Arquivo para a tag: resultados

A árdua missão de Satya Nadella: Nokia perde 326 milhões de euros antes de sua fusão com a Microsoft

by

nokia-1

Foram revelados os resultados fiscais do primeiro trimestre da finada Nokia, e os números mostram que a divisão de dispositivos e serviços foi entregue para a Microsoft com números negativos.

O atraso dessa fusão fez com que as expectativas de fluxo de caixa dos finlandeses não fosse alcançado, e isso resultou em um prejuízo de 326 milhões de euros no último trimestre para a divisão de dispositivos e serviços. Se o acordo fosse concluído antes, com a Microsoft pagando o valor combinado, o fluxo de caixa subiria para 10.5 bilhões de euros, com lucros líquidos de 7.1 bilhões de euros.

O futuro da divisão mobile revela ser algo preocupante: esse prejuízo de mais de 300 milhões de euros, postos em perspectiva, se refletem em uma redução de 30% nas vendas líquidas (ingressos de 1.929 bilhão de euros), algo que não surpreendeu os analistas, mas que passa a ser um desafio para a Microsoft a partir de agora.

Não foram revelados detalhes das unidades vendidas por segmento, mas a Nokia explicou que a desaceleração das vendas dos dispositivos de entrada – os feature phones – não pode ser compensada pelas vendas dos Smart Devices (smartphones das linhas Asha/Lumia). Mesmo assim, eles afirmam que o mercado de smarts se comportou de forma positiva no último trimestre.

A apresentação dos resultados financeiros também serviu para apresentar o novo CEO da Nokia (aqui, leia-se Nokia que seguirá operando como empresa em si), Rajeev Suri, que foi líder da divisão de comunicações, e que agora se transforma no pilar das futuras operações dos finlandeses.

Via Nokia (atenção: arquivo em PDF)

Nokia aumenta os seus lucros, mas vende menos smartphones no último trimestre

by

lumia-1520

Uma no cravo, outra na ferradura. É assim que pode ser resumido o relatório financeiro do quarto trimestre de 2013 da Nokia. No trimestre anterior, eles conseguiram resultados bem animadores. Dessa vez, temos uma boa e uma má notícia.

Segundo o relatório dos finlandeses, a Nokia obteve um lucro operacional de 408 milhões de euros, com vendas líquidas de 3.476 bilhões de euros. Esses números podem ser traduzidos como aumentos de 19% e 18% respectivamente, em relação ao terceiro trimestre de 2013.

Por outro lado, ainda ficam abaixo dos números registrados no mesmo período de 2012, onde a Nokia obteve vendas líquidas de 4.413 bilhões de euros, e lucro operacional de 670 milhões de euros. Já as vendas líquidas do Here, por sua vez, continuam em ascensão, alcançando a marca de 225 milhões de euros.

Mas, como disse no começo do post, é uma no cravo, outra na ferradura. A Nokia também registrou perdas nas vendas dos smartphones, que registram um valor negativo de 198 milhões de euros. De forma curiosa, a Nokia não quis revelar informações mais concretas sobre o assunto, incluindo a quantidade de smartphones vendidos no período. Em linhas gerais, a única coisa que os finlandeses confirmaram é que as vendas dos smartphones Lumia sofreram queda, enquanto que os terminais da linha Asha estabilizaram suas vendas.

Este é, provavelmente, o último trimestre onde os modelos da linha Asha aparecerão computados como produto próprio nos relatórios de vendas da Nokia. Resta saber como a Microsoft vai lidar com essa linha de dispositivos e com os seus respectivos números de vendas depois que a compra da Nokia for concluída. Talvez esses relatório passará por importantes reformulações, quando ele for apresentado em abril.

ATUALIZADO em 23/01/2014 @ 11h51: segundo o site The Verge, a Nokia vendeu 8.2 milhões de smartphones Lumia no último quarto de 2014 ao redor do planeta, representando assim uma ligeira queda em relação aos números de vendas registrados no trimestre anterior. Além disso, a Nokia informa que vendeu mais de 30 milhões de smartphones Lumia em 2013.

Via Nokia (em PDF)

Nokia vendeu 14 milhões de smartphones no final de 2012 (isso é, se você considerar o Asha um “smartphone”)

by

A Nokia divulgou os seus números de vendas do último trimestre de 2012, e podemos dizer que os resultados foram positivos, se levarmos em conta o quadro de restruturação que a empresa de Espoo passa. A linha Lumia teve um volume de envios totais de 4.4 milhões de unidades, o que segundo a empresa é considerado “melhor que o esperado”. O aumento em relação ao trimestre anterior é expressivo, quando a empresa vendeu 2.9 milhões de unidades da linha Lumia.

O motivo desse aumento expressivo do mercado Lumia não se dá apenas ao período de compras de Natal, mas a outros fatores. O primeiro a se considerar é uma melhor visibilidade do sistema operacional Windows Phone junto ao consumidor, algo que foi abordado pelo CEO da Microsoft, Steve Ballmer, nessa semana na CES 2013, durante a coletiva de imprensa da Qualcomm. Outro fator é o lento processo de descontinuidade do Lumia 800 no mercado.

Além disso, mesmo que por um curto período de tempo, e em poucos mercados, o Windows Phone 8 está disponível, e dois novos smartphones da Nokia já contam com essa versão, e isso também ajudou a aumentar o mercado da linha Lumia. O resultado disso gerou um efeito colateral imediato nos números: esse é o primeiro trimestre onde o Windows Phone ultrapassou o volume de envios de modelos com o sistema Symbian.

Combinados, os smartphones com os sistemas Windows Phone, Symbian e Meego (sim, amigos… eles ainda existem…) venderam 6.6 milhões de unidades no último trimestre de 2012.

Porém, a grande galinha dos ovos de ouro da Nokia ainda responde pelo nome Asha. Se considerarmos esses modelos dentro da categoria de “smartphones” (na minha opinião, não são), os números de vendas da Nokia sobem para mais de 14 milhões de unidades no último trimestre de 2013. A linha Asha é um grande sucesso na Ásia e América Latina (incluindo o Brasil), mas perdeu mercado na Índia. Fica a pergunta: como a Nokia vai trabalhar com os telefones com o sistema S40 em 2013?

A tempo: o argumento da Nokia para qualificar a linha Asha, com sistema S40, como “smartphones” é que: “desde que você possa ter em um telefone recursos de e-mail, aplicativos populares e jogos, eles podem ser considerados smartphones”. Ok, então tá. De qualquer forma, foram 9.3 milhões de unidades vendidas dos modelos Asha no último trimestre de 2012.

Lembrando que esses são apenas os números de vendas. O balancete financeiro da Nokia deve ser divulgado nas próximas semanas.

Via The Next Web, Daily Mobile

Samsung vai apresentar um novo dispositivo Galaxy em 15 de agosto

by

Com muito mais mistérios do que detalhes, um representante norte-americano da Samsung emitiu um breve comunicado alertando alguns veículos de imprensa daquele país sobre a apresentação de um novo modelo Galaxy para o próximo dia 15 de agosto. Nada sabemos o que exatamente será apresentado, se será um smartphone ou um tablet, mas a ausência de teasers e material promocional leva a crer que o lançamento deve ser um modelo de menor relevância, ou com foco muito específico para os Estados Unidos.

Uma possibilidade que é rumorada é que o modelo a ser anunciado seja o não oficial Galaxy S Blaze Q, que vazou recentemente na web. O modelo seria um Android com teclado QWERTY físico deslizável, com tela de 720p e processador Snapdragon S4 de 1.5 GHz, mas também existe a possibilidade de ser o Galaxy Note 10.1 atualizado. O lançamento do Galaxy Note 2 seria o ideal, mas provavelmente ele deve ser visto só duas semanas depois, na IFA 2012 de Berlim. De qualquer modo, no dia 15 de agosto… estamos de olho!

E por falar no Galaxy Note II… o site GLBenchmark.com publicou os resultados dos testes de funcionamento de um misterioso dispositivo chamado GT-N7100, que contaria com Android Ice Cream Sandwich como sistema operacional e características semelhantes ao do Galaxy S III. Esse benchmarks rapidamente desapareceram do site, mas para a nossa sorte, o pessoal do PhoneArena conseguiu capturar tais imagens, que revelam informações bem curiosas.

Por exemplo, sabemos que o código do Samsung Galaxy Note original é N7000, ou seja, não é nenhum absurdo pensar que o GT-N7100 seja o Galaxy Note II. Além disso, o dispositivo conta com um processadro Exynos 4412 a 1.6 GHz, com gráficos Mali-400 (como no Galaxy S III), mas a sua tela teria 1280 x 720 pixels de resolução.

A única coisa que é certa é que os detalhes revelados trazem mais perguntas que respostas, com informações não muito claras. De qualquer forma, não é descabido dizer que esses benchmarks obtidos com um processador muito rápido pertençam ao dispositivo que será batizado com o nome Galaxy Note II. Em breve, a Samsung deve me corrigir, caso eu esteja errado.

Via Electronista

Nokia: 4 milhões de Lumias vendidos, e 826 milhões de euros de prejuízo no segundo trimestre de 2012

by

Pessoas estão tensas no quartel general da Nokia, que você vê na foto acima. Aliás, a cada vez que eles precisam apresentar o balancete financeiro trimestral, o clima de pânico toma conta na empresa inteira. O resumo financeiro do segundo trimestre de 2012 não é nada animador, e aumenta ainda mais a turbulência vivida pela fabricante finlandesa.

Segundo informa a própria Nokia, nos últimos três meses eles tiveram um prejuízo operacional de 826 milhões de euros (ou US$ 1.010 bilhão), conseguindo levantar apenas 7.5 milhões de euros em vendas. Vale destacar que a empresa conseguiu vender no período 4 milhões de unidades dos terminais Lumia. É pouco, se pensarmos em vendas globais, mas é um dado que dá esperança à empresa, pois é o dobro do volume vendido no primeiro trimestre de 2012.

A Nokia tenta ser otimista. Informou que o número de aparelhos disponíveis no mercado aumentou em relação ao último trimestre, mas muito por causa dos modelos da linha econômica Asha, que vendeu 73 milhões de unidades. Já nos valores líquidos, o montante acumulado da empresa é de apenas 4.1 bilhões de euros (ou US$ 5.1 bilhões), e diante de tal panorama, o terceiro trimestre fiscal da Nokia não deve ser dos melhores.

Para ler o relatório completo emitido pela Nokia (atenção: em PDF), clique aqui.

Via Engadget

[notícias] Steve Ballmer garante que Windows 7 vendeu o dobro de cópias que seus predecessores

by

Durante a reunião anual de acionistas da Microsoft, o CEO da empresa, Steve Ballmer, apareceu com notícias fantásticas para os sócios da empresa: o Windows 7 vendeu o dobro de cópias de seus predecessores no mesmo espaço de tempo. Informou que as vendas incluem as cópias individuais do sistema operacional, assim como computadores pré-instalados, e garante que as reservas do software foram muito maiores do que o esperado. Bom para a Microsoft, não é mesmo?

Fonte