Arquivo para a tag: publicidade

A publicidade da LG detecta que você está utilizando um smartphone da concorrência (e te convida a comprar um LG G2)

by

htc-banner

Adoramos estratégias de marketing que quase beiram à trollagem contra os seus concorrentes. A LG já demonstrou que tem essa habilidade, quando decidiu colocar outdoors gigantes em Nova York, em locais estratégicos, para promover o seu então recém lançado Optimus G, praticamente nos mesmos locais onde a Samsung promovia o lançamento do Galaxy S4. Agora, eles estendem o efeito para os demais fabricantes.

A última façanha veio da agência de publicidade M&C Saatchi, que ficou encarregada em desenvolver o novo banner de publicidade da empresa (que você vê na foto acima). Mas, longe de ser uma simples animação que tenta chamar a sua atenção, o banner consegue na prática identificar qual é o telefone que está exibindo a sua propaganda, e utilizar essa informação para promover o recente lançamento da empresa, o LG G2. Mais: dizendo que o G2 é melhor que o telefone que o usuário utiliza para visualizar essa propaganda.

No exemplo acima, temos um HTC One, que foi detectado pelo banner, que por sua vez informa ao usuário que, com o LG G2, o usuário poderia ter pelo menos 30% a mais de bateria. Simplesmente genial, e até mesmo divertido.

Não dá para dizer que teremos um grande número de usuários convencidos em trocar o seu atual dispositivo por um modelo da LG, mas podemos dizer que, dessa vez, eles foram no mínimo muito inteligentes ao adotar essa estratégia. Veremos o que os seus principais concorrentes responderão ao ataque frontal dos coreanos. Aliás, frontal e incisivo: o pesadelo de todo mundo é ver uma propaganda do rival dentro do seu produto.

Via AdAge.com

Instagram vai começar a exibir publicidade para os usuários dos Estados Unidos

by

insta

Cedo ou tarde, todas as empresas precisam buscar uma maneira de ganhar dinheiro. E mesmo vivendo sob a tutela do Facebook, o Instagram não é uma exceção. Por isso, a rede social voltada para a publicação de fotos e vídeos anunciou que vai começar a veicular publicidade nas fotos apresentadas.

A integração do sistema de publicidade vai começar “em alguns meses” nos Estados Unidos, e eles antecipam que os anúncios comerciais “serão tão naturais para o Instagram como as fotos e vídeos apresentados hoje”. A empresa informa ainda que os usuários terão toda a liberdade de configurar a exibição dessa publicidade, que será muito similar ao que é apresentado hoje no Facebook, e lembra que cada pessoa segue sendo dona de suas fotos e vídeos.

Ainda que faça sentido o fato do Instagram utilizar a publicidade para monetizar o seu negócio, fica bem claro que esta é uma medida um tanto quanto delicada, uma vez que se isso for mal implementado ou se abusos forem cometidos, o serviço pode fatalmente perder usuários.

Por enquanto, não há nenhuma comunicação oficial sobre a inclusão de publicidade para os usuários brasileiros do Instagram. Pelo menos por enquanto, as mudanças só são válidas para os usuários dos Estados Unidos.

Via Instagram

Como funciona os novos anúncios localizados no Google Mapas para smartphones?

by

anuncios-locais-google-maps-mobile

Os serviços da Google não são de graça, e você já deve saber disso a essa altura do campeonato. Nenhum serviço ou aplicativo da gigante de Mountain View se paga com downloads ou joínhas, e sim com publicidade. Todas as ferramentas deles são monetizadas com pequenos anúncios que invadem, cedo ou tarde, os seus serviços. E a partir de agora, sempre que você procurar um endereço de um determinado local do Google Mapas, você vai ver uma propaganda de algum estabelecimento da região correspondente.

A Google anunciou que os aplicativos do Google Mapas para iOS e Android receberão em breve mais uma atualização, cuja a principal novidade será a exibição de publicidade durante as buscas de endereços. Isso pode ser algo bem chato, então, para tentar limpar a barra deles, um post publicado no blog oficial do aplicativo explica como tudo vai funcionar.

Quando você fizer uma busca no Google Mapas e enquanto você se desloca para o seu destino, um pequeno quadro de cor mais clara, com um título e a etiqueta AD vai aparecer, indicando que é um anúncio de algo que está naquela região, com uma breve descrição do que se trata. Aqui também será indicado quanto tempo vai levar para você chegar à esse local em questão, caso você resolva mudar a sua rota para lá.

Para ver mais informações sobre aquele local, basta você clicar sobre o quadro, para ver mais informações. Aí sim, uma janela maior vai mostrar dados como críticas ao estabelecimento (positivas e/ou negativas), pontuação (ranking), reviews, análise e opiniões via Zagat, e outros dados como o link para a página oficial, ou para compartilhar aqueles dados com as redes sociais.

Os anúncios serão gerados via AdWords, e os anunciantes interessados deverão pagar os anúncios no formato CPC (Custo Por Clique). A Google não informou quando que os anúncios vão começara a aparecer para os usuários, mas já é de se imaginar que sua frequência vai depender das campanhas que serão inseridas em determinados locais do planeta.

Se por um lado o recurso pode ser bem útil na hora de conhecer estabelecimentos em locais que você não conhece (principalmente durante as férias), por outro, o recurso pode ser intrusivo, uma vez que reduz a área útil do aplicativo no smartphone. De qualquer forma, ele está aí. E vai ter muita gente reclamando e elogiando a chegada do recurso.

Via Google AdWords

Apple estaria desenvolvendo uma tecnologia para pular propagandas nos canais pagos

by

xappletvipad.jpg.pagespeed.ic._L89gNW1Cy

No começo, o Apple TV nada mais era do que um passatempo para a Apple. Depois, passou a ser uma “área de grande interesse” para Tim Cook e seus comparsas, e agora, estaria a ponto de se transformar em um negócio sério da empresa. Quem informa é Jessica Lessin, ex-jornalista do Wall Street Journal, que garante que a empresa de Cupertino pensa em adicionar recursos mais completos ao produto.

Segundo indica Lassin, a Apple está negociando com as empresas de TV a cabo dos Estados Unidos para oferecer uma tecnologia que permitiria que o assinante evitasse os anúncios comerciais exibidos durante a programação. Por meio de um “equipamento decodificador ou por uma TV da Apple”, seria possível pular os espaços publicitários, pagando é claro um valor adicional.

Esse valor pago seria destinado aos provedores de conteúdo, e no final, os fundos do aluguel do serviço se repartiriam entre as empresas que não podem mostrar os seus anúncios e os criadores de conteúdo. Dessa forma (e no entendimento da Apple), nenhuma das partes seria prejudicada pela ausência de visibilidade de sua marca ou produto durante a reprodução de um programa gravado pelo assinante em um DVR.

Os detalhes sobre essa nova tecnologia ainda são muito escassos, e existe a possibilidade das informações de Jessica serem equivocadas. Caso as informações sejam verídicas, seria uma iniciativa de negócio completamente nova para a Apple, como também seria a primeira vez que a empresa se atreveria a melhorar um produto ou serviço existente desde a revolução musical criada com o iTunes (em relação aos downloads de música).

Via JessicaLessin.com

Twitter oferece detalhes sobre o seu novo modelo de publicidade

by

xtwitter-ads-1.jpg.pagespeed.ic.Ex6pU51GMb

A publicidade que vemos no Twitter é (supostamente) ajustada aos nosso gostos, baseando-se nas mensagens que publicamos na rede social. Porém, na prática, essa mesma publicidade não é algo muito chamativo ou interessante para a maioria dos usuários. Por esse motivo, o microblog vai começar os testes de um novo sistema de publicidade, que deve tornar os anúncios algo mais dinâmico e atraente para quem acessa o serviço.

Esse novo sistema não apenas vai considerar os comentários publicados pelos internautas, mas também vai coletar dados dos cookies do navegador e endereços de e-mail, para oferecer uma publicidade relacionada com os sites visitados pelos usuários. Pelo menos nessa primeira fase, essa nova mecânica de publicidade estará disponível apenas nos Estados Unidos.

Se por algum motivo você se incomoda com essa publicidade dirigida (e principalmente, se você se preocupa com as questões da privacidade dos seus dados), o Twitter esclarece que será possível desativar esse novo sistema a partir das opções de configurações de cada conta.

A ferramenta pode ter a sua utilidade. Para quem quer obter um bom preço ou uma promoção em produtos de uma determinada categoria (gadgets e eletrônicos, no nosso caso), saber que uma promoção está ativa naquele momento de forma prática e rápida pode representar alguma economia. Porém, muitas pessoas podem simplesmente se incomodar em ver as propagandas na sua timeline, principalmente se elas forem mais frequentes do que o desejado.

Via Blog Twitter

Motorola Moto X está chegando, e será “desenvolvido por você”

by

moto-x-ad

Personalização. Parece que essa é a palavra de ordem da Google com o Moto X, que já é mais do que oficial. O primeiro anúncio do novo smartphone da Google (pelas mãos da Motorola) foi liberado ontem (02), e deixa um recado bem claro para os futuros consumidores: você poderá deixar o dispositivo com a sua cara, atendendo as suas necessidades.

O anúncio é liberado um pouco antes do principal feriado nacional dos norte-americanos, o 4 de julho (dia da independência dos Estados Unidos). O anúncio destaca as vantagens que o novo smartphone da Motorola vai trazer, e enfatiza algo que a própria Motorola já destacou nos últimos meses, através das declarações dos seus executivos: o Moto X será fabricado nos Estados Unidos.

Esse aspecto pode ser importante por lá, não só pela questão de redução de custos de fabricação (que se convertem imediatamente em um preço final menor para o consumidor), mas também para uma maior agilidade na oferta do produto no mercado. Bom, pelo menos, na teoria.

Mas o ponto de maior destaque do Moto X é a possibilidade de personalizar o smartphone a nosso gosto. Não há maiores detalhes sobre o assunto, mas os rumores apontam que poderemos selecionar os componentes do nosso smartphone, criando a nossa unidade do Moto X de acordo com as nossas necessidades de uso diário.

Por exemplo, poderemos (na teoria) selecionar os componentes de hardware do dispositivo, como o processador, memória e, quem sabe, até mesmo a capacidade de bateria e sua tela. Também poderíamos escolher as cores do telefone. De novo: isso tudo é uma teoria. Nada foi confirmado, e temos que esperar o lançamento oficial da Motorola para confirmar ou não como será essa personalização, e a que nível.

O anúncio abaixo começa a ser veiculado hoje nos veículos de imprensa mais importantes dos Estados Unidos. E imagino que não vai demorar muito para sabermos quando o telefone vai efetivamente chegar ao mercado.

Moto-X-anuncio

Via IntoMobile, The Verge

Sharp apresenta uma monstruosa tela LED de 90 polegadas, que é capaz de exibir pessoas em tamanho real

by

É difícil de imaginar o quão grande é uma tela LED de 90 polegadas, mas podemos ter uma pequena noção disso, quando descobrimos que ela é capaz de reproduzir imagens de pessoas em tamanho real. O máximo que podemos fazer com nossa imaginação é sonhar que, algum dia, em um futuro distante, vamos ter uma tela dessas na sala de nossa casa, para assistir ao nosso filme predileto. E a Sharp acaba de tornar isso “um pouco mais próximo de nossa realidade”, com o anúncio do desenvolvimento da AQUOS TV, de 90 polegadas.

O aparelho foi apresentado em edição especial para o setor industrial, recebendo o nome de PN-R903, com o objetivo de que sua tecnologia LED e sua resolução a 1080p revolucione os painéis publicitários que estão espalhados nas principais capitais do planeta. É mais ou menos como se a Sharp quisesse que os painéis eletrônicos de publicidade da Times Square em Nova York ficassem ainda mais vivos para os seus visitantes.

Por causa de suas generosas dimensões, a TV é considerada a primeira tela LCD usada para fins publicitários que, na sua orientação vertical, pode exibir uma pessoa em tamanho real, levando em conta a referência os dados obtidos por uma pesquisa do serviço nacional de saúde do Japão, que determina que a altura média dos japoneses é de 157,5 cm para as mulheres, e 170,7 para os homens. Ou seja, eu mesmo não seria exibido por essa tela de corpo inteiro, mas não tem problema. Mais cinco polegadas, e eu apareço em uma tela de LCD.

A nova tela LED da Sharp não estará disponível no mercado antes de 28 de janeiro, data onde os interessados poderão adquirir o produto com um “preço aberto” (o que em uma linguagem mais mundana quer dizer “algo caro o suficiente para que apenas o 1% da população mais rica do planeta possa comprar”). Mas se tudo isso parece pouco para você, a fabricante também está preparando dois modelos para ambientes com dimensões reduzidas (a.k.a. a casa dos milionários), com modelos de 60 e 70 polegadas (PN-R603 e PN-R703, respectivamente), que só chegarão ao mercado depois de 25 de fevereiro.

Via Engadget

Google faz hoje mais dinheiro em publicidade do que toda a mídia impressa dos EUA

by

Não é de hoje que sabemos que a mídia impressa nos Estados Unidos vai mal. E, se olharmos para o Brasil, a coisa não é muito diferente. Nos dois países, jornais e revistas estão encerrando suas versões impressas, passando a adotar exclusivamente o formato digital para distribuir os seus conteúdos, pelo maior potencial de consumo e publicidade, além de gerar uma drástica redução de custos operacionais.

O que a gente não sabia era a dimensão disso.

Um novo estudo realizado pela empresa Statista revela que o Google faz hoje mais dinheiro em publicidade nos seus serviços online do que toda a mídia impressa dos Estados Unidos combinada. Ok, a diferença é muito pequena, mas uma empresa online conseguir lucrar mais em publicidade do que todos os jornais e revistas dos Estados Unidos é um sinal claro que vivemos em um período de transição, tanto no consumo quanto (e principalmente) nos investimentos de propaganda.

O estudo mostra que o Google conseguiu acumular mais de US$ 20 bilhões de lucros em publicidade nos primeiros seis meses de 2012, enquanto que toda a mídia impressa dos Estados Unidos gerou um pouco menos de US$ 20 bilhões em publicidade. A Statista também lembra que o Google tem apenas 14 anos de vida, e faz mais dinheiro na sua publicidade que veículos tradicionais e, em alguns casos, centenários.

A comparação pode ser injusta se observarmos o alcance dessas empresas. O Google em todo o planeta, enquanto que o The New York Times, por exemplo, possui um mercado bem mais restrito. Isso limita um julgamento pleno e científico da causa, mas ilustra claramente o poder que o Google tem em termos de publicidade, e o mais importante: mostra onde os investidores vão querer colocar o seu dinheiro.

Apesar dessa análise parecer ser muito positiva, as coisas não são tão animadoras para os lados da gigante de Mountain View. A empresa fechou o terceiro trimestre de 2012 com crescimentos abaixo do esperado para os padrões de Wall Street, registrando um lucro por ação de US$ 9.03, com uma receita de US$ 11.33 bilhões. As expectativas dos especialistas apontavam para um lucro por ação de US$ 10.65, com uma receita de US$ 11.86 bilhões. Além disso, o Google registrou uma queda anual de 15% nos custos por clique de suas publicidades, o que influi diretamente no valor final que os anunciantes pagam para a empresa a cada vez que um anúncio é clicado.

Mesmo assim, vale a mesma regra que falei no post da “crise” da Apple: eu gostaria de estar em crise como o Google está!

Via BGR.com

Facebook explica o seu novo sistema de publicidade

by

Sabemos que quando mencionamos as palavras “Facebook”, “publicidade” e “privacidade” em um mesmo post, muitos leitores já fecham a cara, desconfiados. E com razão. E foi justamente por causa desses que ficam com dois pés atrás com a rede social de Mark Zuckerberg que eles decidiram explicar melhor o que vão fazer no seu novo sistema de anúncios, para acalmar as almas mais exaltadas.

Por exemplo, no caso do Facebook Exchange, eles vão vender as oportunidades de publicidade em tempo real, de forma que as empresas tenham a oportunidade de promoverem suas marcas nos navegadores de usuários específicos, nos momentos mais oportunos. Nesse sistema, um anunciante pode pedir a presença no navegador de um cliente, transmitindo o hash de seu endereço de e-mail, que é obtido quando o usuário comprou algum produto ou serviço.

Com isso, o Facebook espera manter os usuários contentes, oferecendo uma opção para enviar queixas e comentários sobre uma publicidade específica. Eles ainda informam que o seu relacionamento com a Datalogix, empresa responsável por medir o êxito das campanhas de publicidade, foi auditada por uma terceira empresa, que se certificou que a privacidade do usuário será garantida por todo o processo.

O comunicado do Facebook conclui esclarecendo que “os anunciantes ajudam a manter o Facebook gratuito”, ainda que seja fato que não conhecemos praticamente ninguém que estivesse disposto a pagar para fazer parte de qualquer tipo de rede social.

Via Facebook

Propaganda “iLost” da Motorola usou endereços falsos de ruas, na tentativa de fazer o Apple Maps parecer ruim

by

Os Mapas da Apple são horrorosos. Até a Apple sabe disso, e estão fazendo o que podem para consertar o estrago, inclusive contratando ex-funcionários do Google Maps para trabalhar no seu projeto. De qualquer forma, todo mundo está aproveitando para dar porrada na empresa de Cupertino. Inclusive a Motorola, com a sua campanha “iLost”. Porém, ela não precisava ter colocado um endereço falso para ilustrar o quanto o Apple Maps era ruim.

A campanha acima mostra um Motorola Droid RAZR M localizando um endereço em Manhattan, em um mapa muito bem detalhado, e com riqueza de detalhes, através de uma imagem de satélite. Ao seu lado, temos um iPhone 5, que falhou na tentativa de localizar o mesmo endereço, posicionando o usuário em outra localização.

O único problema dessa campanha da Motorola é que o endereço que eles usaram como referência (315 East 15th Street, em Manhattan) simplesmente não existe, de acordo com o Serviço Postal dos Estados Unidos e segundo o departamento de construções da cidade de Nova York.

A Motorola se pronunciou sobre o assunto:

“As telas exibidas na propaganda #iLost com os respectivos screenshots com a localização não residencial dos mapas nos modelos Droid RAZR M e iPhone 5 são um mero exemplo. Os endereços utilizados na cidade de Nova York em nosso post está localizado no Goole Mas, assim como em três outros serviços concorrentes muito populares. As capturas de telas foram exibidas como exemplo para demonstrar de forma mais clara as imperfeições do Apple Maps em comparação ao Google Maps – imperfeições essa que são inúmeras e amplamente demonstradas na imprensa, e até mesmo em um Tumblr dedicado ao assunto“.

Via AppleInsider

Samsung acidentalmente promove o iPhone 5 em uma campanha no Facebook

by

Acidentes acontecem, não é mesmo? Quando alguém tem uma ideia de uma campanha, um resultado é esperado, mas isso não significa que o resultado vai sair como esperado. Foi exatamente isso que aconteceu recentemente com a Samsung. A página internacional da fabricante sul-coreana no Facebook fez uma pergunta simples para os seus seguidores na rede social: “Se você pudesse levar um único dispositivo eletrônico para uma ilha deserta, qual seria?”.

A página exibiu uma foto do Galaxy S III para “ilustrar” a pergunta, e “sugerir” a resposta. Porém, isso não ajudou muito. Se o pessoal do marketing da Samsung usou da indução para a resposta, os internautas usaram do sarcasmo, que beira à trollagem ou bullying (nesse caso, não há muita diferença entre os dois…). Das mais de 50 respostas dadas na enquete (até o momento da criação desse post), aproximadamente 40 indicavam como resposta “iPhone” ou “iPhone 5”, e um usuário optou pelo iPad.

Talvez essa reação “amistosa” dos internautas seja uma resposta à publicidade recentemente lançada pela Samsung, onde a empresa ataca diretamente o iPhone 5, mostrando todas as qualidades e itens adicionais que o Galaxy S III possui, e o novo smartphone da Apple deixa de fora. De qualquer forma, essa é mais uma prova que nem sempre as coisas saem como nós planejamos, não é mesmo?

Via BGR.com

[Vídeo] Alguns comerciais de lançamento dos modelos anteriores do iPhone. Para te colocar no clima

by

A Apple é conhecida por fazer vídeos promocionais dos seus novos produtos um tanto quanto usuais. E, para te colocar no clima do iPhone 5 que será lançado amanhã (12), temos abaixo alguns exemplos de memoráveis comerciais do iPhone produzidos pela equipe de marketing da gigante de Cupertino ao longo dos últimos anos.

iPhone 1 (o original)

iPhone 3G

iPhone 3GS

iPhone 4



iPhone 4S

Via IntoMobile

Novas do Angry Birds Space: sua chegada ao Windows Phone e a Agulha Espacial de Seattle que virou um estilingue

by

O CEO da Rovio, Mikael Held, anunciou que a última versão de Angry Birds vai chegar ao sistema operacional móvel da Microsoft. Mesmo sem data de lançamento, o executivo confirmou que eles estão trabalhando na versão de Angry Birds Space para o Windows Phone, e que o objetivo deles é “oferecer a melhor experiência possível para os usuários, incluindo todos os fãs que utilizam dispositivos com Windows Phone”.

Mas enquanto o Angry Birds Space para Windows Phone não chega, os mortais continuam sendo criativos. Em Seattle, para comemorar o lançamento do jogo, a famosa Agulha Espacial da cidade foi transformado em um estilingue gigante. Será que o objetivo deles é mandar o passarinho para o espaço? Ou apenas chamar a nossa atenção, para ter destaque em blogs como esse?

Via SlashPhone e Engadget

Rumor: Samsung Galaxy S III deve chegar ao mercado em abril

by

Muitos esperavam que a Samsung anunciasse o sucessor do Galaxy S II durante a MWC 2012 em Barcelona. E isso não aconteceu. Agora, rumores vindos da Coreia dão conta que a fabricante se prepara para fazer o lançamento do Galaxy S III no Reino Unido, aproveitando a proximidade dos Jogos Olímpicos.

A data do anúncio do modelo seria ainda neste mês de março, com lançamento para o mercado previsto para abril. Segundo o site BGR.com, o modelo a ser apresentado possui tela de 4.8 polegadas, com resolução a 1080p, um processador Samsung Exynos de 1,5 GHz, câmera traseira de 8 MP, câmera frontal de 2 MP, carcaça de cerâmica, conectividade 4G LTE e Android 4.0 Ice Cream Sandwich.

Vamos deixar claro que, por enquanto, ainda são rumores. Logo, devemos esperar com paciência até que a Samsung decida confirmar tais detalhes, além de uma data concreta.

Via BGR

Nokia N9 aparece em um vídeo publicitário

by

Apesar do Nokia N9 não ter sido anunciado oficialmente, podemos ver ele mais uma vez, para encantar com o seu design e nos confundir com o seu software. Em um vídeo publicitário conseguido pelo Pocketnow, podemos ver o N9 rodando um sistema operacional muito parecido com a versão Anna do Symbian, mas com elementos como uma barra de status e multitarefa, algo que não vimos antes. E, com esses detalhes, o SO que esse aparelho roda não tem nada a ver com o MeeGo que conhecemos. Por fim, se você gosta do som de Rick Springfield, aproveite, pois é o som que rola no áudio do vídeo do player abaixo.

via Pocket Now