Arquivo para a tag: onlive

Sony compra a OnLive, e encerra o projeto para ficar apenas com suas patentes

by

onlive

O OnLive, console de videogames por streaming, chegou ao fim. A Sony adquiriu o serviço, mas vai descontinuá-lo, ficando com as suas 140 valiosas patentes que serão adotadas no seu próprio serviço de jogo na nuvem, o PlayStation Now.

A Sony Computer Entertainment America fica com a propriedade intelectual da OnLive, que por sua vez encerra suas operações no final de abril. A Sony fez o mesmo movimento em 2012 ao adquirir a Gaikai. A equipe principal da OnLive – parte dos 80 funcionários da empresa – passam a fazer parte do grupo de funcionários da Sony.

Em 2014, a OnLive se reestruturou, lançando dois novos serviços: o CloudLift e o Go, por US$ 15/mês e 85 jogos disponíveis. Recentemente, eles pensavam em oferecer seus serviços nas TVs da Philips.

Vale lembrar que a OnLive competia com outras marcas, como por exemplo a NVIDIA (Grid), que possui muita tecnologia proprietária, oferecendo jogos na nuvem a partir de dispositivos portáteis que eles mesmos criam, além da TV por conta do Shield ou com o computador pessoal.

Via OnLive

Philips TVs apresenta plataforma OnLive para jogos

by

onlive

A TPV anuncia a integração do serviço de jogos na nuvem OnLive em suas TVs com sistema operacional Android. Isso permite que jogos feitos para consoles possam ser jogados na maior tela da casa sem a necessidade de um console. O OnLive Game Service estará disponível nas TVs Philips com sistema operacional Android no decorrer de 2014, na Europa*.

 

Acesso a centenas de jogos sem um console

A integração do ‘acesso instantâneo’ da plataforma de jogos OnLivenas TVs Philips com sistema operacional Android permite que os usuários transmitam e joguem os mais recentes jogos através do OnLive Game Service, simplesmente conectando um controle de videogame na TV. A crescente biblioteca OnLive apresenta todos os tipos de jogos, de blockbusters a franquias mais voltadas à família, esportes, corrida e jogos de ação-aventura.

 

OnLive permite que vários jogos sejam utilizados em diversos aparelhos

O dono de uma TV Philips pode jogar sozinho ou competir com os amigos jogando remotamente em outros aparelhos como PC, Mac ou tablet Android. Usuários podem começar a jogar em um aparelho, por exemplo, a TV Philips, e continuar em seu tablet Android depois de saírem de suas casas. Os jogos salvos na nuvem são sincronizados automaticamente através dos aparelhos, permitindo aos jogadores continuar o jogo exatamente de onde pararam, não importa onde estejam.

 

Ampla variedade nas TVs Philips com sistema operacional Android

A plataforma OnLive roda em todas as TVs Philips com sistema operacional Android. Uma grande variedade de TVs permite que seus consumidores escolham um conjunto que vá de encontro as suas exatas necessidades.

 

Ambilight oferece uma experiência mais imersiva de jogo

Todas as TVs Philips com sistema operacional Android apresentam a tecnologia Ambilight, uma tecnologia de iluminação de LED que é exclusiva da Philips. Ela joga um brilho de luz – que combina com as cores na tela – na parede atrás da TV. O modo jogo permite que o Ambilight se adapte e siga rapidamente as aceleradas cenas de ação e jogos de esporte proporcionando uma experiência absolutamente imersiva.

 

TVs Philips são compatíveis com uma grande variedade de controles de videogame

Jogos OnLive disponíveis em TVs Philips podem ser jogados com um controle de videogame. As Tvs Philips com sistema operacional Android são compatíveis a uma grande variedade de controles de videogame baseados em XInput, que podem ser usado para jogar os jogos da plataforma OnLive.

* OnLive Game Service estará disponível na Suécia, Dinamarca, Finlândia, Noruega, Países Baixos e Irlanda em Q4 2014. Lançamentos oficiais para outros países continuaram em 2015 seguindo os planos de introdução do produto.

Via assessoria de imprensa (TPV/Philips)

Ouya: jogos por streaming via OnLive e edição limitada na última semana de arrecadação de fundos

by

Depois de arrasar na Kickstarter e ultrapassar em muito a sua meta de US$ 950 mil para financiar o seu projeto, a Ouya parece estar atenta de que este é o seu momento, e os seus criadores seguem atualizando os seus milhares de “investidores” ao redor do planeta sobre o estágio de desenvolvimento do console, cujas especificações técnicas (em parte) foram conhecidas, inclusive o seu controle oficial.

O console “livre” conseguiu a façanha de arrecadar mais de US$ 6 milhões em doações, e chamou a atenção de diversos desenvolvedores e empresas ligadas ao mundo dos videogames, dentre as quais destaco nesse post a OnLive, que fechou um acordo com a startu-up de Julie Uhrman para oferecer um serviço de jogos por streaming para o Ouya, quando o mesmo chegar ao mercado.

A OnLive é conhecida por oferecer jogos na nuvem para computadores e diversos dispositivos, como televisores e set-top boxes, e vai oferecer ao console de US$ 99 o mesmo catálogo de títulos presente em suas outras versões, que é um amplo leque de jogos para escolha, através do formato de assinatura, pagamento único ou até uma demonstração de 30 minutos. O OnLive permite que o usuário jogue nem nenhum tipo de armazenamento de conteúdo na unidade de armazenamento do equipamento do cliente, mantendo todas as nossas partidas salvas e perfis de jogo na nuvem, com opções para recuperar as partidas exatamente do mesmo ponto que você parou, a qualquer momento, e em qualquer equipamento que conte com uma conexão de banda larga compatível com o serviço.

Além disso, como o tempo de arrecadação ainda não terminou, e o dinheiro que a Ouya possui é exorbitante, a empresa pode se dar ao luxo de pensar em ideias mais sofisticadas, ou mimos especiais para os gamers mais empolgados no projeto. O console segue aberto, e você não vai pagar nada pelos jogos, mas se você investir na página do console na Kickstarter até o dia 9 de agosto com a quantia de US$ 140, vai receber uma edição especial do console na cor café, escolhida especialmente pelo designer Yves Behar, um dos “pais” do Ouya.

A cor do console da edição limitada é só uma parte de suas novidades, pois eles anunciaram também que chegaram a um acordo com o Vevo, para oferecer vídeos musicais por demanda. Como era de se esperar, o console não poderá ser usado apenas para jogos, mas pode se converter em uma central de entretenimento completa.

O Ouya se apresenta como um novo paradigma no mercado de consoles domésticos, oferecendo um sistema aberto para todo o tipo de desenvolvedores e prometendo jogos gratuitos aos usuários, tanto nas versões de testes e versão de compra, como em jogos no estilo “Freemium”, onde o jogo em si não requer nenhum tipo de pagamento, mas os seus complementos, que ampliam a experiência do jogo, são pagos.

O console Ouya vai contar com um SoC NVIDIA Tegra 3 com quatro núcleos ARM e GPU GeForce, gerenciados pelo sistema operacional Android Ice Cream Sandwich (ou até mesmo o Jelly Bean), o que poderia resultar em um catálogo de jogos muito casuais, ou talvez de baixa qualidade, mas graças ao acordo com a OnLive e outros distribuidores de conteúdo para games de renome, as possibilidades desse sistema doméstico prosperar se multiplicarão.

Resumindo: o Ouya (aparentemente) tem tudo para ser um bom investimento para qualquer gamer que está cansado dos jogos das plataformas da Microsoft, Sony e Nintendo. Afinal de contas, quem não quer jogos em streaming na sala de casa, sem a necessidade de um computador?

Via Pocket-Lint e Kickstarter

Vizio lança o seu set top box Google TV com jogos da OnLive, por US$ 99

by

A Vizio conseguiu sair na frente de marcas como Logitech, Sony, LG e todos aqueles que apostaram no Google TV. Eles apresentaram no mercado a sua versão do set top box com Google TV por US$ 99, que também oferece suporte à tecnologia OnLive, a sua plataforma de jogos em streaming, que pretende mudar a forma de jogar videogames sem depender de consoles caros.

Para quem ainda não sabe, o OnLive é uma plataforma de jogos por streaming, que não depende de um hardware específico para rodar jogos pesados. Tudo o que você precisa é de uma boa conexão de internet em casa (ou seja… para a maioria de nós, esquece…). A ideia parece ser bem simples, mas não é bem assim. Tanto, que nenhuma empresa tinha se arriscado a lançá-la no mercado de forma oficial. Com essa iniciativa, a Vizio se posiciona acima de qualquer empresa que também está apostando no Google TV.

Por exemplo, a Sony apresentou a sua versão do Google TV, a NSZ-GS7 (que vai chegar ao Brasil até o final do ano), que custa US$ 199, mas é apenas um set top box e nada mais. Já o modelo da Vizio é a mesma caixa mágica, com um hardware combinado/recomendado pela OnLive, e com o controle remoto que faz a vez de controle para os jogos que o sistema oferece. E tudo isso, por US$ 100 a menos.

Nas suas configurações, vale a pena destacar a compatibilidade DLNA, suporte para saída de vídeo máxima em Full HD a 1080p (também em 720p e 1080i), além dos aplicativos dedicados na Google Play e navegação na web com o Google Chrome.

A pré-venda do Vizio Co-Star começa no mês que vem, mas sem data de lançamento definida.

Via Gizmologia

OnLive e suas novidades na #E3: suporte para o Google TV da LG, função MultiView e mais

by

A OnLive não está parada. Depois do Gaikai anunciar a sua chegada aos televisores Samsung, a veterana empresa no mercado de jogos via stream anunciou a sua futura disponibilidade nos televisores Google TV da LG (que curiosamente também tem um acordo de integração com o Gaikai), assim como o suporte para o máximo de quatro controles universais OnLive de forma simultânea.

Desta forma, os proprietários de um televisor LG com o Google TV poderão desfrutar do catálogo de jogos da OnLive diretamente na sala de casa, uma vez que estiver disponível a correspondente atualização do sistema, com a promessa que mais adiante o sistema terá compatibilidade com o Cinema 3D.

A OnLive também anunciou uma atualização para os seus clientes in-browser, que permitirá que as empresas possam oferecer acesso direto aos jogos, sem a necessidade de login, e em breve também estará disponível uma nova função OnLive MultiView, que tornará possível observar o stream de outros jogadores, sem que o usuário se desconecte de sua própria conta.

Surpreso? Pois saiba que além de tudo isso, a OnLive adicionou novos títulos à sua coleção de jogos na nuvem. Lista de jogos abaixo:

• Aliens: Colonial Marines
• The Cave
• Darksiders II
• Hell Yeah!
• Hitman: Absolution
• Inversion
• London 2012 – The Official Video Game of the Olympic Games
• Metro: Last Light
• Ravaged
• Saints Row: The Third: Enter the Dominatrix
• Sid Meier’s Civilization V: Gods & Kings
• South Park: The Stick of Truth

Via Engadget

OnLive salta para o Android e iOS com o seu aplicativo Player #E3 #E32011

by

O grande argumento de venda da OnLive é que o serviço de jogos na nuvem não só ter permite jogar os últimos e mais sofisticados títulos, independente da potência do seu PC ou, de forma bem prática, sem precisar ter um computador. Uma vez que a OnLive é a responsável pelo processamento dos seus jogos em seus servidores, até os tablets podem se transformar em um plataforma de jogos. E agora, a OnLive anunciou na E3 o lançamento do Player, um aplicativo de jogos que estará disponível para dispositivos iOS e Android, a partir do terceiro trimestre de 2011, nos Estados Unidos e Europa.

O software em questão permite o uso do seu tablet como se fosse um controle de toque e/ou de movimento, para controlar os jogos em seu televisor. Ou, se assim você desejar, utilizar um controle sem fio universal para controlar os jogos. Além disso, o aplicativo será compatível com telefones. Abaixo, você vê um vídeo demonstrativo do sistema.

via OnLive

Tablet HTC Flyer reaparece em vídeo

by

Levando em conta o saturado mercado de tablets que temos, é de agradecer o fato que o HTC Flyser se esforce um pouco em diferenciar as suas 7 polegadas dos demais concorrentes. Embaixo de sua carcaça unibody de alumínio, temos um processador de 1.5 GHz, e é o primeiro tablet a oferecer os jogos em cloud computing da OnLive.

O produto conta ainda com a caneta Stylus capacitiva Scribe, e conta com a sua própria versão do Sense, devidamente adaptada para a sua tela de 1.024 x 600p. Abaixo, temos um vídeo promocional que mostra todas as suas principais características e qualidades.

HTC entra oficialmente para a guerra dos tablets, com o HTC Flyer – #MWC 2011

by

Mais um integrante no mercado dos tablets: a HTC apresenta o HTC Flyer, um tablet com tela de 7″ e sistema Android. Ele conta com um processador de 1,5 GHz, 1 GB de RAM, 32 GB de memória flash e corpo unibody em alumínio. Sua tela é de 1024 x 600, e conta com uma versão otimizada para tablets do Sense UI, além de uma caneta Stylus otimizado para telas capacitivas.

O tablet também conta com um par de câmeras (uma frontal, de 1.3 MP, e outra traseira, de 5 MP), bateria de 4.000 mAh, que possui autonomia para até 4 horas de reprodução e um slot para cartões microSD. O tablet chega no segundo trimestre de 2011, com Android 2.4 (Gingerbread). O tablet contará como sistema OnLive em forma de aplicativo, entre outras novidades de software.

via Engadget

OnLive chega ao Vizio VIA Plus, para estar presente nas suas TVs, tablets e telefones

by

As novas TVs da Vizio (VIA Plus), seus players Blu-ray, e seus mais recentes lançamentos, o VIA Tablet e VIA Phone vão trazer os recursos do micro console da OnLive. Ele vai funcionar como um aplicativo de internet dentro do hardware da Vizio, e segundo seus responsáveis, ele será compatível com resoluções a 1080p, imagens 3D e com os controles sem fio da OnLive. Além disso, alguns jogos já estão sendo adaptados para oferecer controle via touch desde o lançamento, além da respectiva compatibilidade com os controles externos. Vale a pena esperar para ver os resultados dessa união.

OnLive consegue uma importante patente sobre o cloug gaming

by

Steve Perlman é o CEO da OnLive, a plataforma de jogos via streaming. Ele anunciou que sua empresa conseguiu uma importante patente no setor que eles atuam, e é a patente 7.849.491, que foi aprovada, reconhecendo Perlman como inventor de “um aparelho para videogames que inclui uma caixa com slot com interface que se conecta a um cartão de jogo, proporcionando uma plataforma para executar um software de videogame”. Isso é algo que o coloca em uma posição destacada neste novo negócio pois, agora, ele pode até mesmo pode processar outros serviços parecidos, como o Gaikai ou Otoy, e até fazer um monopólio sobre esse tipo de serviço. Vamos ficar de olho nos próximos acontecimentos.

Fonte

OnLive App para o iPad é lançado, mas não é algo animador

by

A OnLive, plataforma de jogos por streaming, lançou o seu aplicativo oficial para o iPad. Porém, antes que você comece a comemorar, temos que dizer que ele não faz exatamente o que é esperado dele. Por enquanto, ele é apenas uma janela, onde você pode acessar os conteúdos e jogos da OnLive, e apenas no modo espectador, sem poder participar dos jogos.

Os desenvolvedores alegam que, por enquanto, o aplicativo serve apenas para comprovar que o streaming chega em condições aceitáveis ao tablet da Apple e que, mais pra frente, será lançado um aplicativo completo, para poder jogar sem maiores problemas. A versão para Android ainda está em beta, mas o próprio Andy Rubin se mostra otimista com a ideia de ter sua plataforma no sistema do Google.

Fonte

[games] MicroConsole da OnLive chegará ao mercado até o final de 2010

by

Este produto já foi visto antes, e já chamou atenção pelo seu conceito. O MicroConsole da OnLive tem como objetivo economizar espaço e dinheiro do fabricante, pois o jogador vai acessar os jogos via Cloud Computing, trabalhando em conjunto com a televisão, e dispensando a utilização de mídia física para rodar seus jogos. A boa notícia é que a OnLive vai mesmo produzir o MicroConsole em larga escala, e pretende lançar o dispositivo até o final de 2010. Se bem que alguns beta testers já estão aproveitando dos benefícios do produto.

Fonte