Arquivo para a tag: produtos

Tim Cook confirma: Apple vai apresentar dispositivos de outras categorias em 2014

by

tim-cook-2013

Depois de apresentar os resultados financeiros financeiros do quarto trimestre fiscal da Apple em 2013, Tim Cook, CEO da empresa, respondeu a uma série de perguntas sobre os rumos que a empresa vai tomar nos próximos meses. Entre elas, uma das mais importantes era sobre a aposta de algum novo dispositivo até então desconhecido por todos.

Cook confirmou que novos produtos chegarão ao mercado no final de 2013 (já apresentados – novos iPhones, iPads, MacBooks e Mac Pro) e ao longo de 2014. Entre as opções até então especuladas, estão o relógio inteligente, mas muito apostam que outros grandes itens de eletrônicos de consumo possam ser apresentados ao longo do próximo ano, como por exemplo uma TV UHD.

Durante a coletiva, Tim Cook quis pontuar tais declarações:

Vocês viram muita coisa nos últimos dois meses. Sobre novas categorias, eles se alinharão às habilidades da Apple tanto no hardware, software e serviços em seu incrível ecossistema, e vocês verão um set de novos produtos realmente único. Ninguém tem um set de habilidades parecido. Obviamente, acreditamos que podemos utilizar essas habilidades para criar outros produtos que estão em categorias que representam áreas onde não estamos presentes nesse momento. Estamos muito confiantes nisso.

Cook reforçou que o iPhone 5c nunca foi um telefone de baixo custo. “Nunca foi nossa intensão, sinceramente. Nosso iPhone de baixo custo é o iPhone 4s”, afirmou o executivo. Para a Apple, o iPhone 4 funcionou bem durante o ano passado como telefone acessível, e eles esperam que o 4s repita esse sucesso em 2014.

O executivo também falou sobre o iPad, mas as notícias não são tão animadoras. “Não sabemos se teremos unidades suficientes para o Natal. Nunca se sabe se podemos atender essa demanda até que as vendas comecem”, afirmou Cook. Os rumores sobre a escassez de unidades do iPad mini Retina são grandes, muito por causa dos problemas de produção. Ou seja, se você quer um iPad novo (mesmo que seja importado), é melhor correr.

Por fim, uma informação bônus para vocês.

MacOsXMavericks

O CFO da Apple, Peter Oppenheimer, confirmou no mesmo evento de apresentação do relatório financeiro da empresa, que as futuras versões do sistema operacional OS X seguirão gratuitas. O movimento coloca mais lenha na fogueira e, principalmente, mais olharesm em cima da Microsoft, que ainda cobra pela atualização para o Windows 8.1 (dos usuários que não atualizaram para o Windows 8 em 2012 – para quem já tem o Windows 8, a atualização é gratuita).

Oppenjeimer também confirmou que as atualizações do iWorks e iLife também permanecem gratuitas, e novas cópias dos softwares estarão disponíveis sem custo adicional para qualquer um que comprar um computador Mac ou um dispositivo com iOS.

Via Gadgetos, TechCrunch

Por que eu, você, e toda a torcida anti Mano Menezes esperam por um iPad Mini?

by

Não se fala em outra coisa. Quer dizer, se fala também no novo iPhone, mas o que muita gente está querendo saber é se vamos ter mesmo um iPad Mini, ou um iPad com dimensões menores. Os rumores são cada vez mais frequentes, os blogs especializados falam o tempo todo disso, as imagens de pedaços desse suposto iPad aparecem a todo instante, e esse movimento geral em torno do produto faz com que o mesmo seja cada vez mais desejado. E isso vem de alguém que não é lá tão fã da Apple assim.

Então, repito a pergunta do começo do post: por que eu, você e todo mundo que gosta de tecnologia deve querer um iPad Mini? Ou, pelo menos, esperar que ele seja lançado em 12 de setembro. Abaixo, apresento os meus argumentos (pouco convincentes, reconheço… mas são argumentos):

– “menos é mais”, principalmente no mundo do design de tecnologia

Quem já trabalhou com vários tipos de tablets sabe do que estou falando. Utilizar um tablet de 7 polegadas é algo muito mais confortável e prazeroso do que um produto com uma tela de 9.4, 9.7, 10.1, 11 ou 12.8 polegadas. Bom, a diferença é gritante, principalmente se você precisa ficar segurando o produto por muito tempo. O iPad é um tablet ótimo, mas é desconfortável para algumas tarefas em específico, principalmente quando queremos ver vídeos por mais tempo.

Um iPad de 7 polegadas resolveria esse problema, aumentando o conforto do usuário, a portabilidade do produto, e até mesmo a produtividade em momentos específicos, quando precisamos digitar apenas com os polegares na orientação vertical, tal como fazemos com os nossos smartphones. Ok, o iPad no tamanho normal oferece um ótimo tamanho de tela para digitar como se fosse em um teclado normal, mas em situações de mobilidade absoluta (ou quando não temos uma mesa disponível), ele se torna um estorvo.

– o momento é favorável para o tablet de 7 polegadas

Produtos como o Kindle Fire da Amazon e o Nexus 7 do Google não fizeram sucesso apenas porque são baratos. Com modelos de smartphones que ficam “no meio do caminho” entre um smartphone e um tablet, é natural que o consumidor busque produtos com tela um pouco maior, ou que o seu tablet ofereça o comportamento muito próximo ao seu smartphone, tanto nas dimensões quanto no desempenho. A prova disso é que modelos como o Galaxy Note, o Galaxy Nexus, o Motorola Droid RAZR MAXX e smartphones top da LG são sucesso em vários mercados.

Ou seja, a grande aposta do mercado é que a maioria dos usuários vai escolher mesmo o tablet de 7 polegadas como o padrão. Se quiser um produto de tela maior, ou adota um tablet híbrido (com suporte ao teclado físico), ou vai para o ultrabook direto. Repito: mobilidade é uma das palavras-chave no mundo da tecnologia de hoje, e o mercado adotou o “7” como o seu número da sorte em termos de tablets. Logo, a Apple deve fazer o mesmo.

– porque é mais barato, oras!

Agora sim, o fator preço. Um iPad Mini seria mais barato que o iPad tradicional, contando com as mesmas funcionalidades, o que já seria um chamariz e tanto para aqueles que sempre sonharam em segurar o tablet da Apple com apenas uma das mãos. Tudo bem, pode não ser tão barato quanto os seus concorrentes diretos, mas certamente vai ser mais barato para atrair uma boa fatia de mercado. Vale lembrar que, mesmo o iPad sendo mais caro que os seus concorrentes diretos, ele ainda é líder absoluto de mercado, justamente por causa da experiência de uso oferecida. Oferecer um produto mais barato, com dimensões menores, mas com a mesma experiência e usabilidade, pode ser a chave do sucesso da empresa de Cupertino neste novo segmento que está nascendo.

– a briga agora é com o Google

A Apple declarou guerra contra o Google, e se você ainda não sabia disso, está sabendo agora. Empresas como Samsung e Motorola são utilizadas como “intermediários de uma guerra fria” entre as duas potências tecnológicas, onde não só há o interesse de ver o produto da outra fora do mercado, mas também o domínio dentro do valioso mercado de dispositivos móveis. A Apple inicia uma cruzada solitária para enfrentar a empresa que dominou por completo o mercado de sistemas operacionais móveis. Dizer que “o Galaxy S copiou os ícones de girassol do iPhone” não é apenas uma estratégia cretina, mas sim, de visão de futuro. Se “a história colar”, a Apple pode usar a mesma estratégia com todos os dispositivos Android, causando grandes estragos.

Parte dessa estratégia de combate ao Android passa por adentrar em um terreno onde o sistema do Google reina por completo, ou seja, os tablets de 7 polegadas. Ao adentrar nesse mercado, a Apple certamente vai sacudir as estruturas, e a cabeça do consumidor.

– porque todos nós ganhamos com isso

Um iPad Mini seria mais uma opção de consumo. Uma opção competitiva, e com o padrão Apple de qualidade. O consumidor de tecnologia ganha muito com um eventual lançamento de um iPad menor, e não só pela chegada do produto em si, mas principalmente pelo fato dos concorrentes também precisarem se movimentar para oferecer produtos melhores e mais atraentes. Não seria só o fator preço, seria também a experiência de uso, as características técnicas, a qualidade de material, entre outros fatores.

Enfim, esses são os meus argumentos. Setembro vem aí, e em breve, descobriremos a verdade. Mas eu, se fosse você, esperaria por esse iPad Mini de braços abertos. Só temos a ganhar com esse lançamento.

Apple lança um bumper para iPhone da linha (PRODUCT) RED, na cor vermelha (óbvio)

by

A Apple disponibilizou para venda na Apple Store Online o bumper vermelho para iPhone, e como muitos de vocês já sabem, os produtos Apple com esta cor indicam que pertencem ao portfólio de produtos da linha (PRODUCT) RED, onde parte dos lucros das vendas desses produtos são destinados à luta contra a AIDS, a malária e a tuberculose na África.

Antes desse lançamento, a empresa de Cupertino já tinha lançado acessórios diversos na cor vermelha para iPods Nano e Shuffle para esta linha, assim como vários designs de gift cards do iTunes. De qualquer forma, é sempre bom saber que a Apple continua lançando produtos desta linha.

O (PRODUCT) RED foi fundado em 2006 por Bono Vox, vocalista do U2. Outras grandes marcas famosas lançam produtos com esta licença, como Nike, Starbucks, Beats Eletronics, Gap, entre outros. Além de pagar para usar a marca, as empresas doam uma porcentagem dos seus lucros, que vão diretamente para o Global Fund (fundo global) contra o HIV/AIDS.

O bumper pode ser adquirido exclusivamente na loja online da Apple, por US$ 29, sendo compatível com o iPhone 4/4S.

Via Apple

Google cancela iGoogle, Google Mini e outros produtos adicionais

by

Tudo nesse mundo chega ao seu fim, e sempre que essa lei da natureza se faz presente, destacamos aqui no blog. Dessa vez, informamos que o Google decidiu cancelar alguns produtos e serviços para se concentrar em outros mais modernos e importantes.

Para começar, a ferramenta de busca corporativa Google Mini não vai receber suporte oficial da empresa a partir do dia 31 de julho. A empresa disse que existem outros produtos que podem oferecer melhores opções, como o Google Search Appliance, Google Site Search e Google Commerce Search.

A lista de produtos continua com o Google Video, que desde março passado já não permite o envio de vídeos, e que tem como substituto óbvio o YouTube. Já o iGoogle pode ser a perda mais significativa. O argumento para o fim é que os aplicativos web atuais podem obter informações personalizadas e de forma instantânea aos desenvolvedores e administradores de sites. O serviço deixa de funcionar em novembro de 2013, dando bastante tempo para que todos busquem novas soluções para substituição.

Por fim, o Google Talk Chatback também deixa de existir, e o Google recomenda ferramentas como o Meebo Bar para substituição. O aplicativo de buscas para o Symbian também não receberá mais suporte, porque os usuários poderão utilizar a página web do Google sem problemas.

Como você pode ver, a lista não é curta, muito menos insignificante, mas recomendamos que caso você use algum desses serviços, que faça as substituições necessárias, antes que você perca tudo e fique se perguntando: “por que, Deus… por que?”.

Via Google Blog

Especial | O @TargetHD visitou a fábrica da Multilaser em Extrema (MG). Confira essa visita em detalhes

by

A Multilaser está comemorando 25 anos de atividades em 2012, e como parte das ações promocionais, convidou jornalistas e blogueiros de tecnologia para conhecerem a sua fábrica em Extrema (MG). Aceitei o convite feito pela assessoria de imprensa da empresa, e durante toda uma tarde (no dia 25/04), pude conhecer um pouco mais sobre a empresa que oferece mais de 1.200 itens diferentes no mercado de tecnologia nacional.

A visita foi coordenada por Renato Feder, sócio-diretor da Multilaser, que apresentou em todo o processo de produção dos seus produtos, na sequência como eles são concebidos. Como o foco principal da empresa está na produção de componentes de informática e aparelhos eletrônicos, todo o tour se focou na produção de pendrives, celulares e tablets, mas o processo não difere muito para os demais produtos desenvolvidos por eles. A linha de produção começa na impressão e recorte das placas a serem utilizadas nos dispositivos.

Essas placas e outros componentes são importados (80% das peças chegam da China), e no caso dessas placas, elas chegam virgens ao Brasil, ou seja, sem nenhum tipo de chip com memória ou processador, que são inseridos na placa em um estágio posterior. Cada placa possui o seu circuito impresso através de um molde específico para cada produto, permitindo a impressão de várias placas por vez, em uma tiragem que pode chegar a milhares de unidades por dia (no caso dos pendrives). Depois dos circuitos impressos, os chips são inseridos na placa manualmente (se imaginava que esse seria um processo automatizado), pelo fato de ser um processo de alta precisão. Caso aconteça algum erro na inserção dessa placa, ou o chip inserido na placa apresenta algum defeito, essa placa pode ser reaproveitada.

A área de produção e montagem de produtos é ampla, e a empresa trabalha em dois turnos, com equipes diferentes. Segundo foi informado durante o tour, não há a necessidade de colocar a fábrica em funcionamento 24 horas por dia, e na ocasião da visita, a empresa já tinha cumprido a sua meta de produção do mês. A Multilaser só aumenta a sua produção no período do ano de maior volume de vendas, que é o último trimestre do ano. Quando isso acontece, a empresa passa a trabalhar 24 horas por dia, em três turnos, mas contratando novos funcionários para as vagas necessárias para essa produção. Desse modo, a empresa estimula a criação de vagas de trabalho, inserindo outras pessoas no mercado profissional.

Outro detalhe interessante está na política de incentivo de metas da Multilaser. As linhas de montagem são compostas por grupos de trabalho, onde cada membro do grupo realiza uma função específica para completar um determinado lote de produtos. Se a meta do dia for cumprida, há uma bonificação no salário de cada membro do grupo. Porém, se esse mesmo grupo está adiantado em sua meta de produção, pode assumir a montagem de outros produtos, para aumentar essa bonificação. Além disso, as linhas de produção respeitam uma organização previamente estabelecida, e cada equipe tem a sua meta de produção designada antes de cada turno. Se cumprem a meta, uma nova janela de produção começa, com um novo lote do mesmo produto, ou um produto diferente a ser montado.

Outro detalhe importante observado na fábrica da Multilaser: o predomínio das mulheres na linha de montagem dos produtos. Aqui, a explicação é muito simples e direta: a precisão das mãos femininas. Como estamos lidando com componentes muito pequenos, as mulheres naturalmente são mais cuidadosas para essa fase do processo. E, de fato, são vários componentes a serem inseridos entre os componentes, e mãos muito pesadas podem causar imprecisões e danos no resultado final do produto. Com essa medida, a Multilaser reduziu consideravelmente a porcentagem de problemas nos produtos, aumentando a capacidade de produção e a produtividade da empresa como um todo.

A qualidade dos produtos é algo que todo consumidor consciente procura antes de investir o seu dinheiro em um item. A Multilaser demonstrou que ao menos faz a sua parte para garantir que o produto chegue ao consumidor em condições de uso, através de uma equipe específica para testes dos produtos recém fabricados. Cada equipamento produzido é testado em todas as suas funções, com calma, para garantir que o mesmo vai chegar ao consumidor em pleno funcionamento. Cada funcionário é responsável pelo teste daquela unidade, adicionando um selo de certificação no produto, com a numeração do funcionário, que garante o perfeito funcionamento da unidade. Se um produto apresenta algum tipo de defeito para o consumidor, indo para a assistência técnica, a Multilaser pode detectar qual é o funcionário responsável pela revisão daquela unidade, tomando assim as providências necessárias para que o índice de problemas diminua cada vez mais.

Outra informação passada pela empresa é que a sua área de atendimento ao cliente é da própria Multilaser, não utilizando profissionais terceirizados nesse segmento da empresa. Para eles, passou a ser importante ter o controle total dessa área, pois acaba sendo mais eficiente para eles se envolverem de forma direta com os problemas do consumidor. Além disso, sua assistência técnica também é realizada diretamente na fábrica da Multilaser, não contando mais com agentes e técnicos terceirizados. O motivo foi o alto índice de insatisfação com o serviço realizado por boa parte dos técnicos terceirizados. Além disso, o envio direto para a fábrica agiliza o processo para a empresa e para o consumidor, uma vez que o cliente não paga o valor do frete do produto, e a empresa pode até mesmo trocar o produto em questão, caso os danos sejam irreversíveis.

Os setores de estoque e logística são igualmente importantes para a Multilaser. Antes de cada lote ser estocado, uma porcentagem de produtos já embalados passam por um teste final para saber se tudo está funcionando conforme o planejado. Essa porcentagem pode ser de até 10% (variando para menos), seguindo as regras de especificações internacionais. De cada série de produtos, aproximadamente 32 unidades são testadas. O lote é aprovado se esses 32 itens funcionarem perfeitamente. Caso uma unidade apresente falha, outras 32 peças passam por teste. Se duas ou mais unidades apresentam defeito, o lote inteiro volta para ser novamente avaliado.

A Multilaser se prepara para duas outras expansões na sua fábrica de Extrema. Essas ampliações tem como objetivo aumentar a capacidade de produção da empresa e, por consequência, o seu estoque, que é dividido em “ruas”, onde até dois funcionários são responsáveis pela organização das vagas de armazenamento disponíveis em cada rua. Mais uma vez, a explicação da escolha é simples: um número maior de pessoas envolvidas tornaria o processo mais complexo e confuso. De fato, o sistema do estoque só funciona com funcionários designados para cada área, onde cada um vai saber onde está um determinado item para ser retirado, e sua reposição também só pode ser feita por aquele que realmente sabe onde um item deve ser retirado do estoque.

Por fim, a Multilaser apresentou seus números. A empresa hoje tem como seus principais produtos (na ordem) os pendrives, os celulares e os acessórios de informática. Esses grupos de produtos são os principais responsáveis pelo crescimento da empresa, que começou como uma fabricante de cartuchos para impressoras, e se tornou a marca líder no segmento de acessórios de informática. A empresa está conquistando gradativamente os usuários de entrada, ou a nova classe média brasileira, oferecendo produtos com uma garantia maior do que os produtos de “mercados alternativos”, e soluções. interessantes para quem não pode adquirir um modelo “top”. Essa é a ideia da empresa: oferecer produtos com especificações técnicas interessantes, com preços competitivos.

Agradeço mais uma vez ao pessoal da assessoria de imprensa da Multilaser pelo convite.

Eduardo Moreira viajou para Extrema (MG) a convite da Multilaser. 

Review | Nokia X3-02

by

Nokia_X3_touch-and-type

O review da vez do blog TargetHD é do celular Nokia X3-02, que é mais uma opção econômica para o mercado brasileiro de telefonia. O aparelho não se destaca apenas por um design diferenciado (com 4 linhas e 4 colunas de teclas), mas também por ser um dos primeiros telefones da Nokia a contar com teclas e tela de toque combinadas. Vamos conhecer os detalhes do aparelho, e passar nossas impressões na análise a seguir.

Logo de cara, quando se abre a embalagem do produto, encontramos o celular muito bem acondicionado, como é de praxe nos últimos lançamentos da Nokia.

No kit enviado para testes, temos o tradicional conector para rede elétrica universal, que todos os modelos novos da Nokia possui. Os fones de ouvido são os fones tradicionais, da versão mais simples, com botão de atendimento de chamadas e microfone integrado.

O manual de instruções do produto, que é bem reduzido. Para maiores informações sobre as especificações do aparelho, há uma versão do manual em PDF, que é mais completa.

O design do aparelho é simples, mas que pode agradar aos mais jovens, ou aqueles que querem uma maior praticidade para acessar as teclas do telefone. O modelo é relativamente pequeno, e é bem fino, ficando bem acondicionado no bolso durante o transporte.

Na parte superior, temos o alto-falante para chamadas. Pequeno, mas com boa qualidade de reprodução durante as chamadas. A sua tela touchscreen é de boas dimensões para visualização de recursos e aplicativos, mas é sofrível para visualização de páginas de internet. Mas vamos falar disso mais adiante.

Um dos grandes trunfos do Nokia X3-02 é o seu teclado. Suas teclas contam com um tamanho que torna a digitação confortável. Eles conseguiram colocar 16 teclas no telefone, deixando o aparelho um pouco mais largo, mas sem muito exagero no ganho de largura.

 

 

Na parte superior do aparelho, temos os botões de controle de volume, além do botão que bloqueia a tela e o teclado.

Na parte inferior (dos dois lados), temos as travas que seguram a tampa traseira do telefone. Nos testes feitos, constatamos que a trava é muito boa. Tão boa que chega a dificultar a remoção da tampa traseira, tornando o processo realmente estressante para quem não possui muita agilidade com esse tipo de proteção. Para os menos familiarizados, requer algum treino, ou evitar ficar removendo sempre a tampa do aparelho.

 

Na parte superior do telefone, outro bom destaque do Nokia X3-02, que é a sua câmera de 5 megapixels, que registra fotos com qualidade bem interessante, para um modelo com suas características.

 

Na parte superior do celular, você tem o conector para rede elétrica, o conector para cabo mini USB, e o conector para fones de ouvido.

A sua tampa é feita de metal, oferecendo uma maior sensação de segurança e resistência ao celular. Apesar do modelo contar com as duas travas que citamos acima, sua tampa possui as tradicionais linguetas de encaixe.

 

No lado esquerdo, temos o slot para chips SIM, para você utilizar a operadora da sua preferência. E, do lado direito, apesar do modelo não contar com nenhum slot oficial para cartões de memória microSD, ele usa um slot microSD integrado para armazenamento de arquivos. Uma alternativa interessante, pois economiza na espessura final (por não utilizar uma memória flash) e no valor final, pois o microSD é um pouco mais barato que o flash no preço. A pergunta que fica: será que, no futuro, algum usuário mais habilidoso vai ampliar a capacidade de armazenamento do X3-02 de forma não-oficial?

Uma das 4 interfaces do Nokia X3-02, que conta com Symbian S40. A performance do aparelho é boa, e segue os padrões da Nokia de facilitar ao máximo o acesso do usuário aos recursos do aparelho. Os usuários mais familiarizados com a interface da Nokia não terão dificuldades em utilizar o modelo, e aqueles que nunca mexeram em um celular da empresa (ou de qualquer outra) terão muito prazer ao utilizar o modelo.

 

Outro destaque do Nokia X3-02 é a sua conectividade WiFi. Poucos aparelhos com suas especificações e na sua margem de preço contam com o recurso de internet sem fio.

 

Observe que, no seu navegador nativo, a leitura das páginas web adaptadas para os dispositivos móveis é algo relativamente confortável, não oferecendo muitas dificuldades para leitura pelo tamanho das fontes.

Agora, vamos testar o YouTube no Nokia X3-02.

A interface do YouTube no Symbian S40 é mais simples, mas igualmente funcional. Levando em conta as restrições de hardware e software que o aparelho possui (se comparado aos modelos mais robustos), o desempenho do YouTube no X3-02 chega a ser surpreendente. Para reproduzir os vídeos do YouTube, o aparelho usa o player nativo do telefone, que possui as funções mais básicas para reproduzir vídeos.

O modelo pode reproduzir vídeos na orientação vertical (retrato) e na horizontal (paisagem). Abaixo, algumas imagens da reprodução dos vídeos do YouTube. O desempenho da reprodução de vídeos é bem satisfatória, levando em conta que estamos falando de um celular com Symbian S40.

Sua câmera funciona nas orientações vertical e horizontal definidas, ou seja, para tirar uma foto paisagem, precisa posicionar o telefone na posição horizontal. As fotos ficam boas o suficiente para serem enviadas nas redes sociais, ficando um pouco abaixo de outros modelos da Nokia na qualidade final das fotos. Abaixo, exemplos de fotos tiradas do aparelho.

O recurso de gravação de vídeos é bem eficiente. Apesar de contar com recursos simples, o X3-02 pode gravar vídeos de longa duração, e com qualidade de 640 x 480p, que é o suficiente para serem publicados no YouTube sem maiores problemas.

Outro destaque interessante do Nokia X3-02 é um widget para atalhos dos aplicativos mais importantes. Ali, você pode acessar facilmente serviços de e-mail, comunidades, WiFi, rádio, player multimídia e até o Opera Mini, que já vem pré-instalado no aparelho.

Quando o site não está preparado para os dispositivos mobile, a visualização das páginas no Nokia X3-02 fica assim. Ou seja, impossível. Logo, é necessário aplicar o zoom para visualização das informações de páginas.

A navegação no Opera Mini pelo Nokia X3-02 é satisfatória. É evidente que não se compara com a experiência de outros smartphones, por causa das dimensões de sua tela. Mas devemos ter consciência de que o recurso é mais um “quebra-galho” do que uma funcionalidade que pode lhe devolver produtividade.

Por fim, o Nokia X3-02 está APROVADO. É um aparelho que foi pensado para o uso básico de um celular, mas que oferece algumas funcionalidades extras, para quem quer o mínimo de conectividade e bons recursos multimídia. É um modelo que pode agradar em cheio o público mais jovem, pelo design, opção de cores e preço baixo.

[evento Sony 3D] A Sony quer ser lider do mercado, oferecendo o melhor 3D do mercado. Como eles vão fazer isso?

by

Ontem (14/04), o blog TargetHD.net foi convidado para participar da coletiva de imprensa da Sony, sobre suas novidades para o mercado de TVs, Blu-rays e para o PlayStation 3, focados na tecnologia 3D. Estivemos em São Paulo, participando do evento, e hoje, trazemos todas as novidades que eles mostraram ontem no evento. Durante todo o dia de hoje, vocês vão ter uma série de posts mostrando tudo o que aconteceu por lá.

O evento estava todo voltado para os anúncios em 3D. O ambiente que a Sony criou na Vila Uber, além de ser muito agradável, era adequado para uma apresentação desse porte. Mas as referências de que o que eles iriam enfocar mesmo na apresentação era o 3D eram mais do que evidentes.

O evento estava lotado de jornalistas, principalmente daqueles ligados a parte de som e imagem. É claro que alguns dos principais blogs de tecnologia estavam lá, e este é um ambiente bacana para se rever alguns colegas do meio, como o Richard Max e o Rodrigo Toledo, pois eventos como esses servem também para colocarmos a conversa em dia e nos atualizarmos sobre algumas coisas. Aliás, até uma ideia de um post especial, em conjunto, apareceu. Quem sabe esta ideia tome corpo mais pra frente (aliás, poderia virar um blog em conjunto… mas falamos disso depois).

Tudo pronto para a apresentação. Palco todo preparado para o início do evento.

O evento começa, com um vídeo promocional da Sony, que misturou cenas de ação, shows, games, tudo em um cenário que mudava automaticamente quando o personagem central apertava um botão. E, no fim, a mensagem que vem sendo a tônica da Sony nos seus últimos lançamentos: “tudo o que você imaginar, você pode realizar”, com o slogan make.believe.

Glória Maria (Rede Globo) seria a apresentadora do evento. Dois detalhes a se destacar: muita gente ficou nas entrelinhas comentando como ela pode estar tão bem, mesmo com a idade dela (que ninguém sabe), e como o sorriso dela, visto de perto, é cativante. Aliás, é uma personalidade de emana competência e profissionalismo. E eu tive a sorte de sentar a menos de 3 metros de distância dela. Se você duvida, provo isso nos posts que irão ao ar mais pra frente.

Sobe ao palco Lúcio Pereira, Gerente de Comunicação da Sony Brasil, que vai mostrar como que a Sony pretende dominar o mercado de TVs em 3D no Brasil.

Um dos objetivos principais da Sony é oferecer ao consumidor uma solução completa de experiência em 3D, tanto na sua casa, quanto nos cinemas. A empresa já volta seus esforços para preparar seus filmes da Sony Pictures sejam oferecidos cada vez mais no formato 3D. E, no caso dos usuários domésticos, todos os seus equipamentos, de alguma forma, e gradativamente, estarão relacionados à esta experiência multimídia, mesmo na parte de som, onde os equipamentos serão optimizados para oferecer o máximo de imersão do usuário para essa experiência em 3D.

A Sony também relembrou os primeiros testes de transmissão em 3D no Brasil, que foram o carnaval do Rio de Janeiro (em parceria com a Rede Globo) e a São Paulo Indy 300 (em parceria com a Rede Bandeirantes). Segundo a Sony, os dois eventos, mesmo sendo exibidos em caráter experimental para eventos específicos e privados, foram bem sucedidos em seus testes.

A Sony preparou também uma campanha de marketing mundial, que começa a ser veiculada a partir de junho de 2010, cujo garoto propaganda é o jogador Kaká (Real Madrid), alusiva ao mundo 3D da Sony, e diretamente conectada à Copa do Mundo FIFA 2010, uma vez que Sony é um dos principais parceiros comerciais da FIFA. A campanha vai estar presente nos principais veículos de comunicação (TV aberta e por assinatura, Internet, Jornais e Revistas, etc).

A Sony também falou do seu Centro de Tecnologia 3D Sony, localizado na Califórnia, Estados Unidos, onde a empresa mantém todo um conjunto de recursos e especialistam em tecnologia para desenvolver as novas soluções que podem entrar no mercado.

Na parte de filmes, a Sony informa que mais de 20 filmes que chegarão aos cinemas em 2010 já estarão totalmente adequados para a plataforma 3D, incluindo Alice no País das Maravilhas, um dos mais esperados do ano, e que, em 2012, a sequência (ou reboot, como vocês quiserem) do filme Homem-Aranha, também será lançado em 3D.

A Sony também mostrou a taxa de crescimento das salas 3D ao redor do mundo, e aponta que o crescimento das salas em 3D entre 2009 e 2010 foi o maior até então, e que entre 2009 e 2013, o número de salas deve dobrar, mostrando que esta será a grande tendência do cinema a partir de agora. Detalhe: precisou-se melhorar a tecnologia no ponto onde estamos, para conseguir o resultado que temos hoje, o que não seria possível antes. Vale o registro que a tecnologia 3D existe desde o século 19.

Outro detalhe que a Sony quis destacar é da tendência de evolução do 3D na sua plataforma de videogames Sony PlayStation, e mostram que a taxa de curva desta migração/adaptação será menor (e diferenciada) do que encontramos no PlayStation 2 (DVD) e até mesmo na inserção do PlayStation 3 (Blu-ray).

Para o mercado doméstico, o primeiro título em Blu-ray a sair para o formato 3D será o filme Está Chovendo Hamburger. Chega ao mercado em agosto de 2010.

Para quem fizer a reserva do DVD, a partir de junho, leva também o filme No Fundo do Mar.

Por fim, a Sony pretende ser o líder na expansão em 3D atacando, gradativamente, em todos os segmentos onde o usuário pode ter contato com esta tecnologia no seu dia-a-dia, dentro e fora de casa. Nos próximos posts, mostraremos quais as propostas essenciais da Sony para isso, além de como os seus parceiros comerciais pretendem atuar nesta iniciativa do mundo 3D.

Fiquem ligados! Durante todo o dia, mostraremos todas as novidades do evento da Sony.

TargetHD Podcast | 055 | Sony

by

banner-targethd-podcast

Nesta edição, fazemos um histórico sobre a Sony, uma das gigantes do mundo da tecnologia. A Sony é mais uma das empresas japonesas que nasceu após a Segunda Guerra Mundial, e cresceu a ponto de se tornar uma das maiores da História, com inventos notáveis, como o Walkman e o Sony PlayStation. Conheça aqui toda a grande variedade de produtos e serviços que eles oferecem, e até complemente a sua casa com produtos de tecnologia e informática da empresa do “make.believe”.

Visite Também:

Veja as Dicas de Compras do TargetHD.net

Entre em contato:

Clique aqui e acesse a nossa área de contato
Twiter de Eduardo Moreira: @oEduardoMoreira
Twitter do blog TargetHD.net: @TargetHD
Nossa página do Facebook: facebook.com/TargetHD

Feed do TargetHD Podcast

Feeds: RSS e iTunes

[Hora de Comprar] Mais um dia de dicas de séries interessantes, e todas por ótimos preços!

by

compras-online

Mais uma vez, fazemos aquele mega-post com links para compras de séries, que estão com preços competitivos, e com opções de pagamento facilitadas para cartão de crédito. Vale a pena conferir e comprar, pois, como sempre digo: ganha você, que leva uma boa série de TV pra sua casa, e ganha a gente, que leva uma bela comissão no bolso. Vamos então à nossas ofertas!

– The Office – Temporada 01 (R$ 18,90)Temporada 02 (R$ 54,90)Temporadas 01, 02 e 03 (R$ 129,90)

– O Melhor de Star Trek (Série Clássica) (R$ 19,90)

– Uma Família da Pesada Apresenta: Blue Harvest (R$ 20,90)

– Uma Família da Pesada – Temporada 01 (R$ 29,90)Temporada 02 (R$ 29,90)

– Uma Família da Pesada – Temporada 01 + Temporada 02 (R$ 49,90)

– OZ – Temporada 02 (R$ 29,90)Temporada 03 (R$ 29,90)Temporada 05 (R$ 29,90)Temporada 06 (R$ 29,90)

– Dexter – Temporada 01 (R$ 39,90)Temporada 02 (R$ 59,90)

– Californication – Temporada 01 (R$ 49,90)Temporada 02 (R$ 49,90)

– Will & Grace – Temporada 01 (R$ 49,90)

– Monty Phyton’s Flyng Circus – Temporada 04 (R$ 42,90)

– DVD Duplo Viva o Gordo, com Jô Soares (Programa de TV) (R$ 49,90)

– Fringe – Temporada 01 (7 DVDs) (R$ 129,90)

– Lost – Temporada 05 (5 DVDs) (R$ 129,90)

– 24 Horas – da 1ª a 6ª Temporadas (36 DVDs) (R$ 178,00)

BOAS COMPRAS!!!