Arquivo para a tag: razer

Razer Ornata combina teclado mecânico com um teclado de membrana

by

Razer Ornata

A Razer apresentou na IFA 2016 o seu novo teclado Razer Ornata Chroma, e é uma combinação entre um sistema mecânico e um de membrana para suas teclas, em uma espécie de melhor entre os dois mundos.

Da membrana temos a suavidade e o acolchoado, e do mecânico a eficácia e retroalimentação de sua pulsação. É algo promissor, pois os concorrentes diretos não oferecem esse resultado.

Com o novo design, as teclas ficam a meia altura, para um acionamento mais rápido. O teclado conta com um repouso de pulsos para uma maior ergonomia durante as maratonas de jogo.

 

Chroma, com retroiluminação RGB

 

Razer Ornata 02

 

A outra coisa chamativa no Ornata é que ele tem uma versão Chroma, que conta com um sistema de retroiluminação RGB para as teclas, onde muitos jogos se aproveitam dessa função.

O Razer Ornata custa 110 euros na versão Chroma, e 90 euros na versão normal, ambos os produtos chegando ao mercado em outubro.

É um produto único e inovador, com resposta rápida às nossas pulsações, contando com retroalimentação muito atraente, e com um bom design.

 

Via Razer (1), (2)

Maingear R1 Razer, um desktop “de gamers para gamers”

by

Maingear R1 Razer

O Maingear R1 Razer é um desktop criado como edição especial, fruto de uma parceria entre as duas empresas especializadas em produtos para games.

O produto é um desktop clássico, mas com uma aparência espetacular, graças ao seu sistema de refrigeração líquida e o tom verde no seu líquido de refrigeração, ventiladores e luzes LED, combinando com o logotipo da Razer.

 

Muito bonito por dentro e por fora

 

Maingear R1 Razer 03

 

O acesso aos componentes para manutenção ou expansão é bem simples, e tudo parece estar no seu lugar. O Maingear R1 Razer conta com quatro configurações com ampla personalização a gosto do cliente, inclusive com componentes que não foram listados pelo fabricante.

As configurações vão desde o modelo de entrada com H110 até uma X99, que oferece a máxima performance: duplo gráfico Titan X em SLI, processadores Haswell-E até o Core i7-6950X, 64 GB de RAM DDR4 em canal quádruplo, SSD PCIe de última geração e fonte de alimentação de 1.200 watts.

A versão Superstock X99 tem preço inicial sugerido de US$ 4.000, e na sua configuração máxima supera os US$ 13 mil.

 

Maingear R1 Razer 04

 

A configuração base possui chipset Intel H110 ou Z170, com preço de US$ 999. A partir daí, o Maingear R1 Razer oferece ampla personalização para criar um PC para gamesem 4K e realidade virtual.

Todos os modelos estão disponíveis em outubro.

 

Razer Blade Stealth Ultrabook, com Intel Kaby Lake e GTX 1060

by

Razer Blade Stealth Ultrabook

A Razer apresentou na IFA 2016 a Razer Blade Stealth Ultraboook, nova linha de portáteis para gamers que aposta nos processadores Intel de última geração e gráficos da NVIDIA.

Razer Blade Stealth Ultrabook: principais características

O Razer Blade Stealth Ultrabook conta com processadores Intel Core de sétima geração (Kaby Lake), entre eles o novo Core i7-7500U a 2.5 GHz. Outro modelo, o Blade de 14 polegadas, mantém os processadores Skylake, mas com os novos gráficos GTX 1060, uma potência gráfica desconhecida em um portátil.

O primeiro modelo chega com uma bateria de maior capacidade, com 53,6 Whr, algo que ajuda (junto com o processador igualmente mais potente) a dar vida para a tela 4K presente nos modelos mais completos. Para o modelo mais modesto, é possível optar por uma versão mais básica com tela 1440p, com preço inicial sugerido de US$ 999.

 

Razer Blade Stealth Ultrabook 02

 

O Razer Core, caixa para GPUs externas com conexão Thunderbolt 3, também foi atualizado, e agora suporta gráficos NVIDIA GTX 1080 e AMD Radeon RX480 para dotar os notebooks e os desktops de uma potência gráfica maior. Seu preço inicial é de US$ 499.

Os novos gráficos GXT 1060 dão margem para, entre outras coisas, desfrutar da experiência de realidade virtual com acessórios como o Oculus ou HTC. O produto tem preço inicial sugerido de US$ 1.799 para o modelo com tela de 1080p e 256 GB de SSD.

Via Ars TechnicaRazer

Razer Mechanical Keyboard Case transforma o iPad Pro em (pseudo) notebook

by

Razer Mechanical Keyboard Case

A Razer apresentou oficialmente o Razer Mechanical Keyboard Case, um acessório para o iPad Pro de 12.9 polegadas da Apple, que conta com um teclado mecânico com um novo tipo de switch para perfis de teclados ultra-baixos.

 

Um teclado mecânico com novos switches

O primeiro teclado para tablets da Razer reforça a linha de produtos fora do mundo gaming, mas mantém o perfil de elevado acabamento. Cada switch desse teclado tem um ponto de ativação e reinício independentes, com peso de pressão de 70 gramas. Além disso, o teclado mantém um peso e uma espessura que o torna apto para ser usado como acessório de um tablet.

Razer Ultra-Low-Profile Mechanical Switches 03

Outra vantagem é que o Razer Mechanical Keyboard Case possui um ciclo de vida de até 80 milhões de pulsações (segundo a Razer). Como case, ele protege completamente o iPad Pro, sem se acoplar magneticamente no teclado. O tablet vai acoplado em um caso de policarbonato que inclui um suporte metálico regulável em altura. Sem falar que é um teclado retroiluminado.

Sua autonomia de uso é de 10 horas com o brilho da iluminação auxiliar no máximo, e de até 600 horas com o brilho desligado, com conexão Bluetooth 4.0.

Razer Ultra-Low-Profile Mechanical Switches 02

O Razer Mechanical Keyboard Case tem preço sugerido de 189,99 euros.

Via Razer

Razer Turret, uma combinação de teclado e mouse para você jogar do sofá

by

Razer Turret-01

A Razer apresentou oficialmente o seu novo teclado para games, o Razer Turret. Na verdade, o produto é uma combinação entre teclado e mouse, com um design portátil e funcional.

Estamos diante de um teclado do tipo chiclet de tamanho completo (com sistema anti-ghosting de até 10 teclas), com uma superfície de interação do lado direito. Sobre ela funcionará um mouse pensado nos games, com resolução de 3.500 DPI. O teclado é sem fio e conta com bateria própria, com conectividade via Bluetooth LE ou via adaptador USB (2.4 GHz). Sobre a autonomia de uso, são 40 horas para o mouse, e quatro semanas para o teclado.

Razer Turret-02

O Razer Turret conta com detalhes interessantes, como uma plataforma de recarga para o conjunto, além de botões específicos para funcionar com Smart TVs com o sistema Android.

Razer Turret-03

Toda solução de dispositivo que tem como objetivo tornar a nossa vida mais prática e confortável é bem vinda, principalmente no que se refere ao entretenimento. Esse teclado pode facilitar e muito a vida dos gamers mais ociosos (que preferem o conforto do sofá da sala do que a sua cadeira giratória) e também dos gamers mais tradicionais, com um produto portátil, sem fio e com elevada precisão de seus recursos e comandos.

O Razer Turret tem preço sugerido nos Estados Unidos de US$ 160.

Razer Turret-05

Via Razer

Review | Razer Nabu X

by

bild_1

Os gadgets quantificadores são os que melhor se posicionam no segmento de dispositivos vestíveis. Uma das principais utilidades desse tipo de dispositivo é analisar a atividade física do usuário, dando dicas sobre como melhorar alguns aspectos de sua rotina, visando uma melhor condição física e uma melhor saúde para quem tende a viver uma vida um pouco mais sedentária. Como é o caso dos gamers, de um modo geral.

Pensando nisso, a Razer lançou a pulseira quantificadora Razer Nabu X, que tem como objetivo analisar as atividades físicas dos seus clientes em potencial. Não é voltada para quantificação enquanto o usuário está jogando aquele jogo diante do computador ou do videogame, mas pode dar uma ideia do quanto tempo você está parado fazendo isso, dando alguns argumentos/motivos para você se levantar e ao menos caminhar um pouco. Nem que seja para justificar o investimento nessa pulseira quantificadora.

O review tenta descobrir o que esse produto tem de diferente de modelos similares e já testados por nós aqui no blog. Por ser um produto segmentado para o público gamer, qual é o real benefício que esse tipo de usuário pode ter com uma pulseira como essa? E se ela justifica o seu investimento apenas por ser um produto da Razer.

 

Review em Vídeo

 

Características Físicas

2016-04-12 15.02.05

Temos aqui uma pulseira quantificadora de toda a vida nas suas características físicas. Uma pulseira de silicone hipoalergênico que cai bem na hora de ser utilizada em qualquer lugar ou durante as atividades esportivas, principalmente se levarmos em conta a transpiração do usuário durante essas atividades, ou até mesmo nas jornadas diárias. O que chama a atenção é a cor da pulseira, em um verde fluorescente que até lembra um produto vindo da década de 1990. Mas isso não é um problema. Leve em conta o fato de você usar o produto durante corridas e caminhadas noturnas. Você será identificado com maior facilidade nessas condições.

2016-04-12 15.06.49

Na parte central da pulseira, temos o elemento que é o ‘cérebro’ de tudo, responsável por fazer a quantificação propriamente dita de suas atividades. A Razer Nabu X é capaz de contar seus passos, calorias queimadas e outras informações sobre a sua rotina, cujos dados podem ser interpretados por um aplicativo para smartphones e até compartilhado nas redes sociais.

bild_0

Tudo isso acontece em um produto com um conceito bem simples, sem telas de LCD ou OLED para exibir as informações. Apenas três LEDs que indicam o status de sua bateria estão disponíveis como fonte de informação visível na pulseira. Todos os outros dados precisam ser acessados pelo aplicativo no smartphone, e isso oferece duas vantagens muito bem vindas: um preço menor que muitos modelos da concorrência e uma maior autonomia de bateria.

razer-nabu-x-dock-cable

Talvez o grande ponto de “polêmica” (se é que podemos considerar assim) é o fato da Razer ter escolhido um conector proprietário para recarregar a bateria do dispositivo. Um conector que, por sinal, não é muito menor do que um microUSB que temos em boa parte dos dispositivos que já adquirimos. Ou seja, é um cabo só para recarregar a sua bateria, e chances maiores de você perder esse cabo se você for um usuário mais desorganizado.

2016-04-12 15.12.33

Aqui, o Razer Nabu X aposta na mesma fórmula já oferecida por outros modelos já disponíveis no mercado, incluindo a smartband da Xiaomi. A simplicidade dá o tom para fazer o que realmente importa, de forma objetiva e prática. Além disso, utilizar o smartphone como aliado é uma solução mais do que óbvia, já que todo mundo hoje carrega o smartphone consigo para qualquer lugar.

O Produto em Funcioamento

Não há muitos mistérios no funcionamento da Razer Nabu X. O produto cumpre o que promete, ou atende ao esperado: conta os passos do usuário, faz uma estimativa das calorias gastas e monitora o seu sono. A maioria desses dados podem ser analisados no aplicativo oferecido pela Razer para smartphones Android e iOS, o Nabu app, mas os três LEDs de notificação podem te dar um feedback preliminar sobre a quantas andam suas atividades.

the-apps

Por exemplo, se você alcançou os seus objetivos previamente estabelecidos no aplicativo, um duplo toque na área onde está o elemento quantificador, e os LEDs informam qual é o seu status, exibindo um, dois ou três LEDs que informam o quão próximo você está de alcançar a sua meta diária, simbolizando a porcentagem da meta alcançada (33% para um LED, 66% para dois LEDs e 100% para os três LEDS).

Mas o Razer Nabu X é também um “wearable social”, permitindo a “comunicação” com outros usuários que também estão utilizando uma pulseira dessas, trocando dados de suas atividades físicas, dados de contato pessoal e dados assimétricos de gameplay. Como não havia uma segunda pulseira dessas em minha região (ou talvez na minha cidade), essas funcionalidades não puderam ser testadas.

icons-brpt-rev

A pulseira pode compartilhar seus detalhes de contas do Facebook e do Twitter com outros usuários através de um simples aperto de mão, usando o modo Handshake (que atua através de proximidade), ou pelo modo Pulse, com qualquer pessoa portadora de uma pulseira Razer Nabu X em uma mesma sala.

A pulseira também conta com recursos de compartilhamento social no Nabu Gamers, um aplicativo que busca no local outros proprietários dessas pulseiras que também contam com contas no Steam. Os dados da Razer Nabu X podem ser exportados para outros aplicativos, incluindo o Google Fit e o MapMyFitness.

Por fim, a pulseira também pode notificar o usuário sobre algumas mensagens recebidas de aplicativos específicos, como e-mails, mensagens nas redes sociais e outras atividades que o usuário compreender ser importante para a sua rotina diária. Aqui, a boa notícia é poder deixar o smartphone no bolso por boa parte do tempo em que estiver realizando a sua atividade física ou profissional.

 

Bateria

Um ponto muito positivo do Razer Nabu X é a sua bateria. Com uma autonomia média de uma semana de uso, temos aqui uma vida útil bem aceitável, ainda mais se levarmos em consideração as suas dimensões e as funcionalidades integradas. A ausência de uma tela ajuda e muito nessas horas, e ter um dispositivo que só precisamos carregar uma vez por semana é algo que desejamos e muito em outros dispositivos, inclusive. E já me deparei com pulseiras cuja bateria não dura mais do que três dias.

2016-04-12 15.07.30

É claro que essa autonomia não chega ao mesmo nível de alguns dos seus concorrentes, que podem alcançar até 30 dias de uso contínuo de bateria. Por outro lado, entendo que essa pulseira consegue fazer um pouco mais do que as pulseiras quantificadoras tradicionais.

 

Conclusão

2016-04-12 15.12.25

A Razer Nabu X está aprovado. Faz até um pouco mais do que a maioria das pulseiras quantificadoras tradicionais, oferece uma boa autonomia de bateria, e tende a não ser tão cara quanto a própria marca Razer sugere. Aliás, outro fator a ser considerado é que não devemos nos prender à ideia de que esse é um “gadget para os gamers”, pois não é. Pode ajudar a vida desse grupo, mas é pensado no público em geral. Qualquer pessoa pode usar essa pulseira.

É um produto pensado nos geeks, nos gamers e nos esportistas. Para quem quer uma boa pulseira quantificadora para chamar de sua, ou para quem quer apenas um dispositivo que pode ajudar a melhorar um pouco a sua saúde, tirando um pouco o sedentarismo da vida do usuário.

Review | Razer Nabu Watch

by

razer-nabu-watch

O mercado ainda tenta introduzir de alguma forma os dispositivos wearables em nossas vidas. Ao mesmo tempo, esse mesmo mercado tenta definir para que serve de verdade essa tecnologia de vestir. Um desses produtos que tentam se consolidar dentro dessa categoria é o relógio inteligente (ou smartwatch), onde em alguns modelos já temos funcionalidades conectadas presentes em nossos smartphones, mas em uma dimensão diminuta.

Por outro lado, a maioria dos smartwatches sofrem de “crise de identidade”. Não se definem bem como um produto conectado (porque dependem de um smartphone para isso), não se definem como produto quantificador (porque temos as pulseiras esportivas que cumprem esse papel muito bem), e não se definem como relógio do dia a dia (já que as pessoas que hoje usam um relógio convencional não se conformam em ter que carregar um dispositivo quase todos os dias para ver as horas).

Logo, a Razer quis ir no caminho seguro de não lançar exatamente um smartwatch, e definir o Razer Nabu Watch como um “relógio tradicional inteligente”. Sim, pois apesar de trazer as funções mais básicas de um relógio tradicional, conta com funcionalidades que vão um pouco além dos seus adversários diretos.

Testamos o produto por duas semanas, e esse review mostra as nossas impressões sobre o relógio pensado nos gamers mais viscerais, que gostam de ter um acessório com linhas agressivas, com alguma tecnologia integrada e funcionalidade simples e direta. Eu mesmo prefiro contar com um relógio no pulso do que ter que tirar o smartphone do bolso de tempos em tempos. E acho que alguns leitores pensam da mesma forma, e podem se interessar por essa proposta.

 

Review em Vídeo

 

 

Características

2016-04-12 14.59.18

O Razer Nabu Watch é um relógio de pulso tradicional, com linhas agressivas e chamativas, e uma construção robusta. Particularmente, me agrada relógios assim. Acompanha mais o meu estilo (nem sei se vale a pena falar sobre isso nesse blog), mas entendo que design em um produto como esse é uma questão de gosto. Mas acredito que essa proposta da Razer é bem alinhada para o público-alvo que a marca possui.

Um dos predicados desse relógio é que, além da identidade visual da marca (algo que por si só já atrai o consumidor), a Razer pensou nos quesitos segurança e resistência para esse relógio. Toda a sua caixa é revestida com um material emborrachado, tornando o acessório resistente a impactos de até cinco metros de altura, além de uma resistência à água de até 5 metros de profundidade. Ou seja, o usuário recebe um relógio esportivo para as mais diferentes atividades, e sem o receio de ter o produto danificado em uma atividade mais exigente.

2016-04-12 15.00.02-2

Na parte traseira do relógio, temos uma proteção metálica, com o conector para recarga de sua bateria interna. Seus parafusos são proprietários, o que pode dificultar a manutenção do produto por terceiros, obrigando o envio do relógio para uma assistência técnica oficial e autorizada.

2016-04-12 14.59.35

A pulseira é outro ponto positivo do relógio. Conta com um material emborrachado de alta qualidade, e um mecanismo de fecho duplo, o que deixa o relógio bem preso ao pulso. Isso é excelente para algumas das finalidades onde mais imagino o relógio sendo utilizado: durante várias horas de jogatina, atividades esportivas, desafios extremos e a rotina diária das pessoas mais agitadas.

2016-04-12 14.59.42-2

Com uma pulseira assim, você dificilmente vai perder esse relógio. Apenas em uma situação igualmente extrema ou excepcional.

Razer_Nabu_Watch_std_04

O Razer Nabu Watch conta com cinco botões de controle. Um desses botões (o central), permite a interação com a tela OLED do dispositivo. Os outros quatro botões são de controle das funcionalidades do acessório, como por exemplo luz interna, ajuste de configurações, modo de uso e confirmar as funcionalidades alteradas.

Apesar de sua aparência robusta, esse relógio pesa apenas 79 gramas. Ou seja, é um acessório confortável para a rotina diária e para o uso durante as atividades esportivas. E isso é muito bem vindo em um acessório que também é pensado nas atividades de alta performance. Tudo o que não queremos é ter um acessório que nos incomode ou atrapalhe quando o que mais precisamos é nos concentrar no que estamos fazendo.

 

O Produto em Funcionamento

Como disse no começo do post, o Razer Nabu Watch pode ser definido como um “relógio tradicional inteligente”, e por alguns motivos. Para começar, a sua bateria é recarregável, e não é qualquer relógio que faz isso. Mas falaremos desse item mais adiante. Depois, ele combina em um relógio tradicional as funções quantificações, tão bem vindas e desejadas pelos esportistas.

2016-04-12 14.59.15

Tal e como esperamos de qualquer relógio que se preze, o modelo da Razer exibe as horas no fuso horário local e em vários outros locais do planeta, conta com cronômetro, temporizador, alarme e visor retroiluminado. Ou seja, O básico. Mas de quebra, também é capaz de contar os passos dados, calcular a distância percorrida e as calorias queimadas, analisar o tempo de atividade e repouso do usuário e outros parâmetros relacionados com a sua atividade física.

Todos esses dados são coletados através dos sensores integrados no relógio, que sincroniza essas informações com o seu smartphone através da conectividade Bluetooth, via aplicativo Nabu, que está disponível para as plataformas Android e iOS. Com esses dados, o usuário pode ter uma ideia sobre como está a sua rotina diária nesse aspecto, e vai poder analisar melhor no que precisa melhorar no seu treinamento e onde pode obter melhores resultados em um determinado procedimento de condicionamento físico.

apps

O aplicativo também é capaz de configurar algumas funções do relógio, além de permitir que o Razer Nabu Watch exiba as notificações de alguns aplicativos, como por exemplo notificações de e-mails e recebimento de alertas do Facebook, através de sua pequena tela OLED localizada na base do relógio. De quebra, o acessório conta com sistema de alertas por vibração, para que o usuário fique sabendo de forma bem discreta quando há novidades nos seus canais de comunicação.

 

Bateria

O Razer Nabu Watch conta com duas baterias integradas, que contam com finalidades bem específicas.

O modelo é um relógio tradicional, como qualquer outro. Logo, carrega consigo uma bateria tradicional, ou uma pilha no formato de moeda, que é substituível e possui autonomia de até 12 meses de uso. Tudo bem, ele não tem a mesma autonomia monstruosa que o meu relógio de uso diário, um Casio que possui uma bateria que pode durar até 10 anos. Mas entendo também que a proposta da Razer vai além do que simplesmente mostrar as horas. Logo, é uma bateria bem aceitável.

2016-04-12 14.53.21

A segunda bateria é responsável por alimentar a tela OLED e as funcionalidades inteligentes. É uma bateria não removível, mas que depois de duas horas de recarga completa (via cabo USB conectado ao computador), pode alcançar um uso de até sete dias (a autonomia pode variar de acordo com o comportamento de cada usuário). Para a recarga da bateria, a Razer oferece um conector proprietário, mas que pode funcionar não só com o PC mas também com um carregador compatível.

 

Conclusão

2988356-ces2016_razernabuwatch_gs

De um modo geral, o funcionamento do Razer Nabu Watch me agradou bastante. Deve agradar e muito os usuários que já estão habituados a utilizar um relógio tradicional, mas que querem contar com um acessório que ofereça um algo mais.

Para os gamers, pode ser uma boa pedida pelo fato de ser um produto cuja marca se alinha com o principal foco de interesse desse grupo consumidor. Sem falar que estamos falando de uma marca que já tem uma certa tradição dentro do segmento. Também é altamente recomendado para os esportistas, que procuram um relógio com design agressivo e algumas funcionalidades que mostram um pouco mais do que simplesmente exibir as horas.

Por fim, é o relógio recomendado para os usuários urbanos, que gostam de um design agressivo, ou que querem fazer uma certa graça junto com os amigos, mostrando um relógio com tela OLED integrada, que mostra as notificações recebidas do seu smartphone. E com uma autonomia maior que a maioria dos smartwatches tradicionais.

Razer lança no Brasil fones de ouvido da série Hammerhead

by

razer-hammerhead-pro-v2_1

A Razer anuncia a chegada ao Brasil do fone de ouvido Razer Hammerhead V2 e o headset Razer Hammerhead Pro V2, versões aprimoradas dos dispositivos intra-auriculares dessa popular série de acessórios.

Os dois lançamentos contam com estrutura reforçada com alumínio de aviação e cabo achatado, ideal para ouvir música e usar com dispositivos móveis. Tanto o modelo V2 quanto o headset Pro V2 foram projetados para oferecer melhor acústica e têm níveis de graves ainda mais poderosos do que seus antecessores. Ambos possuem drivers de áudio de 10mm, 20% mais potentes que os da linha original.

O Razer Hammerhead Pro V2 conta com três botões de ação rápida acoplados ao microfone embutido no cabo e compatíveis tanto com dispositivos com sistema operacional iOS quanto Android. Além disso, oferece três tamanhos de protetores de ouvido para maior conforto e versatilidade, e um adaptador de separação de canais que permite a conexão em dispositivos com entradas independentes para áudio e microfone.

razer-hammerhead-pro-v2-lifestyle-1

Já o Razer Hammerhead V2 possui pontas de fone intercambiáveis, e novo design, desenvolvido para usuários que buscam uma solução de áudio simplificada em dispositivos móveis sem abrir mão da qualidade acústica, conforto e durabilidade.

Acompanha:
– Separador de cabo de áudio e microfone para uso no computador (apenas no modelo Pro V2)
– Três pares de protetores de ouvido de tamanhos diferentes
– Pontas de fone intercambiáveis com bi-flanges
– Estojo para transporte

Conexão de áudio e microfone:
– Dispositivo com conector de áudio banhado a ouro de 3.5 mm (no modelo V2)
– Dispositivo com conector de áudio e microfone banhado a ouro de 3.5 mm (no modelo Pro V2)

Preço:
– Razer Hammerhead Pro V2 – R$ 549
– Razer Hammerhead V2 – R$ 379

Disponibilidade no Brasil: Maio de 2016

lifestyle-razer-hammerhead-pro-v2-5

Novo notebook Razer Blade é mais potente e barato

by

Razer_Blade_01_FA4-ed

A Razer aproveitou a Game Developers Conference para apresentar os seus novos produtos. O primeiro deles é o novo notebook gamer Razer Blade em sua quinta geração.

O portátil conta com tela de 14 polegadas (3200 x 1800 pixels), processador Intel Core i7 com 16 GB de RAM DDR4, gráficos GeForce GTX970M com 6 GB de VRAM e SSD PCIe, teclado retro-iluminado com tecnologia Chroma, chassi de alumínio com CNC, que reduz a espessura para menos de 1.9 centímetros e apenas 1.9 quilos de peso. Outra novidade é a porta USB Type-C que emascara um conector Thunderbolt 3.

razer-blade-2016

O lançamento da nova geração do Razer Blade vem acompanhado de uma redução no preço do equipamento, passando dos US$ 2.400 para os US$ 2.000 na versão com 256 GB de armazenamento em SSD (US$ 2.200 para o modelo com 512 GB). As reservas já estão disponíveis, e os primeiros envios aos compradores começam a partir de abril.

razer-blade-2016-02

Razer Nabu Watch promete colocar os gamers em forma

by

razer-nabu-watch

A Razer apresentou na CES 2016 o Razer Nabu Watch, seu primeiro smartwatch.

O dispositivo conta com um sistema de notificações centrado especialmente na atividade física do usuário. O produto chama a atenção por oferecer uma autonomia de bateria de até 12 meses, com a ajuda de uma pilha removível, o que pode significar uma grande vantagem frente outras soluções do mercado. Porém, é preciso levar em consideração que tal autonomia só alimenta a tela central, que exibe o relógio, o cronômetro, o alarme as funções clássicas de um relógio de pulso.

A segunda tela fica encarregada de exibir as notificações relacionadas com chamadas perdidas, dados de fitness e a comunicação com outros relógios. Esta última função é a que permitirá a troca de dados com a nossa conta do Facebook ou Twitter com outros usuários com um simples choque das mãos, como acontece com outras pulseiras.

O Razer Nabu Watch está disponível em duas versões: uma padrão, fabricada em policarbonato, com preço de 179,99 euros, e outra de aço inoxidável na cor preta, a Premium, que custa 239,99 euros. Os dois modelos já podem ser encontrados no mercado.

Preço sugerido no Brasil (edição padrão): R$ 999
Disponibilidade (edição padrão): Segundo trimestre de 2016

Características do produto:

● Bateria substituível com vida útil de 12 meses (Bateria do tipo CR2032)

● Sinalização a cada hora

● Cronômetro de 1/100 segundos

● Capacidade de mensuração: 23:59’.59.99’’

● Calendário automático

● Padrão de 12 ou 24 horas

● 3 tipos de alarmes

● Sincronização de horário com o celular

● Tela secundária (hardware Nabu):

● OLED 128×16 single color

● Acelerômetros 3-axis

● Motor cilíndrico de vibração

● Botão único

● Bateria de polímero de lítio com vida útil de até 7 dias

● Resistência à água (5ATM)

● Carregamento via porta USB

● Sincronização wireless com dispositivos móveis via BLE

● Sistemas necessários:

● iPhone 5/5S/6/6 Plus/6S/6S Plus com iOS 8 (ou superior)

● Android 4.3 (ou superior) com Bluetooth Low Energy (BT 4.0 ou superior)

Razer Blade Stealth, um notebook com gráficos externos

by

razer-gaming-systems-blade-pro-r5

A Razer apresentou na CES 2016 o Razer Blade Stealth, um notebook de alto desempenho que oferece um conceito totalmente novo, apostando no uso de placas gráficas externas, através de um conector Thunderbolt 3.

O preço inicial sugerido do produto é de US$ 999. O Razer Core, acessório que permite o uso dos gráficos externos, deve ser adquirido separadamente. As especificações do Razer Blade Stealh são:

– Tela IGZO de 12.5 polegadas (16:9) touch
– Versão com QHD (2560 x 1440 pixels) com 128 GB de SSD/256 GB PCIe
– Versão com UHD (3840 x 2160 pixels) com 256 GB de SSD/512 GB PCIe
– Processador Intel Core i7-6500U de dois núcleos (2.5 GHz/3.1 GHz)
– Gráficos Intel HD Graphics 520
– 8 GB de RAM dual-channel (LPDDR3-1866 MHz)
– Windows 10 (64 bits)
– Wireless-AC (802.11 a/b/g/n/ac + Bluetooth 4.1)
– Thunderbolt 3 (USB-C)
– Duas portas USB 3.0 (SuperSpeed)
– Webcam integrada (2.0 MP)
– Teclado anti-ghosting, com sistema de iluminação Chroma
– HDMI 1.4b audio and video output
– Alto-falantes integrados
– Conector para fones de ouvido 3.5 mm
– Microfone integrado
– Platform Module (TPM 2.0)
– Adaptador de corrente 45W USB-C
– Bateria interna de 45 Wh
– Dimensões de 13.1 mm x 321 mm x 206 mm
– Peso de 1.25 kg

Já o Razer Core se conecta via Thunderbolt 3 (cabo incluído), e suporta qualquer placa gráfica de dois slots tipo PCI-Express x16 de até 375W. Suas dimensões são de 152 x 44 x 310 mm, com quatro portas USB 3.0 (SuperSpeed), conector Gigabit Ethernet, duas zonas de iluminação Chroma e fonte integrada de 500W.

Um produto interessante, apesar de dirigido para os usuários com propósitos mais específicos e exigentes. Afinal, são US$ 1.000 do notebook, mais o preço do Razer Core, mais o preço da placa gráfica de sua escolha. A brincadeira sai um pouco mais salgada nesse caso.

 

Via Razer

Lenovo Y900 ‘Razer edition’ chega ao mercado em junho, por US$ 2.299

by

lenovo-razer-edition

A Lenovo informa que o desktop Lenovo Y900 ‘Razer edition’ chegará ao mercado em junho, com um preço inicial sugerido de US$ 2.299, acompanhado de um teclado mecânico (Blackwidow Chroma) e um mouse (Mamba Chrome), ambos pertencentes à família Razer Chroma.

No seu interior, o desktop pensado nos games conta com um processador Intel Core i7 de sexta geração, até 32 GB de RAM DDR4, duas gráficas NVIDIA GTX 970 SLI e disco rígido de 2 TB, acompanhado de um SSD de 256 GB.

A etiqueta ‘Razer edition’ chega com a incorporação do sistema de luzes característico dos produtos da Razer, permitindo configurar o tom da iluminação com a ajuda do software que a marca já usa nos seus dispositivos. Além disso, o desktop pode ser equipado com um monitor de 27 polegadas curvado, o Y27G, uma edição também personalizada com as luzes da empresa, com taxas de refresh de 144 Hz e compatibilidade com a tecnologia G-sync da NVIDIA. O monitor custa US$ 600, e chegará ao mercado em junho.

Razer reduz o tamanho do alto-falantes Leviathan, para que você o leve para qualquer lugar

by

razer-leviathan-mini

A Razer acaba de anunciar o Razer Leviathan Mini, uma caixa de som portátil com excelente qualidade de áudio e a facilidade de ser usada em qualquer lugar.

O Razer Leviathan Mini possui drivers duplos capazes de produzir graves profundos e agudos muito nítidos por até 10 horas seguidas de funcionamento, desempenho inigualável entre produtos da mesma categoria. Além disso, é possível sincronizar dois Leviathan Minis e produzir um verdadeiro ambiente de som estéreo e wireless por meio do software Combo Play.

A mini caixa de som da Razer pode se conectar a smartphones, tablets e outros dispositivos a uma distância de até 9 metros via Bluetooth v4.0, que possui a premiada tecnologia aptX capaz de reproduzir o som com qualidade similar a de CDs. Já a função One-touch NFC possibilita o emparelhamento sem fio de dispositivos ao simples toque de um botão com velocidade ultrarrápida e totalmente silenciosa.

Como conta com microfone embutido reforçado pela tecnologia Clear Voice Capture, o Razer Leviathan Mini ainda possui funcionalidade de comunicação por voz, e, para facilitar seu transporte, vem com um case de proteção.

Além do Razer Leviathan Mini, a Razer também possui a sound bar Razer Leviathan, que oferece som surround virtual 5.1 e qualidade premium de áudio para uma série de aplicativos – desde games para PCs quanto configurações de consoles -, ideal para jogar, assistir a filmes ou ouvir música.

Preço sugerido no Brasil: R$999
Disponibilidade: Março de 2016

 

Características do produto:

● Graves poderosos e agúdos nítidos e um produto totalmente portátil

● Bluetooth com tecnologia aptX para maior fidelidade de áudio em execução de música wireless

● Bateria com vida útil de até 10 horas seguidas de uso

● Software Combo Play para verdadeira experiência estéreo wireless

● Design compacto e case de proteção para transporte seguro

● Microfone reforçado por tecnologia Clear Voice Capture

● Tamanho : 54 mm (comprimento) x 185 mm (largura) x 55 mm (altura)

● Peso: 538g

Razer e Lenovo unem forças para lançar PC gamer

by

lenovo-razer-pc-gamer-01

A Lenovo e a Razer fecharam um importante acordo para a fabricação de PCs especificamente desenvolvidos para os gamers, e os primeiros lançamentos devem chegar ao mercado já em 2016.

Os novos modelos recebem o nome Special Razer Edition, e o primeiros modelos podem ser vistos nas imagens desse post. O acabamento indica claramente que o produto passou pelas mãos da Razer, não só pela estética agressiva, mas pela utilização de luzes multicoloridas.

lenovo-razer-pc-gamer-02

Em linhas gerais, o modelo é muito chamativo e atraente na sua estética, mas não temos detalhes sobre suas especificações técnicas. Só sabemos que ele vai receber os gráficos da NVIDIA. A apresentação oficial dos primeiros equipamentos pode acontecer na CES 2016, de modo que não teremos que esperar muito para que Lenovo e Razer revelem mais detalhes sobre as especificações técnicas e os preços.

lenovo-razer-pc-gamer-03

Via SlashGear.