Arquivo para a tag: Niantic

Niantic é processada por jogadores de Pokémon Go danificarem áreas protegidas

by

gamers-de-pokemon-go

A Niantic está sendo processada na Holanda por ser incapaz de conter uma horda de jogadores de Pokémon Go que se estapearam e destruíram parte da praia Kijkduin, considerada uma área protegida por conta de suas dunas de areia.

Alguns jogadores do game para celular se transformaram em um problema por conta da falta de noção e bom senso. As autoridades da cidade de La Haya confirmam que desde agosto tentam resolver o problema de forma amistosa com a Niantic, mas que não receberam resposta. Por isso, não restou outra opção.

É importante levar em consideração que a “má pontaria” da Niantic na hora de escolher os locais para a aparição de determinados Pokémons não é algo novo. Eles já tivera problemas em outros locais importantes, como o Monumento ao Holocausto em Berlim, ou o Monumento da Paz em Hiroshima.

É claro que a Niantic cometeu erros, mas os gamers também tem culpa por tomar atitudes imbecis e pouco respeitosas para conseguir Pokémons.

Via Neowin

Pokémon GO não é mais o dono da bola

by

pokemon-go

Depois de 74 dias consecutivos como o aplicativo que mais receita gerou na Apple App Store dos EUA, Pokémon GO perdeu o seu trono.

O jogo foi lançado em julho, transformando-se na sensação do momento, um reinado que durou até a chegada de Clash Royale, jogo de estratégia da Supercell lançado no começo de 2016, mas que uma atualização provocou sua ascensão.

Pokémon GO não conta mais com o recorde na lista de receitas entre os jogos na loja da Apple. Clash of Clans tem hoje 347 dias no topo, seguido de Candy Crush Saga, que permaneceu como rei absoluto por 109 dias.

 

pokemon-go-top-grossing-comparison

 

Desde o seu lançamento, Pokémon GO arrecadou US$ 440 milhões em receita bruta, somando as lojas da Apple e da Google. A Niantic revelou que o aplicativo foi baixado mais de 500 milhões de vezes em vários países.

A Niantic informa que este crescimento foi orgânico e que sua equipe está muito feliz com o massivo número de usuários e lucros.

Como não estar, não é mesmo?

Via CNetSensorTower

Catalyst, um case pensado no Pokémon Go

by

catalyst pokémon go case

Apesar da febre do Pokémon Go dar sinais de perder o fôlego, as empresas seguem oferecendo novidades interessantes para melhorar o desempenho dos jogadores no game. Uma dessas novidades é o case da Catalyst, que não só protege o smartphone como ajuda o usuário na nobre arte de caça dos pokémons.

Pare de gastar pokébolas a troco de nada

Se você se cansou de gastar pokébolas, ou se o seu smartphone sofreu um acidente enquanto jogava Pokémon Go, a Catalyst oferece um conjunto de cases com proteção IP68 para iPhones com um case adicional que facilita o lançamento das bolas.

A Catalyst está negociando com a Niantic e a Nintendo para licenciar o produto, e isso em qualquer condição climática, ao mesmo tempo que eleva o desempenho do gamer.

O case está disponível apenas para os modelos iPhone 6, iPhone 6s e iPhone 6s Plus, com preço sugerido de US$ 9,99 (envio de despes de envio não incluídas).

 

 

Via Catalyst

Hype do Pokémon GO perde força: game perdeu 15 milhões de usuários

by

pokémon go teaser

O hype está passando. Pokémon GO perdeu 15 milhões de usuários desde o seu pico máximo.

O game foi o grande boom do verão, chegando a dobrar o valor das ações da Nintendo, e acumulando milhões de usuários em um curto espaço de tempo.

O jogo é reflexo de uma das maiores franquias da Nintendo, e foi desenvolvido em parceria com Game Freak e a Niantic, esta última responsável pela realidade aumentada, o verdadeiro chamariz do jogo.

Pokémon GO teve uma recepção fabulosa. Mas começa a perder força.

 

Tudo o que sobe, desce

pokemon vs twitter

 

A velha lei de Newton: se a ascensão foi espetacular, a queda será na mesma proporção.

A própria Nintendo já reduziu suas expectativas, afirmando que o jogo na verdade é da Niantic, que por sua vez tem como acionistas a Nintendo e a The Pokémon Company além de ter os direitos cedidos pelos donos da marca para desenvolver o jogo.

Essa informação provocou uma forte queda nas ações da Nintendo, e confirma que é preciso fazer muito mais do que apenas colocar o nome em um jogo para recuperar o terreno perdido.

Quanto ao jogo em si, estava clara que essa queda iria acontecer quando o barulho inicial passasse. E a Niantic parece não ser capaz de aperfeiçoar o game e seguir adicionando novas características.

1472071228_pgo_chart_1_story

 

Segundo a Bloomberg, Pokémon GO entrou em uma profunda tendência de baixa: no meio do mês de julho, o game alcançou 45 milhões de usuários diários, e desde então perdeu 15 milhões de usuários.

1472071223_p_go_chart_2_story

 

Pokémon GO é um ótimo exemplo sobre as possibilidades da tecnologia da realidade aumentada e por seu potencial de plataforma social de geolocalização. Mas muito além disso, é complicado manter o crescimento exponencial apresentado na época do seu lançamento.

O jogo não é a reinvenção da Nintendo mas é um bom ponto de partida, principalmente na mídia, podendo abrir caminho para mais franquias nas plataformas móveis.

Porém, a Nintendo precisa de outro tipo de reinvenção, que pode chegar com o Nintendo NX.

Via Bloomberg

Niantic alerta: trapaceiros do Pokémon GO começam a ter suas contas canceladas

by

pokémon go em uso

A Niantic informa que começou a cancelar as contas de usuários trapaceiros do Pokémon GO.

A facilidade para localizar pokémons não é desculpa para a trapaça. Vários APKs para Android ajudam a localizar os bichos virtuais, mostram o tempo que falta para o elemento desaparecer, simular localizações para capturas sem deslocamento, entre outros truques.

Mas a Niantic não quer nada disso. Um post na página oficial do jogo no Facebook, eles alertam que os banimentos vão acontecer.

A empresa recebeu denúncias sobre as trapaças, e decidiu tomar medidas sobre o assunto, alegando um uso indevido do Pokémon GO.

A prioridade da empresa é oferecer uma experiência justa de jogo para todos os jogadores, e se o sistema deles identificarem a trapaça, o usuário vai receber um e-mail que confirma o cancelamento da conta.

 

Quem deve temer um banimento?

A Niantic não detalha os motivos específicos para cancelar uma conta, mas os termos de uso de Pokémon GO dão bárias pistas.

Basicamente, o principal motivo para um banimento é o uso de qualquer ferramenta ou aplicativo que não seja o próprio jogo oficial.

O uso de um aplicativo ou site com mapas colaborativos não deveria ser um problema, mas muitos estão usando versões oficias do jogo ou mapas que usam uma conta de treinador para obter vantagens. Esses sim devem se preocupar.

O que fazer se sua conta for cancelada?

É possível recorrer desse cancelamento, preenchendo o formulário de apelação e informando provas ou argumentos para reverter o banimento.

Agora, se você sabe que está trapaceando no Pokémon GO, recomendo que elimine esses aplicativos.

Pokémon GO gera receita de US$ 200 milhões no primeiro mês de vida

by

pokémon go money

Que Pokémon GO é um sucesso sem precedentes, ninguém tem dúvidas disso. Agora, que um jogo gratuito conseguiu arrecadar mais de US$ 200 milhões no seu primeiro mês de vida é algo que só ilustra esse sucesso.

A curva do êxito

pokémon go grafico de lucro

 

Os dados da Sensor Tower revelam que Pokémon GO já gera mais receita que os principais jogos das lojas de aplicativos. No seu primeiro mês de vida, o jogo da Niantic e Nintendo superou pesos pesados como Candy Crush e Clash Royale. E de longe.

Nos seus primeiros 18 dias de vida, as receitas de Pokémon GO foram mais ou menos as mesmas de Clash Royale, mas a curva subiu consideravelmente com o lançamento do jogo no Japão. Hoje, o jogo da Niantic tem o dobro de receita mensal que Clash Royale, e sete vezes mais do que Candy Crush.

 

Pokémon GO é imune a queixas (por enquanto)

Apesar das críticas à Niantic pelas últimas atualizações do jogo, principalmente depois da remoção do sistema de digitais, afetando ferramentas úteis como o Pokévision, o jogo segue como um sucesso. Parece que deixar os jogadores sem ajuda para encontrar os bichinhos virtuais deixou o jogo mais frustrante e, ao mesmo tempo, mais viciante.

O modo de economia de bateria no iOS também apresentou problemas, mas no lugar de solucionar isso, a Niantic decidiu eliminar esse modo com uma atualização, algo que também foi criticado pelos usuários. Mas isso está longe de afetar o sucesso de Pokémon GO. Tudo indica que as receitas seguirão aumentando conforme o jogo vai chegando a mais regiões.

Via Digital Trends

Pokémon GO em números absurdos, através de um infográfico

by

pokemon go infografico

O site britânico BargainFox montou um impressionante infográfico que mostra a dimensão que o game Pokémon GO possui hoje. Desde o número de jogadores até os downloads, passando pela receita e até os efeitos do jogo na bateria do smartphone.

 

Pokémon GO, em números (impressionantes)

Entre os dados compilados, nos deparamos com os grandes números, como US$ 4.5 milhões que o aplicativo gerou para a Niantic e seus sócios no primeiro dia de vida. Em apenas três semanas, e levando em conta uma ativação gradual nos países, Pokémon GO registrou 75 milhões de downloads, com um pico de 55 downloads por segundo no iOS e 26 downloads por segundo no Android.

Mas o grande impacto causado por Pokémon GO foi na onda expansiva que o game alcançou em outros setores. Por exemplo, na música, onde o tema principal da série teve um aumento de execuções no Spotify de 382% na primeira semana de disponibilidade do jogo.

O consumo de bateria e dados de Pokémon GO também merece destaque: 30 minutos do jogo podem acabar com 20% de autonomia do smartphone em média. Nesse tempo, o jogo consome 5 MB de dados. Além disso, operadoras norte-americanas aproveitam para oferecer promocionalmente os dados consumidos no game isentos de desconto na franquia contratada.

O infográfico pode ser encontrado nesse link. E a verdade é uma só: esse é um dos games para smartphones mais bem sucedidos da história, se não for o mais bem sucedido. Quando a febre passar, poderemos avaliar isso. Mas fica bem claro que, independente de qualquer coisa, Pokémon GO já está na história.

Via BargainFox

Pokémon GO é lançado no Brasil (e sua vida acaba a partir de agora)

by

pokemon-go-brasil

Depois de algumas semanas de espera, a Niantic lançou hoje (3) no Brasil o game Pokémon GO.

Antes mesmo de chegar ao país (e mesmo sem funcionar em nosso território), Pokémon GO já estava instalado em 2% dos smartphones Android dos brasileiros. O jogo, que é resultado de uma parceria da Niantic Labs e da Pokémon Company (esta última uma empresa da Nintendo) é um fenômeno global. O jogo é mais usado que o Twitter, Instagram e Tinder, e consegue ter mais engajamento que o Facebook nos Estados Unidos.

 

Instabilidades, grana, frenesi… fim da sua vida!

O lançamento no Brasil foi marcado por problemas nos servidores e até um protesto por hackers pelo atraso no lançamento. Além do Brasil, outros 30 países (a maioria na Europa) receberam o jogo. O mesmo atraso aconteceu no lançamento do jogo no Japão, e pelo mesmo motivo: os servidores não iam aguentar a demanda.

Pokémon GO faz uso da realidade aumentada para que os jogadores saiam de casa para caçar pokémons. É possível obter também conquistas e realizar desafios. O jogo não aceita o uso de um VPN ou de apps que forjam a localização do usuário, e quem tentar fazer isso pode ser banido do jogo. Ah, e vale lembrar que o game consome uma enorme quantidade de bateria do smartphone. Também é importante reforçar que, apesar de já funcionar no Brasil, o aplicativo do jogo  não esta disponível nas lojas do Android e iOS, mas é possível baixar o seu APK nesse link.