Arquivo para a tag: navegador

Google Chrome para iOS e Android agora conta com sistema de compressão de dados

by

datasavingsduo_1_portuguese

A Google já estava testando o seu sistema de compressão de dados no Chome há muito tempo, com o objetivo de melhorar ao máximo a eficiência do navegador em suas versões móveis. E finalmente, esses testes chegaram ao fim.

A mais recente atualização do navegador vai oferecer aos usuários dos dispositivos iOS e Android um recurso de compressão de dados, com o objetivo de reduzir o consumo do pacote de dados de internet, o que deve se converter em alguma economia para o usuário na conta no final do mês.

Além disso, como toda boa atualização que se preze, foram adicionadas algumas melhorias. No caso do aplicativo para o Android, agora é possível criar acessos diretos a determinadas páginas na tela principal, para que o acesso aconteça de uma forma mais rápida e simples. No caso da versão para iOS, está presente a nova barra de tradução automática (que já estava disponível para o Android).

Mas antes que você saia correndo para as respectivas lojas dos dois sistemas, a Google avisa que a nova versão começa a ser oferecida aos usuários nas próximas semanas de forma automática. Logo, sem pressa. Pode relaxar mais um pouco.

Via Google Play
Via iTunes
Via Google Blog

Opera 15, baseado no Chromium, chega aos PCs e Macs

by

opera-15

Até agora, a futura versão do navegador Opera recebia o nome “Next”, mas parece que a empresa norueguesa não quis sair da tradição, e manteve a ordem numérica na versão recém-lançada hoje (02). Com o nome Opera 15, o lançamento se apresenta com as mesmas novidades vistas antes na versão preview, como o seu novo design, a função Discover (onde podemos ver as últimas notícias e um menu de acesso rápido) e acesso prático aos favoritos.

Além disso, contamos com um novo gerenciador de downloads, uma barra de buscas e endereços com previsibilidade, e o chamado “modo Off-Road”, que se encarregará de comprimir os dados de navegação em conexões de baixa velocidade. Traduzindo isso em números, a versão para Mac alcançou no SunSpider 167 ms (o Chrome ficou com 171 ms).

Abaixo, um resumo das novidades:

1. Download

Faça o download do novo Opera para Windows e Mac gratuitamente. Vá para www.opera.com. Depois do Opera concluir a instalação, você ficará preparado para a exploração.

2. Pesquisa

O renovado Speed Dial do Opera entrega uma forma mais inteligente de organizar os sites favoritos. Arraste uma entrada de Speed Dial para cima de outra para agrupá-las por tópicos, como opções de hotéis, ideias de locais a visitar ou tudo o que desejar. Com uma nova opção de pesquisa, o Speed Dial deixa que o usuário chegue aos sites favoritos em um instante.

3. Compare

Com o novo recurso Stash, comparar artigos, hotéis, visitas ou voos ou qualquer outra pesquisa que realizar na web ficou muito mais fácil. O Stash permite que você reúna capturas de tela de páginas da Web salvas em um lugar, e que podem ser redimensionadas para deixar que o usuário pré-visualize cada página. Isso permite que as pessoas com quem compartilha as buscas tenham uma forma mais intuitiva de escolha e opção.

4. Agilidade

O novo Opera para Windows e Mac é executado em um motor Chromium, que permite acessar todos os sites de interesse em frações de segundos, e para que tenha uma experiência mais prazerosa, também foi melhorada a compatibilidade de sites.

5. Descubra

Acesse o  melhor da web com os conteúdos selecionados pela Opera. O novo recurso Descobrir oferece notícias, posts e vídeos das mais diversas categorias, obtidos a partir de uma extensa lista de sites e blogs brasileiros. Deixe-se inspirar por notícias completas ou simplesmente passe os olhos pelas principais manchetes do país.

6. Navegue

O modo Off-Road, recurso exclusivo de compressão do Opera, permite o carregamento de páginas mais rápido, mesmo com conexões mais lentas.

O navegador oculto do Google Glass e outras opções inativas aparecem em vídeo

by

google-glass-chrome-hack

Já era de conhecimento público que o Google Glass incluia algumas opções ocultas, mas até agora, nenhum desenvolvedor havia mostrado essas peculiaridades. Felizmente, nosso amigos Zhuowei Zhang nos deleita com um vídeo que mostra, entre outras coisas, o navegador Chrome oculto do Google Glass e alguns outros recursos que podem nos interessar, e muito.

Na prática, o navegador está lá, mas não pode ser utilizado, porque ele fica ativo antes de uma página começar a ser carregada. Porém, os recursos de cliques no links ou rolagem de páginas na tela via Google Glass não estão habilitados. Ainda.

Outras opções que nesse momento estão inativas são “OK Glass Everywhere”, que permite utilizar comandos de voz a partir de qualquer tela do sistema. Além disso, destacamos o “Wink”, que permite o controle do Google Glass com emoticons o ícones com aparências amigáveis, além do “Debug Launcher”, que provavelmente vai mostrar telas do Android, mas não funciona de forma correta (por enquanto) para que o recurso se confirme de forma efetiva.

Com certeza você que está lendo, assim como eu que estou escrevendo, ainda não sabe direito o que fazer com o Google Glass (se é que você pretende ter um). Logo, vale a pena conferir o vídeo abaixo, até mesmo para conhecer as opções, e começar a abrir o espectro sobre suas possibilidades.

Via Android Police

Microsoft é multada em 561 milhões de euros por não cumprir a lei de livre concorrência nos navegadores web

by

internet-explorerbrowser-hub-.jpg

 

Não, amigo. Você não entrou em uma viagem no tempo, esse não é um déjà-vu, e nem estamos no Dia da Marmota. Esse é um processo totalmente novo, e que agora tem a sua sentença divulgada. Desde o mês de outubro de 2012, a União Europeia  está investigando a Microsoft por não oferecer nos seus sistemas operacionais vendidos no continente a janela de escolha do navegador a ser utilizado no seu software. E o resultado disso? Uma pesada multa para a gigante de Redmond.

Apenas para recapitular: em 2009, a Microsoft fechou um acordo com a União Europeia, garantindo que a opção de escolha do navegador estaria disponível para o cliente durante um período de cinco anos (ou seja, se encerrando em 2014). O problema é que essa janela de escolha simplesmente desapareceu do Windows 7 no seu Service Pack 1, que foi distribuído entre maio de 2011 e julho de 2012. A Microsoft alega que foi uma “falha técnica”, mas a União Europeia entende que essa foi uma falha muito grave, passível de punição.

E a punição veio. A Microsoft foi oficialmente multada em 561 milhões de euros. A sentença foi decretada sob o argumento de violação direta do acordo, e por violar a lei de livre concorrência, uma vez que (na teoria), a Microsoft ofereceu exclusivamente o seu navegador web para pelo menos 15 milhões de usuários no continente no período da indisponibilidade da escolha do navegador.

Segundo a documentação da União Europeia, essa é a primeira vez que uma empresa é multada por violar um acordo dessa categoria, e que o valor precisou ser desse porte para evitar que eventos semelhantes aconteçam. A Microsoft já se pronunciou sobre o assunto, aceitando a decisão e não vai recorrer da sentença.

 

Via TechCrunch

 

Firefox 17 já está disponível para download para todas as plataformas

by

A Mozilla lançou oficialmente o Firefox 17, uma atualização do seu popular navegador de internet, sendo esta a versão estável mais recente. O seu download está disponível para todos em sua página oficial, e se você já seja um usuário do Firefox de longa data, o navegador deve ser atualizado automaticamente na próxima vez que você o iniciar.

A principal característica que destacamos nesta versão está no bloqueio automático de plugins vulneráveis. A Mozilla se concentrou muito no quesito segurança dessa vez. Com a sua nova função click-to-play, o navegador é capaz de parar a execução de plugins considerados inseguros, ou que ficaram muito tempo sem atualização, como por exemplo no caso das versões mais antigas do Adobe Flash ou do Adobe Reader. Caso o bloqueio seja efetivo, o navegador mostrará ao usuário um alerta, solicitando a atualização, e se o usuário decidir atualizar o plugin mais tarde, poderá executá-lo sem maiores problemas.

A nova Social API agora inclui compatibilidade com o Facebook Messenger, o que permite que o internauta converse via chat com os seus contatos do Facebook enquanto navegam pela internet, através de uma janela que fica aberta do lado direito do navegador. Para os desenvolvedores, novas funções foram adicionadas, onde se destacam o editor “ao vivo” de código HTML. Além disso, um novo painel para edição de DOM em tempo real foi adicionado, eo console web foi atualizado, com uma melhora na ferramenta de depuração.

Um aviso para os usuários de computadores Apple: o Firefox 17 não terá suporte ao Mac OS X 10.5 Leopard, e possui compatibilidade com o centro de notificações do Mac OS X 10.8. O Firefox 17 também está disponível para PC e Linux.

Clique aqui para fazer o download do Firefox 17.

 

Um divertido vídeo vai te ajudar a “recuperar o seu Google” no Windows 8

by

Aproveitando o lançamento do Windows 8, o Google quer que fiquemos sabendo que é muito fácil integrar o seu buscador, e navegar no novo sistema operacional da Microsoft. Melhor ainda é descobrir que, para explicar o processo, eles não emitiram nenhuma nota de imprensa, ou um tutorial sonolento, mas sim um divertido vídeo onde eles ensinam como introduzir o buscador na nova interface do Windows 8 em menos de dois minutos.

Eles até criaram um site para ilustrar o processo, o getyourgoogleback.com, que permite a recuperação do seu Google em computadores com Windows 8, sem perda de tempo. Tenho quase certeza que a Microsoft não gostou muito dessa ideia. Por outro lado, não há muito o que eles possam fazer para evitar isso.

Vídeo abaixo.

Via

Mac OS Mountain Lion e Safari 6 lançados oficialmente, e o iWork é atualizado

by

Novidades entre os softwares da Apple no dia de hoje (25).

O Mac OS X Mountain Lion está entre nós. Muitos usuários de computadores Mac (inclusive os usuários brasileiros) já estão desfrutando dos benefícios da nova versão do sistema operacional da Apple, que já pode ser adquirido na Mac App Store, pelo preço de US$ 19,99. A atualização marca o fim da linha para o OS X Lion, que foi retirado da Mac App Store, e não está mais disponível para download.

Mas o dia não se marca apenas pelo lançamento do Mountain Lion e pela saída do OS X Lion. A Apple também apresenta ao mundo o Safari 6, que vem junto com o mais recente sistema operacional da Apple (oferecendo abas para o iCloud, suporte para o buscador chinês Baidu e maior compatibilidade com o HTML 5, entre outras novidades), mas também pode ser instalado em equipamentos com OS X 10.7 ou superior, para desfrutar alguns de seus novos recursos (não todos). Para atualizar o Safari, é só verificar as atualizações de sistema, e proceder com a instalação do novo software disponível.

Por fim, a Apple aproveitou para atualizar o iWork, que agora possui compatibilidade com o Mountain Lion. Recursos como Pages, Keynote e Numbers são agora compatíveis com o sistema de reconhecimento de voz do OS X 10.8, podem sincronizar com o iCloud, e vai aproveitar melhor a Retina Display dos novos MacBook Pro. O preço de cada aplicativo é de 15.99 euros.

Via Apple

Nokia quer se reinventar, sendo a empresa do “onde?”

by

O slogan “Connectiing People” pode estar mudando em breve para “Where?”. Calma, vamos explicar nesse post.

Depois do susto que o pessoal da Nokia deve ter levado com os números do seu segundo trimestre fiscal, chega o momento de fazer um exame de consciência frio e calculista. E não há ninguém melhor para esta missão que o CEO da empresa, Stephen Elop, que quis animar todo mundo dizendo que tem uma ideia para tirar a empresa finlandesa do atoleiro financeiro, recuperando a fatia de mercado que é dela por direito. Seu objetivo é transformar a empresa em um sinônimo de “onde”, ou seja, em uma referência na hora de utilizar os serviços de localização. O que não se sabe é se Elop pretende alcançar esse objetivo através dos aplicativos Nokia Dirigir, Transportes ou algum ilustre desconhecido que ainda será lançado.

Para Elop, produtos como o Facebook e o Google se transformaram em claras referências do “quem” e “que” no mundo da tecnologia. Mas ele não perde as esperanças que a Nokia faça o mesmo no terreno dos localizadores via satélite, estendendo a ideia para categorias de produtos e serviços variados, como viagens ou saúde (sem ir muito longe, Elop explicou que até mesmo seria possível utilizar a tecnologia de localização para medir o ritmo cardíaco do usuário.

Para finalizar, Elop não poderia deixar de fazer menção à nova leva de smartphones, revelando que as novas versões de telefones da linha Lumia contarão com modelos ainda mais diferenciados, e que tanto o Windows Phone 8 como o Windows Phone 7.0 terão produtos mais acessíveis para o mercado (em termos de preço.

Anotado, Elop!

Via SlashGear

BiTorrent Torque permite o download de torrents sem um aplicativo de desktop

by

Desde quando o mundo é mundo, fazer o download de um torrent implicava em instalar um aplicativo local (seja no computador, smartphone, media player e derivados), com as complicações e inconvenientes que tal processo envolve. Mas, como tudo o que acontece no mundo da tecnologia, o sistema de downloads P2P evoluiu muito, dando um passo muito importante para o futuro. Que começa hoje.

Não é mais necessário instalar um único cliente de torrent específico. A partir de agora, se você tiver um simples navegador de internet instalado no computador basta. O BiTorrent Torque pode ser aberto pelo seu navegador de internet, e interpretado via JavaScript, e permite a configuração dos torrents para que eles sejam simples links de download, que se conecta na rede peer-to-peer de forma transparente.

Por enquanto, o aplicativo está em estado alfa, razão pela qual os usuários podem encontrar problemas ao usar a ferramenta online. Por isso, recomendamos que só as pessoas que conseguem manter a calma diante das falhas de determinados programas e aplicativos (confesso que não tenho essa paciência toda…) façam o teste do serviço.

De qualquer forma, essa é uma iniciativa muito interessante para essa tecnologia, que aparece com outras novidades vindas dos laboratórios BiTorrent, como por exemplo a possibilidade de compartilhar arquivos via “drag-and-drop”, e até a opção no futuro de realizar um streaming de vídeo de forma compartilhada, liberando recursos em seus servidores.

Se você não tem medo de sofrwares em estado alfa, não perca mais tempo: clique aqui para ver mais detalhes sobre o BiTorrent Torque.

Via BiTorrent Blog

Usuários informam sobre problemas nas buscas do Google Chrome

by

O Google ainda não se pronuncia oficialmente sobre o assunto, mas ao que parece, um grande número de usuários reclamam que o Googel Chrome está causando alguns problemas nas buscas na web.

Para ser mais preciso, o problema está nas buscas realizadas diretamente na barra de URL. Ao que parece, a busca instantânea sugere corretamente os termos a medida que o usuário escreve as palavras, mas tão logo você digita “Enter” para validar a busca, o navegador redireciona para uma página em branco.

Para que você tenha uma ideia da magnitude do assunto, há um tópico aberto no Google Groups sobre o assunto, e no momento da criação desse post, temos mais de 116 comentários, informando do problema. Esse erro parece estar ocorrendo de forma aleatória, e parece ter solução: vários usuários informam que adicionando o endereço http://www.google.com/search?q=%s no item “Administrar motores de busca” (em Configurações), o problema estaria solucionado.

Até o presente momento, não detectamos esse problema em nossos computadores. E você?

Via Google (Fórum de Produtos)

Google I/O [dia 02]: Google Computer Engine, Google Docs “offline”, Google Drive e Chrome para iOS

by

Um segundo dia de Google I/O dedicado efetivamente aos softwares na nuvem da empresa de Mountain View. Em um evento bem menos chamativo que o de ontem, os presentes no Moscone Center puderam conferir algumas das novidades da empresa para tornar a sua vida conectada mais funcional e ágil. Novidades para diversas plataformas foram anunciadas, e vamos nesse post destacar alguns dos novos recursos anunciados pela empresa.

Começamos pelo Google Play, que a partir de agora permite ao usuário atualizar ou desinstalar aplicativos a partir do próprio navegador web, a partir da aba “Meus Aplicativos Android”. Com isso, a vida do usuário fica agilizada, pois não é sempre que o smartphone ou tablet está por perto para fazer as atualizações desses aplicativos. Além disso, em caso de problemas mais sérios, é possível recorrer ao computador para desinstalar o aplicativo conflitante.

Outro anúncio importante foi o da chegada do navegador Chrome nos dispositivos iOS (leia-se iPhone e iPad). A versão do navegador para os gadgets da Apple oferece opções de sincronização de abas e até de seções de navegação. Desta forma, as credenciais entre os dispositivos são as mesmas, e até a rotina de navegação. Essa é uma excelente sacada, pois se você começa uma pesquisa no desktop e precisa deixar o computador por qualquer motivo, pode continuar essa pesquisa na volta para casa, através do smartphone.

Algo interessante que eles anunciaram durante a coletiva é que o Google Chrome já conta com mais de 310 milhões de usuários ativos ao redor do planeta. Também informaram que, baseado no seus números, o Chrome é o navegador “mais popular” de todos, mas particularmente, deve ter algum equívoco nessa informação, pois ainda é difícil de imaginar que em tão curto espaço de tempo o Chrome tenha desbancado o Internet Explorer da posição de navegador mais utilizado do planeta.

O Google Chrome for iPhone/iPad está disponível na App Store a partir de hoje (28/06).

Outro destaque do segundo dia do Google I/O 2012 está no Google Drive, que também chega ao iOS e ao Chrome OS, depois de estar disponível para Windows, Mac e Android (até o momento, não temos notícias sobre a sua prometida versão para Linux).

O aplicativo para dispositivos da Apple contará com as mesmas opções presentes na versão do Android, como o OCR e o reconhecimento de imagens. Ao longo de sua demonstração durante a coletiva, foi possível ver suas características, como a identificação rápida do texto depois de registrada a foto e sua ágil indexação. Além disso, outro recurso interessante foi a rápida identificação de palavras-chave para acesso às fotos relacionadas ao texto digitado, com a devida geolocalização através do Google.

Para o Chrome OS, a palavra chave é “integração”. O cliente nativo do Google Drive é capaz de sincronizar rapidamente os dados, abrindo ainda possibilidade para a edição de documentos offline (vamos falar disso daqui a pouco). Ou seja, o Dropbox que se prepare, pois os recursos do Google chegam para bater de frente. E os números provam isso: o Google informou hoje que o Google Drive já conta com mais de 10 milhões de usuários.

Uma das novidades mais comemoradas é a disponibilidade do Google Docs em modo offline. Ele vai fazer parceria com o Google Docs, pois será possível a criação e edição de arquivos de escritório (editor de textos, planilha de cálculos e editor de apresentações) sem ter a necessidade de utilizar uma conexão à internet, de modo que os documentos criados ou modificados sejam depois sincronizados com o Google Drive, quando você estiver com uma conexão ao seu alcance.

Tal mudança é bem vinda para os usuários que já estão habituados a manterem os seus documentos na nuvem, mas que dependem de contar o tempo todo com uma conexão à internet para editar seus documentos. Outra vantagem é para os usuários que desejam contar com um pacote de aplicativos para escritório em seu computador, sem ter que pagar pelo Microsoft Office, ou utilizar um pacote de programas alternativos, que em muitos casos, só pesam no computador, sem apresentar o mesmo desempenho que um pacote mais robusto.

Outro anúncio importante ficou por conta do Google Computer Engine, que se torna oficial. O recurso vai oferecer máquinas virtuais Linux para que os desenvolvedores de todo o planeta possam utilizar da plataforma para criar os seus aplicativos, em um “sistema de computação de grande escala”. O Google anunciou também que o seu serviço vai oferecer “50% a mais de computação por dólar” que a concorrência. O serviço está disponível em versão beta, permitindo o acesso a mais de 700 mil cores.

Por fim, Sergey Brim, usando sua unidade do Google Glass (dizem as más línguas que ele agora dorme com uma dessas…), deixou escapar para o pessoal da Bloomberg que o desenvolvimento dos óculos/computador seguem dentro do previsto, e que o Google pretende lançar o produto para o mercado em geral durante o ano de 2014. A grande pergunta é: qual será o seu preço dentro de dois anos? Sim, porque, qualquer estimativa de preço feita nesse momento é um erro sem precedentes.

Chrome para Android deixa de ser beta, e já está disponível no Google Play

by

As versões beta do Chrome para Android tiveram destaque durante os últimos meses nas publicações de tecnologia, e dessa vez, não poderia ser diferente: o navegador do Google está 100% pronto e estável (assim esperamos) para que todos os fanáticos do robô verde possam aproveitar dos seus benefícios.

Disponível no Google Play para download, o pacote 18.0.1025123 oferece de forma gratuita na loja de aplicativos do Google o navegador, oferecendo mudanças bem pequenas a primeira vista, com alguns ajustes de interface e certas ajustes de estabilidade e rendimento. Se você estava esperando o aplicativo, e possui um smartphone com Android Ice Cream Sandwich, não perca mais tempo: clique aqui e instale o Google Chrome for Android.

Firefox promete “algo grande” para o Android na semana que vem

by

Temos um misterioso anúncio relacionado ao Firefox, avisando que “algo GRANDE se aproxima”, com data marcada para a semana que vem. A imagem do anúncio (anúncio de um anúncio, na verdade) não deixa muitas pistas, se bem que para um bom entendedor, meia palavra basta, e a imagem de um smartphone com as palavras “rápido, inteligente e seguro” devem dizer tudo o que você deve saber. Por enquanto.

Ah, e para os menos desavisados: semana que vem acontece o Google I/O, e se os rumores estiverem certos, o Chrome vai se transformar no navegador padrão da nova versão do Android, a 4.1 (Jelly Bean, se é que vai ser essa numeração). Vamos ver como o Firefox vai nos surpreender.

Via Twitter

Firefox 13 já está disponível para download, com nova página inicial e suporte para SPDY

by

O Firefox 13 foi classificado como beta no mês de maio, e agora, a versão final está pronta para download. Mas, por enquanto, esse download deve ser realizado de forma manual, até que a Mozilla ative a função de atualização automática no Firefox 12.

Entre as novidades, uma nova página inicial está disponível, que mostra os marcadores e o histórico de visitas (algo que já está presente em outros navegadores), assim como a incorporação de uma nova versão do protocola SPDY do Google, que além disso será ativada de forma automática, para aproveitar melhor a velocidade ao navegar na internet.

Se você quiser ir adiante e não esperar o recurso de download automático (que deve sobrecarregar os servidores amanhã), pode acessar os links para download para Windows, Mac e Linux.

Via TechCrunch

Opera Mini 7 chega ao BlackBerry e telefones simples

by

Desde o mês de março os usuários do Android podem usar o novo Opera Mini 7, que agora chega ao BlackBerry e vários telefones simples (ou Featured Phones). Isso quer dizer que vários outros celulares e dispositivos adicionais poderão aproveitar das interessantes opções como o Smart Page, marcadores rápido, além da sua velocidade de navegação (até mesmo para quem possui conexões lentas). Se você é um usuário do BlackBerry, recomendo que você faça o download de imediato.

Via Opera

Mozilla decreta o fim do Firefox 3.6, e anuncia o beta do Firefox 13

by

Com desculpas como mal gerenciamento de memória ou simples desconformidade, muitas pessoas simplesmente se recusaram a sair da versão 3.6 do Firefox. Porém, a Mozilla pode forçar à toda essa resistência a ceder ao novo, uma vezes que a empresa anunciou o fim do suporte para esta versão “vintage” do navegador. Para aqueles que ainda contam com o Firefox 3.6, prepare-se: durante o mês de maio, todos serão atualizados para a versão 12 automaticamente.

A medida da Mozilla faz com que a empresa libere recursos para trabalhar em novas versões, como a 13, que passa a ser considerada beta. Essa futura versão inclui novidades como suporte para o protocolo SPDY do Google. E, com isso, a Mozilla segue o seu ritmo frenético de lançamentos de novas versões.

Via Mozilla (link 1 e link 2)

Novas do Google: Chrome 18, patente para criar perfis anônimos em redes sociais e loja online de tablets

by

Saiba agora quais são as últimas novidades que envolvem o Google. Ou, pelo menos, os últimos rumores onde o nome da empresa é citado.

A primeira delas envolve a identificação de usuários nas redes sociais. A ideia do Google é criar perfis anônimos de acesso. Para isso, a gigante da internet registrou uma patente de um “sistema e método que permite gerar um perfil fantasma para as redes sociais”. Estes perfis não seriam indexáveis pelos buscadores, logo, não poderiam ser rastreados, uma vez que eles apareceriam nos resultados de busca como “nomes parciais”. Como acontece em tudo o que está ligado ao mundo das patentes, é muito provável que esse conceito não se consolide em um produto real, mas deixa claro que alguma intensão nesse sentido a empresa tem.

A segunda novidade sobre o Google é que, segundo o Wall Street Journal, o Google deve lançar em breve uma loja online para vender tablets da Samsung e da ASUS, e não chega a surpreender a empresa ter escolhido esses fabricantes, levando em conta a popularidade dos modelos Galaxy Tab e Transformer.

A fonte ainda fala que é possível ainda que tablets com a marca Google sejam vendidos na loja. Eric Schmidt sugeriu algo nesse sentido no final do ano passado, mas não confirmou de forma categórica que isso iria acontecer. Outra parte do rumor é que o Google poderá oferecer um subsídio para os dispositivos adquiridos a partir de sua loja, com o objetivo de estimular as suas vendas, assim como faz a Amazon com o Kindle.

Por fim, para os fãs do Google Chrome, uma nova versão já está disponível, e ela promete dar um reforço na parte gráfica. O Google Chrome 18 tem um recurso que melhora o carregamento de páginas com conteúdo multimídia e jogos, graças à aceleração por gráficos da Canvas 2D. O navegador também conta com o WebGL, que adiciona um pequeno retoque ao software, para que os equipamentos mais antigos consigam reproduzir conteúdos em 3D sem maiores problemas. Para mais informações sobre a nova versão do navegador, clique aqui.

Pronto. Deixamos vocês atualizados. Já pode começar seu dia!

Via USPTO.gov, WSJ.com e Chromium Blog

Bug no Safari do iOS 5.1 pode permitir o roubo de informações privadas

by

Devemos admitir que na maioria dos casos não verificamos o site que vemos em nossos dispositivos iOS está exibindo a URL de forma correta, mas isso não quer dizer que desejamos colocar em risco nossa segurança. Esse procedimento acontece com um bug encontrado pelo pessoal do MajorSecurity.net no Safari para iOS 5.1, que mostraria na barra de endereços um endereço muito diferente daquele que é visitado pelo usuário. Essa vulnerabilidade pode ser explorada para solicitar informações pessoais, sem que a pessoa se dê conta do erro.

O bug tem a ver com o uso do JavaScript e o método window.open(), e para demonstrar o seu funcionamento, eles criaram uma página que você pode visitar (em seu dispositivo iOS 5.1), na fonte desse post.

O pessoal da MajorSecurity garante que informou o problema para o pessoal da Apple há três semanas, e eles esperaram até agora que a empresa de Cupertino tornasse a falha pública, com o objetivo de proporcionar uma segurança para o usuário e até buscar uma solução. Por sua parte, a Apple admite a existência do bug, e disse que em breve eles vão corrigir o problema, por meio de uma atualização.

Para ver a página de demonstração, clique aqui.

Via MajorSecurity.net

Firefox 11 já está disponível, de forma oficial

by

Depois de vazar na internet no dia de ontem, está disponível para download a versão 11 do Firefox. A nova versão traz interessantes opções, como sincronização de dados com o Google Chrome, sincronização de extensões e ferramentas para desenvolvedores, como armazenamento em IndexedDB. O Firefox 11 também é capaz de carregar as páginas mais rápido que os demais navegadores (segundo a Mozilla, é claro), graças ao suporte de novas tecnologias, como o protocolo SPDY.

Para fazer o download, clique aqui.

Google Chrome para o Android Ice Cream Sandwich, em modo beta

by

O próximo passo do Google para unificar os seus serviços é o lançamento do seu famoso navegador Chrome para a plataforma Android. A versão beta do aplicativo acaba de chegar ao sistema operacional móvel da empresa, mas apenas para os smartphones que rodam a versão Ice Cream Sandwich, e como já vem sendo habitual na sua versão para computadores, o programa chega com várias opções de sincronização para a configuração e os marcadores, assim como a possibilidade de gerenciar as abas de forma muito mais confortável nos dispositivos móveis. Abaixo, um vídeo demonstrativo do aplicativo.

Via Google Blog