Arquivo para a tag: moto x

Como a Lenovo está acabando com a essência da Motorola

by

moto g4 camera teaser

O caminho da Motorola no mundo da tecnologia móvel não foi um mar de rosas. A empresa teve nas mãos a patente do celular, viveu uma era de ouro com os feature phones, caiu no esquecimento por não saber se adaptar aos smartphones, e foi absorvida pela Lenovo depois de passar pelas mãos da Google.

Apesar de tudo isso, a Motorola virou referência quando lançou o primeiro Moto G, um smartphone que redefiniu a linha média depois de um modelo igualmente promissor, o Moto X, que deixava claro qual era o caminho que a Google queria percorrer, mas que agora, parece já quase perdido, com esse suposto Moto M aparecendo no horizonte.

Mais um Moto, e vão…

moto x style

Se havia algo que a Google tinha bem claro quando estava com a Motorola nas mãos era ter na empresa uma segunda marca para o seu conceito Nexus. Logo, as séries Moto X, Moto G e Moto E recebiam rápidas atualizações, uma customização quase nula e um desempenho acima da média.

A linha Moto não contava com um hardware top de linha, mas entregava uma performance excelente com equipamentos teoricamente obsoletos, algo que mudou esse ano. Não apenas na aposta por melhores características na linha Moto Z, mas porque seus modelos parecem se multiplicar.

O Moto Z, que muitos acreditavam que seria o Moto X, chegou em par com o Moto Z Force. A variante Force do Moto X existiu com a Google, mas os rumores falavam em um Moto Z Play e um Moto Z Style no caminho, com o primeiro até com especificações vazadas.

Então… quantas variantes do Moto Z teremos?

O Moto G também se diversificou nesse exercício. A Lenovo lançou o Moto G4, o Moto G4 Plus e o Moto G4 Play. E quando parecia que este último substituiria a linha E, chegou o Moto E3 para seguir aumentando a lista de dispositivos.

Com isso, a linha Moto pode ter nove modelos em 2016. Ou mais. Já que o novo Moto M aparece no horizonte.

Se a Sony muda tanto, por que não a Lenovo/Motorola?

lenovo moto teaser

Isso é o que parece ter acontecido com esse Moto M que ate agora conhecíamos como Moto X. Na época da apresentação do Moto Z, a Lenovo deixou claro que a linha X seguiria viva. Porém, o que se fala nos bastidores é de uma mudança de nome, repetindo o movimento que a Sony fez, quando trocou a série Xperia Z pela Xperia X.

A Lenovo ocuparia a letra M, também abandonada pela Sony, e com isso levaria ao catálogo Moto a nova linha ao mesmo tempo que trabalha com os smartphones de sua marca própria.

Temos hoje smartphones Lenovo com diferentes numerações e nomes, difíceis de serem lembrados, e agora querem povoar o mercado com modelos das linahs Vibe e Moto.

É uma pena que a Motorola acabe sendo usada apenas para saturar o mercado de smartphones, perdendo a sua essência. A Lenovo deu a enteder que comprou a empresa norte-americana para poder entrar no mercado dos Estados Unidos. Agora, vendo os últimos movimentos, parece que a linha Moto passou a ser mais uma apenas, com um portfólio quase descontrolado.

De novo, uma pena. A linha Moto não é mais a mesma que conhecíamos quando estava nas mãos da extinta Motorola.

Via Pocketnow

Moto Z não substitui o Moto X, segundo a Lenovo

by

Moto Z

Ontem (9), a Lenovo apresentou os seus novos smartphones top de linha, nos modelos Moto Z e Moto Z Force, além dos Moto Mods, módulos complementares para esses modelos. Muitos entenderam que eles seriam os sucessores da série Moto X, mas parece que não é isso o que vai acontecer.

Em uma coletiva de imprensa após o evento, os jornalistas questionaram os executivos se este era o fim da era Moto X. David Ruddock, executivo da Motorola, esclareceu por e-mail em um momento posterior que não era o ‘fim’ da série Moto X, que está viva desde 2013, e nem mesmo um período de transição. A nova série Moto Z era sim uma nova integrante da família Moto.

As dúvidas apareceram pelo fato do lançamento de ontem ser duplo, e que os protagonistas aspiravam ser uma opção para a linha mais alta da empresa (como era o papel da série X em relação aos modelos inferiores na era pré-compra da Lenovo), com nomenclaturas que se encaixariam muito bem para essas interações: o Moto Z seria o novo Moto X, e o Moto Z Force o novo Moto X Force. Mas, não: de fato, o Moto X Force foi lançado recentemente em mercados selecionados.

O que dá a entender é que houve uma mudança de protagonismo, mas a Lenovo não fala disso claramente. Ou seja, os novos Moto Z são a opção para os usuários mais exigentes, papel que era da série Moto X, que fica como linha intermediária entre as séries Z e G.

É preciso ver como são as cartas que a Lenovo pretende jogar daqui para frente. Vendo as características do Moto Z e os Moto Mods, é de se imaginar que serão uma série que vai durar muito no mercado, e os modelos Moto X ficam para os usuários menos exigentes (que não veem os módulos como atrativos), olhando mais para o preço do dispositivo. Até o final de 2016 veremos como tudo vai se posicionar.

 

Via Android Police

Moto X e Moto G estão mais caros no Brasil, depois do fim da Lei do Bem

by

moto-x-style-oficial-04

Já era esperado. A Motorola aumentou os preços de vários modelos de smartphones das linhas Moto G e Moto X, em consequência do fim dos benefícios fiscais da Lei do Bem, que zerava as alíquotas de PIS e COFINS para produtos de tecnologia (smartphones, tablets, computadores, etc), entre outros.

Confira como ficaram os novos valores dos smartphones da Motorola que tiveram os seus preços reajustados:

– Moto G 2015 (1 GB de RAM, 16 GB de armazenamento): R$ 1.149
– Moto G 2015 (1 GB de RAM, 16 GB de armazenamento e TV digital): R$ 1.199
– Moto G Edição Turbo (2 GB de RAM, 16 GB de armazenamento): R$ 1.419
– Moto X Play (16 GB): R$ 1.699
– Moto X Play (32 GB): R$ 1.789

O reajuste é significativo, onde em alguns casos alcançam aproximadamente 28% em um intervalo de apenas seis meses após o lançamento (no caso da versão básica do Moto G). Não só o fim da Lei do Bem impactou nesse reajuste, mas também a disparada do dólar, que aumentou a sua cotação no Brasil em 50% nos últimos 12 meses.

Os outros modelos ainda não tiveram os seus preços reajustados. Ainda. Por enquanto. O destaque positivo aqui é o Moto E, que segue custando menos de R$ 500. Já os modelos Moto X Style e Moto X Force, tops de linha da empresa, não entravam na Lei do Bem por ultrapassar o valor de R$ 1.500, um dos requisitos para receber a desoneração fiscal.

Vale lembrar que o fim da Lei do Bem foi inicialmente prorrogado para o final de 2018, porém, após as eleições (e pela necessidade de recuperação da economia), uma medida provisória determinou a revogação dessa isenção fiscal para o final de 2015. Patrocinado por Dilma Rousseff.

Via Tecnoblog

Primeiras impressões do Motorola Moto X Style (2015)

by

2015-07-28 11.02.01

Tem que ter estilo nessa vida! E a Motorola apresentou ontem (28) o Moto X Style, um dos três smartphones que a empresa revelou em seu evento para a imprensa. O modelo é o mais completo e potente dentro das novidades, e divide opiniões sobre a sua proposta final, em diferentes aspectos.

No seu design, o Moto X Style não se difere muito dos modelos anteriores, apesar de receber elementos apresentados nos outros lançamentos desse ano, como a carcaça traseira com um relevo que torna o agarre mais seguro e agradável. Sem falar no mesmo poder de customização proposto pela Motorola via Moto Maker.

2015-07-28 10.58.30

Já nas suas dimensões, o Moto X Play cresceu muito em relação ao modelo lançado em 2013. Agora, temos uma tela de 5.7 polegadas com resolução 2K. Presencialmente, é uma tela que promete uma visualização de imagens excepcional (a foto acima dá uma breve mostra do resultado obtido por essa tela), mesmo com muitos alegando que a adoção de uma tela LED não é algo muito bem vindo, principalmente quando pensamos na tecnologia de notificações na tela implementado pela Motorola.

De qualquer forma, essa impressão da tela foi a melhor possível.

2015-07-28 10.58.36

Uma novidade que reforça o conceito de ‘estilo’ do Moto X Style é a presença do flash LED frontal. O objetivo aqui é bem claro: melhorar a qualidade das selfies em ambientes com baixa luminosidade. O sensor frontal também foi melhorado, e passa a contar com 5 megapixels de resolução.

2015-07-28 10.58.46

Sem falar que FINALMENTE o Moto X recebe os tão falados alto-falantes frontais duplos, que foram tão elogiados no Motorola Moto G 2014. Esse era um pedido dos usuários que desejavam uma maior qualidade de áudio nas atividades multimídia e jogos. Não sabemos por que a Motorola demorou tanto em atender a esse pedido.

2015-07-28 10.58.52

Levando em conta suas dimensões, o Moto X Style é um modelo relativamente fino. Essa baixa espessura é reforçada por conta da presença dos metais adotados na carcaça do smartphone, algo que reforça o aspecto ‘premium’ do produto. Vale lembrar que esse modelo também conta com certificação IP52, o que o torna resistente às gotas de água (mas não aos mergulhos breves, como é o caso do Moto G de terceira geração).

2015-07-28 10.59.27 2015-07-28 10.59.12
Outras duas novidades muito desejadas pelos usuários são a presença de um slot dual nano SIM, para que duas linhas fiquem ativas no dispositivo, e um slot para expansão do armazenamento interno via microSD de até 128 GB, algo que melhora sensivelmente a vida do usuário na hora de armazenar fotos, músicas e principalmente vídeos. Ainda mais em um dispositivo que possui suporte para a gravação de vídeos em 4K.

2015-07-28 10.59.37

Assim como aconteceu com o novo Moto G 2015, o Moto X Style também conta com diversas opções de combinações de cores, além de um novo acabamento que melhora o agarre do produto. Mas isso também depende do material adotado pelo usuário no seu dispositivo. As outras versões vistas nos modelos anteriores estarão presentes, e cabe ao usuário escolher aquela que melhor atende as suas necessidades.

2015-07-28 10.59.58

A Motorola enfatizou por diversas vezes que a câmera traseira de 21 megapixels do Moto X Style é ‘uma das três melhores câmeras do mercado’. Durante o breve teste que fiz com o dispositivo, posso dizer que essa câmera promete, com um tempo de resposta muito baixo, e os flash LED duplo que tem mais coerência que aquele presente no modelo lançado no ano passado.

Aqui, a Motorola não coloca um hardware 100% top de linha, e preferiu tentar equilibrar a relação custo-benefício para que o dispositivo não fique tão caro diante da concorrência. Por causa disso, temos a escolha pelo processador Qualcomm Snapdragon 808 hexa-core de 64 bits, trabalhando com 3 GB de RAM, 16, 32 ou 64 GB de armazenamento (expansíveis) e sistema operacional Android 5.1.1 Lollipop.

Não é o hardware mais poderoso que a Motorola poderia colocar no dispositivo, mas é um hardware suficiente para oferecer um ótimo desempenho para a maioria dos usuários, podendo atender muito bem até mesmo os usuários mais exigentes. É claro que não podemos ter certeza de nada enquanto o smartphone não for testado em uma situação de uso real e cotidiano. Mas acho que, nesse caso, o dispositivo não terá problemas quando as novas versões do Android desembarcarem.

2015-07-28 11.01.06

O Moto X Style não teve o seu preço revelado. Há quem diga que, lá fora, ele deve custar em torno de 400 euros. No Brasil, algo aceitável para esse smartphone seria um preço flutuando entre os R$ 1.7 mil e R$ 2 mil. Mais do que isso, e ele se torna uma dor de cabeça para a própria Motorola. Mas é quase certo que ele vai custar menos que os modelos top de linha da concorrência.

Resta saber o quanto.

Moto X, Moto G e Moto E de 1ª geração receberão o Android 5.1 Lollipop

by

android-lollipop-51

David Schuster, diretor da Motorola, afirmou em seu perfil no Google+ que a primeira geração dos modelos Moto X, Moto E e Moto G vão receber a versão 5.1 Lollipop do Android diretamente, saltando a versão 5.0 do sistema operacional.

A decisão de saltar duas versões do Android Lollipop veio da Motorola. Schuster afirma que o update para o Lollipop 5.0.2 já estava em testes para esses modelos, porém, de forma paralela com os experimentos com a versão 5.1, e por conta das melhorias presentes na versão mais recente, eles decidiram direcionar os esforços para atualizar os modelos para o software mais completo.

A informação é uma boa e má notícia para os proprietários desses modelos. A boa notícia é a atualização para a versão mais recente do Android. A má notícia é que os aparelhos levarão mais tempo para serem atualizados, uma vez que o Android 5.1 foi lançado em março de 2015.

Caso apareçam mais informações sobre a atualização desses modelos, publicaremos aqui no blog.

Via Google+

Moto X vai receber novas opções de personalização

by

moto-x-couro

Rumores apontam para um novo acabamento do Moto X em couro na cor vermelha, mais focado para o público feminino. A personalização que diferencia o smartphone da Motorola dos demais é uma das marcas registradas dessa linha de produtos.

Por enquanto o serviço está limitado para alguns países, mas sabemos que o Moto Maker vai desembarcar no Brasil em breve, e que a personalização (lá fora) também vale para o Moto 360.

Não sabemos qual é a porcentagem de smartphones que a Motorola vende via Moto Maker, mas temos que reconhecer que essa é uma grande ideia. Para muita gente, vale a pena pagar a mais pela personalização.

moto-x-couro-leak

A Motorola faz bem em manter o Moto Maker ativo, assim como aumentar as opções disponíveis. Hoje, são mais de 4 mil combinações de cores e materiais para o Moto X.

Via UberGizmo

Próximo Moto X deve chegar em setembro

by

motorola-moto-x-2014

Em uma mensagem publicada em sua conta no Twitter, Rick Osterloh, CEO da Motorola, confirmou que a empresa manterá o ciclo anual de lançamentos estabelecido nos últimos anos, e essa regra vale também para o Moto X.

O Moto X de 2ª Geração (2014) foi anunciado em 5 de setembro. Logo, o novo Moto X de 3ª Geração (2015) deve chegar previsivelmente em setembro desse ano, disputando espaço com outras novidades esperadas, como os hipotéticos iPhone 6S e 6C, Samsung Galaxy Note 5 ou o OnePlus Two.

Nada foi revelado sobre as especificações do dispositivo, mas é de se esperar que a empresa mantenha a diagonal de tela de 5.2 polegadas, mas saltando para a resolução QHD. Também é esperado novas melhorias na câmera e um SoC Qualcomm Snapdragon 810. A Motorola também planeja o uso de uma porta USB Type-C, mas esse último item ainda é apenas uma especulação.

Via Twitter

Lenovo quer Motorola de volta ao mercado da China, e com artilharia pesada

by

650_1000_moto_x_pro

A Lenovo quer seguir dando nova vida à Motorola. E o seu próximo destino é a China, onde deve chegar em fevereiro, com uma oferta muito poderosa.

A decisão é curiosa, pois não estava nos planos inciais da Lenovo colocar a Motorola no mercado asiático. Mas ao que tudo indica, na China, vale a pena o investimento, com o objetivo de frear o crescimento da Xiaomi ou Huawei no país.

Para o ano novo chinês, a Motorola vai lançar três smartphones no país. O primeiro é o Moto X Pro, que deve ser uma versão do Nexus 6, com tela de 6 polegadas e especificações de última geração.

650_1000_motovote-2

Também chegarão os conhecidos Moto X e Moto G, todos preparados para as redes LTE chinesas. O retorno acabaria com um hiato de mais de um ano (período em que ficou nas mãos do Google), onde a Motorola não lançou produtos no país asiático.

Se a estratégia funcionar, com uma oferta com identidade bem diferenciada diante daquilo que a Lenovo já oferece, podemos ter um impulso nas vendas, que se estabilizaram bem na segunda metade de 2014. A ideia é recuperar – ou se estabelecer – o quanto antes como a terceira fabricante de smartphones do planeta.

Via Financial TimesMotorola

Cliente comprou Moto X 2ª Geração, e recebeu um… Moto E? Como assim?

by

unnamed

Imagine você a seguinte situação: você paga por um produto que custa pouco mais de R$ 1.100, e quando o produto chega na sua casa, você abre ele e… surpresa: tem um produto que custa pouco mais de R$ 400! Desagradável, não? Pois é… aconteceu isso. E no Brasil!

O leitor do TargetHD Renan de Barros e Lima Bueno comprou no site Ricardo Eletro uma unidade do Motorola Moto X de 2ª Geração no dia 25/12/2014, pagando um valor promocional de R$ 1.124. O produto chegou ao cliente na tarde do dia 7 de janeiro de 2015 (e levando em conta o prazo de nove dias úteis para o produto chegar, e as festas de final de ano, pelo menos a encomenda foi entregue dentro do prazo).

O produto foi entregue pela transportadora Total Express, e dentro da normalidade (na teoria), com plástico bolha lacrado, assim como a caixa do celular.

Porém, após remover o lacre, Renan teve a ‘surpresa’ de encontrar uma unidade do Motorola Moto E dentro da embalagem do suposto Moto X. Novinho. Sem uso. Não só isso: os acessórios do dispositivo eram do Moto E, assim como a documentação e o manual de instruções.

unnamed (3)

Outro detalhe relatado por Renan que chama a atenção é que a parte interna da caixa (onde o smartphone ficaria acondicionado) está seriamente danificada, com rachaduras. Também é possível ver amassados na mesma região inferior da embalagem, o que levanta a possibilidade da mesma ter sido ‘forçada’ por algum motivo.

unnamed (1)

Renan acessou o site do Ricardo Eletro no mesmo dia em que recebeu o produto (7), solicitando a troca no atendimento ao cliente. Também enviou uma foto do produto recebido na conta oficial da Ricardo Eletro no Twitter (@RicardoEletro), que por sua vez não deu resposta, apesar da grande repercussão do incidente na rede social.

O cliente também ligou na central de atendimento da Ricardo Eletro (no telefone disponível no site), relatando o incidente e solicitando a troca. Renan ainda aguarda um e-mail com a autorização de postagem dos Correios, e que a troca seria efetuada em até nove dias úteis.

Aqui, algumas observações precisam ser feitas.

A responsável por entregar o produto vendido é a Ricardo Eletro. Afinal de contas, eles anunciaram, processaram a venda, fizeram a cobrança, e despacharam o produto. Logo, se o produto está trocado, ela é a responsável pela substituição do mesmo, ou pela restituição do valor pago.

Nesse caso – e, pelo menos até o momento – a Ricardo Eletro está tentando resolver o problema do cliente. Tudo bem que o canal oficial do e-commerce no Twitter não ofereceu uma resposta pronta e objetiva para agilizar o processo. Mas menos mal que a Central de Atendimento ao Cliente decidiu fazer alguma coisa.

Também não podemos descartar a possibilidade de um erro de logística da Motorola Mobility. Afinal de contas, todos os smartphones despachados por eles são previamente lacrados. Mas por parte desse processo passar pela intervenção humana, não é absurda a possibilidade de algum ser humano mal intencionado ter trocado o produto daquela caixa.

De qualquer forma, o incidente deve ser registrado, para que o controle de qualidade seja revisto, nos dois casos.

O TargetHD.net deixa o espaço para que a Ricardo Eletro e a Motorola Mobility se manifestem sobre o assunto.

Mais fotos a seguir.

unnamed (5) unnamed (4) unnamed (2)

Crédito das fotos desse post: Renan de Barros e Lima Bueno

TargetHD Responde | Nexus 5 ou novo Motorola Moto X?

by

Moto-X-vs-Nexus-5

Mais uma dúvida interessante que recebemos por e-mail. O leitor Anderson de Assis Nunes levantou a seguinte questão:

Como assíduo leitor do blog Target HD, eu o procuro para buscar uma ajuda. No fim do ano pretendo presentear-me com um smartphone. Tenho assistido muitos vídeos e comparativos. Acabei escolhendo dois modelos Android: Nexus 5 e o novo Motorola Moto X.
Ambos estão na mesma faixa de preço e apresentam hardware equivalentes. Confesso que estou mais inclinado ao Moto X devido a ser lançamento, ter 32 GB de capacidade e também trazer um Android puro. Porém com as recentes notícias de travamento do Moto X e Moto G fiquei um pouco preocupado. Já o Nexus traz um Android pura e atualizado mais rápido, a tela é ótima. Mas só tem 16 GB
A questão é: Vou de Nexus 5 ou Moto X (2ª geração).

Resposta:

Anderson, sua questão é muito boa. Tem alguns pontos que precisam ser levados em consideração sempre que você fizer um investimento em um dispositivo de tecnologia, ainda mais no caso de um smartphone top de linha. Já levando em consideração os pontos que você abordou na sua pergunta, entendo que a melhor opção nesse exato momento é o modelo que oferece melhores resultados em detalhes pontuais.

É importante lembrar que o Nexus 5 já tem aproximadamente um ano de vida (tanto que o Nexus 6 já é uma realidade), enquanto que o Motorola Moto X de 2ª geração é um recém chegado ao mercado. Um ano pode parecer pouco, mas nesse caso, faz uma grande diferença. E o quesito preço, nesse caso, favorece ao modelo mais novo. Afinal de contas, temos sempre que buscar a melhor relação custo/benefício possível.

Além disso, o Moto X 2014 possui uma maior capacidade de armazenamento (32 GB, contra 16 GB do Nexus 5), câmeras frontal e traseira de melhor qualidade (não falo pela quantidade de megapixels, mas pela qualidade dos seus sensores), com um flash LED duplo, e um acabamento mais ‘premium’, com bordas de material metálico nas laterais. Só esses itens já colocam o modelo da Motorola bem à frente do modelo da Google de 2013.

Além disso, o conjunto de chipset do Moto X 2014 oferece uma performance mais equilibrada, principalmente se levarmos em conta a quantidade de recursos trabalhando simultaneamente. Com tanta coisa funcionando ao mesmo tempo, o modelo da Motorola possui uma autonomia de bateria ainda melhor que o Nexus 5, que possui um Android mais puro. Isso mostra o excelente trabalho feito pela Motorola para ajustar as suas customizações no Android para oferecer um desempenho mais equilibrado nesse aspecto.

Sobre as questões de travamento dos modelos Moto X e Moto G, vale a pena lembrar que são questões pontuais de software, e não de hardware. E a Lenovo (até agora) está fazendo um ótimo trabalho na missão de oferecer updates e patches corretivos de forma rápida aos usuários. Logo, esse é um fator que (na teoria) pode ser resolvido com maior facilidade, e não deve ser levado tanto em consideração. Ou se for levado, tenho que colocar aqui o elevado consumo de bateria do Nexus 5, que é um problema de gestão de software que a Google não resolveu no aparelho (quem sabe com o Android 5.o Lollipop isso muda).

Para concluir, se eu tivesse que escolher hoje entre um dos dois modelos, eu iria de Motorola Moto X de 2ª geração. É um modelo que é superior ao Nexus 5 em detalhes que considero pontuais, e com potencial de oferecer uma melhor relação custo/benefício por um tempo maior.

Motorola Moto X Pure Edition é anunciado oficialmente nos EUA

by

510553613SS234_Motorola_Mob_smaller

A Motorola acaba de anunciar no seu blog oficial (nos EUA) o lançamento oficial do Moto X Pure Edition. Seu período de pré-venda por lá começa amanhã (16), assim como a linha de acessórios apresentados na IFA 2014 (Moto Hint, fone de ouvido sem fio, Motorola Turbo Charger, etc).

O Moto X Pure Edition é o mesmo smartphone que foi anunciado na semana passada (novo Moto X, ou Moto X de segunda geração), mas com a versão limpa do sistema operacional Android. O hardware é rigorosamente o mesmo: tela AMOLED de 5.2 polegadas (1080p) com Gorilla Glass 3, processador Snapdragon 801 quad-core, 2 GB de RAM, 32 GB de armazenamento, câmera traseira de 13 megapixels (1080p/30 FPS), câmera frontal de 2 megapixels, conectividade LTE/4G, WiFi 802.11ac e (obviamente) sistema operacional Android 4.4.4 KitKat. Seu preço lá fora é de US$ 499,99.

screen_shot_2014-09-14_at_8.04.46_am_web_resize_2

A Motorola também informa que é possível adquirir o smartphone em diferentes opções de acabamento (cor da carcaça frontal e traseira). Não foram reveladas as datas de envio do produto ao consumidor. Não há informações sobre o lançamento dessa versão em outros mercados.

Via Motorola