Arquivo para a tag: mini console

Arduboy, um videogame retrô do tamanho de um cartão de crédito

by

Arduboy

O Arduboy é mais um projeto que passou pelo Kickstarter com muito sucesso. Agora, ele começa a chegar aos primeiros compradores em sua versão final.

A filosofia por trás do Arduboy é a de criar um gadget diminuto para jogar os games, mas também um dispositivo para criar e compartilhar jogos. O produto se assemelha ao Game Boy, inclusive nos circuitos que integram sua pequena tela de 1.3 polegadas.

Sua construção combina metal e policarbonato, o que dá a aparência de ser bem resistente. Seu tamanho corresponde com o de um cartão de crédito (85,60 x 53,98 mm), e dá margem para uma boa quantidade de personalização.

Arduboy-02

A intenção aqui não é criar um console potente, mas sim emular jogos do passado de forma simples e financeiramente acessível (US$ 39), que chama a atenção pelo seu design. Tenha sempre em mente que estamos diante de um gadget baseado no Arduino, que é completamente programável.

Vale destacar que temos aqui uma tela OLED, espaço para os botões de jogo, alto-falantes e bateria de 180 mAh, que oferecem excelentes 8 horas de jogo. Complementa o hardware 2.5 KB de RAM e 32 KB de armazenamento.

Arduboy-03

Além do Arduboy, existe uma variante chamada Tetris MicroCard, baseado no mesmo sistema de hardware, mas com configuração diferente na coloração de tela e botões. É mais caro (US$ 49) e já vem com o game Tetris carregado, e imaginamos que o produto pode rodar os jogos de nossa preferência, desde que seja programado para isso.

Tetris MicroCard

Mas estes consoles não estão sozinhos nesse universo de micro videogames. Temos ideias parecidas baseadas nas placas Arduino, que apostam na nostalgia dos gamers. Os projetos mais chamativos são o PocketChip e o PIGRRL Zero.

mini-consoles

A seguir, vídeos dos primeiros compradores do Arduboy testando o produto.

 

Via Arduboy

PocketCHIP, um micro console que cria e modifica games

by

PocketCHIP-01

O PocketCHIP é um mini console baseado no CHIP, e conta com tela touch resistiva de 4.3 polegadas (480 x 720 pixels), onde o mais curioso do conjunto é o seu teclado QWERTY, que servirá de método de controle, além de permitir a introdução de dados para a criação e modificação de jogos.

O dispositivo tem uma carcaça que é perfeita para receber uma placa Raspberry, que associado com o PICO-8, um videogame virtual que vem pré-instalado no PocketCHIP, oferece as ferramentas necessárias para criar jogos, com riqueza de detalhes, incluindo códigos, sprites, sons e outros elementos.

O PocketCHIP está chegando aos seus primeiros compradores ainda nesse mês de maio, e o produto final chegará ao grande público em junho, com um preço de apenas US$ 49.

PocketCHIP-02

O produto tem uma certa modularidade. Por exemplo, se no futuro eles atualizarem o cérebro do equipamento (o CHIP) por outro mais potente e mantém as formas e conexões, é possível atualizar o PocketCHIP sem maiores dificuldades. Seus criadores abrem um leque de possibilidades de uso para o produto, e até criaram óculos para ver os conteúdos produzidos com maior nível de imersão.

Em tempos onde a mobilidade está em máxima evidência, e os games estão sabendo se aproveitar do momento, projetos como esse podem se dar muito bem junto aos desenvolvedores independentes e usuários com perfil de consumo alternativo de jogos. Só me pergunto se será algo prático programar jogos em um teclado tão pequeno. Que ao menos os códigos de programação sejam simplificados, para que a experiência seja um pouco menos traumática.

Vídeos demonstrativos a seguir.

 

Via CHIPPocketCHIP