber ligações, com as tais capas milagrosas com chip SIM integradas, mas acaba sendo muito bom ter um player com recursos tão avançados.



Fonte

[apple] As telas do iPhone 4 e iPhone 3G comparadas no microscópio

by

Um pessoal da Universidade de Penn State, em Pennsylvania, Estados Unidos, resolveu testar a tela do novo iPhone 4 em um microscópio (junto com a tela do iPhone 3G para comparar). Segundo a análise deles, a medida de cada pixel da tela do iPhone 3G é de 13 x 40 microns, enquanto que a do iPhone 4 tem medidas de 6,5 x 20 microns. Logo, são 4 vezes mais pixels na tela, tal como Steve Jobs prometeu.

Agora, e quanto a esta história de que o iPhone 4 é “30 vezes mais resistente que o plástico”?. Para tirar a prova, fizeram um vídeo que prova esta teoria. Um iPhone 4, novinho, cai ao chão umas quatro vezes. E o resultado é o vídeo abaixo.

Fonte