Arquivo para a tag: processadores

iPhone SE vem com processadores da Samsung e TSMC

by

apple-a9

A Apple repetiu a mesma estratégia adotada com o iPhone 6s, e utilizou no iPhone SE processadores da Samsung e TSMC. A medida gerou uma certa polêmica no ano passado, por conta das diferenças de desempenho e consumo dos chips de fabricantes diferentes.

O Apple A9 fabricado pela Samsung é produzido em processo de 14 nanômetros, enquanto que o da TSMC é produzido em 16 nanômetros. Pode parecer uma diferença mínima e pouco importante, mas já é sabido que a diferença nos processos de fabricação desses chips acabam resultando em um impacto claro no desempenho do smartphone, assim como no seu consumo de bateria.

Em um momento posterior, a Apple afirmou que em cenários reais, só pode se perceber uma diferença entre 2% e 3% a favor do chip da TSMC, mas em todo caso não deixa de ser um detalhe que não agradou a alguns usuários. Afinal de contas, imaginava-se que todos os modelos do iPhone 6s comercializados ao redor do planeta eram rigorosamente iguais, e se havia alguma diferença técnica que resultasse em uma alteração dos números finais de consumo de bateria e desempenho, que as mesmas deveriam ser informadas de forma mais clara ao consumidor.

Até porque os concorrentes diretos da Apple já fazem isso. Por exemplo, a Samsung com os modelos da linha Galaxy, que normalmente recebem dois processadores diferentes para diversos mercados globais.

apple

A Apple teria feito o mesmo com o iPhone SE. É compreensível, já que imaginamos que a empresa tem uma certa quantidade desses chips, e precisa limpar o seu estoque para receber novas unidades (ou até mesmo um novo processador, mais atualizado). Mas não podemos garantir que não teremos uma diferença clara no desempenho e consumo de bateria, como aconteceu com o iPhone 6s.

Logo, só podemos esperar o iPhone SE chegar ao mercado oficialmente, e que os primeiros testes revelem se existem diferenças efetivas entre os dois processadores.

Via WCCFTech

Exynos 8890 vs Apple A9: como rendem esses SoCs

by

exynos

A Samsung está trabalhando no SoC Exynos 8890, um chip que deve estar presente no futuro Galaxy S7, cujo desempenho aproximado foi conhecido através de um vazamento na rede social chinesa Weibo.

O chip será extremamente potente, mantendo os oito núcleos divididos em dois módulos que utiliza o atual Exynos 7420, mas com uma frequência de 2.4 GHz e outras melhorias que conseguem aumentar o desempenho geral. O Geekbench mostra os primeiros resultados dessa SoC, que atingiu a marca de 2.304 pontos em desempenho mono-núcleo, e 8.038 pontos em desempenho multi-núcleo, números que comprovam essa potência toda.

Por outro lado, o A9 da Apple presente nos novos iPhone 6s alcança os 2.293 pontos em desempenho mono-núcleo, e 4.293 pontos em desempenho multi-núcleo. Fazendo uma comparação rápida, podemos ver que o SoC da Samsung é um pouco mais rápido do que o da Apple em desempenho mono-núcleo, enquanto que o desempenho multi-núcleo é aproximadamente 75% maior a favor dos coreanos.

Não resta dúvidas que o chip da Samsung será mais potente que o da Apple, mas devemos ter em mente que isso é absolutamente normal, já que na teoria o primeiro utiliza uma CPU de oito núcleos, e o segundo, apenas dois.

Via Neowin

Samsung vai fabricar os processadores Apple A9 e A9X, dos próximos iPhones

by

650_1000_apple-a9

Segundo informa a Reuters, o veículo coreano Maeil Business Newspaper informa sobre um possível acordo envolvendo a Samsung e a Apple, que envolve 75% da produção do processador A9, que alimentaria as próximas gerações do iPhone (ou ao menos o sucessor do iPhone 6).

A fonte coreana associa o A9 ao grande salto de geração do telefone, ou seja, um suposto iPhone 7. Não seria a primeira vez que as duas empresas seriam parcerias: o chip A7 que está presente no iPhone 5s é obra da Samsung. Porém, a Apple decidiu mudar de provedor com os novos iPhone 6/iPhone 6 Plus, fechando um contrato exclusivo com a TSMC.

Agora, a Apple pode ter de novo mudado de opinião, uma vez que a Samsung é uma das poucas empresas capazes de oferecer os processadores de alta qualidade que a gigante de Cupertino deseja em seus smartphones. Os novos chips seriam produzidos na fábrica da Samsung em Austin, Texas (EUA).

Nem Samsung, nem Apple comentam o assunto.

Via Reuters

Os próximos chips Intel prometem PCs mais potentes do que nunca

by

intel-chips

A última geração de processadores Intel (Haswell) foi lançada no ano passado, mas a empresa já prepara o seu sucessor. O Broadwell, a microarquitetura de 14 nanômetros promete uma nova leva de ultrabooks e tablets mais potentes e compactos do que nunca. Depois de um ano de adiamentos, a Intel decidiu compartilhar novos detalhes sobre o que está por vir.

O primeiro chip Broadwell a utilizar o processo de 14 nanômetros é o Core M. Será mais potente e eficiente dos atuais Core i3, i5 e i7. Os primeiros equipamentos com esse processador chegarão ao mercado no final de 2014, mas sua disponibilidade massiva não chegará até o final do primeiro semestre de 2015.

A Intel promete que o Core M será o começo de uma nova leva de inovação, com novos formatos e a possibilidade de criar portáteis e tablets mais potentes, com o menor tamanho possível. Um dos motivos é que o Broadwell funciona com uma temperatura mais baixa que a geração Haswell, permitindo assim criar ultrabooks sem ventiladores, com apenas 9 mm de espessura. O Broadwell promete um desempenho melhor, mas com maior economia de bateria, justamente por causa da sua arquitetura de baixa voltagem.

Um exemplo dessa nova proposta do Broadwell é o ASUS Transformer Book Chi T300, um tablet Windows com apenas 7.3 mm de espessura, mas que pode se transformar em um potente notebook, com a ajuda de um teclado acoplado.

Por fim, a chegada do Broadwell pode fazer com que a anunciada “morte” dos PCs seja adiada mais uma vez. A nova geração de processadores da Intel vai deixar a linha entre tablets, ultrabooks e híbridos cada vez mais invisível, o que pode representar uma boa notícia para a Microsoft, com um possível aumento de vendas dos equipamentos com Windows. Já para a Apple, a notícia não é tão bem vinda, uma vez que o iPad vem registrando quedas de vendas nos últimos dois trimestres.

Via Intel

Intel apresenta oficialmente a sua quarta geração de processadores

by

4th_Generation_Intel_Core_Quad_Core_Hero_HR1

A Intel apresentou de forma oficial durante o seu keynote na Computex 2013 em Taipei a quarta geração de seus processadores, conhecida pelo nome Intel Haswell. A nova geração se caracteriza por ter um desempenho otimizado, uma maior autonomia de bateria e a possibilidade de novos dispositivos com conceitos revolucionários.

A nova família de processadores da Intel marcará o começo da chegada nos próximos meses de uma série de novos dispositivos (que já são conhecidos na própria Computex – veja os últimos posts do evento no TargetHD), em sua maioria com o sistema Windows 8. As melhorias nos gráficos, desempenho computacional e consumo energético resultarão em novas oportunidades nos diversos sistemas inteligentes do mercado.

Esta nova plataforma é perfeita para dispositivos de alto desempenho com baixo consumo de energia, para servidores de áreas industriais ou na área de monitoria médica. Mas isso não quer dizer que dispositivos mais acessíveis aos usuários tradicionais (notebooks, ultrabooks, smartphones e tablets) não vão se beneficiar do Intel Haswell. Muito pelo contrário.

Os consumidores serão capazes de experimentar um desempenho até duas vezes mais potente nos dispositivos com Intel Haswell, permitindo que o sistema operacional se inicie até oito vezes mais rápido, além de permitir a edição e compartilhamento de vídeos em alta definição até 20 vezes mais rápido. Como essa nova plataforma elimina a necessidade de utilizar ventiladores, os fabricantes de dispositivos poderão adotar designs mais revolucionários, com produtos ainda mais finos e elegantes.

int_brand_552_3Side_Conv

Os gráficos que essa nova geração de processadores Intel Haswell vão oferecer são mais ricos. Com grandes melhorias no conteúdo interativo em 3D ou HD, os novos processadores oferecem soluções visuais altamente potentes. Sem a necessidade de contar necessariamente com uma placa gráfica como principal responsável pelas imagens reproduzidas, as funções gráficas integradas oferecem uma melhor capacidade para decodificar ou codificar sequências de vídeo simultâneas. Além disso, a nova plataforma é capaz de suportar até três telas com atividades 100% independentes.

Por fim, os quesitos segurança e gestão de tecnologia. A quarta geração de processadores conta com sistemas de encriptação de dados de forma mais rápida, para garantir que as informações mais importantes dos usuários fiquem em segurança. Todos os novos ultrabooks com esses novos processadores contarão com as tecnologias Intel IPT e o sistema anti-furto Intel AT.

int_brand_544_AIO_game

Dentro da nova família de processadores da Intel, nos deparamos com a U Series, os processadores com mais baixo consumo energético entre todos os anunciados. Esta série conta com um chip de 15 watts TDP, que permitirá aos fabricantes de dispositivos criarem produtos mais leves, finos e, por tabela, elegantes. Esta série vai chegar ao mercado no final de 2013, e também está orientada aos equipamentos com telas menores para âmbitos profissionais específicos, como em áreas industriais departamentos de polícia, bombeiros ou equipamentos médicos.

Intel apresentou o maior stand da Campus Party Brasil 2013. E não fez feio!

by

A Intel é uma das maiores parceiras da Campus Party Brasil 2013. Logo, tem grande participação no evento. Mas soube aproveitar bem o espaço. Com o maior espaço disponível na Área Expo do evento, eles atacaram por todos os lados, e venderam da melhor forma possível o que a sua tecnologia de processadores pode oferecer de verdade para o consumidor final.

Uma das missões da Intel no planeta é divulgar a plataforma de Ultrabooks como algo viável para quem precisa de um computador portátil. E eles fizeram isso, disponibilizando equipamentos com Windows 8 para testes públicos. Além de mostrar os benefícios do novo sistema operacional da Microsoft, fabricantes como CCE, Sony, LG e Dell puderam mostrar as suas opções de ultraportáteis, em um mesmo espaço, e todos com o respaldo da Intel.

Não só para mostrar o desempenho desses novos equipamentos, mas também a vantagem de poder testar esses diferentes produtos, que apesar de ainda contar com um preço elevado para o mercado brasileiro, já oferecem alternativas que podem agradar diferentes segmentos de público, indo de usuários casuais e estudantes até profissionais.

Os computadores com tela sensível ao toque também foram enfatizados no stand da Intel, e isso era mais que esperado. Afinal de contas, os principais benefícios do Windows 8 estão na sua interface totalmente adaptada às telas touchscreen, e com certeza os visitantes poderão conhecer melhor o novo sistema em um ambiente de teste livre como esse.

Mas o foco principal da Intel na sua área da Campus Party Brasil foi mesmo os games. Metade de sua área era formada por um grande palco em formato de estádio, para a realização do Intel Extreme Masters.

Nesse palco, as competições de jogos patrocinada pela Intel aconteceram para um grande público formado por amantes de games. Sem brincadeira, o clima era de torcida de futebol, e a gente sempre sabia quando acontecia uma competição por lá. O barulho que eles faziam ecoava por todo o Anhembi, independente de qualquer coisa que acontecesse na área dos campuseiros.

Mas não foram só os profissionais que puderam jogar por lá. Diversos computadores estavam liberados para que os visitantes pudessem jogar a vontade, com títulos com diferentes níveis de exigência em performance e gráficos. Isso, sem falar que a Motorola estava fazendo diversas competições de jogos, utilizando o Motorola RAZR i (com processador Intel) como dispositivo para jogos de videogame. Dessa forma, a Intel mostrava como os seus chips eram velozes e de boa qualidade, e em diferentes situações.

Alguns equipamentos foram adaptados com volantes para jogos de corrida, no estilo de simuladores de carros. Porém, isso pareceu não ser suficiente para a Intel, e eles quiseram ir um pouco além nessa proposta de simulação.

A Intel queria ver o visitante entrando de cabeça em algumas experiências. Em especial, nessa experiência de corridas. Dois simuladores de F1 foram instalados na Área Expo, passando toda a sensação de uma volta em uma pista, com as reações, vibrações e efeitos que um simulador desses pode reproduzir.

E todo mundo poderia ver o resultado da volta nos telões. Eu tive a chance de dar uma volta nesse simulador, e posso dizer que satisfaz as expectativas para uma proposta nesse nível. Bom, dá para matar um pouco as saudades dos jogos da série F1 (2011 e 2012) que me esperam em casa.

Paul Otellini deixa a Intel, depois de 40 anos de serviços prestados

by

Um dos nomes mais emblemáticos no segmento de inovação computacional e no desenvolvimento de hardware em geral está deixando a Intel, depois de 40 anos de serviços prestados. Paul Otellini é um nome considerado fundamental para o crescimento da empresa, principalmente nos últimos dez anos, com o projeto “i Series” (Sandy Bridge, Ivy Bridge, etc). Ele dedicou praticamente toda a sua vida para a Intel, e ontem (19), ele anunciou a sua saída da empresa.

Otellini começou a sua história na Intel há quatro décadas, trabalhando em uma empresa muito diferente da que conhecemos hoje. E graças ao seu árduo trabalho, a Intel conquistou enormes avanços tecnológicos, e dominando o mercado de processadores, com um amplo domínio na arquitetura x86, sendo líderes no segmento de chips para processadores.

Paul atuou nos últimos oito anos como CEO e Presidente da Intel. Nesse período, a empresa sempre obteve grandes conquistas e espetaculares resultados financeiros. Uma de suas maiores vitórias é fazer com que a Apple passasse a utilizar os seus processadores, sendo algo positivo para as duas empresas. A Intel, pois vende mais produtos, e a Apple, que ano a ano aumenta a sua participação de mercado.

Mesmo que Otellini não tenha obtido êxito ao fazer frente na arquitetura ARM, que é dominante no mercado mobile, a plataforma Intel Medfield é muito promissora, mesmo tendo apenas alguns poucos meses de mercado. O último grande ato de Otellini na Intel foi o desenvolvimento dos Ultrabooks, que os fabricantes abraçaram com gosto, mas o grande público ainda está receoso por causa dos seus elevados preços.

Durante o mandato de Otellini como CEO – do segundo trimestre de 2005 até o terceiro trimestre de 2012 – a Intel:

·         Gerou, com suas operações, caixa de US$ 107 bilhões
·         Fez pagamentos de dividendos no valor de US$ 23,5 bilhões
·         Aumentou o dividendo trimestral em 181%, de US$ 0,08 para 0,225

Do final de 2005 até o final de 2011, a Intel conquistou receita e lucro líquido recorde. Durante esse período, a receita anual cresceu de US$ 38,8 bilhões para US$ 54 bilhões, enquanto o lucro anual por ação ao portador cresceu de US$ 1,40 para US$ 2,39.

Além do desempenho financeiro, a Intel, sob a liderança de Otellini, obteve notável sucesso em áreas de importância estratégica. Durante esse período, a empresa:

·         Transformou operações e a estrutura de custos para longo prazo
·         Fez importantes inovações, incluindo os transistores High-K/Metal Gate e agora os transistores 3-D Tri-gate, além da dramática melhoria da eficiência no consumo de energia dos processadores Intel
·         Reinventou os PCs com o Ultrabook
·         Expandiu parcerias de negócios e fez aquisições estratégicas que ampliaram a presença da Intel nos segmentos de segurança, software e comunicações móveis
·         Distribuiu os primeiros smartphones e tablets para venda com a Intel Inside
·         Ampliou a vasta rede da computação baseada na nuvem com os produtos da Intel

Paul Otellini deixa a Intel em maio de 2013.

Intel “banha” (literalmente) os seus servidores em azeite mineral, para melhorar a refrigeração

by

Se os sistemas de refrigeração líquida com os seus tubos e depósitos de água é uma solução extremista (e louca) para você, espere para ver a ideia que passa pela cabeça dos engenheiros da Intel para seus servidores. O conceito se baseia em nada mais, nada menos que inundar de um líquido não condutor – ou um azeite mineral, para ser mais exato – no interior do chassi de seus servidores, de forma que se consiga uma dissipação total do equipamento, economizando energia.

Depois de um período de um ano de testes, a Intel viu como os resultados de seus hacks melhoravam com o novo método, e como se reduzia o consumo energético acumulado pelas máquinas de ar condicionado. Além disso, as instalações não exigiam recursos técnicos para a circulação do ar, como roupas especiais, de modo que tudo o que você precisa ter cuidado é com a sua roupa antes de voltar para casa.

Vale a pena dizer também que esta solução já foi vista em pequena escala em alguns trabalhos de modding externo, mas é sempre interessante saber como uma gigante como a Intel planeja fazer uso dessa solução a nível industrial.

Via Slashdot

[Tudo Sobre] Windows Phone 8 é oficialmente anunciado pela Microsoft. Saiba todos os detalhes

by

E ele não se chama Apollo. A nova versão do sistema operacional móvel da Microsoft foi apresentado oficialmente, e se chama simplesmente Windows Phone 8. Como você vai poder ver nesse post, não se trata de nenhuma surpresa no que a indicação do seu nome se refere. Por outro lado, o sistema operacional esconde uma infinidade de novas características, que vamos conhecer em detalhes a partir de agora.

A principal novidade do Windows Phone 8 é o seu núcleo de sistema compartilhado. Por causa disso, o novo software será compatível com processadores de vários núcleos, inclusive aqueles com arquitetura de 64-bits. Segundo comentam, eles centraram os seus esforços nas plataformas com vários núcleos, o que nos permite dizer que o Windows Phone 8 está otimizado para processadores de última geração, tanto que os atuais dispositivos com Windows Phone do mercado não serão compatíveis com a nova versão (algo que a Microsoft resolveu lançando uma versão “intermediária”,  a Windows Phone 7.8; falarei mais sobre isso mais pra frente).

A Microsoft também adicionou compatibilidade com resoluções de tela WXGVA (1280 x 768) e suporte para armazenamento em unidades SD. No seu hardware, o conjunto de todas estas novas características permitirá que os desenvolvedores possam criar aplicativos e jogos melhores do que aqueles que vimos até agora de forma nativa.

Tampouco podia faltar as opções de carteira virtual, e isso fica por conta do Wallet, um aplicativo semelhante ao Passbook da Apple que fará uso da nova compatibilidade com o NFC com a possibilidade de armazenar a informação comprometida no cartão SIM no lugar do próprio telefone (tal e qual o Google já faz) com a ideia de melhorar a segurança do dispositivo (e para nossa economia). Quanto aos mapas, Joe Belfiore anunciou que chegará das mãos do Nokia Maps o recurso, com suporte de navegação assistida passo a passo, e a possibilidade de manter os mapas offline.

Falando um pouco mais das novidades apresentadas hoje:

– Uso do mesmo kernel no Windows 8 e Windows Phone 8

A Microsoft só confirmou o discurso feito por Linus Torvalds há dias atrás, que defendia os benefícios de um kernel combinado. Joe Belfiore apresentou a novidade que facilita o desenvolvimento de aplicativos para as duas versões, minimizando drasticamente o volume de mudanças para os desenvolvedores no seu software. Aplicativos como o Internet Explorer 10 serão os mesmos em smartphones e computadores, e as opções de segurança, o sistema de arquivos e até os controladores de recursos de hardware poderão ser usados em dispositivos de categorias diferentes, mas da mesma forma.

As bibliotecas de C, C++, componentes DirectX e suporte para SQLite são os mesmos nas duas plataformas. Com isso, os gráficos DirectX terão a mesma riqueza de detalhes tanto em uma tela de 4 polegadas, com resolução de 720p como em um tablet de 10 polegadas, com resolução de 1080p. Estas mudanças são muito importantes para os desenvolvedores móveis, que terão um acesso mais simples a um dos maiores mercados do mundo: o dos computadores Windows.

– Compatibilidade com processadores multinúcleo, resolução HD e slot para cartões SD

Essas mudanças já eram esperadas. O Windows Phone 8 será capaz de suportar não só processadores de dois núcleos, mas também todos aqueles que vierem depois (na coletiva de hoje, eles falaram que o sistema é capaz de suportar até 64 núcleos de processament). Tal mudança completa a decisão de suporte a resoluções de 1280 x 720 e 1280 x 768. Além disso, a nova versão também será compatível com cartões de memória SD, permitindo a expansão de memória para armazenamento, assim como a compatibilidade NFC, para troca de informações e realização de pagamentos de compras.

– Uma nova tela inicial

Agora que o Windows Phone 8 possui suporte para telas em HD, é possível tornar a tela inicial ainda mais personalizável. O usuário passa a contar com três disposições, a 1×1, a 2×2 e a 2×4, além de poder utilizar cores adicionais nos boxes. Todos os desenvolvedores poderão escolher entre os três tamanhos de tiles a partir de hoje.

– Mapas da Nokia, com navegação “turn by turn” integrada

O casamento entre Nokia e Microsoft/Windows Phone segue de vento em popa. A prova disso é o comprometimento das duas empresas nas suas soluções cominadas. A Microsoft informou que o Nokia Maps estará presente em todo o ecossistema do Windows Phone 8, sendo completado pelas informações da NAVTEQ, assim como alguns dos recursos mais interessantes do Nokia Conduzir, como por exemplo os mapas offline, a navegação turn by turn ou numerosas opções para os desenvolvedores.

Com isso, os três principais sistemas operacionais móveis do mercado (iOS, Android e Windows Phone) passam a contar com três sistemas de navegação completamente diferentes.

– Compras dentro dos próprios aplicativos

O Windows Phone 8 traz consigo a possibilidade dos desenvolvedores oferecerem conteúdos adicionais e melhorias de software ao usuário a partir do próprio aplicativo, contando apenas com uma ferramenta integral de compra. Tal função se integrará dentro da seção Wallet, para evitar compras acidentais.

– Um sistema mais “empresarial”, com opções de codificação de dados, inicialização segura e administração de TI

Novas configurações presentes no Windows Phone 8 tornam o sistema mais pensado nos executivos. O pessoal da Redmond trabalhou nesse aspecto, para oferecer aos usuários “profissionais” ferramentas que possam completar as suas necessidades. O codificador Bitlocker, por exemplo, está encarregado de oferecer uma maior segurança ao smartphone, enquanto que os administradores de TI poderão gerenciar aplicativos sem a necessidade de passar pelo Marketplace, graças ao chamado Hub Empresarial, que é um portal de distribuição de aplicativos personalizado, que permite o controle de conteúdo dos smartphones da empresa. O pacote de aplicativos Office estará presente, mas a Microsoft não revelou em quais níveis estará disponível.

– Melhor reconhecimento de voz, com o Audible

Esta é a arma da Microsoft para responder ao Siri e ao S Voice. Uma parceria com o Audible. Apesar do Windows Phone aceitar comandos de voz desde a sua sétima versão para abrir ou fechar aplicativos, no Windows 8 podemos completar a experiência realizando buscas e inclusive reproduzindo livros eletrônicos. Kevin Gallo apresentou que tal função está no Windows Phone 8, com a ajuda de vários capítulos da série Game of Thrones, saltando vários episódios sem maiores problemas. Essa não é uma característica exclusiva do novo sistema: o recurso estará disponível também no Windows Phone 7.5 a partir de hoje.

– O multitarefa “real” está no Windows Phone 8

Também foi anunciada a multitarefa real em segundo plano com o Windows Phone 8. Os aplicativos demonstrados na apresentação fizeram referência às funções de VoIP e localização, sendo o caso do Skype o mais claro, já que permite receber chamados em IP sem a necessidade de ter o aplicativo em segundo plano, e mostrando as chamadas recebidas da mesma forma que uma chamada normal.

Por outro lado, a localização em segundo plano permite que os aplicativos mantenham o usuário localizado enquanto outras tarefas são executadas. Todas estas funções estarão disponíveis para os desenvolvedores em breve.

– Microsoft apresenta o Windows Phone 7.8, para smartphones mais antigos e não compatíveis com o WinPho 8

Está confirmado: o Windows Phone 8 não é compatível com os smartphones mais antigos da empresa. Porém, os primeiros usuários do novo sistema da Microsoft não ficarão abandonados. A empresa anunciou o lançamento de uma versão intermediária, chamada Windows Phone 7.8, que entre outras coisas, contará com a nova tela inicial do sistema, com tiles de três tamanhos. A atualização será entregue ao usuário via WiFi, sem a necessidade de passar pelo filtro das operadoras. Além disso, a Microsoft anunciou que os aplicativos criados para Windows Phone 7.x poderão ser executados sem problemas no WinPho 8, mas o contrário não vai acontecer.

Os primeiros smartphones com Windows Phone 8 devem chegar ao mercado durante o outono do Hemisfério Norte (final do terceiro trimestre), com lançamentos de fabricantes como HTC, Huawei, Nokia e Samsung. As especificações técnicas dos aparelhos que vão suportar o sistema não foram reveladas, mas já podemos dizer que todos eles terão em comum o uso dos chips assinados pela Qualcomm (seria o S4?). Outra informação importante é que a estreia do Windows Phone 8 vai acontecer em 180 países simultaneamente, com suporte para aproximadamente 50 idiomas

Novo processador Intel Ivy Bridge vai oferecer 20% a mais de rendimento, com 20% a menos de consumo

by

Falta pouco para que os processadores Ivy Bridge façam a sua estreia oficial no mercado, mas enquanto seus preços, modelos e números de desempenho definitivos não são revelados, devemos buscar todo o tipo de informação para acalmar as almas mais ansiosas.

O pessoal da BBC revelou em sua página web algumas das diferenças que se destacam nessa nova geração de processadores da Intel, comparando com os modelos Sandy Bridge, de 32 nm, ou os Trinity, da AMD. Alguns dos detalhes publicados na matéria já eram conhecidos, como os transistores 3D, enquanto que detalhes como a diferença de rendimento eram desconhecidas.

Falando nesse aspecto, Kirk Skaugen, diretor da Chipzilla, garante que os novos chips “oferecem 20% a mais de desempenho, com um consumo 20% menor”. É claro que a tal diferença de rendimento se reflete em determinados modelos, e pode ser que nos modelos mais baratos, essa diferença não seja tão significativa. Mas, mesmo assim: quem não quer um equipamento com um processador Core de terceira geração?

Via BBC

Intel atrasa o lançamento do Ivy Bridge para o mês de junho

by

Se você estava querendo comprar um ultrabook com processador de 22 nanômetros, é melhor segurar a ansiedade. O Financial Times informa que os novos processadores Ivy Bridge da Intel teve sua janela de lançamento adiada para os meses de abril a junho.

Segundo Sean Maloney, vice-presidente executivo e presidente do conselho da Intel na China, os processos de produção usados para fabricar a próxima leva de chips apresentou algum tipo de problema não especificado pela empresa. Por sua vez, um porta-voz da Intel consultado pela fonte confirmou que o lançamento segue programado para o segundo trimestre de 2012. Seja qual for a razão concreta dessa demora, esperamos que isso não tenham um impacto negativo no lançamento dos primeiros equipamentos a chegarem no mercado.

Via Financial Times

VIA lança processador dual core para os tablets, o VIA Nano X2

by

A VIA Technologies anuncia seu mais recente microprocessador VIA Nano X2 para todo o mercado mundial de PC, especialmente notebooks, netbooks, smartphones, tablets entre outras soluções embarcadas. Baseado em processo de fabricação de 40 nanometer, o VIA Nano X2
traz o melhor desempenho computacional e melhora sensivelmente a capacidade multitarefa dessas máquinas sem exigir maior consumo de energia.   

“O processador VIA Nano X2 chega ao mercado num momento em que as arquiteturas de software estão sendo otimizadas para computação multithread”, comenta Richard Brown, vice-presidente Internacional de Marketing da VIA Technologies, ao se referir às mais atuais tecnologias de computação com multiprogramação ou que contempla vários fluxos de execução simultâneos. “Melhorias na fabricação de semicondutores significam que podemos agora dobrar o número de núcleos enquanto mantemos os mesmos níveis de baixo consumo de energia usados atualmente”.  

Os processadores VIA Nano X2 são voltados a uma gama de PCs que incluem desktops, modelos all-in-one ou com alto índice de integração, notebooks e projetos de modelos móveis, o que aumenta o raio de ação dos processadores da VIA alcançando certas opções de máquinas multitarefa e de extrema atuação orientada. Os processadores VIA Nano X2 oferecem aos  usuários experiência otimizada e de menor consumo de energia atualmente disponível no mercado.


 
VIA Nano X2
Os processadores Nano X2 foram construídos com a arquitetura Isaiah superescalar e de 64-bit que já embasava as opções anteriores de processadores VIA Nano de um só núcleo de processamento e adotada no mundo todo por uma série de líderes de mercado em mininotes, desktops ultrafinos e pequenos e para projetos de máquinas que consomem pouca energia. 

Apresentando dois núcleos de processamento x86 que não concorrem entre si, os VIA Nano X2 proporcionam mais do que o dobro de performance para aplicações otimizadas multi-thread. Além disso, trazem suporte nativo 64-bit, SSE4, tecnologia de virtualização VT CPU e recursos de alta segurança em hardware do VIA PadLock. Os VIA Nano X2 também são totalmente compatíveis com as outras séries de processadores VIA Nano, VIA C7, VIA C7-M e VIA Eden facilitando upgrades de projetos já existentes.

Entre os destaques do novo processador, estão o processamento avançado multi-core, consumo de energia eficiente e arquitetura out-of-order x86, suporte completo para sistemas operacionais 64-bit, alta performance em processamento superescalar, algoritmos especulativos flutuantes mais eficientes, completo suporte para virtualização de processadores, consumo de energia avançado e gerenciamento de geração de calor, recursos de segurança em hardware VIA PadLock e compatibilidade ‘Pin-to-pin’ com outros processadores VIA.

O VIA Nano X2 também são compatíveis com todos os processadores media systems e chipsets digital media incluindo os mais recentes VIA VX900 e VIA VN1000.

via assessoria de imprensa

Quem estiver na Campus Party 2011 verá, em primeira mão, a nova família de processadores Intel Core i Series #cpbr4

by

O público da Campus Party será o primeiro no Brasil a interagir com a recém-lançada Segunda Geração de processadores da Família Intel® Core™. Direto da CES – Las Vegas, onde a família de processadores foi lançada mundialmente, as máquinas estarão expostas no estande da CCE Info para a degustação dos campuseiros e visitantes do evento.

 

As novas características incluem a Intel® Insider™, a Intel® Quick Sync Video, e uma nova versão da premiada tecnologia Intel® Wireless Display(WiDi), que agora adiciona a resolução de 1080p HD e proteção de conteúdo para aqueles que desejam reproduzir conteúdo HD Premium do notebook em suas TVs.


via assessoria de imprensa

Chip NVIDIA Tegra 2 transforma celulares em super telefones – CES 2011

by

A NVIDIA anuncia a chegada dos super telefones, nova categoria de smartphones, equipados com os chips NVIDIA Tegra 2. Graças aos processadores móveis com CPU Dual-Core, os usuários poderão jogar games em 3D, se conectar com jogadores em outras plataformas como tablets e PCs, ver vídeos em HD, acessar a internet com mais velocidade, tudo sem comprometer a vida útil da bateria do aparelho móvel. A LG saiu na frente e apresentou o Optimus 2X, o primeiro super telefone com o Tegra 2, disponível no mercado. As novidades foram apresentadas durante a CES 2011 – Consumer Electronic Show, que acontece até 9 de janeiro em Las Vegas, EUA.

 

“Entramos na era do super telefone. As pessoas estão olhando para seus aparelhos móveis primeiro como um computador e depois como um telefone. O Tegra 2 possibilita aos usuários novas experiências móveis que não eram possíveis antes”, diz Michael Rayfield, gerente geral de telefonia celular da NVIDIA.

 

“Estamos muito animados com a parceria com a NVIDIA, e também muito orgulhosos do resultado apresentado: o LG Optimus 2X. Este super telefone equipado com Tegra dual-core estabelecerá um novo padrão no setor de smartphones, oferecendo aos usuários experiência em uma nova dimensão”, comenta  Yong Seok Jang, vice-presidente da equipe de estratégia de negócios da LG Electronics Mobile Communications Company.

 

Os smartphones existentes hoje no mercado dispõem de telas com mais de quatro polegadas, processadores móveis single-core de 1 GHz, câmeras com cinco ou mais megapixels e vários microfones, permitindo o acesso a vídeo e jogos. Os novos aparelhos equipados com Tegra 2 são considerados super telefones porque usam processadores de CPU multi-core, GPUs ultra-rápidas e de baixo consumo de energia.

 

A capacidade para multi tarefas e suporte para Adobe Flash Player acelerado por hardware dá início ao processo de fusão do smartphone com um console de videogame. O resultado é uma experiência de web móvel que oferece a qualidade de um videogame para múltiplos jogadores e enorme flexibilidade para realizar várias tarefas ao mesmo tempo.

 

Tegra 2

 

O super chip da NVIDIA Tegra 2 chegou para turbinar os smartphones. Ele conta com CPU ARM Cortex-A9 Dual-Core – a primeira CPU dual-core móvel do mundo, oferecendo navegação mais rápida na internet, tempo de resposta mais curto e melhor desempenho geral.  Outro destaque é o Ultra-low powered (ULP – potência ultra-baixa) NVIDIA® GeForce® GPU que permite jogabilidade 3D móvel e uma interface de usuário 3D visual. O Tegra 2 também permite ao usuário assistir filmes em HD em 1080p armazenados no aparelho móvel na sua HDTV, sem comprometer a vida da bateria.

 

Para os amantes dos games, o Tegra 2 transforma os smartphones em verdadeiras plataformas para jogos. Pela primeira vez, os consumidores poderão jogar usando diferentes tipos de aparelhos. Por exemplo, um smartphone ou tablet equipado com Tegra 2 pode ser usado para jogar com pessoas que estejam conectadas em PCs.

 

Durante a CES 2011, a NVIDIA demonstrou um protótipo de chamadas de vídeo HD em Skype usando um tablet Android. A inovação pode se tornar referência na implementação de conferência de vídeo HD em tablets baseados em Tegra 2 usando o SkypeKit, uma coleção de software e APIs que permitem que virtualmente qualquer dispositivo conectado à Internet ofereça chamadas de voz e vídeo pelo Skype.

 

A NVIDIA também introduziu o aplicativo Tegra Zone destinado a facilitar a busca por jogos otimizados para o Tegra para smartphone ou tablet, junto com resenhas profissionais, fotos de telas em alta resolução, trailers em vídeo HD e cenas de bastidores. Os clientes podem completar sua compra dos jogos do Tegra Zone games no mercado Android.


 

A novidade da LG, conhecida como super telefone, oferece desempenho mais rápido, múltiplas tarefas contínuas, full HDMI e experiência de jogo em 3D.

 

As principais especificações incluem:

·         Tela WVGA de 4 polegadas

·         Memória de 8GB (até 32GB via microSD)

·         Bateria de 1.500 mAh

·         Câmera traseira de 8 megapixels e câmera frontal de 1.3 megapixels

·         Espelhamento HDMI

·         Reprodução e gravação 1080p MPEG-4/H.264

 

Para mais informações e imagens do produto, visite o kit de imprensa on-line da LG em www.lgnewsroom.com/CES2011. Mais informações sobre a NVIDIA, acesse www.nvidia.com.br.     

Curiosidades da segunda geração da família de processadores Intel Core

by

A nova segunda geração dos processadores Intel® Core™ representa o maior avanço em desempenho e capacidades computacionais em relação a qualquer outra geração anterior. Baseada no processo tecnológico de 32 nanômetros (nm) da Intel, os novos chips são os primeiros a contar com uma microarquitetura “visivelmente inteligente” para combinar as tecnologias visuais e gráficas 3-D com os microprocessadores líderes de desempenho em um único chip. Para os consumidores isso significa uma experiência muito melhor com PCs, com melhor gestão geral do consumo, maior eficiência e uma ótima duração da bateria.

 

Algumas curiosidades:

·         Em comparação com a geração anterior, a criação de conteúdo está 42% mais rápida e os jogos estão até 50% mais rápidos com a segunda geração dos processadores Intel Core.

·         Existem cerca de um bilhão de transistores dentro de um processador da segunda geração do Intel Core. Se um carro tivesse um bilhão de peças – em comparação com as 30.000[1] que eles possuem atualmente – o fabricante de carros mais produtivo levaria 114 anos para montar esse carro[2].

·         Se um processador fosse um país e o número de transistores fosse a população do país, um processador da segunda geração do Intel Core seria o 3º país mais populoso do mundo (>995 milhões) atrás apenas de China e Índia.

·         Se você aplicasse a tecnologia Intel® Turbo Boost em suas  atividades diárias, você conseguiria realizar mais tarefas em menos tempo, liberando até quatro horas por dia, tempo anteriormente gasto esperando a resposta das suas tecnologias.

·         Um processador da segunda geração do Intel Core contém mais transistores (540 milhões) do que o número de carros registrados na União Européia[3], EUA[4] e região Ásia-Pacífico[5]

·         Se cada casa nos EUA tivesse 30 interruptores de luz, os novos chips levariam cerca de um nanosegundo para ligar todos os 3,57 interruptores de luz dos lares norteamericanos.

·         Um transistor de 32nm utilizado nos novos chips pode ser ligado e desligado 300 bilhões de vezes por segundo. Você levaria 4000 anos para ligar e desligar um interruptor o mesmo número de vezes.

·         Se você comparar o consumo de energia de um notebook baseado na segunda geração dos processadores Intel Core com o de uma máquina de secar roupas, a secagem de um carregamento de roupas por 60 segundos seria o equivalente a utilizar um notebook por 147 horas, ou 6 dias e 2,4 horas. Se você comparar o processador a um forno elétrico, assar uma pizza por 45 minutos a 350º F é o equivalente a utilizar 67 notebooks por 50 horas.

·         Comparado ao primeiro microprocessador da Intel, o 4004 lançado em 1971, uma CPU de 32nm roda mais de 4000 vezes mais rápido e cada transistor usa cerca de 4000 vezes menos energia. O preço do transistor diminuiu por um fator de cerca de 100.000.

·         O processador Intel Core é impresso no silício puro, que é refinado desde areia de praia normal. Então a areia sobre a qual você andou na praia algum dia, pode estar equipando seu notebook atualmente.

·         Se você pudesse pegar o ganho de desempenho fornecido pela tecnologia Intel® Turbo Boost para aplicativos que exigem muito dos gráficos e aplicasse a um avião Boeing 767, o avião poderia viajar 50% mais rápido. Isso significa que um voo que normalmente leva uma hora poderia ser concluído em apenas 40 minutos.

·         Se você pudesse pegar o ganho de desempenho de um processador da segunda geração do Intel Core em relação à geração anterior e o aplicasse a um Boeing 767, o avião poderia viajar duas vezes mais rápido. Isso significa que um vôo que normalmente leva duas horas poderia ser concluído em apenas 60 minutos.

·         A integração de núcleos de processamento, controlador de memória e subsistemas gráficos na mesma matriz de 32nm se une à lista de outros importantes casamentos tecnológicos, como:

o   Telefones celulares + Acesso Wireless à Internet

o   Computação em nuvem + Dispositivos sempre ligados

o   Blogs + Google* Ads

o   MP3 + Napster*

o   YouTube* + Flip Cams

o   Internet + TV

·         A segunda geração da família de processadores Intel Core é vista pelos analistas como um dos mais importantes ciclos de produtos da Intel em todos os tempos.[6]

 

·         Filme ‘The Chase’ da Intel

O que: Para gerar empolgação em torno da 2ª Geração do processador Intel® Core™ i5, a Intel está lançando um vídeo de ação-aventura intitulado “The Chase” (“A perseguição”). Criado pela agência de publicidade independente de San Francisco Venables Bell & Partners e dirigido pela premiada dupla baseada londrina, Smith & Foulkes (responsáveis pelos anúncios “Grrr” da Honda e “Videogame” da Coca-Cola), o filme com 105 segundo de duração ilustra a incrível capacidade multitarefa dos novos processadores Core i5. A peça demonstra as capacidades de desempenho dos novos processadores ao criar uma seqüência de perseguição no estilo dos filmes de ação que se desenrola por uma ampla variedade de programas do Windows em um desktop. Filmado em uma locação em Praga, República Tcheca, o vídeo apresenta múltiplos programas e sites, incluindo o iTunes* da Apple, Facebook*, YouTube*, Microsoft Office* e Adobe Creative Suite*.

Onde: O vídeo estará disponível online a partir das 11 a.m. do dia 5 de janeiro em thechasefilm.com. Ele também será exibido continuamente no estande da Intel durante a International Consumer Electronics Show (nº7153, Central Hall, Las Vegas Convention Center).

Por que: O filme The Chase serve como um componente de apresentação para o lançamento da 2º Geração do processador Intel Core i5. A campanha tem a intenção de destacar a liderança da Intel no segmento de microprocessadores e a experiência totalmente envolvente que apenas o novo Core i5 oferece.

Quem: Intel Corporation, Venables Bell & Partners (a agência de publicidade da marca Intel), Alan Smith & Adam Foulkes (diretores) e Nexus (empresa de produção).

via assessoria de imprensa