Arquivo para a tag: patente

Como seria um iPhone resistente à água?

by

iphone-agua-resistente

Um dos grandes sinais de identidade dos smarphones da Sony é a sua resistência à água. Porém, tal detalhe parece não ser de agrado da Samsung, que retirou essa opção dos seus últimos lançamentos. Para muitos usuários, esse é um fator importante, e pode ser que os futuros iPhones recebam essa mesma proteção.

Uma nova solicitação de patente da Apple descreve uma série de métodos para oferecer essa proteção. Se veremos isso algum dia em um iPhone, não dá pra dizer. Mas a possibilidade se encaixa com a filosofia de Tim Cook e sua equipe.

A patente indica como uma das opções baseadas em aplicar um revestimento de certos componentes internos – como a placa-mãe de um dos chips integrados – como uma capa hidrofóbica, algo que algumas empresas já fazem. A aplicação dessa capa quase não adiciona espessura ao conjunto resultante, o que faria com que o design externo praticamente não fosse afetado.

650_1000_patente-apple-agua

O documento da Apple fica claro que a proteção contra interferências eletromagnéticas (EMI) de seus dispositivos (iPhone, iPad ou MacBook) se mantrá, mas isso não vai impedir que essa proteção à água seja aplicada. Mesmo assim, parece que contar com as duas opções integradas no dispositivo podem apresentar problemas que precisam ser corrigidos.

Um deles é a proteção dos conectores soldados e expostos no circuito, que podem ser isolados graças ao uso de proteções de silicone no ponto em que ele se conecta nas placas. A patente, solicitada pela primeira vez em março de 2014, ainda não recebeu a aprovação da USPTO, mas temos que levar em consideração que essa funcionalidade só estará disponível nos futuros dispositivos da Apple (e em um futuro a longo prazo).

Via TechCrunchUSPTO

Nova patente da Apple promete fotos de maior qualidade em seus smartphones

by

650_1000_iphone6-camara

A Apple obteve a patente para a chamada ‘Mirror Tilr Actuation’, uma técnica baseada no uso dos espelhos que permitem melhorar os sistemas de estabilização ótica de imagens e compensar o movimento da mão dos usuários para uma melhor qualidade da imagem capturada.

Os sistemas OIS foram introduzidos nos novos iPhone 6 e iPhone 6 Plus. O iPhone 6 conta com um sistema de software, enquanto que o iPhone 6 Plus se aplica por hardware. A nova patente promete uma melhora notável para os dois sistemas.

A patente da Apple indica que o OIS ajusta a direção do campo de visão da câmera, para corrigir os possíveis movimentos da mão do usuário. Técnicas como o ‘lens barrel shift’ e a inclinação do objeto fazem que tanto o objetivo como o sensor de imagem se inclinem para ajustar esses movimentos, mas de acordo com a Apple, tais técnicas não são 100% eficazes.

O novo sistema da Apple inclui um sensor de imagem e um objetivo que tem elementos móveis colocados de forma independente uns dos outros. A inclusão dos espelhos que se inclinam de acordo com o movimento do iPhone faz com que, teoricamente, a imagem se estabilize com maior precisão do que nos sistemas OIS atuais.

Via AppleInsiderFPO

Os sensores de digitais podem eliminar o botão iniciar dos smartphones

by

650_1000_crucialtec

A empresa sul-coreana CrucialTec é uma das mais relevantes no âmbito da tecnologia de sensores de digitais, e eles acabam de obter uma patente que se descreve como um sensor que se integraria com a tela touch dos dispositivos móveis.

Se rumorava que tal característica poderia ser parte da próxima família de dispositivos Samsug Galaxy, mas não é bem assim. Em compensação, seu desenvolvimento demonstra que o recurso promete substituir o botão iniciar que a maioria dos smartphones e plataformas móveis atuais utilizam.

Essa tecnologia dispensaria o uso dese tipo de botões, permitindo ganhar um espaço vital para tornar esses produtos ainda mais compactos, mesmo com a tendência do aumento de tela. A própria Apple se vê de certo modo prejudicada: ainda que o seu sensor Touch ID funcione de forma sobressalente, a simetria no design dos seus smartphones obriga que esse sensor seja notavelmente mais volumoso que os seus rivais.

Ter um smartphone com uma tela onde basta colocar nosso dedo na mesma para autenticar o usuário e ir para a tela de início poderá ser uma das novidades dos futuros smartphones. A Apple já registrou uma tecnologia similar, o que pode indicar novidades nesse sentido nos futuros iPhones.

Via Korea Herald

Patente sugere que próximo grande projeto da Apple pode ser uma câmera de ação

by

650_1000_apple-gopro-patent

34 novas autorizações de patentes cedidas pelo Escritório de Patentes e Marcas dos Estados Unidos para a Apple escondem uma patente de uma câmera de ação, que pode ser controlada à distância.

Vale destacar que a Apple é uma das empresas que mais registra patentes todos os anos, e muitos desses projetos jamais verão a luz do mercado. Mas o mais interessante dessa patente (ingressada na USPTO em 2012) é que sua simples descoberta fizeram com que as ações da GoPro despencassem em 14%.

Outro detalhe interessante está no fato da patente conter elementos de uma patente de propriedade da Kodak, que foi adquirida pela Apple no passado.

O site Patently Apple informa que, caso essa patente algum dia veja a luz, teremos uma câmera com um mecanismo integrado que permite uma instalação simples em bicicletas, capacetes, motocicletas, pranchas de surfe e outros, podendo ser controlada à distância, seja por um controle remoto, um smartwatch, ou pelo iPhone.

650_1000_apple_gopro_cam

Também se fala que tal câmera e seu sistema será à prova d’água, permitindo a captura de fotos, vídeo e áudio de forma submersa. Um dos grandes diferenciais será o design aerodinâmico de grande durabilidade, mas é preciso mencionar que a patente só fala de um sistema de captura de imagens e um controle remoto, e não necessariamente uma câmera de ação.

Vale lembrar que a Apple tentou no passado entrar no mercado de câmeras, com resultados pobres. Por outro lado, as câmeras presentes no iPhone são excelentes. Logo, a ideia de uma câmera como dispositivo da Apple não é algo tão absurdo assim.

Enquanto isso se confirma ou novos indícios aparecem, o estrago já está feito, e muitos investidores da GoPro decidiram se retirar antes da possível entrada da Apple no seu mercado, o que sem dúvida poderia dar uma nova perspectiva de mercado para as câmeras de ação em um futuro próximo.

Via BloombergPatently Apple

Apple pensa em um futuro Apple TV controlado por gestos

by

650_1000_patente-apple-primesense

Uma patente registrada pela Apple revela uma tecnologia que cobre os aspectos básicos de um sistema de mapeamento 3D, semelhante ao Kinect, da Microsoft. Tal tecnologia é fruto da compra da PrimeSense, responsável pelo desenvolvimento do periférico do Xbox 360 e Xbox One.

Na patente, é possível ver os detalhes do sistema de projeção óptica que permite emitir um padrão de luz sobre objetos, que por sua vez faz o seguimento para a representação de objetos 3D. A distorção do padrão pode ser interpretada por um sensor óptico, e essa informação pode ser utilizada para mapear o espaço 3D, baseando-se no ângulo e grau da distorção.

As aplicações práticas para essa patente são claras: por exemplo, detectar gestos e movimentos tal como o Kinect para interação com atividades multimídia. A Apple não revela as finalidades dessa patente, mas é lógico pensar que tal interação pode estar presente em futuros produtos. O Apple TV, um dos dispositivos que está sem atualizações a mais tempo, pode ser um bom candidato para receber essa funcionalidade.

Via AppleInsiderUSPTO

Apple registra patente de um smartwatch chamado iTime

by

itime-1

Uma patente (8.8787.006) concedida pelo Escritório de Patentes dos Estados Unidos para a Apple, registrada em julho de 2011, aparece ao mundo hoje, mostrando um relógio com uma curiosa denominação: iTime.

A patente não revela dados comerciais sobre o produto, mas serve para mostrar o que a Apple pensava sobre como poderiam ser as características para um dispositivo desse porte. Por exemplo, uma pulseira eletrônica com um dispositivo móvel que poderia se acoplar à pulseira, caso o usuário deseje.

Na patente também é citado o controle por gestos, e elementos como giroscópio ou acelerômetro, além do elemento chave de “trocas de informações” entre o relógio e o smartphone, permitindo o controle de mensagens recebidas, reprodução multimídia e outros elementos.

As patentes não são uma confirmação definitiva do lançamento de um produto comercial, e a marca iTime não está registrada pela Apple (nem mesmo o domínio iTime.com), mas todos esses dados adicionam mais elementos que apontam para um lançamento da empresa para esse novo segmento de mercado.

Via Ars Technica

Olympus pretende revolucionar as câmeras nos smartphones, com uma patente surpreendente

by

650_1000_patenteolympus

A Olympus, empresa totalmente voltada para o mercado fotográfico, poderia estar preparando o seu “desembarque” no mundo dos smartphones. A empresa registrou uma patente de um curioso dispositivo, desenvolvido para ser acoplado ao smartphone, que poderia modificar a mecânica do registro fotográfico em dispositivos móveis de forma sensível, para dizer o mínimo.

Esse dispositivo patenteado pela Olympus contaria com uma tela móvel transparente, que pode ser fixada diretamente ao chassi do smartphone. O que devemos ter em mente é que o fato de uma empresa ter registrado uma patente não garante que essa patente vai se tornar um produto comercial. De qualquer forma, todas as empresas protegem suas inovações com patentes, o que levanta a possibilidade de algum dia o seu invento poder ver a luz do mercado algum dia.

Infelizmente, as informações sobre o invento são escassas, e tudo o que sabemos é que é um dispositivo com uma tela semi-transparente, que se acopla diretamente ao chassi do smartphone, e que, de alguma forma, é capaz de exibir informações que inicialmente estão destinadas à tela do próprio smartphone.

Parece ser algo semelhante ao que temos nas telas de realidade aumentada, que se comunicará com a câmera de fotos do smartphone. Ficaremos atentos para novas informações sobre esse invento. Veremos o que a Olympus pode aprontar no segmento de fotografia em dispositivos móveis.

Via The New Camera

Apple tenta melhorar a câmera do iPhone com a patente da “super resolução”

by

650_1000_applesuperresolucion-1

A Apple apresentou uma nova patente onde é descrita uma inovadora tecnologia que, na teoria, vai permitir um drástico aumento na resolução das fotos capturadas com a câmera dos seus futuros iPhones, sem a necessidade de aumentar o número de fotodiodos ou pixels do sensor.

A patente descreve essa tecnologia com o termo “modo de super resolução”. Porém, muitos podem imaginar – sem ler o documento, é claro – que para aumentar a resolução sem modificar o número de fotorreceptores do sensor, seria necessário realizar algum tipo de “truque”.  O que os engenheiros da Apple pretendem fazer é combinar a tecnologia de estabilização óptica e o disparo rápido para registrar uma sequência de fotos que, posteriormente, serão analisadas pelo software de processamento do smartphone, para assim gerar uma única imagem com uma resolução mais elevada.

applesuperresolucion-2

A técnica faz com que o sensor seja levemente deslocado, registrando várias fotografias. Lembra muito a tecnologia utilizada pela Hasselblad no seu sistema H, e oferece resultados positivos. Porém, provavelmente terá as mesmas limitações presentes na tecnologia da empresa sueca: o objeto a ser fotografado deve permanecer imóvel, e as condições de luminosidade ambiental não devem mudar se quisermos obter o melhor resultado possível.

Talvez essas dúvidas sejam eliminadas quando a Apple colocar essa tecnologia em prática (se é que algum dia a mesma será incorporada em algum dos seus smartphones).

650_1000_applesuperresolucion-3

Via Imaging Resource 

Patente da Samsung pode mostrar os caminhos dos próximos dispositivos da linha Note

by

samsung_youm

A própria Samsung é a encarregada de acender a fogueira de rumores e especulações, ao declarar que o próximo dispositivo da linha Note terá uma novidade no seu formato, ou seja, que o seu design – relacionado com o seu uso – terá novidades. A partir daí, os sites especializados pensaram em diferentes opções, principalmente as relacionadas com a tela, que é onde a Samsung tem uma capacidade de desenvolvimento com importantes diferenciais.

samsung-three-sided-display-phone-design-patent-2

As especulações apontavam para as telas flexíveis, que se acomodam em diferentes lados do dispositivo, com três faces: uma principal, e duas menores, que se dobravam nas laterais do smartphone. Algo que não chega a ser surpresa para aqueles que viram os primeiros protótipos – foto do topo do post – que a Samsung está levando para alguns eventos.

Há cinco meses já foi possível ver patentes que reconheciam essa ideia, e nos levava a pensar que um dispositivo seria lançado ao longo de 2014. Agora, temos mais um registro de uma patente que aborda o mesmo tema: a tela curva que acompanha a curvatura das laterais do dispositivo, inclusive aparecendo na sua parte traseira.

samsung-three-sided-display-phone-design-patent-1

O que podemos fazer com tais informações é relacionar essa ideia com o Samsung Galaxy Note 4 e suas prometidas novas formas. É curioso comprovar como o Note está se transformando em um dispositivo tão importante quanto o Galaxy S para a Samsung, tanto na hora de implementar as últimas tecnologias, como na hora de dar o seu devido espaço no mercado de smartphones.

Via SamMobile

Samsung registra patente de fone de ouvido com tela integrada

by

650_1000_patente-samsung-glass-1

A Samsung registrou uma patente que sugere um desenvolvimento de sua alternativa própria ao Google Glass. A patente mostra um dispositivo com forma de fones handsfree, com uma tela integrada na sua extremidade, muito similar ao conceito oferecido pelos óculos inteligentes da Google.

Na realidade, a Samsung deixou claro o seu interesse por esse tipo de dispositivo já em janeiro desse ano, através de outra patente muito mais parecida com o Google Glass. Porém, a nova patente que é definida por eles como um fone de ouvido, integraria as duas opções, apesar de contar com esse design diferenciado.

Assim, o produto não contaria com as mesmas características do Google Glass ou de patentes anteriores da Google, mas simplesmente essa tela que ficaria diante do nosso olho direito (de acordo com a orientação dos gráficos da patente). Se vai virar um produto real, ninguém sabe. Mas ao menos sabemos que os coreanos pensam nisso.

Vamos ver o que o tempo vai dizer sobre o assunto.

650_1000_patente-samsung-glass-2

Via SamMobile

Nova patente da Apple visa evitar que você trombe com um poste enquanto escreve mensagens no smartphone

by

3028377-poster-p-videowalk

Já aconteceu com muita gente: a pessoa vai caminhando enquanto escreve uma mensagem de texto, e se esquiva do poste no último segundo. Ou termina no chão ao perceber que a calçada acabou. Pois bem, a Apple quer resolver esse problema de uma vez por todas.

A gigante de Cupertino registrou uma patente que contempla transformar o seu iPhone em uma janela transparente, enquanto você escreve ou lê a sua mensagem, evitando assim os acidentes. A ideia em si é bem simples: substitui-se o fundo do aplicativo por uma imagem captada em tempo real pela câmera traseira, de modo que você possa ver tudo o que acontece na sua frente enquanto a mensagem é lida ou escrita.

Essa solução já foi vista em alguns aplicativos avulsos, mas a Apple pretende incorporar o recurso de forma nativa no iMessage em um suposto futuro próximo. E, cá pra nós: a Humanidade agradece.

Via Cult of Mac

Samsung e Cisco fecham acordo de compartilhamento de patentes

by

samsunghearcisco

Samsung e Cisco acabam de fechar um acordo de compartilhamento de patentes, que terá vigência pelos próximos dez anos, que encerra eventuais divergências judiciais entre as duas empresas.

O acordo vai além de evitar processos. Ao compartilhar tais patentes, Samsung e Cisco pretendem pavimentar o caminho para o desenvolvimento de novos produtos. De acordo com Dan Lang, diretor da Cisco que vela pela propriedade intelectual da empresa, “a inovação está muito presa em diversas oportunidades ao ambiente de litígios”, e as duas empresas querem evitar isso.

Para a Samsung, é um obstáculo a menos. Porém, ainda falta resolver as suas diferenças com a sua maior rival (aka Apple). Saberemos ainda nesse mês se eles vão conseguir êxito nessa empreitada.

Via Samsung

King, desenvolvedora do game Candy Crush Saga, registra a palavra “Candy”

by

Candy-Crush-patente

O mundo das patentes e marcas registradas está beirando ao absurdo: as empresas registram sistemas e palavras que são de uso geral, e que tais registros jamais deveriam ser concedidos. O último abuso nesse sentido aconteceu com a palavra “Candy”. O Escritório de Patentes e Marcas Registradas dos Estados Unidos, que concedeu à King, empresa desenvolvedora do jogo Candy Crush Saga, o registro da já citada palavra. Com isso, a King pode agora forçar os demais desenvolvedores a não utilizarem a palavra “Candy” em seu segmento.

A empresa iniciou o processo de registro dessa marca em 6 de fevereiro de 2013, e no dia 15 de janeiro de 2014, a palavra “Candy” foi cedida à King. E isso teve um efeito imediato: vários desenvolvedores foram contactados pela criadora do Candy Crush Saga, que por sua vez solicitou que eliminem os jogos ou projetos que contam com essa palavra em seu nome, ou que demonstrem de forma clara que não estão infringindo essa marca registrada.

Um dos afetados, Benny Hsu (responsável pelo jogo “All Candy Casino Slots – Jewel Craze Connect: Big Blast Mania Land”), informa que vai retirar essa palavra do nome do seu jogo, uma vez que ele não encontra outra solução imediata para resolver o problema. E fica o aviso: se você é um desenvolvedor, tenha muito cuidado na hora de escolher uma palavra para batizar seus jogos e aplicativos.

E não só isso. A patente cedida ao pessoal da King afeta marcas de roupas e outros segmentos diversos do comércio em geral, que de alguma forma estão relacionados ao jogo, ou com produtos que se aproveitam do sucesso do Candy Crush. Algumas lojas online já retiraram do seu catálogo tais produtos com essas características.

Via Forbes

Amazon solicita patente de um sistema que “prevê” pedidos, para antecipar entregas

by

jeff-bezos-amazon

Ok… lembra dos drones de entrega de encomendas da Amazon? Pois bem, a última invenção da Amazon pode deixar essa solução ainda mais interessante no futuro. Se acordo com o Wall Street Journal, a empresa de Jeff Bezos solicitou uma patente que contempla envios antecipados. Esse post serve para explicar a ideia, pois é um tanto quanto complexa para a maioria.

Se você é um usuário da Amazon, você bem sabe que, a cada visita que você faz no site, aparece um conteúdo sugerido com itens que podem ser do seu interesse, baseado não apenas no seu histórico de compras, mas também nas buscar realizadas na loja online. Logo, eles sabem que existe uma grande possibilidade de você comprar algum dos produtos sugeridos por eles, e por conta disso, eles seguem insistindo nas ofertas, com certa insistência.

O que acontece é que o comercio online em geral, e a Amazon em particular, enfrentam um grande inconveniente no processo de compras: os prazos de entrega. A Amazon quer encurtar a todo custo o tempo que o produto vai chegar até você, pois sabem que podem perder muitos clientes que não estão dispostos a esperar, o simplesmente se arrependem da compra quando se deparam com uma previsão de entrega demorada demais.

A solução dos drones existe para ajudar a resolver esse problema, mas a patente solicitada pela Amazon vai um passo além: ela pode enviar a sua “futura compra” aos pontos de logística próximos da sua residência, de forma que, caso você decida pelo produto, você vai recebê-lo em poucas horas.

A Amazon sabe que as possibilidades de você comprar um determinado produto indicado por eles são muito elevadas, e dessa forma, compensa os custos operacionais. Não está muito claro se finalmente esse projeto futurista será colocado em prática, uma vez que a empresa se nega a comentar o assunto. Mas parece que eles ao menos jogam com dois elementos que podem ser essenciais em um futuro formato de comércio eletrônico: o elevado conhecimento que eles possuem sobre os seus clientes (gostos, costumes, etc), e ofato de se anteciparem a tomar uma decisão, baseado naquilo que sabe ao seu respeito.

Via USPTO.gov, WSJ.com

Motorola tenta patentear um microfone que seria “tatuado” diretamente na garganta do usuário

by

motorla-tattoo-patent

Tudo bem que existem patentes realmente estranhas, e que a maioria delas não vai chegar nem perto de virar um produto comercial. Porém, essa da Motorola entra, com facilidade, no topo da minha lista. Recomendo que você procure uma cadeira ou poltrona para sentar, antes de seguir lendo essa preciosidade.

A Motorola solicitou os direitos de um novo modelo de microfone para smartphones, com um transceptor e sua própria fonte de energia, que pode ser – acredite, se quiser – tatuado no pescoço do usuário!

A ideia é que esse microfone capture as vibrações da voz diretamente da garganta do usuário, reduzindo assim o ruído ambiente e, supostamente, evitar o transtorno oferecido quando o usuário perde um microfone desses por aí. O dispositivo se conectaria ao smartphone através das conectividades Bluetooth, NFC ou qualquer outro protocolo sem fio, e incluiria uma bateria que “poderia ou não ser recarregável”.

Como se não bastasse, a patente vai além nos exercícios de “futurologia”, indicando que o microfone pode ser tatuado “em outros animais” (entendam como quiser).

Por enquanto, isso é tudo o que temos sobre o assunto. E é uma mera solicitação de patente. Mas não deixa de ser mais um indicativo que, de uma vez por toda, a febre dos dispositivos “vestíveis” está no seu ápice.

E você? Tatuaria um microfone no seu pescoço para seus amigos e familiares te ouvirem melhor?

Via USPTO.gov