Arquivo para a tag: realidade virtual

Salve um gato sem morrer tentando com o HTC Vive

by

gatito-htc-vive

Definitivamente, estamos em uma nova fase protagonizada pelos óculos de realidade virtual. Já temos pelo menos três interessantes opções no mercado: o Oculus Rift, o Samsung Gear VR e o HTC Vive, protagonista da notícia de hoje.

A realidade virtual convida os usuários para entrar em um mundo novo, que oferece experiências muito divertidas e, ao mesmo tempo, aterrorizantes. Um exemplo é esse projeto desenvolvido pela Bandai, que será lançado no dia 15 de abril. Nesse dia, eles vão oferecer diferentes demonstrações de experiência imersiva dentro desse campo, com especial destaque para uma que dá o que falar: salvar um gatinho em perigo.

A demonstração coloca o usuário em um elevador de um prédio que abre a suas portas para o ambiente externo. A má notícia é que a única coisa que você vai ver é uma tábua de madeira saliente, onde na ponta descansa um pobre e inocente gatinho, que deve ser resgatado.

Os usuários, equipados com um óculos HTC Vive levemente modificados e umas sandálias Crocs (no vídeo no final do post podemos apreciar os pontos de referência adicionais para o sistema de seguimento), terão que se mover por uma tábua de madeira real para tentar alcançar um pequeno gato de brinquedo. Uma experiência vertiginosa para muitos.

Essas diferentes formas de mostrar como a tecnologia da realidade virtual pode auxiliar no mundo do entretenimento são válidas. O alto poder de imersão que esses dispositivos possuem já os tornam altamente atraentes. E o HTC Vive é uma das principais apostas nesse segmento. Aposta inclusive da própria HTC, já que o setor de telefonia não vai muito bem. Veremos daqui a alguns meses se a aposta do fabricante se paga, e se esse segmento se converte em um dos novos pilares da tecnologia de consumo.

Vídeo a seguir.

 

Via KotakuProject I Can

 

Google Cardboard Plastic: chegou a “revolução” na realidade virtual

by

google-cardboard-classic

A brincadeira acabou. A Google entra com os dois pés no mundo da realidade virtual, e em grande estilo, como era de se esperar de uma gigante de tecnologia. Ela apresentou hoje, 1º de abril, o Google Cardboard Plastic, um novo projeto que deixa no ridículo dispositivos pseudo sofisticados como o Oculus VR, HTC Vive ou o PlayStation VR.

Se você achava que o mundo da realidade virtual tinha recebido um avanço significativo, depois desse anúncio, você vai ficar “de boca aberta”. Literalmente. De fato, qualquer iniciativa atual relacionada ao tema acabou de ficar obsoleta, e por esse motivo, você é obrigado a tratar o Cardboard Plastic como um novo nível na tecnologia de realidade virtual, uma evolução total das experiências de imersão gerada.

Entre suas características mais destacadas, está a “perspectiva integrada em quatro dimensões, o som envolvendo com precisão especial e sensações táteis reais”. Algo “nunca visto” no segmento da realidade virtual.

Na verdade, o que a Google propõe nem é realidade virtual: é um passo além, alcançando aquilo que pode ser chamado de “realidade”, por mais inacreditável que isso possa parecer. Mas o mais interessante do assunto não é o tremendo salto que essa tecnologia oferece na percepção, mas sim que a Google conseguiu explorar “todo o potencial” em um dispositivo tão simples e eficiente: o Google Cardboard Plastic é e leve, resistente à água, compatível com qualquer aplicativo… e barato!

Não sabemos quando essa “revolucionária tecnologia” chegará ao mercado, mas conhecendo a Google como a gente conhece, não deve demorar muito para desembarcar na Play Store. Mas a pergunta chave não é essa. A pergunta que realmente importa é: o que vai fazer a concorrência depois disso?

Talvez por conta desse lançamento a BUILD 2016 da Microsoft tenha ficado eclipsada. Afinal de contas, estamos em um dia especial para muitos de nós: o dia 1º de abril.

Vídeo demonstrativo do Google Cardboard Plastic a seguir.

 

Via Google

Pornhub lança canal de vídeos em realidade virtual

by

NEW YORK, NY - NOVEMBER 19: Huffington Post editors try out the new Samsung Gear VR virtual reality headset in New York on Thursday Nov. 19, 2015. (Photo by Damon Dahlen, Huffington Post) *** Local Caption ***

Já era esperado. Alguém ia fazer isso, mais cedo ou mais tarde. E quem deu o passo foi o Pornhub.

O famoso site de conteúdos para adultos, que conta hoje com 60 milhões de visitantes diários, anunciou o lançamento de um canal especial para transmissão de conteúdos no formato de realidade virtual, associando-se para isso com o provedor de conteúdos eróticos BaDoinkVR.

Corey Price, vice-presidente do Pornhub, comenta a iniciativa:

“A realidade virtual é a próxima fase da constante metamorfose que vive o mundo do entretenimento adulto, oferecendo aos usuários uma experiência como eles nunca viram antes (…) Agora, nossos usuários não são apenas capazes de ver o nosso conteúdo, mas também ser protagonistas da experiência e interação de suas atrizes favoritas”.

O conteúdo é gerado em 180 e 360 graus, e poderá ser aproveitado a partir de um computador comum. Mas o ideal é que você utilize um óculos de realidade virtual. Pode ser um Samsung Gear VR ou um Oculus Rift. Para comemorar o lançamento, o serviço está presenteando os seus usuários com 10 mil unidades do Google Cardboards, garantindo assim que, com isso, acabem as desculpas para não acessar o novo canal.

Não é uma notícia surpreendente. Resta saber como será a aceitação do público alvo, e se o resultado final é aquele prometido. Não tanto o resultante das cenas exibidas (é bom deixar isso claro), mas sim o da reprodução e simulação da experiência como um todo.

A seguir, o vídeo com o anúncio da nova experiência de realidade virtual preparado pelo pessoal do Pornhub (vídeo de gosto bem duvidoso por sinal…).

 

Via The Verge

Demos do HTC Vive com ação em realidade mista

by

htc-vive-realidade-mista

Aqueles que testaram o HTC Vive afirmam que é algo “tão real” que custa explicar para aqueles que não testaram como é a experiência. Mas agora, com a ajuda desses vídeos de Fantastic Contraption, é possível ter uma ideia do que eles estão falando.

Nos vídeos a seguir, é possível comprovar a quantas andam a demo dos desenvolvedores, em um cenário onde podemos fabricar estruturas com objetos de todos os tipos. O Fantastic Contraption nasceu como um jogo de realidade virtual em 2008, mas teve um sucesso tão grande (mais de 12 milhões de estranhas criações) que seus criadores se animaram e evoluíram o projeto.

Estamos certos que o HTC Vive pode animar mais os usuários a criar estruturas surreais, mas para isso é preciso ter os óculos, algo que não está ao alcance de muitos. Enquanto isso, é possível comprovar como eles funcionam com os vídeos a seguir.

 

Via @kertgartner

Amazon prepara a sua entrada no segmento da realidade virtual

by

amazon-logo-box-teaser

A Amazon começa a movimentar os seus esforços para o mundo da realidade virtual. Isso fica claro através de uma oferta de trabalho no Glassdor Amazon Video, divisão onde seus responsáveis estão buscando um desenvolvedor de software que tenha experiência nesse segmento. E não parece que este será a única vaga de trabalho nessa área.

A vaga é reservada para a pessoa que vai dirigir a equipe de realidade virtual da Amazon, desenvolvendo a experiência desse segmento dentro da Amazon Video. Dito isso, a ideia deve ir além do que tentam hoje Hulu ou Netflix nesse campo, e parece estar focada principalmente na distribuição de conteúdos de vídeo em 360 graus.

amazon-360

A aparição das câmeras que gravam em 360 graus fez com que esse segmento começasse a ganhar interesse, principalmente agora que o YouTube também quer entregar esse tipo de conteúdos. A Amazon já tem interesse no mundo da realidade aumentada a algum tempo, e parece que agora também está disposta a entrar com tudo no mundo da realidade virtual, mas muito mais focada no segmento de conteúdos de vídeo.

Via UploadVR

Inaugurado na Europa o primeiro cinema com realidade virtual

by

first Virtual Reality cinema

Foi inaugurado em Amsterdã (Holanda) o The Virtual Reality Cinema, o primeiro cinema permanente dedicado a oferecer uma experiência plena de realidade virtual, inclusive com assentos específicos que giram em 360 graus.

Este cinema não possui uma tela, mas sim 50 kits de realidade virtual Samsung Gear VR, acompanhados de um Galaxy S6 e fones de ouvido Sennheiser. As seções duram 30 minutos, com conteúdos criados especificamente para essa mídia. Nada de grandes superproduções novas ou do passado, algo que inicialmente não é tão ruim quanto parece.

first Virtual Reality cinema-02

Porém, essa brincadeira tem um preço. Por 30 minutos de filme, são cobrados do usuário 12.50 euros. A empresa por trás do projeto confirma que eles planejam abrir novas salas em Paris (França), Berlim (Alemanha), Londres (Reino Unido) e Madri (Espanha).

A realidade virtual é uma das novas tecnologias que podem contribuir a potenciar o desenvolvimento de uma grande quantidade de setores, como os videogames e o cinema. Este último pode beneficiar na implementação dessa tecnologia, oferecendo uma experiência diferente, incentivando as pessoas a irem mais ao cinema… desde que o preço ajude, obviamente.

A seguir, vídeo com uma demonstração de como funciona o The Virtual Reality Cinema.

 

Via SlashGear

Six Flags e Samsung colocam realidade virtual na montanha russa (finalmente)

by

samsung-realidade-virtual

A Six Flags, uma das redes de parques de diversão mais importantes do mundo, anunciou uma parceria com a Samsung, que vai resultar nas primeiras montanhas russas com opção de uso de óculos de realidade virtual, oferecendo assim uma nova experiência de entretenimento.

A ideia das montanhas russas com realidade virtual não é algo novo. Já vimos alguns experimentos, além de que alguns parques já pensam em integrar a tecnologia nos próximos meses em algumas atrações. Mas a parceria entre Six Flags e Samsung nos coloca diante de algo que pode crescer com o passar dos anos, já que estamos falando de experiências criadas especificamente para montanhas russas reais.

Esta é uma primeira etapa que consiste de nove montanhas russas, que utilizará os óculos Gear VR para oferecer essas novas experiências. Seis montanhas russas são completamente novas, que receberão o nome “The New Revolution”, e serão fabricadas especificamente para o uso da realidade virtual. As outras três serão experiências adaptadas às montanhas russas existentes com temática do Superman.

the-new-revolution

No caso da The New Revolution, os óculos vão inserir o passageiro em uma batalha futurista para salvar a Terra de uma invasão alienígena, e para as temáticas de Superman, elas vão sobrevoar Metrópolis com o objetivo de derrotar Lex Luthor. Nos dois casos, as experiências estarão sincronizadas com o local onde a montanha russa está instalada (Arlington, Atlanta, Los Angeles, St. Louis, Lake George, Montreal, San Antonio, Massachusetts e Maryland).

Usar o Gear VR nessas montanhas russas será algo opcional, e aquelas pessoas que querem aproveitar o passeio de modo tradicional poderão fazer isso sem problemas. Não foram revelados maiores detalhes sobre o projeto e seu lançamento. Só sabemos que começa a funcionar em 2016 em alguns parques, com óculos suficientes para que, enquanto uns utilizam no passeio, outros ficam em processo de higienização, e aquelas pessoas que querem adquirir um passe anual poderão ter acesso aos primeiros testes técnicos, antes da inauguração para o público em geral.

A seguir, vídeo promocional que mostra um pouco do conceito.

 

Via Six FlagsSamsung

Realidade Virtual: a plataforma social mais anti-social?

by

realidade-virtual

Nos últimos anos, tivemos mudanças muito importantes no mundo tecnológico, com um forte impacto em muitas frentes. Mas as redes sociais merecem especial destaque, pela forma que interagimos e nos relacionamos com outras pessoas. A próxima grande revolução virá pelas mãos da realidade virtual, que oferece novas formas interação com outras pessoas.

Tal tecnologia abre um novo mundo de possibilidades, mas também coloca dúvidas muito importantes, que podem ser resumidas em uma simples e concisa pergunta: é a realidade virtual a plataforma social mais anti-social?

A resposta é igualmente simples e concisa: do jeito que está hoje, sim.

Basta ver o que implica o uso de um kit completo de realidade virtual e o grau de isolamento em relação ao mundo exterior, isolando o usuário do seu entorno e das pessoas ao seu redor. Um kit de realidade virtual praticamente ‘bloqueia’ a pessoa de tudo o que a rodeia, algo que, combinado com as experiências obtidas com os complementos e acessórios correspondentes, nos permite intuir de forma clara o perigo que é utilizar essa tecnologia sem o mínimo de senso comum.

A interação humana real poderá acabar sendo algo prescindível para muitos, que vão preferir se isolar em seu mundo virtual, uma história que parece coisa de filme de ficção científica, mas que pode acabar se transformando em realidade. Sim, o mundo da realidade virtual é impressionante e cheio de possibilidades, mas… pode essa tecnologia ser social de verdade?

É claro que sim, desde que implementada de forma correta. Mas é evidente que isso ainda não foi alcançado. A ponto de ninguém ver um Mark Zuckerberg entrar em um evento da Samsung, tranquilamente, andando pelos corredores.

MOUNTAIN GRAPHITE VR, o notebook dos sonhos para a realidade virtual

by

graphite-vr

A MOUNTAIN surpreende com o lançamento oficial do GRAPHITE VR, um notebook preparado para uma experiência otimizada para a realidade virtual, por conta de suas impressionantes especificações.

O modelo não deixa inveja a soluções de desktops tops de linha. Aliás, é mais potente que a maioria, graças a sua aposta pelos processadores Intel Skylake, com memória DDR4 e gráficos GTX 980. Sem o “M”, ou seja, a mesma placa gráfica presente em um desktop, com até 8 GB de GDDR5.

As especificações técnicas do MOUNTAIN GRAPHITE VR são:

– Tela IPS de 17.3 polegadas Full HD com G-Sync
– Processador Intel Core i7 6700 quad-core
– 16 GB de DDR4 a 2.133 MHz
– Gráficos GTX 980 com 8 GB de GDDR5
– SSD M2 PCIe NVMe de 240 GB com velocidades de até 2.200 MB/s
– Teclado retro-iluminado
– Bateria de 8 células com autonomia de até 2h30

Uma solução muito potente, que supera vários requisitos recomendados para o HTC Vive e o Oculus Rfit. Seu preço sugerido é de 3.289 euros.

Via MOUNTAIN

HTC vendeu 15 mil unidades do HTC Vive em apenas 10 minutos

by

htc-vive

 

Nem a HTC imaginava isso nos seus melhores sonhos. Apesar dos seus óculos de realidade virtual HTC Vive contar com um preço bem elevado, no primeiro dia de disponibilidade de suas reservas, eles conseguiram vender 15 mil unidades do produto em apenas 10 minutos.

São números impressionantes para um dispositivo que não é barato. O HTC Vive custa US$ 799, consideravelmente alto (e acima do seu rival direto, o Oculus Rift), em especial para uma tecnologia ainda desconhecida para o grande público. A esse preço, é preciso somar os gastos de envio, o que pode fazer com que o preço final do produto se aproxime perigosamente dos US$ 1.000.

Não só isso. O HTC Vive, como outros dispositivos de realidade virtual similares, necessita de um PC com requisitos mínimos, de modo que em alguns casos obrigará também ao usuário fazer um pequeno investimento no seu equipamento, para assim poder aproveitar de forma plena desses óculos.

Aqui fica claro que nenhuma dessas considerações foram empecilho para que aqueles que desejam entrar no mundo da realidade virtual fizessem o devido investimento. E é apenas o começo. Tudo bem que temos que aplaudir esses primeiros corajosos que estão apostando em um produto na versão 1.0, com uma grande margem de melhora nas versões seguintes, que fatalmente virão com preços mais competitivos.

Vale lembrar que o negócio da realidade virtual é algo para o futuro. De acordo com a Goldman Sachs, esse é um segmento que deve movimentar aproximadamente US$ 110 bilhões em 2020. E isso explica porque tantas empresas estão apostando na RV agora.

Via Venture BeatTwitter (Shen Ye)

 

Eurocom Sky X9E, um notebook pronto para a realidade virtual

by

Eurocom Sky X9E-01

O Eurocom Sky X9E é mais um notebok de alto desempenho focado para os produtos de realidade virtual, como por exemplo o Oculus Rift ou o HTC Vive. O modelo é capaz de substituir sem problemas os desktops com uma configuração top de linha.

O portátil conta com uma tela de 17.3 polegadas, com vários tipos de tela a escolher, alcançando até uma resolução 4K UHD (3840 x 2160 pixels). Sua base de hardware fica por conta de um chipset Intel Z170 Express, que inclui modelos como o Core i7-6700K quad-core e um multiplicador desbloqueado que permite um upscalling de até 5 GHz.

Eurocom Sky X9E-02

Os demais componentes são: gráficos dedicados NVIDIA GeForce GTX 980M com 8 GB de GDDR5, até 64 GB de RAM DDR4 a 2.600 MHz e um sistema de armazenamento que permite instalar até 5 TB em disco rígido ou SSD M.2 a PCIe, para o máximo desempenho.

Na parte de conectividade, ele conta com placa de rede Killer E2400, alto-falantes ONKYO, subwoofer e Thunderbolt 3 com USB Type C.

O Eurocom Sky X9E pode instalar o Windows 7, Windows 8.1 e Windows 10. Seu preço não foi anunciado.

Via Eurocom

Como transmitir vídeo em 360 graus para 5 mil pessoas ao mesmo tempo

by

samsung-unpacked-2016-360-graus-topo

O Samsung Unpacked 2016 que apresentou os novos Galaxy S7 e Galaxy S7 Edge ficou marcado por ser o primeiro evento dos coreanos com transmissão de vídeo em 360 graus, com a ajuda dos seus óculos Gear VR para os mais de 5 mil presentes no local.

Como eles fizeram isso?

Esse post dá algumas respostas.

 

A realidade virtual como plataforma do futuro

samsung-unpacked-2016-360-graus-01

Steve Jobs popularizou o formato clássico de apresentação de produtos: um orador diante de uma tela que exibia imagens e informações sobre o tema do evento. Com o tempo, variações apareceram, como a tela circular da Sony, os cenários cheios de telas do Google I/O, e até o nome Unpacked da Samsung é uma inovação.

A Samsung sempre quis oferecer um algo mais nos seus eventos, indo de convidados de destaque (Michael Bay jamais será esquecido.. hahaha…) até cenários espetaculares, passando por espetáculos circenses e shows da Broadway. Tudo para não fazer os jornalistas dormirem durante o evento. Porém, dessa vez, eles se superaram. Esse foi um dos eventos mais espetaculares que a Samsung organizou até agora.

O Centro de Convenções Internacional de Barcelona foi reservado com vários dias de antecedência, e várias horas de testes foram feitos para o Unpacked 2016. Foram criados conteúdos em vídeo para demonstrar o potencial do Gear VR, que ainda não está na sua versão final. A versão do evento foi modificada especialmente para essa ocasião, para que o mesmo sinal fosse enviado ao mesmo tempo para todo mundo.

Foram utilizados 5 mil óculos Gear VR, que precisavam ser alimentados e enviando a apresentação ao vivo e de forma simultânea. Os primeiros testes foram feitos na Coreia do Sul, primeiro com 100 unidades, depois com 500, mais adiante com 1000, até chegar nas 5 mil unidades conectadas e funcionando conforme o planejado.

Um dos problemas detectados durante os testes era que alguns óculos deixavam de funcionar, provocando uma reação em cadeia nos demais óculos conectados ao mesmo terminal. Sem falar que era impossível encontrar qual óculos deu problema inicialmente. Por isso, eles optaram em colocar em cada assento do recinto um receptor NFC emparelhado com cada unidade do Gear VR. Dessa forma, quando um óculos apresentava problemas, ele era facilmente identificado.

samsung-unpacked-2016-360-graus-02

Outro desafio era ocultar todo o cabeamento gerado. A solução foi criar uma capa adicional de piso para ocultar os cabos. Aliás, a Samsung foi a primeira empresa que criou conteúdos em 360 graus para transmissão via streaming ao vivo, com uma capacidade máxima de 30 milhões de espectadores.

Por fim, a Samsung criou um cenário que simulava uma grande caixa. Quando a apresentação começou, essa caixa se abria para mostrar o enorme cenário e as quatro telas que formavam as quatro paredes da caixa.

O resultado final é visualmente impactante, e todos os elementos funcionaram perfeitamente. Temos aqui uma ótima referência sobre como podem ser os eventos em um futuro não muito distante.

A seguir, o Samsung Unpacked 2016 na íntegra, e mais fotos dos bastidores.

samsung-unpacked-2016-360-graus-03 samsung-unpacked-2016-360-graus-04 samsung-unpacked-2016-360-graus-05 samsung-unpacked-2016-360-graus-06 samsung-unpacked-2016-360-graus-07 samsung-unpacked-2016-360-graus-08

Samsung Gear 360: com esta câmera e seu smartphone é possível criar realidade aumentada

by

Samsung Gear 360-01

A Samsung apresentou durante o evento Unpacked a Samsung Gear 360, câmera de realidade virtual que vinha sendo especulada nas últimas semanas. Essa câmera é capaz de gravar vídeos a 360 graus, e permite ao usuário criar conteúdos de realidade virtual de forma bem simples.

A Samsung quer explorar uma combinação vencedora: redes sociais + realidade virtual + o desejo de gravar tudo ao redor a partir de perspectivas diferentes. É uma companhia perfeita para o Gear VR, pois pode gravar vídeos a 360 graus com resoluções de 3840 x 1920 pixels (ou fotos de 30 MP), enviando as imagens para o smartphone, publicando as mesmas nas redes sociais, e tudo isso pronto para o consumo geral.

Seja em um navegador com óculos de PC ou no Oculus Rift ou no próprio smartphone com o Gear VR, será possível ver o resultado final sem problemas. É o smartphone o responsável pela conversão dos vídeos das câmeras com só um clip VR de 360 graus.

Samsung Gear 360-03

A Samsung Gear 360 pesa 150 gramas, e conta com duas lentes com luminosidade f/2.0 e 15 MP de resolução em cada uma delas. Para gravar vídeos a 360 graus, precisamos das duas câmeras funcionando simultaneamente, mas há a opção de usar penas uma delas para vídeos em primeira pessoa com amplitude de 180 graus, de modo que podemos atrair a aqueles que agora estavam buscando uma câmera de aventura para uso pessoal.

A câmera inclui um tripé para utilizar a Gear 360 com uma das mãos, mas o produto é compatível com outros tripés e acessórios, para assim ampliar a sua usabilidade.

Samsung Gear 360-02

A Gear 360 inclui uma pequena tela na parte superior, que mostra informações sobre a gravação. No seu corpo, temos um botão para gravação de vídeos ou captura de fotos na parte superior, e dois botões laterais para navegação no menu e conexão com o smartphone, além do botão de liga/desliga e retroceder nos menus. O produto possui bateria removível e recarregável e armazenamento via microSD.

Samsung Gear 360-04

A realidade virtual poderá ajudar na luta contra a depressão

by

Realidad-Virtual

Os videogames já demonstraram ser um grande aliado na resolução de determinados transtornos e enfermidades, com um papel muito importante no suporte aos processos de quimioterapia. Existem até organizações dedicadas a isso. A realidade virtual é o próximo grande salto dentro do mundo dos games, e tem um enorme potencial para ser utilizada no tratamento da depressão.

O estudo apresentado pela University College London (UCL) e pela Catalan Institution for Research and Advanced Studies (ICREA) é um tanto limitado, de modo que seus resultados devem ser vistos com cautela. Porém, foram muito positivos, deixando o caminho aberto para análises mais profundas, com um maior número de participantes.

Centrando no estudo atual, contou com a participação de 15 pacientes com depressão com idades ente 23 e 61 anos. Ao aplicar uma experiência específica de realidade virtual por oito minutos, 60% dos participantes tiveram reações positivas.

Dentro da experiência, eles indicavam um avatar com o qual eles se identificavam, que interagia com uma criança chorando. A missão deles é acalmar a criança. Uma vez alcançado esse objetivo, a visão subjetiva do usuário muda para a criança, de forma que agora são eles que se identificam com o mesmo, recebendo palavras e gestos reconfortantes de um adulto.

Esta é apenas uma primeira e importante pedra, que pode servir para iniciar o pavimento de um caminho até o uso da realidade virtual como tratamento da depressão.

Via Engadget

Veja o lançamento do Samsung Galaxy S7 em 360 graus

by

Samsung-Gear-VR

Na impossibilidade de poder estar fisicamente no evento de lançamento do Samsung Galaxy S7, ao menos podemos ver a coletiva de casa de uma forma especial. Isso é, se você tiver o equipamento certo.

A Samsung anunciou que o seu Unpacked 2016 será transmitido ao vivo e em versão de 360 graus, para ser consumido em um dispositivo de realidade virtual. É possível escolher entre quatro pontos de vista diferente, com liberdade de movimentos para ver o que acontece ao seu redor. PCs e smartphones também são compatíveis com o recurso, se bem que o ideal é ter um equipamento de realidade virtual para uma experiência mais imersiva.

No evento, devem ser apresentados o Galaxy S7 e o Galaxy S7 Edge, que já tem várias imagens vazadas. Também especula-se o lançamento da câmera Gear 360 VR, mas este produto conta com bem menos detalhes.

O Unpacked 2016 em 360 graus é compatível com dispositivos Android, iOS e em seus próprios óculos, e suas instruções estão nesse link. Para quem entende que não precisa disso para ser feliz, basta ficar de olho e ver o evento no YouTube ou aqui no TargetHD.net a partir das 15h (horário de Brasília), onde a Samsung vai revelar todas as suas novidades.

Via Samsung