Arquivo para a tag: projeto

Finalmente! Um carro que brilha no escuro!

by

650_1000_nissan-glow-in-dark-leaf

A tendência agora é fazer objetos brilharem no escuro, com o objetivo de reduzir custos de iluminação. Já vimos projetos de estradas com linhas iluminadas, ou ciclovias com pedras que brilham. Mas o denominador comum desses projetos está na Holanda, com a pintura especial orgânica, que foi aplicada em um carro, que fica iluminado na escuridão da estrada.

A Nissan está por trás do projeto, com o seu carro ecológico Leaf, revestido com essa pintura especial, fazendo com que sua carroceria brilhe de forma independente, e sem a necessidade de energia, seguindo a filosofia de baixo consumo energético e baixa emissão de elementos da atmosfera.

A pintura utilizada é uma mescla de materiais orgânicos e aluminato de estrôncio, que não possuem cheiro e são 100% biodegradáveis. Tais elementos absorvem os raios UV da luz solar durante o dia, para que ao cair da noite ele brilhe entre 8 e 10 horas sem a necessidade de outro tipo de energia.

650_1000_nissan-glow-in-dark-leaf-01

A pintura é capaz de permanecer no carro por até 25 anos, mantendo o mesmo efeito. Porém, isso tudo ainda é um projeto sem planos comerciais, já que a ideia é criar a consciência sobre o uso de energias renováveis.

A ideia é excelente. Ter um carro que brilha de forma independente em estradas pouco iluminadas pode ajudar a reduzir acidentes, além de ser um excelente aditivo para quem busca ter algo especial em seu carro. Não duvido que no futuro uma proposta similar apareça, ou que ao menos adesivos com essa combinação serão comercializados.

O seu velho smartphone pode ajudar a salvar a floresta amazônica

by

650_1000_selva

A Rainforest Connection é uma campanha publicada no site Kickstarter que alcançou o objetivo de seu financiamento, com uma proposta interessante de reciclagem de dispositivos: transformar velhos smartphones em “guardas florestais”.

A ideia é colocar telefones na África e na selva amazônica de modo que se forme uma rede de monitorização. Cada smartphone conta com pequenos painéis solares que alimentam sua bateria, e todos eles vão atuar como uma espécie de microfone ambiente, de modo que se alguém estiver cortando árvores de forma ilegal ou caçando animais em zonas protegidas, os guardas florestais humanos receberão um alerta, permitindo uma ação imediata no local.

Normalmente, as áreas a serem cobertas são muito grandes, e com a proposta da Reinforest Connection, cada telefone pode monitorar 1.5 km quadrado de área. E tudo isso aproveitando dispositivos que provavelmente iriam para o lixo. O som é enviado por GSM e um software detecta se são serras elétricas ou disparos. Até os painéis solares serão fabricados com materiais reciclados.

650_1000_como-funciona

O projeto levantam uma questão que tenta ser respondida dentro da própria campanha. Por exemplo, eles garantem que os dispositivos, uma vez instalados e camuflados, são muito difíceis de serem detectados. E, ao que parece, a cobertura GSM é suficiente para a cobertura do sinal para que o sistema funcione. Com os fundos arrecadados nesse momento, o sistema será instalado na África e no Amazonas. Se alcançarem os US$ 200 mil, ele estará disponível também na Indonésia.

Para quem não conseguiu contribuir financeiramente com a campanha, e possível colaborar doando o seu smartphone antigo. As informações sobre como proceder está na página da campanha na Kickstarter. Por enquanto, eles só utilizam smartphones com o sistema Android no projeto, mas eles aceitam todo o tipo de dispositivo para equipar os guardas e a equipe de apoio que trabalha na campanha.

Adam, a rede neural da Microsoft que tornará a Cortana ainda mais inteligente

by

adam-microsoft

A busca por imagens não é algo novo, mas ainda está limitada em muitos aspectos. Imaginemos um sistema que seja capaz de informar apenas através de uma foto de um cachorro registrada pelo smartphone (por exemplo) qual é a raça do animal, ou se uma planta focalizada na imagem é venenosa ou não, ou quantas calorias tem aquela foto do almoço que acabamos de enviar para o Instagram. Pois bem, a Microsoft quer esses resultados, com o desenvolvimento do Project Adam.

O Adam é um projeto que une inteligência artificial e máquinas capazes de aprender. Segundo o líder do projeto, Trishul Chilimbi, o objetivo dele e de sua equipe é criar uma rede de computação distribuída que seja capaz de aprender e responder questões mais complexas.

A primeira fase do projeto é centrada no reconhecimento de objetos de forma similar à tecnologia Firefly da Amazon, mas não só aplicada aos produtos da loja online, mas para qualquer coisa. A ideia é que o sistema seja capaz de analisar uma imagem e saber exatamente do que se trata. A base de dados inicial para esse estudo conta com 14 milhões de imagens, separadas em 22 mil categorias.

Apesar dos números, a infraestrutura do Project Adam é 30 vezes menor ao dos sistemas similares. Mas ela é escalável, e no futuro, ela não só será capaz de identificar as coisas, mas também responder perguntas indiretas sobre esses objetos. E é aí que o objetivo final não é outro senão tornar a Cortana algo ainda mais inteligente.

A Microsoft Research não revela datas para integrar o Project Adam em suas plataformas, mas ao que tudo indica, não deve demorar muito para o assistente de voz do Windows Phone ser mais esperto do que já é.

A seguir, temos dois vídeos que mostram melhor como funciona o Project Adam.

 

Via Microsoft Blog

Seed, um conceito onde o smartphone é o núcleo dos demais dispositivos

by

seed-smartphone-and-docking-concept_(4)

O conceito a seguir já está materializado em produtos como o ASUS Padfone, mas a ideia da Seed é levar essa integração para os demais dispositivos eletrônicos essenciais que nos rodeiam.

Seu conceito está no fato que os demais elementos não são autônimos, e o próprio smartphone faria o papel de “coração ” de todos eles, precisando a conexão do dispositivo para que ele possa funcionar (pelo menos no caso dos gadgets). A principal diferença dessa proposta é que ela usa o sistema operacional Ubuntu, e não o Android.

O primeiro passo é o mais óbvio: um smartphone que se introduz em um tablet. Depois, ele pode fazer parte de um computador pessoal ou televisor, se integrando dentro dos dispositivos (onde no caso do notebook ele faria o papel de trackpad), ou utilizando um dock (no caso da integração com a TV).

seed-smartphone-and-docking-concept_(3)

O vídeo no final do post mostra o Ubuntu e sua interface personalizada, que se adaptam aos diferentes tamanhos de tela e possibilidade de interação. Para o criador do projeto, é essencial que a loja de aplicativos conte com desenvolvedores que possam portar seus apps para os diferentes tamanhos de tela.

seed-smartphone-and-docking-concept

Sobre o smartphone em si, suas especificações consideradas ideais pelos seu idealizador contam com uma tela de 4.5 polegadas (HD, Gorilla Glass), chipset Qualcomm Snapdragon 805, 4 GB de RAM, 2.300 mAh de bateria, 128 GB de armazenamento e câmera de 13 megapixels. O seu tablet contaria com 8 polegadas, com tela Full HD e bateria de 4.400 mAh.

O Seed é uma ideia de Nick Rout, estudante de engenharia da informática da Universidade da Cidade do Cabo. Por enquanto, ele ainda está estudando os custos de desenvolvimento do projeto, mas vai tirar proveito dos sites de crowdfunding para alcançar as metas financeiras.

 

Via Seed

Conheça o Blocks, o smartwatch modular

by

650_1000_blocks-1

Primeiro, foram os smartphones. Agora, os smartwatches. Uma equipe de engenheiros e desenvolvedores colocaram adiante o projeto do Blocks, uma iniciativa para desenvolver smartwatches modulares.

Esse conceito permitirá em um relógio com alguns componentes essenciais podem ser compostos por módulos opcionais, que permitam a atualização de suas opções, além de adição de melhorias e expansão de recursos. Esses blocos permitem que cada relógio conte com opções sob medida para cada situação: mais bateria, geolocalização, tela, controle por gestos, sensores para quantificação pessoal, módulo para SIM cards, ou módulos de câmera de fotos.

A plataforma aberta que propõe esse desenvolvimento permite a elaboração de diferentes serviços e aplicativos para estes relógios inteligentes, e mesmo que ainda não exista um modelo real do produto, os responsáveis do projeto garantem que o Blocks já está em produção.

Ou seja, veremos em breve se o projeto realmente se torna realidade, e qual é o resultado desta solução modular.

 

Via Blocks

Conheça o Shortcut-S, o teclado para Photoshop que tem 319 teclas

by

shortcut-s-1

O Shortcut-S é um projeto que está em estágio de crowdfunding na Kickstarter, que tem como objetivo atrair os profissionais de edição de vídeo. Se trata de um teclado especialmente orientado para o Adobe Photoshop, mas também pode ser utilizado em ferramentas como o Corel Draw ou o Adobe Premiere.

Os responsáveis por esse projeto são um grupo de fotógrafos e designers profissionais da Romênia, Áustria e Canadá. Com esse teclado, eles querem melhorar a forma de trabalhar com o Photoshop com um singular teclado que tem nada menos que 319 teclas.

Cada uma dessas teclas corresponde às ferramentas, funções e filtros mais importantes, e o design não tem mais que 8 mm de espessura. A ideia aqui é evitar o uso de complexos atalhos do teclado, que obrigam o uso das duas mãos, permitindo assim que uma das mãos fique o tempo todo sobre o mouse.

O teclado ainda conta com 20 teclas configuráveis para funções, filtros ou macros de acordo com o gosto do usuário, e o dispositivo é compatível com os sistemas Windows e OS X. O preço inicial sugerido do produto é de US$ 89, e se a campanha na Kickstarter for bem sucedida, as primeiras unidades começam a ser enviadas aos compradores em julho de 2014.

 

Via Kickstarter

Uma chave USB que pode desbloquear senhas do Windows

by

usb-windows-key

Com grandes poderes vem grandes responsabilidades. Imagina o que você pode fazer com uma chave capaz de liberar a senha de inicialização de praticamente qualquer computador com Windows, sem precisar contar com as credenciais do usuário. Soa interessante, mas ao mesmo tempo, assustador. Dependendo da mente que terá posse dessa chave, muitos dados importantes podem ser acessados de forma inconveniente.

De qualquer forma, vale o registro que, nesse momento, existe uma campanha na Kickstarter para iniciar a produção de uma chave USB capaz de fazer exatamente isso: liberar as senhas de computadores com Windows. A pior parte é que os seus desenvolvedores estão pedindo apenas 10 libras para que essa chave seja entregue ao interessado, caso o projeto alcance o valor solicitado.

Por outro lado, os desenvolvedores também indicam a solução para essa grande brecha de segurança do Windows. Se você deseja evitar que qualquer pessoa não autorizada visualize as informações do seu computador com o uso dessa chave, tudo o que você precisa fazer é codificar o seu disco. A chave é capaz sim de desbloquear as senhas do sistema operacional, mas se limita a isso. A leitura dessas informações podem ser bloqueada sem problemas.

 

Via Kickstarter

Hydrobee promete recarregar a bateria do seu smartphone com a energia gerada pela água

by

hydrobee

De novo: nem sempre encontramos uma tomada por perto quando precisamos carregar nossos dispositivos, e isso é uma grande inconveniência para os geeks de todo o planeta. Ficar sem bateria no pior momento do dia, ou até que você volte para a casa ou o trabalho não é uma solução. É claro que você pode utilizar eventualmente uma bateria portátil, mas… que tal uma solução melhor?

Uma start-up de Seattle planeja colocar no mercado um curioso artefato para recarregar nossos gadgets: o Hydrobee. Esse gadget conta com uma turbina que é movida com a ajuda da água, e é capaz de recarregar uma bateria de um smartphone de médio porte em menos de duas horas, de modo que bastaria a hora do almoço para ter o nosso dispositivo com bateria plena, para seguir utilizando até o final do dia.

O produto foi apresentado recentemente na Kickstarter, e já conta com um bom ritmo de arrecadação. Como é bem provável que ele chegará ao mercado, o Hydrobee será bem recebido pelos excursionistas ou caçadores que visitarão locais próximos ao leito de algum rio, além de ser uma solução com fonte de energia limpa mais confiável que o sol, que por diversas vezes pode se esconder atrás das nuvens.

Gostou da ideia? Então, veja abaixo o vídeo de apresentação do produto.

 

Via Xconomy, Kickstarter

Panono Cam: uma câmera esférica de 360 graus, para você jogar pelos ares e tirar fotos incríveis

by

panono-camara-esferica

A Panono Ball é uma versão alternativa da Bublcam. É mais uma bola com câmeras integradas, que permitirá capturar imagens com 360 graus de cobertura. Mas diferente da Bublcam, essa esfera fotográfica se dedica a realizar unicamente fotografias para combiná-las e obter uma imagem única, permitindo uma visão plena do cenário registrado.

Para isso, o produto conta com 36 pequenas câmeras, que não deixam nenhum ângulo sem captura, e que juntas darão vida à uma foto de 72 megapixels. Seu funcionamento é muito simples: tudo o que você precisa fazer é jogar essa bola para cima (mas sem aplicar muitas rotações), e calcular o ponto mais alto para realizar a foto automaticamente.

O produto foi visto pela primeira vez como um protótipo em 2011, e agora se apresenta em um formato mais compacto e leve. Está nesse momento em fase de crowdfunding no site IndieGogo. Caso consiga o valor para entrar em linha de produção, poderá ter as suas primeiras unidades entregues em setembro de 2014.

Via Mashable, Panono

CaseTop promete transformar o seu smartphone em notebook por US$ 250

by

casetop

De tempos em tempos, alguns projetos aparecem na Kickstarter que despertam a curiosidade de todos, como é o caso do CaseTop. Estamos diante de um dispositivos que implementa uma ideia simples (e que não é nova) para exibir a tela do smartphone em uma espécie de notebook, utilizando o processador, GPU e memória do telefone como se fossem componentes do computador.

Segundo informa os seus responsáveis na página do projeto, o CaseTop funciona com todo o tipo de smartphones, e contaria com saída de vídeo e Bluetooth. Possui uma tela de 720p de 11.1 polegadas (pode ser de 1080p, dependendo do volume de doações), teclado QWERTY, alto-falantes estéreo, conector microUSB dual-mode, saída de áudio e uma porta USB com função de recarga de outros dispositivos.

A barra inferior do notebook se expande, para permitir que smartphones da Apple, BlackBerry, Samsung e quase qualquer outro fabricante se conecte ao CaseTop. Para demonstrar como o conceito funciona, veja o vídeo abaixo. Se o projeto parece interessante o suficiente, você pode apoiá-lo com uma doação de US$ 250. Se eles conseguirem alcançar a meta de US$ 300 mil, você vai receber uma unidade do produto.

Via CaseTop

Conheça o MiiPC, um mini PC Android que custa menos de US$ 100

by

miipc-01

O site de financiamento de projetos via crowdfunding Kickstarter mais uma vez se torna o cenário de uma grande e promissora ideia de um produto de tecnologia. Dessa vez, apresentamos o MiiPC, que é mais um daqueles Mini PCs com sistema operacional Android voltado para aquele usuário que talvez já conte com um computador em casa, mas não quer gastar muito dinheiro em um novo desktop para atividades de entretenimento.

A grande vantagem desses Mini PCs é que eles podem se conectar a uma TV ou monitor dedicado, e com um mouse ou teclado, podemos ter um equipamento completo para as mais diversas necessidades. E o MiiPC pode ser o próximo a chegar ao mercado com a ajuda daqueles que apostam nas ideias bem sacadas na internet, ou nesse caso em especial, nos compradores em potencial.

Por enquanto, só podemos julgar a sua proposta pelo sucesso de sua campanha no site, uma vez que com apenas um dia de divulgação, eles já alcançaram os US$ 50 mil de objetivo para o projeto entrar em linha de produção. O MiiPC é um computador pessoal com sistema Android, totalmente adaptado para as tarefas de escritório. Suas funções poderiam ser similares ao do Raspberry Pi, outo computador com dimensões diminutas, porém, o MiiPC parece ser um produto mais amigável para os usuários que não são tão íntimos do mundo da tecnologia.

photo-main-miipc

O MiiPC deve chegar ao mercado internacional durante o verão do Hemisfério Norte, entre os meses de julho e setembro. O produto será concebido para que o usuário o utilize assim que retirá-lo da caixa, sem complicações. Em suas entranhas, vamos encontrar um processador Marvell New Armada dual-core de 1.2 GHz, similar ao que usa o Google TV, além de 1 GB de RAM, 4 GB de armazenamento interno (expansível via slot para cartões de memória), entre outras especificações.

Os criadores do MiiPC enfatizam que o produto pode ser ajustado para que os seus filhos menores possam utilizá-lo com segurança, com vantagens em relação aos desktops convencionais (com um aplicativo de controle adaptado dos smartphones incluso), focando ainda mais na ideia de dispositivo de entretenimento multimídia. O produto incorpora uma saída HDMI, oferecendo assim uma resolução Full HD e um receptor compatível com o Miracast. Outras conexões presentes são a entrada para microfone, porta Ethernet e 2 portas USB para mouse e teclado. Por fim, vem com aplicativos para Android e iOS para monitorar os aplicativos instalados no MiiPC, inclusive para saber quanto tempo cada um deles está em uso. Bom para saber quanto tempo o seu filho ficou estudando, ou conversando no Facebook.

Para aqueles que apostarem nesse projeto (que ainda pode receber doações na Kickstarter), o fabricante promete ofertar o MiiPC por US$ 89 no ato do seu lançamento.

 

US$ 1 milhão para quem fizer a “camisinha do Bill Gates”

by

CEO's And Corporate Executives Gather For Annual Allan And Co Gathering In Sun Valley

Que Bill Gates deixou de ser o poderoso executivo da Microsoft para se transformar no filantropo mais poderoso do mundo, isso você já sabe faz tempo. Porém, que ele quer reduzir ainda mais o índice de transmissão de doenças sexualmente transmissíveis no mundo (e quer pagar por isso), é uma grande novidade para a maioria.

Na verdade, Gates transferiu o seu espírito empreendedor para as causas humanitárias, e passou a ser um investidor de grandes ideias. E usa de métodos um tanto quanto inusitados para alcançar esses objetivos. Por exemplo, promover uma feira de ciências para reinventar a descarga pode ser considerado algo excêntrico, mas é eficiente o suficiente para conseguir não só essa ideia, como tantas outras que podem ser úteis para muita gente.

E Gates ataca novamente, com mais um desafio: ele vai pagar US$ 1 milhão para aquele ser humano (ou grupo de pesquisadores) que criarem a nova geração de camisinhas.

O objetivo aqui é melhorar a tecnologia embarcada e os níveis de segurança do produto, que é o modo mais popular entre os contraceptivos disponíveis no mercado. Na verdade, ele não vai fazer de alguém um novo milionário logo de cara. O valor inicial da ideia é de US$ 100 mil, e caso a ideia vingue e o financiamento para o seu desenvolvimento continue, a fundação Bill & Melinda Gates está disposta a bancar até US$ 1 milhão nesse projeto.

Para conquistar a confiança da fundação, o primeiro objetivo a ser alcançado nesse projeto da nova caminha é que ela precisa ser mais interessante de ser usada do que o modelo atual. Segundo o texto publicado pelo site da fundação, a grande desvantagem das camisinhas atuais é a diminuição da sensação de prazer, em comparação com o sexo sem camisinha. Ou seja, logo de cara, o desafio é relativamente complexo.

 

Via Mashable

Qii, o teclado portátil que se enrola como papel (em vídeo)

by

Esta pode muito bem ser uma das grandes invenções dos últimos tempos. Como também pode ser absolutamente nada. A Indiegogo está captando fundos para a produção do Qii, um teclado muito portátil, que se enrola como papel.

O Qii chega para solucionar um grande problema que temos hoje em dia. Com a chegada dos tablets, não temos mais uma forma eficiente para digitar nossos textos. A Apple decidiu colocar um teclado virtual na tela do iPad, e a Microsoft acredita que é melhor um teclado físico para o seu Surface. No meio do caminho entre as duas soluções, temos o Qii, um teclado físico, mas sem teclas físicas.

Este é um teclado que funciona em uma lâmina transparente e flexível, o que permite que ele se enrole e que o seu tamanho seja bem compacto. Uma vez desenrolado, podemos ter um teclado QWERTY totalmente funcional, com pad de números e teclas de função. Além disso, se só queremos as letras, é possível desenrolar até onde lhe convém, e conectar o dispositivo mediante Bluetooth.

Outro detalhe é que o produto é muito resistente a golpes. É possível inclusive investir contra ele com um martelo ou jogar líquidos em cima do seu material, e ele se mantém intacto.

O Qii tem menos de 30 dias para arrecadar US$ 1.850.000 para que o produto entre em produção. Infelizmente, eles só conseguiram arrecadas US$ 9 mil necessários. Vamos ver se eles conseguem atingir esse objetivo. Abaixo, um vídeo demonstrativo do projeto.

NexPhone é um híbrido que combina a funcionalidade do smartphone, tablet, laptop e PC

by

Com tantos gadgets disponíveis no mundo de hoje, que fazem coisas tão diferentes, está ficando cada vez mais difícil organizar o uso de nossos dispositivos. Para quem precisa trabalhar o tempo todo com tecnologia, é necessário ter, no mínimo: um smartphone, um laptop para tarefas profissionais, quando o tablet não puder cumprir com tal tarefa (e ainda assim, você não dispensa o tablet), além de um PC no seu escritório, para o trabalho mais pesado e para alguns jogos, porque ninguém é de ferro.

A Asus bem que tentou minimizar essa quantidade de dispositivos, com o PadFone. O produto era basicamente um conjunto de smartphone-tablet-laptop, ou seja, um smartphone que podia ser conectado a um tablet, que por sua vez, poderia se transformar em um notebook, para as tarefas mais completas. O projeto até chegou a ser anunciado, mas nunca vingou de verdade. Porém, o NexPhone Project promete ir alguns passos além da solução da Asus, e pode colher frutos mais prósperos.

A ideia é a mesma: um smartphone, que pode se transformar em um tablet, que por sua vez, pode ser usado como um notebook. Mas esse, vai além: ele pode ser utilizado até como um PC. A vantagem do NexPhone é que ele pode pode ser mais versátil nessa sua capacidade híbrida, podendo se transformar em vários outros produtos, se for conectado aos seus respectivos periféricos complementares.

O NexPhone vem com diferentes complementos, como um case em forma de tablet. Logo, ele se transforma em NexTablet. Se ele é conectado ao case em forma de notebook, ele via o NexLaptop. Por fim, se você quiser conectar o produto a um PC completo, você tem a chance de transformar um simples smartphone em um PC com propriedades de tela de toque, com o NexMonitor. A ideia aqui é oferecer a todos os dispositivos a mesma interface, o mesmo ambiente de trabalho e usabilidade, em diferentes dispositivos. E melhor: para se conectar à internet, todos usam o mesmo SIM card e plano de dados que já está no smartphone, tornando tudo mais simples.

O software que o NexPhone vai utilizar será o Ubuntu for Android. Por enquanto, os seus idealizadores ainda estão arrecadando fundos para tornar o projeto em um produto real. Caso eles alcançam o objetivo planejado, o produto pode chegar ao mercado em 2013. Esperamos que eles consigam êxito nessa empreitada.

Via Ubergizmo

Oculus Rift: geniais óculos de realidade virtual para os gamers

by

Uma coisa é fato: a Kickstarter oferece a possibilidade de que pessoas sem muitos recursos ou sem apoio de uma grande empresa trabalhem em projetos que, eventualmente podem se transformar em interessantes produtos e, em alguns casos, um sucesso incontestável. E um dos novos projetos lá publicados que possuem esse potencial é o Oculus Rift.

O que vemos aqui são óculos de realidade virtual para gamers que prometem e muito, ou pelo menos é isso que passa as primeiras versões de testes apresentados pelos seus desenvolvedores. O projeto é impulsionado por Palmer Luckey, que é um entusiasta da realidade virtual, e apresenta argumentos bons o suficiente para afirmar que esse projeto merece e muito receber os investimentos destinados até agora.

Eles precisavam de US$ 250 mil para que o projeto entrasse em linha de produção, mas como a ideia parece ser realmente muito boa, eles já contam mais de US$ 873 mil (e contando; o número registrado foi no momento em que esse post foi escrito). Se levarmos em conta que ainda faltam 29 dias para que as doações se encerrem, podemos dizer que estamos diante de mais um sucesso do site.

As primeiras versões do Oculus Rift para os desenvolvedores devem ficar prontas para envio em dezembro, e serão enviadas com um SDK para que todos já possam criar seus aplicativos e jogos de forma imediata, além de oferecer uma cópia do jogo Doom 3 BFG Edition. Aqueles que desejavam ser os primeiros a adquirir o produto no ato do seu lançamento, teriam que investir US$ 300, mas essa janela já está esgotada. Vão ter que esperar novos lotes do futuro produto.

Vídeo demonstrativo abaixo.

Via The Verge

LG desenvolverá uma tela OLED flexível de 60 polegadas para 2017, a pedid do governo coreano

by

Pode ser que o momento atual ainda não seja o melhor para você comprar uma TV com tela OLED para a sala de sua casa, mas o Governo da Coreia já está dando os primeiros passos para ir um pouco mais além, e selecionou a LG como parceira no projeto.

A LG vai liderar um consórcio de empresas encarregadas de desenvolver e otimizar telas OLED flexíveis de 60 polegadas, que serão instaladas em estações de ônibus ou em locais com grande fluxo de pessoas, como por exemplo, um centro comercial. O projeto se engloba dentro de um programa global, encarregado de impulsionar a economia do país, gerando empregos (840 mil novos postos de trabalho são estimados), promovendo as tecnologias locais. Os primeiros protótipos começam a ser produzidos ainda no final de 2012, mas os engenheiros da LG reconhecem que ainda faltam alguns anos para que o processo se torne melhor.

E, se você já pensa em mudar os móveis da sua sala, pode esquecer. A data prevista para que tais telas cheguem ao mercado é apenas para 2017.

Via OLED-Info

Operadora TIM entra no projeto Banda Larga 0800

by

Através de um comunicado via assessoria de imprensa, a TIM Brasil anuncia que é uma das operadoras de telefonia móvel participantes do projeto do Governo Federal “Banda Larga 0800”. O anúncio foi feito hoje (12) em Brasília, no Ministério das Comunicações.

A iniciativa tem como objetivo principal oferecer acesso à internet pelo celular para determinados sites ou serviços sem a necessidade de contrato de pacote de dados. O serviço funciona de forma semelhante ao 0800 dos serviços de voz existentes hoje, onde quem paga a chamada não é o usuário que acessa o site, mas sim o dono da página acessada.

Um site de testes foi criado (http://bandalarga.0800.br), onde as informações dos serviços oferecidos pelo Governo estão descritos. Esse site será utilizado pelos participantes do projeto para verificar a funcionalidade do serviço. Inicialmente, 80 cidadãos da cidade-satélite de São Sebastião (DF) participarão dos testes. A TIM oferece para esses testes 20 kits, contendo smartphones Samsung Galaxy Y, com o plano Infinity Pré habilitados nas linhas, com créditos no valor de R$ 15, para realizar a navegação por 30 dias (R$ 0,50 por dia).

A iniciativa é muito interessante, e é mais um passo para popularizar o acesso à web em dispositivos móveis no Brasil. Afinal, não faz muito sentido gastar do nosso pacote de dados para acessar os sites públicos e alguns serviços que, nos serviços de telefonia de voz, são gratuitos. Esperamos por novas notícias do projeto, tais como os resultados desses testes.

Via Assessoria de Imprensa

GameDock transforma um iPhone ou iPad em um autêntico console de jogos

by

Cada vez mais seguem aparecendo melhores projetos e pessoas com ideias muito interessantes no site Kickstarter. Algumas nem sempre conseguem obter o melhor resultado financeiro, mas tais ideias não deixam de ser interessantes. O destaque de hoje é o GameDock, um equipamento que possui uma ideia que já foi vista antes, mas dessa vez, temos algo com design interessante, melhor aparência e usabilidade, além de compatibilidade com TVs de alta definição.

A ideia é interessante porque integra uma saída HDMI para ver os jogos em 1080p na TV, além de duas portas USB para dois controles muito parecidos com aqueles que a gente usava com o NES 8 Bits. Os jogos clássicos são oferecidos pela iCade, através do seu aplicativo para iPhone e iPad.

Não será necessário ter o produto conectado à saída HDMI. O dock ainda pode funcionar com a tela do iPad, por exemplo, e fazer uso dos controles via USB. Como de costume, por ser um projeto da Kickstarter, ele ainda está recebendo doações para aqueles que queiram dar um empurrão no projeto. Se você puder ajudar com US$ 150 na empreitada, a comunidade agradece, e como retribuição você leva uma unidade do produto, quando ele chegar ao mercado (se algum dia chegar). O preço final do produto ainda não foi anunciado, mas para que ele veja a luz do mercado um dia, os seus idealizadores precisavam de US$ 5 mil. Já contam com mais de US$ 10 mil em doações.

Abaixo, vídeo demonstrativo do projeto.

Via Kickstarter

Pocket TV, o projeto da Kickstarter para converter qualquer TV em um computador

by

Mais um projeto interessante vindo do site Kickstarter. Mas dessa vez não é nenhum relógio inteligente, mas sim um dispositivo USB que esconde em seu interior um computador com sistema Android completo. O grande segredo do Pocket TV é que, se ele for conectado a qualquer televisor, ele consegue transformar o eletrodoméstico em uma Smart TV de última geração.

O produto não se baseia em um conceito novo, já visto em produtos similares. Mas é sempre bom saber que temos mais de uma opção nessa vida. O Pocket TV tem um tamanho um pouco maior do que um pendrive, e pode transformar qualquer TV em um computador Android utilizando a porta HDMI do monitor ou televisor.

A má notícia é que o Pocket TV não possui a mais avançada tecnologia de hardware, com um processador de apenas um núcleo, o que é algo considerado obsoleto nos dias de hoje. Além disso, a potência do processador e a quantidade de memória deixam bastante a desejar. Mas isso não quer dizer que as suas especificações não possam melhorar com a quantidade de investimentos que eles podem receber.

Com controle remoto dedicado, o Pocket TV custa US$ 110 para aqueles que apostarem nessa ideia. Abaixo, tabela completa de especificações e vídeo demonstrativo do produto.

CPU 1GHZ ARM Cortex A9
GPU Mali 400MP
512Mb de Ram
4GB de armazenamento
Wi-Fi 802.11 b/g/n
Slot microSD de até 32GB
Porta USB 2.0
HDMI 1.3
Android ICS

Via Gizmologia

Pebble, um relógio de pulso com E-Ink é um grande sucesso na Kickstarter

by

A Kickstarter mostra mais um relógio conceito que tem a minha torcida para se tornar um produto final. O Pebble é um relógio baseado em E-Ink, que promete revolucionar a forma como nos relacionamos com os relógios em nosso dia-a-dia tecnológico.

Ele não é um relógio qualquer. Ele possui uma tela com a mesma tecnologia do Kindle da Amazon, além de contar com sistema de vibração, acelerômetro e até Bluetooth. O Pebble permite ainda a instalação de aplicativos, e é compatível com smartphones com iOS e Android. Você pode controlar a sua conta no Twitter, ver quem está te ligando no smartphone, ou trocar de música no seu equipamento de som.

O relógio ainda pode ajudar ciclistas nas rotas de passeio, ou indicar o seu ritmo durante as corridas. A melhor parte é que você pode fazer o aplicativo que quiser para ele, uma vez que os seus desenvolvedores liberaram o SDK do produto. Aliás, o modelo já é um sucesso na Kickstarter. Tanto, que o projeto conseguiu US$ 100 mil em doações em apenas duas horas, e ultrapassou a marca de US$ 1 milhão em menos de uma semana.

Via Gizmologia