Arquivo para a tag: q3 2015

Digitimes: Samsung lidera venda mundial de smartphones no terceiro trimestre de 2015

by

Galaxy-S6-teaser

Os últimos dados da Digitimes Research indicam que a Samsung foi quem mais vendeu smartphones durante o terceiro trimestre de 2015, com aproximadamente um quarto das vendas totais.

As vendas de smartphones aumentaram em 7.7% em relação ao mesmo período do ano passado, com um crescimento de 10.5% em relação ao trimestre anterior. Se a tendência continuar, o último trimestre de 2015 pode registrar vendas totais de 396.8 milhões de smartphones, um aumento de 20% em comparação com o período anterior, e de 10.1% em relação ao ano de 2014. Se o prognóstico estiver correto, serão 1.326 bilhão de unidades vendidas.

 

Samsung e Apple no topo

Mais uma vez, Samsung e Apple seguem como os maiores vendedores, com a liderança para os coreanos com 25.6% das vendas de todo o planeta entre os meses de julho, agosto e setembro de 2015. A Apple fica com a segunda posição, com 14.5%. Em terceiro temos a Huawei, com 7.4%  e crescimentos progressivos. Lenovo (4.8%) e LG (4.5%) completam o top 5.

Na sequência temos a Xiaomi (3.8%), seguida pela BBK (3.5%), TCL (3.3%), Oppo (3.2%), ZTE (2.5%) e Sony (2%). A Microsoft só está na 12ª posição (1.7%), na frente da Meizu (1.7%), Coolpad (1.5%) e Asus (1.4%).

Os números mostram que, apesar dos quase 7 bilhões de smartphones presentes no mundo, as vendas seguem aumentando progressivamente, algo que é surpreendente. O maior volume de vendas está nos segmentos de linha média e alta, e Samsung e Apple seguem imbatíveis, com grande distância em relação aos demais. A Huawei cresce vertiginosamente, com 27.4 milhões de unidades vendidas no terceiro trimestre de 2015, um aumento de 63% em relação ao mesmo trimestre de 2014. A empresa prevê alcançar um crescimento inter-anual de 9.3% no final de 2015.

 

Via PhoneArena

Gartner: 98% do mercado é concentrado pelo Android e iOS

by

smartphones-e-tablets

O terceiro trimestre de vendas de 2015 chegou ao fim, e todos os principais fabricantes apresentaram os seus resultados financeiros. A Gartner então decidiu fazer um relatório para ilustrar tudo, e vemos que as coisas não mudaram muito: o iOS e o Android dominam o mercado, mas temos ganhos interessantes de empresas como a Huawei, e um crescimento geral do mercado.

O mercado cresceu 15.5% por conta da demanda de smartphones acessíveis, principalmente nos mercados emergentes. As vendas totais de smartphones alcançaram a marca de 353 milhões de unidades em três meses (julho, agosto e setembro), e esse número sobre para 478 milhões, se falamos de todos os tipos de smartphones.

Índia, China e Indonésia são mercados com um volume enorme de clientes em potencial, que estão trocando de smartphones constantemente. Aqui, o Android prevalece, capitaneado por marcas como Samsung ou Huawei.

gartner-smartphones-q3-2015

As marcas que operam localmente com preços muito competitivos são as que tem muito a ganhar. Nomes como Micromax, ZTE, TCL, Oppo ou BBK entram no top 10 da Gartner.

As duas primeiras posições do ranking seguem com Samsung e Apple, aumentando as vendas e mantendo as suas cotas de mercado. Atrás das duas, vemos pela primeira vez a Huawei, que experimenta rápido e interessante crescimento.

A Samsung vendeu 27 milhões de unidades no trimestre, 11 milhões a mais do que no ano passado, o que fez com que a empresa ganhasse 2.5% de cota de mercado. A Huawei funciona muito bem na China, superando a Xiaomi no país, além de experimentar um forte crescimento na Europa.

vendas-smartphones-q3-2015

A Samsung atualizou bem o seu catálogo, e teve boa acolhida. A Apple também foi muito bem, apesar de contar apenas com dois smartphones. No próximo trimestre, devem ir ainda melhor.

O Android cresceu 8.2% nos mercados considerados como “maduros”. Já nos emergentes, o sistema da Google cresceu 18.4% no último trimestre. Ou seja, o Android segue ampliando suas vendas e cota de mercado, e já é bem difícil que ele faça mais do que isso. Por outro lado, é a opção que melhor se adapta ao tipo de dispositivo vendido nos mercados emergentes.

O crescimento do iOS também é significativo, ainda mais com tão pouca oferta e preços tão altos. Já o Windows caiu mais 3%. Pior ainda é a BlackBerry, com 0.3% de cota de mercado.

Também há espaço para saber como está o mercado envolvendo qualquer tipo de telefone móvel. É interessante ver como Microsoft, LG ou outras marcas chinesas e indianas podem se meter no ranking.

worldwide-mobile-q3-2015

 

Via Gartner

Microsoft no 3º trimestre de 2015: menos Windows Phone, mais Azure e Office

by

microsoft-headquarters

A Microsoft anunciou ontem (22) os resultados financeiros do terceiro trimestre de 2015, mostrando quedas nos setores de consumo e crescimento em tudo o que é relativo ao negócio na nuvem e aplicativos profissionais. Além disso, a empresa anunciou mais uma leva de demissões, com 1.000 funcionários que serão dispensados.

São os primeiros resultados sob a nova estrutura de relatório financeiro da Microsoft, que reduz a três seguimentos que mostram o foco de Nadella com a empresa. Os lucros totais em 12 meses caíram de US$ 23 bilhões para US$ 21.6 bilhões, mas o lucro líquido aumentou para US$ 4.62 bilhões. Os dados superaram as previsões dos analistas, o que fez com que as ações da Microsoft subissem em 6%.

Vale destacar o forte aumento nos negócios relacionados ao Azure (duplicou no último ano), o aumento dos lucros pelo Office (5%), e o aumento de assinantes do Office 365 (de 3 milhões para 18.2 milhões), além do Dynamics, que cresceu 12%. O segmento Intelligent Cloud, que inclui produtos e serviços para servidores, acumularam US$ 5.9 bilhões, com um aumento de 14%, já descontando o impacto da variação do dólar.

Já a divisão More Personal Computing registrou queda de 17% em um ano (US$ 9.4 bilhões). As vendas de licenças Windows caíram 6%, os as vendas do Surface passaram de US$ 908 milhões para US$ 672 milhões, e os ingressos do segmento Windows Phone despencaram 54%. As vendas do hardware Xbox também registraram queda, mas o número de usuários registrados na Xbox Live aumentou em 6%, gerando US$ 39 milhões em vendas.

O relatório confirma a tendência dos últimos meses: as licenças Windows OEM seguem caindo na mesma medida que o mercado de PCs sofre queda nas vendas. Os resultados financeiros da Intel e AMD também confirmam isso. A queda de vendas do Surface é explicada pela espera do consumidor pelos novos produtos, e tanto o Surface Book como o Surface Pro 4 devem recuperar terreno nos próximos trimestres.

Sobre o Windows Phone, o fiasco continua. A nova estratégia contempla poucos smartphones Lumia, mas dispositivos melhores, com Windows 10 Mobile e a ajuda de parceiros, como a Acer (com o Jade Primo). A queda do hardware Xbox é motivada pela queda de produção e distribuição do Xbox 360, que deve ser descontinuado em breve. Já o Xbox One segue recuperando terreno diante do PS4.

Via Microsoft

Cota de mercado de smartphones da Samsung abaixo dos 25%, segundo a TrendForce

by

samsung-galaxy-s6-edge

Segundo a TrendForce, a Samsung terá pela primeira vez em anos uma cota de mercado trimestral de smartphones abaixo dos 25%.

O momento da Samsung é complicado. Avaliando a sua linha mais alta, ela foi renovada de forma contundente, com quatro modelos novos em poucos meses (Galaxy S6, Galaxy S6 Edge, Galaxy S6 Edge+ e Galaxy Note 5). Tem variedade, boa aparência, mas não podem competir em vendas com o onipresente iPhone.

vendas-samsung-q3-trendforce-01

Olhando para os dados da TrendForce, a Samsung segue líder do mercado, mas com queda na cota de mercado se comparado com o segundo trimestre de 2015, ficando com 24,6%. A Apple também registrou queda de praticamente 2%, ficando com 13,7%.

Nas estimativas do estudo, o Galaxy S6 deve vender mais de 50 milhões de unidades antes do final de 2015, número que foi atualizado para menos (aproximadamente 40 milhões). Parte da culpa dessa queda seria da própria Samsung, que divide as suas vendas entre os vários modelos Galaxy.

No caso da Apple, a coisa parece ser por conta do período do ano. Com os novos iPhone 6s e iPhone 6S Plus no mercado, é uma questão de tempo para essa cota aumentar (ou pelo menos para as vendas melhorarem).

Por outro lado, Huawei e Lenovo/Motorola melhoraram seu desempenho, por conta do mercado chinês. Aliás, a Huawei é a primeira a vender 100 milhões de smartphones em um país em um ano.

vendas-samsung-q3-trendforce-02

Via TrendForce

Windows 10 não evita nova queda nas vendas dos PCs

by

notebook-teaser

Dados da IDC e da Gartner coincidem sobre os dados de vendas de PCs no terceiro trimestre de 2015, e apesar de algumas discrepâncias em pontos ou quantidades, o resultado final é o mesmo: as vendas caíram aproximadamente 10% em todo o planeta, com os mesmos protagonistas.

A Gartner informa que a queda nas vendas de computadores no período é de 7,7%, com 73,7 milhões de unidades. Os líderes de vendas (pela ordem) são Lenovo, HP, Dell, Apple e Acer. Na tabela abaixo, vemos como Apple e Dell são as únicas que melhoraram os seus números em relação ao mesmo período do ano passado.

vendas-pc-q3-2015-01

A IDC não mostra a melhora de algumas empresas. Para ela, todas tiveram resultados piores do que em 2014, com perdas maiores para ASUS e Acer. Nesse relatório, vemos a mesma ordem nos fabricantes, mas as vendas são inferiores, com 71 milhões de unidades. A queda registrada foi de 10,8%.

Três empresas se destacam das demais em vendas: Lenovo, Dell e HP, que superam as 10 milhões de unidades vendidas. É curioso ver que as quatro primeiras (com a Apple) são as que melhor mantém suas posições, e as quedas mais acentuadas aparecem a partir da quinta posição.

No caso da Lenovo, líder do setor, sofre pela falta de aumento nas vendas na Ásia-Pacífico, que foi moderada por um bom comportamento nos Estados Unidos (com muitos lançamentos de híbridos), sem falar na variação da cotação do dólar, que afetou diversos mercados.

vendas-pc-q3-2015-02

Os analistas indicam que a situação pode melhorar quando o Windows 10 deslanchar. No quarto trimestre de 2015, veremos vendas melhores motivadas pelo crescimento do sistema da Microsoft, e também pela nova leva de processadores da Intel (Skylake).

Para os fabricantes, não é tão simples mudar de geração de hardware. É preciso ajustar os preços ao longo de 2016 para que eles não mudem em relação ao que eles oferecem agora, atualizando as novas configurações. As vendas se estabilizarão em 2016, com quedas menos acentuadas.

surface-pro-4-surface-book

Sobre a Apple, a Gartner aponta a empresa como a única “vencedora”, considerando os melhores resultados de 2015 em relação ao ano passado. O aumento nas vendas foi de 1,5%, com uma cota de mercado de 7,6%.

A IDC discorda da Gartner. A queda da Apple nas vendas foi de 3,4%, mas mantendo a cota de mercado. Desde o terceiro trimestre de 2013, a empresa não registrou um “crescimento” tão lento, e também culpam o dólar nas vendas fora dos Estados Unidos.

Via IDC, Gartner